um grande garoto

Bom, essa história que vou lhes contar, não é recomendado para pessoas com o coração fraco e de preferência tenha uma toalha ao seu alcance. Pode despertar angustia, alegria em certos momentos, mas a tristeza é profunda a cada capítulo. Segure seu coração e vamos lá! Você já avistou um anjo? Tô falando muito serio, aposto que em algum sonho você já viu. Aquela pessoa com um brilho ao seu redor, que transmite paz por onde passar, sabe acalmar nos piores momentos. É, um anjo. Uma pessoa assim só aparece uma vez em sua vida, para ficar ou só deixar um recado e boas lembranças. No meu caso, eu ainda não sei, mas vocês podem descobrir comigo. Sabe aquela pessoa que você não vai com a cara? Eu via ele assim, um idiota que só queria distância. Não cheguei a conversar com ele nessa época, só sabia sobre ele o que os outros me falavam e não eram coisas boas. Mas até que um dia, eu vi ele quieto e sozinho. Achei bem estranho, pois sempre estava alegre e brincando com tudo. Como todo muito passa por problemas nessa vida, resolvi ampara-ló. Nesse momento já sabia dos problemas dele, dos vícios e das perdas, por conta de uma amiga. Procurei não falar muito, só ouvir, sem jugar, tentar alegra-ló. Não tive um bom começo, admito, mas logo foi se soltando, foi contando seus problemas ao natural. E olha, descobri que ele não era nada do que eu pensava, era um garoto com grandes turbulências em sua vida, tentando esconde-las, jogando a poeira por d’baixo do tapete. Pude ver em seus olhos um brilho, de vontade, de força que estava dentro de si. Cheguei a sentir um arrepio, uma sensação de paz. Ele não era apenas um garoto, era um anjo, meu anjo. Desde esse dia, não nos desgrudamos por um segundo, estávamos completamente apaixonados. Um menino teimoso, chato, que ama desenhos e conseguiu roubar meu coração. A cada dia que passava, descobrimos mais coisas em comum e o amor só aumentava, pensava que não tinha como isso, mas acabei descobrindo que sim, tinha. Pela primeira vez em minha vida, me sentia feliz completamente, estava tudo perfeito, um conto de fadas, um sonho que virou realidade. Fizemos planos para o presente e futuro, viagens, casas, filhos e todos nossos desejos juntos. Até que um dia, percebi que ele tinha mudado, estava frio e quieto. Fiquei preocupada e perguntei o que estava acontecendo, só me disse que não era nada e tudo iria ficar bem. Aquilo não me pareceu coisa boa e minha preocupação só aumentava. Ele sabia que sou auto protetora, sabia que não deixaria assim. Mas uma vez, fui até ele e perguntei, me disse que queria um tempo para ficar sozinho e digo há vocês, essas palavras doeram como um soco na cara. Vendo que não tinha jeito, deixei ele só. Por alguns momentos deixei, logo voltei a perguntar o que estava acontecendo e mais uma vez ouvi aquelas benditas palavras. Passou algumas semanas e nada dele melhorar ou falar o que de fato estava acontecendo, pois estava na cara que tinha algum problema e eu só queria ajudar. Se passaram alguns dias e ele veio falar comigo, disse que estava passando por alguns problemas e acaba fazendo besteiras, se sentia super mal, sem saber o que fazer, só queria ficar sozinho, por medo de machucar alguém, principalmente a mim. Fiquei ali, tentando colocar na cabeça daquele teimoso que queria ajudar de alguma forma, mas nada adiantou, ele se isolou mais uma vez e nada pude fazer. Mais alguns dias se passaram e recebi a tal noticia que tanto temia, era o fim. Já sabia que isso iria acontecer, mas tentava não pensar nisso, pois doía e muito. Respirei fundo, enxuguei minhas lagrimas e tentei me conter. Não adiantou muito, logo estava eu lá de novo, aos prantos mais uma vez. Uma sensação de que tinham tirada algo de mim, não conseguia respirar, um frio se apoderou de mim, uma dor inexplicável. Passou mais alguns dias e continuava nessa situação, ele lá sofrendo, fazendo besteira e eu aqui, sofrendo, querendo ajudar. E tinha voltado ao inicio, estava sabendo dele por uma amiga, já que não queria falar comigo. Algo que ele sempre falava “estou fazendo isso pelo seu bem, só estou pensando em você”, não conseguia mais ouvir isso. Não queria que pensasse em mim, nem eu pensava em mim naquele momento, só tinha ele na cabeça, uma tremenda vontade de ajuda-ló. Em uma manhã, depois de uns dias do termino do relacionamento, recebo a noticia que ele se encontrava hospitalizado, em coma induzido. Não desejo o que eu senti há ninguém! Fiquei sem chão, cheguei a pensar que era melhor eu morrer, comecei a chorar e desejar que tudo aquilo fosse um pesadelo, que iria acordar e reencontrar meu anjo. Só que infelizmente era realidade e aquele sonho se tornou pesadelo de uma hora para outra. Um dia parecia uma eternidade, uma tristeza sem fim, uma tempestade em meu ser. Meu sonho tinha acabo? Por nenhum momento pensei nisso, sabia que isso era só o começo. Sabia que iria sair dessa, que descobriria sua força uma hora ou outra. E esse dia chegou, aqueles olhos azuis estavam abertos mais uma vez. Mesmo estando distante, abracei ele mentalmente, pude sentir seu calor ao meu redor, sorri como nunca. Meu anjo tinha voltado, dava pra acreditar? Só que não para mim, ele ainda não tinha voltado para meus braços. E é assim até hoje, tem um anjo longe de mim, mas presente em meu coração. E sim, existe pessoas feitas uma para outra, mas não feitas para ficarem juntas, talvez o destino nos surpreenda e voltamos nos encontrar algum dia, quem sabe né? Mas sei de uma coisa, essa história só esta no começo.
—  Só o começo, meu anjo.
youtube

“Killing me softly with his song” in About a boy