transforma-se

“Viaţa merge înainte.” . Cred că fiecare persoană a spus asta măcar într-un moment din viaţă.
În primul rând, ar trebui să ne încurajăm în momentele dificile. Viaţa din faţă are la fel de multe mistere şi minuni ca şi viaţa din urmă. Acolo vor fi noi oportunităţi pentru a zâmbi şi a iubi din nou, noi succese şi noi împliniri.
Faptul că acest lucru este greu de crezut atunci când inima te doare şi ochii îţi sunt orbiţi de lacrimi de disperare, nu schimbă adevărul.
În al doilea rând, trebuie să fim conştienţi că nimic nu durează pentru totdeauna, nici măcar tristeţea. Lacrimile de astăzi, mâine se vor transforma în zâmbete.
Nu trebuie să trăim în trecut, pentru că prezentul şi viitorul ne aşteaptă. Dacă nu facem noi ceva pentru a fi fericiţi, atunci nu va face nimeni. Doar noi ne putem ajuta. Deci trebuie să învăţăm lecţia şi să mergem mai departe, pentru că cine nu învaţă lecţia trecutului este condamnat să o repete.
Nu contează cât de tare doare, timpul trece şi nu se opreşte în loc pentru durerea ta. Viaţa merge înainte şi tu trebuie să faci la fel: să mergi mai departe. Orice ar fi, să ţii capul sus şi să speri că totul va fi bine.
—  amintirea-lui-nu-moare-nicodata.tumblr.com
Ainda que por um segundo você duvide, Ele está sim olhando para você!Neste dia o Senhor te diz, Filho, Filha tende bom ânimo sou Eu, Eu estou com você, esta dor, esta aflição não vai te consumir, Eu estou com você, não se assuste, hoje você não entende, mas um dia você irá entender o porquê de tudo isso.Você é forte. Em mim você é forte. A sua fraqueza em mim se transforma em força.Filho, Filha estou contigo, não temas, eu sei que é difícil mas siga adiante, Eu estou contigo!
Trebuie sa acceptam faptul ca totul are un sfarsit.
Prieteniile mor mai repede decat ne-am putea imagina, amintirile isi pierd farmecul in valtoarea prezentului si iubirile se transforma in instrainare mai devreme sau mai tarziu.
Oamenii care candva insemnau totul pentru noi devin straini si raman doar cateva ganduri scrise pe spatele unei fotografii.
Quem disse que fatos científicos são verdadeiros? O amor me provou que a distância não separa corações, que polo positivo não é atraído por negativo, que a hora nem sempre tem 60 minutos, quando conversamos com quem amamos a hora se transforma em segundos. O amor sincero ultrapassa os limites físicos, geográficos, matemáticos. Afinal, quem disse que tem limites quando o assunto é amar?
—  Patrícia Biz, sobre Jhonatan Stuartt

você olha o sol se pondo e não consegue entender a magia, não consegue absorver a luz como a cidade que a absorve e se transforma no laranja mais sensível e forte do mundo. do mesmo modo você não consegue captar meus tons, minhas mudanças drásticas, meus tempos banhados pela luz suave e triste da lua solitária. você me olha e vê as minhas curvas, mas não como quando a gente olha as nuvens e vê todos os seus contornos e quer que eles se desfaçam e nos engulam. você não quer entrar na minha vida como alguém que se lança ao mar sem medo sem dó de si sem olhar pro lado. você só quer entrar em mim, e olhar pro lado, antes durante depois. você nunca me viu porque eu soube e sei ser pra você apenas o que você espera que eu seja.

você não vê além do que quer. e eu sou além do que você quer (mas me faço menor para que você sacie sua pequenez).

Cap. 2015 pág. 179 de 365

De repente llegas,
y lo sé porque se encienden mis luces,
y todo se transforma en poesía.
De repente llegas como aguacero en sequía,
y yo comienzo a bailar,
con la música de tu voz.
De repente llegas,
y lo sé por los volcanes,
y porque todo dice tu nombre.
De repente todo gira del lado contrario del reloj
y  comienzo a sentir de nuevo la eternidad en las manos,
porque llegas, amor.


M. Sierra Villanueva 

Eu gosto da paz que o nosso amor traz no fim do dia. A nossa noite se transforma numa eterna brincadeira de buscar estrelas e adivinhar onde está o céu da boca. Você ainda quer vim comigo apanha-las? Ou prefere ficar aí sentado, só me olhando? Creio que a primeira opção tem mais aventura no caminho, o que você nem sonha em dispensar. Já a segunda.. não descarte. Eu gosto quando você me olha com esses olhos de mel e me diz coisas que nenhum decifrador de estórias conseguiria me contar. Eu gosto desses teus olhos porque eles me abraçam; me sussuram no ouvido que me olham com muito afago. Eu gosto porque é você quem ta me olhando, assim, de ladinho, do teu jeitinho. Eu te enxergo de todas as formas que nenhuma outra teve a coragem de te enxergar.

Eu admito a ousadia em querer-te mais uma vez em nossa eternidade de linho porque me vejo bordando em ti todos os pedacinhos de mim. E vice-versa. Eu queria que, com esses teus olhos, tu conseguisse enxergar o meu lado mais bonito; aquele que só tu conhece. Porque é pra ti, meu amado. Desce tua língua sobre meus cacos de vidro e desvenda o meu segredo. Eu tenho mistérios e façanhas que nunca foram despidas. Apenas vistas. Ninguém nunca teve a curiosidade de lê-las. Imaginação é o mínimo que podem fazer para me entender. Aproveita e me arranca a alma. Me despe e serás o primeiro a enxergar além do que sou. O mais bonito da vida.

~ Metamorfose

A (minha) poesia

As palavras me puxam para um mundo que eu tenho medo de entrar por inteiro, fico com um pé fora e outro dentro; e se eu não conseguir voltar? o que farei de uma vida presa a um amor existente no infinito dos seus olhos e do seu sorriso? Eu preferia que fosse uma idealização barata, efêmera e fútil mas eu estou perdida em pensamentos subjugados pela minha plena sensatez. Eu ainda não sei se o meu erro é quando não me disponho a seguir minhas descargas de endorfina ou se são os instantes em que chego tão perco do meu núcleo e tudo se transforma em branco e eu só ouço as batidas da solidão. Desconfio que seja o choque entre os dois. Fibrilação. Não há nenhum ação. Você é poesia da cabeça aos pés,e eu quero escrever você nos meus dias bons e ruins,chuvosos ou ensolarados. Seja em casa,ou no banco da praça central.

Lisbela

Aquela olhada básica nas redes sociais antes de dormir que você acha que só vai durar 10 minutos mas se transforma em 3 horas
Todos tenemos:
una canción que se transforma en una persona al cerrar los ojos.
Un perfume que nos transporta inmediatamente a un recuerdo.
Un lugar que nos llama a quedarnos ahí para recordar lo que ahí vivimos. Un “en línea” que nos pone nerviosos o tristes.
Un mensaje, una llamada y una visita que siempre vamos a esperar.
Todos tenemos a una persona por la que siempre vamos a querer romper las reglas que nosotros mismos nos hemos puesto. Porque todos tenemos un amor imposible.
Todo, absolutamente todo es una puerta; puerta al viento y a la carne, puerta al tiempo y a la obsolescencia de los recuerdos; puerta a lo que se toca y no se puede ver. Caminamos sobre las cuerdas de la incertidumbre, sobre esa marea serena que siembra interpretaciones infinitas sobre nuestros pechos ingenuos. Los vemos todo, lo creemos todo pero cuando cambian las luces, cuando el sol se transforma en esa bolita de luz tímida que metaforiza nuestra existencia, ahí todo se vuelve ajeno, ajeno a ti y a mi, ahí todo es metamorfosis anacrónica, inevitablemente, el sin sentido aparece y se revuelca con nuestras apariencias. Todo es una puerta, puerta al retroceso o la insurrección, puerta al deseo disfrazado de pánico, a la muerte hecha esperanza, todo, todo es una puerta, a la vida o la tumba, a los gritos, a los besos; el camino no existe, existes tú, existo yo, el resto, lo he repito mil veces, es solo otra puerta.
—  Awqapuma
Stii? Cineva mi-a spus ca durerea se diminueaza odata cu trecerea timpului, ca lacrimile de azi se vor transforma maine in amintiri pretioase. Ca oricat de greu mi-ar fi trebuie sa tin capul sus si sa nu scot niciun cuvant despre modul in care ma simt; ca oamenii sunt rai si chiar si cei mai buni prieteni ma invidiaza, ca iubirea doare si imbratisarile pot fi cele mai perfide arme uneori.
Acel cineva erai chiar tu! Oare incercai sa ma pregatesti pentru momentul in care aveai de gand sa pleci?
Esta no es la típica acusación en donde mi querer hacia ti se transforma en odio y veneno; de hecho, vengo a darte las gracias porque descubrí facetas que ni yo conocía en mí, mentiría si no dijera que me gustó y fue lindo, gracias por lo que fue y por lo que no, también.
—  Dedicatorias con toda la intención, Turista A

(Imagen: angelandluci)


Tal vez la vida no tenga ningún interés en que te conviertas en una persona ‘sanada’, 'iluminada’ o 'espiritual’, y que sólo a través de ser exactamente lo que eres aquí y ahora puedas llegar a tocar la salvaje vitalidad de lo que eres. Lo que eres jamás podría ser transformado porque ya es íntegro y completo, tal y como es. La totalidad no se transforma de una cosa a otra, más bien transforma todo lo que toca. Quizás no se trate de conseguir más amor, más gracia, o más experiencias especiales, en última instancia. Quizás lo único que se te pide es arder un poco más - permitirte ser forjado, fundido, moldeado a mano hasta convertirte en un cuenco a través del cual el amor pueda derramar sus cualidades hacia este mundo.

- Matt Licata



Questionaram-me sobre a eternidade...

É como na decomposição, depois de mortos os corpos servem de alimento para os vermes, adubo para as plantas, a energia se esvai, mas não acaba. Aos sentimentos podemos aplicar a mesma lógica, o amor não se acaba, ele se transforma, em raiva, ódio, afeto, carinho, apego… Somos eternos, assim como o que sentimos, nunca tem fim.

SANTOS, Ana Carolina.

Por favor, me escreva

Juro que não me importo com a caligrafia ou os erros gramaticais. Juro que não faço questão de metáforas ou poesias. Escreva algo simples. Escreva algo pequeno, mas, por favor, escreva algo sincero. E, se sinceramente, me chegar uma carta sua sem data, vocativo ou assinatura, dizendo sereno “te amo” meu dia se colore, meu peito se esquenta e a saudade cruel se transforma em sorriso. Por favor, me escreva. Sem formalidade. Sem correção gramatical. Sem a letra desenhada em curvas. Escreva. Escreva apenas umas frases pequenas. Escreva para matar minha saudade. Escreva que uma palavra sua vai me bastar. Escreva “oi” e traduzo o resto… E imagino mil coisas… Nós dois na praia… Viagens espaciais… Juntinhos para sempre… Seu corpo colado ao meu… A eternidade aos nossos pés…

Por favor, me escreva.

Liza Bolarg