tr:de

Oi, Jesus.

A situação aqui não esta nada boa. Eu realmente não sei mais o que fazer. Todas as tentativas tem sido em vão. Não estou sabendo como carregar o peso. Me sinto sozinha, frustrada. Às vezes, eu choro baixinho, por que dói tanto, sabe? Tento ser forte, porém não é sempre que dá. Não tenho costume de me lamentar, nem reclamar. Mas hoje, não consigo sequer, olhar para o céu. Ah, Jesus, ainda bem que Você me conhece bem e esta pertinho de mim; eu O sinto. Preciso tanto do Seu colo, Jesus. Tanto. Estou desabando; sinto como se o medo, estivesse tomando conta de mim. É desesperador. Por favor, não permita isso. Por favor. Por favor. Tome conta de mim, primeiro. 

flickr

Marble Caves, Chile

Silêncio.

Nos calamos quando deveríamos dizer que não. Fingimos não ver quando deveríamos intervir. Rimos quando deveríamos fechar a cara. Julgamos enquanto deveríamos ajudar. Nos vingamos quando deveríamos perdoar. Aceitamos o que é errado quando deveríamos lutar e fazer o que é certo. Não foi isso que Ele nos ensinou, não é isso o que Ele quer. Jesus foi quem mais nos ensinou que não devemos nos calar só porque outros acham certo o que na verdade é errado. Jesus foi quem mais mostrou que mesmo que aquilo te custe tudo é preciso fazer o certo e não o fácil, mas parece que a grande maioria de nós não entende que ser como Ele é exige atitudes como as Dele, atitudes inclusive que nos tiram de nossa zona de conforto e nos fazem ir contra o mundo. 

carol giovannini, chance com Deus.