to com saudade de vc

Hoje estava numa roda com minhas amigas, e todas falavam, "nossa eu preciso beijar", e eu disse "eu tbm, só que é uma boca especial", e realmente é né. Ahhhh!!! Aqueles lábios, você me faz sentir uma coisa que acho que nunca ninguém fez, sabe talvez esse nosso lance seja meio errado, mas você de alguma forma me faz sentir especial, única entendeu? Eu gosto de ficar com você, mas não de estar apaixonada, porque eu sei que isso é totalmente uma furada né kkkk, mas sabe nem faz tanto tempo assim, e já tô com uma enorme saudade de vc dentro de mim, do seu beijo Talvez eu escreva isso e daqui há um tempo tudo isso acabe, porque sempre é assim né, o pra sempre, SEMPRE ACABA, e de alguma forma tudo aquilo que era tudo de bom, vira totalmente terrível, mas enquanto o pra sempre ainda não acabou, vamos de novo?

- Texto maravilhoso ( juuoliveira )

9

Pabllo Vittar ♡

  • Like or reblog
  • © on imagens

oi amores, td bem com vcs ? poxa que saudade de postar aqui.Bem, eu estava assistindo uma entrevista da capricho com a Pabllo e decidi postar uns icons, provavelmente vou postar mais icons dessa rainha pois quase não tem icon dela aqui no tumblr, espero que gostem.

anonymous asked:

olá, o que fazer quando vc tá com saudade de uma pessoa mas nada colabora pra vcs se verem? 💔

faz acontecer! não deixa essas coisas pro destino não. corre atrás!

Porque faz tempo, tanto tempo. Faz tempo que as coisas não andam como deveriam andar. Faz tempo que o trêm saiu do trilho e mudou a rota. Faz tempo que a chuva não vence o “limpa-limpa” no parabrisa do carro. Faz tempo que a força da mão na caneta não é suficiente para rabiscar nem o próprio nome, que dirá o que anda acontecendo. Faz tempo que a concentração não é a mesma, muito menos a força de vontade. Faz tempo que a resistência sobre você acabou, e faz tempo, também, que você pressiona meu coração com um ar de “quero mais” e com o ego estabelecidamente elevado. Faz tempo que você bagunçou tudo e a bagunça foi recíproca. Porque, admita, faz tempo que eu mexi com você também. Faz tempo que a coragem de desabar e gritar o que anda preso sumiu, e desde então, faz tempo que eu venho tentando achá-la novamente. Faz tempo que anda tudo sufocado na garganta, faz tempo que eu venho me esforçando para engolir. Faz tempo que tentar dizer o efeito que você causou é tão difícil quanto guardar só para mim. Faz tempo que a vida anda complicada, irrelevante e mentirosa. Faz tempo, pouco tempo, que você chegou. Faz tempo, pouco tempo, mas faz tanto tempo.
—  (samesshit)
Quando eu chorei dizendo q te amava tu mal se importou, agr q eu to de boa vc vem com papinho de q ta com saudades? kkkkkkk vou até rir dessa, tu tem mais é q tomar bem nesse cu
Capitulo 59

Primeiramente, estou com saudades de escrever  e sinto falta das mensagens de vcs.

Segundo eu ainda não estou de férias, falta uma semana =( então postarei o próximo em breve.

Terceiro obrigada a todos que acompanham a fic desde o inicio, vcs são demais, e obrigada por não me xingarem nas msgs. kkkkkk

CAPITULO 59

Ela entrou no banho segurando uma das minhas mãos e me puxando, antes de entrar ela olhou em meus olhos acariciou meus cabelos, e me puxou para próximo, seu doce sorriso e seu olhar fixado ao meu me fez estremecer, foi intenso.

Ela suavemente passou uma das mãos pela minha nuca e desceu lentamente com as pontas dos dedos por toda as costas até chegar na bunda terminando com uma apalpada, me arrepiei por inteira. Sentia o toque quente das suas mãos em minha pele, e os seus seios encostados aos meus. Ela ainda me fitava e aproximou sua  boca a minha, eu avancei nela com uma ganancia e procurei sua língua para chupa-la. Ela acalmou o beijo tornando lento, meus lábios sugados lentamente e nossas línguas procuravam uma a outra. Terminei com uma mordida em seu lábio inferior que a fez gemer.

Os beijos foram seguidos para o pescoço e ela passava a língua, beijava mordia e sugava em cada pedacinho dele, sentia meu corpo latejar de desejo e meu intimo molhado ansiava por um contato. A cada mordida ela levava uma forte arranhada nas costas a deixando cada vez mais empolgada.

Seus beijos foram descendo lentamente e sua língua molhava a minha pele, ela chegou em meus seios que estavam totalmente enrijecidos, ela os rodeava com a língua.

- Aaah para de brincar – eu disse gemendo

Ela continuou a fazer, ignorando meu pedido. Levei uma das mãos em sua cabeça e pressionei fazendo com que ela abocanhasse logo um dos seios. Ela ria do meu desespero por aquilo.

Agora ela chupava e acariciava o outro, sua boca engolia o seio e sua língua brincava com o mamilo enrijecido alternando em uma mordida e uma lambida bem devagar, ela alternou para o outro mamilo e me fazia gemer alto me deixando cada vez mais molhada. Minha mão em seus cabelos os puxava a cada mordida mais forte, e ao mesmo tempo eu puxava e pressionava para que ela o engolisse por inteiro.

Ela sugou com força e soltou me fazendo soltaar um “ Huuuuummmmmm” ela ergueu a cabeça encarou meus olhos, sorriu e foi ao meu ouvido.

- Ta gostoso? – ela sussurrou sexy

- Ahhhhh Vanessaaa deliciosoo – gemi pra ela.

- Você quer mais? – ela ainda sussurrava em meu ouvido e deu uma mordidinha na ponta da orelha.

- Você sabe que sim, para de provocar e continua  - disse avançando em seu pescoço e lhe dando um beijo.

- Pede com carinho – ela dizia sorrindo passando a língua por toda a orelha

- Amoor vaai . – disse tentando conter o desejo

- hahahahahahaha esse é seu melhor? – ela continuou descendo e beijando lentamente, passou pelos seios o umbigo e chegando no meu sexo, parou e me olhou sorrindo.

- Por favor continua - soltei um gemido e empurrei sua cabeça para baixo fazendo ela abocanhar o meu grelo.

Eu sentia sua língua bem devagar subindo e descendo, ela chegou no meu ponto mais sensível e eu me retorci apoiada na parede. Puxava os seus cabelos, apertava os seus seios e ela continuava a me chupar cada vez mais rápido e mais gulosamente. Eu só conseguia gemer e gritar por mais e mais, no meio das suas chupadas ela me introduzia dois dedos no meu interior e com o polegar ela contorna meu clitóris. Eu estava ficando louca, de tanto tesão. Até que cheguei no ponto G. Foi maravilhoso foi incrível, como sempre tem sido em todos os sexos, ela me abraçava ainda de joelhos e sorria olhando para cima.

- UAU – falei.

Ela gargalhou e disse – Foi bom? –

- Incrível – respondi a ela.

Ela se levantou sorrindo me abraçou e beijou meu pescoço. Fomos para o banho, sim aconteceu de novo. Aquela noite era especial e o sexo com amor era uma forma de comemorarmos o nosso noivado, afinal deu tudo certo.

Estávamos exaustas e o dia estava quase amanhecendo, deitamos na cama de conchinha e esperamos o sono chegar.

…….

Os próximos dias foram de preparativos, Vanessa queria tudo para ontem fizemos os convites e distribuímos para familiares e muitos amigos. Alguns de nossos parentes não gostaram da ideia e acharam esquisito, já outros confirmaram e acharam interessante. Eram opiniões diferentes, eu estava tranquila não me importava com o que falavam, eu só queria realizar o meu sonho e me casar com aquela mulher incrível que ganhou meu coração a cada dia.

Nossos dias foram turbulentos, muita coisa para organizar e muitos detalhes para escolher. Até que enfim chegou o mês esperado estava próximo, faltavam alguns dias para o casamento e o frio na barriga só aumentava.

Era dia de ensaio, todos os padrinhos estavam no local. Max entraria de noivinho junto com a pequena Júlia, ela era filha de Sara uma amiga da faculdade, não tínhamos  muito contato depois da formatura, mas Sara foi e ainda é uma das minhas melhores amigas.

A pequena Júlia era um doce, sua pele branca e seus cabelos negros lhe deixava ainda mais linda. Ela e  Max se tornaram amigos rapidamente, em todos lugares estavam juntos correndo pra lá e pra cá. Vanessa permanecia sempre ao meu lado, me ajudando em todas as escolhas.

Sara era uma linda mulher, muito atraente. Confesso que na época que ela se permitiu uma aventura comigo, ela era muito mais descolada. Hoje depois de casada e com a pequena Júlia ela esta um pouco mais reservada e acanhada. Nós aprontamos muito na faculdade, éramos as loucas nas festas. A gente pegava geral nas festas, íamos sempre juntas e ficávamos com quem quiséssemos, mas quando dançávamos todos os desejos despertavam e saiamos de lá direto para o quarto. Era incrível como sempre em todas as festas chegávamos e saiamos sempre juntas, uma cuidando da outra. Tínhamos uma sintonia incrível, em todos os sentidos e depois de tanto tempo eu sentia que aquela velha Sara ainda estava ali, debaixo daquela roupa social e atrás daquele óculos. ……. juhelettysilva-lovePaarabéns Linda