tinhas

Sinto falta dos clichês, das surpresas em dias sem motivo, de passar horas e horas conversando e o assunto nunca acabar, de deitar e simplesmente ficar admirando o rosto um do outro. Sinto falta quando eramos só nós dois, mas o mundo tinha de se meter e tirar nosso precioso tempo.
—  Acreditar, uma questão de perspectiva.

One Shot Niall Horan

  • Pedido por @girlhorandirection - Pode faz um do Niall em que eles tem 2 filhos( um bebê e outro que tem entre 5 a 7 anos) e o filho deles mais velho tem ciúmes porque ele acha que os pais não ligam mais para ele só para o bebê, ai um da a S/n tem que sair e deixa o Niall e os dois em casa e o maior entende que eles dão mais atenção ao mais novo porque ele é bebê ainda.


O começo do dia é sempre agitado na casa dos Horan, às vezes eles são acordados pelo choro escândalo de Tomás às cinco da manhã, quando o menininho dá um sossego, ele acorda às seis. Não que (seu nome) e Niall reclamem desse detalhe, nada faria eles arrependerem de ter tido mais um filho.

— Niall, onde está o Leon? — (seu nome) perguntou enquanto tinha Tom no colo, ele estava com o dedo todo babado na boca.

— Eu não vejo ele há algum tempo… — Niall disse enquanto ligava a televisão.

— Como assim? Eu estava com o Tom, você deveria estar de olho nele. — a mulher disse ainda parada próxima a escada.

— Eu estava fazendo mamadeira e depois lavando o que sujei enquanto você fazia o Tom parar de chorar, eu meio que não consigo fazer duas coisas ao mesmo tempo. — ele mudou para o canal de golfe.

— Pode ir desligando a televisão, eu vou sair e você vai ficar com eles. — (seu nome) saiu da sala antes de ouvir Niall reclamar.

A mulher caminhou pelo corredor do andar de cima a procura do filho mais velho e não o encontrou no quarto, talvez ele estivesse na sala de brinquedos no andar de baixo, mas antes que saísse viu a porta do guarda roupas a aberto, ela caminhou até lá e quando tentou fechá-lo algo impediu.

— Você está aqui. — ela disse assim que abriu a porta vendo o filho escondido.

— Não estou! — ele tentou fechar a porta novamente.

— Para com isso, amor… Venha ficar com o papai, a mamãe vai sair. — (seu nome) tentou convencê-lo.

— Papai fica com Tom, eu fico aqui. — o menininho cruzou os braços sobre os joelhos.

— Vem! Tenho certeza que vão se divertir. — Leon olhou para o mais novo que comia os próprios dedos antes de aceitar a mão da mãe.

— Você quer algo do mercado? — a mulher perguntou enquanto caminhava em direção a sala.

— Você vai esquecer… Igual o papai. — o garoto disse baixo.

— Não vou não. — ela riu abaixo — Seu pai esquece muitas coisas quando peço que ele vá comprar, então eu estou indo hoje.

— Eu quero Haribo. — o garoto disse sem animação porque as outras vezes que ele só chegaram algumas coisas de seu irmão.

— Tudo bem, ajude seu pai a tomar conta do Tom.

O garoto queria protestar, ele não queria ficar com seu pai vendo-o paparicar o mais novo enquanto o deixava de lado como se não importasse mais, ele se sentia deixado de lado depois que o irmão nasceu.

(Seu nome) entregou o bebê ao marido e depois de dar um beijo em cada um deles, ela pegou a bolsa e saiu de casa rumo ao mercado.

— Então filho, o que você pediu a sua mãe? — Niall perguntou enquanto tinha o filho mais novo passando a mão babada por seu rosto.

— Eu pedi Haribo… Espero que ela não esqueça. — o menino se sentou no sofá.

— Eu pedi batatinha, podemos dividir. — ele sorriu olhando o garoto e logo fez uma careta — Poxa, Tom… Você só esperou sua mãe sair para sujar a fralda.

Niall se levantou chamando Leon para o acompanhar até o quarto do bebê para que o ajudasse a trocá-lo. Os três entraram no quarto decorado com carrinhos e Niall deixou o mais novo sobre o trocador sob a vigilância do irmão enquanto pegava as coisas necessárias para fazer a troca e limpeza.

— Filho, agora você vai ver que bomba fedida o seu irmão é. — Niall disse enquanto abria fralda com uma careta.

— Eca! — Leon tapou nariz e Niall desejou fazer o mesmo enquanto passava o lenço umedecido no bumbum branquinho do outro filho.

— Jogue no lixo para mim, por favor. — Niall entregou a fralda suja a Leon depois de tê-la enrolado — Eu vou vesti-lo antes que ele decida fazer xixi em mim.

Com cuidado Leon pega a fralda da mão do pai e caminha até o banheiro a atirando no lixo enquanto o pai continua no quarto passando talco e vestindo o mais novo. Ao terminar, ele veste a calça no pequeno que se distrai babando a mão e o pega no colo.

— Podemos descer novamente, tudo pronto. — os três vão para a sala e Niall coloca o menininho na cadeira - com a proteção para que ele não caía - que fica ao lado do sofá.

— Vamos assistir golfe. — Niall ligou a televisão depois de dar um mordedor ao filho mais novo.

Durante a partida, Tom choramingou algumas vezes por ter atirado o mordedor longe e não conseguir alcançá-lo, em todas às vezes Leon que teve que se levantar para entregar novamente o irmão que depois de um tempo parecia jogar de propósito.

— Agora eu sei porque ficam mais com ele. — Leon disse de repente com os olhos presos no irmão.

— O quê? — Niall deixou de olhar a televisão.

— Eu sou esperto, Tom é burro, ele não sabe fazer nada sozinho e nem pede para ir no banheiro. Eu sei fazer um monte de coisas.

— Ele não é burro, Leon… Ele é só um bebê, você foi assim também, filho. — Niall explicou.

— Você trocava minha fralda? — o menino perguntou espantado.

— Poucas vezes, sua mãe trocava mais. — Niall riu.

— Ainda bem que eu sou grande agora. — o menino riu satisfeito.

— Sim, daqui uns anos você que trocará o seu filho.

— Eca!

— Cheguei, meninos! — a voz de (seu nome) foi ouvida da porta e Leon correu para abraçá-la, ele não precisava mais se isolar, havia entendido que o irmão precisava de mais atenção e que isso só significava que ele é grande — Oi príncipe. Olhe o que eu trouxe. — (seu nome) estendeu o saquinho de doce que o filho pediu o vendo soltar suas pernas rapidamente.

— HARIBO! — ele pegou o saquinho da mão da mãe enquanto dava pulinhos de alegria.

— E olha o que eu trouxe para o meu bebê. — ela brincou levantando o saco de batatinha enquanto andava até Niall.

— Papai é um bebê! — Leon gargalhou alto.

— Se ele me começar a me chamar assim, vou te dar um apelido que você não vai gostar. — Niall riu puxando a mulher para o seu colo enquanto dava beijos em seu pescoço.

— Para com isso, papai, e abre aqui para mim. — Leon estendeu o seu saquinho de doce em direção ao pai.

— Tudo bem, senhor mandão.

E o mal entendido estava resolvido, Leon estava mais leve e feliz sabendo que os pais dava mais atenção ao irmão porque ele era um bebê e que com ele foi do mesmo jeito. Agora ele até queria ajudar os pais a cuidar do irmãozinho.



Espero que tenham gostado… ❤

Desculpe qualquer coisa, estou passando por um bloqueio de criatividade 😕 :/

- Tay

Depois de você.

depois de você, eu cortei o cabelo. três vezes. é que cada corte parecia não ser perfeito o bastante. também comecei a malhar, fazer ioga e tô até aprendendo uma luta chinesa.

depois de você, eu mudei de amigos. não que os antigos não fossem bons o suficiente, é que eles sabiam demais sobre você.

depois que você foi embora, eu comi todos os chocolates daquela cesta maravilhosa que você tinha me dado na semana anterior. e depois vomitei todos eles.

depois de você, eu voltei a morar com meus pais e deixei aquele nosso apartamento do jeito que você deixou. nem suas meias penduradas na cadeira da cozinha eu guardei.

depois que você me deixou, eu tô bebendo mais. até dei PT naquela baladinha indie que nós tínhamos marcado de ir. eu fui com aquela minha amiga que você nunca gostou.

depois que você foi embora, eu fiz um bazar. vendi todas as roupas do meu guarda roupa por uma pechincha só pra não ter que lembrar de você me dizendo que fiquei bonita naquele blazer azul.

depois de algumas semanas sem você, eu dei minha primeira risada. na hora pareceu um pouco errado mas depois tentei de novo e foi bom. eu nem me lembrava mais qual era o som do meu próprio riso.

depois de meses sem você, eu tô saindo com alguém. a gente foi comer sushi e eu quase lembrei daquela vez que você chegou de surpresa com um rodizio. quase.

e agora, depois de um ano sem você eu nem me lembro mais qual era seu nome do meio.

(mas acho que ainda sei de cor seu telefone.)

— Isabella Faria.

Jesus encontrava beleza nos lírios, felicidade no louvor e esperança em meio às crises. Passava dias acompanhado por centenas de doentes e, mesmo assim, tinha seu coração sensível ao drama de cada um deles. Cristo caminhou, por mais de trinta anos, entre a feiura e o lamaçal dos nossos pecados; e após esse tempo todo ainda encontrou em nós beleza capaz de fazê-Lo entregar Sua própria vida para pagar por nossas iniquidades.
—  Max Lucado
A solidão é algo que me faz ter medo de viver, mesmo que eu estivesse sorrindo para todos eu não me sentia bem, eu tinha um vazio enorme dentro de mim que não sabia como preencher e isso só ia crescendo cada vez mais e parece que as pessoas ao me redor perderão a sensibilidade, ninguém percebia, ninguém se importa com uma pessoa que mal sai de casa e que só tem vontade de ficar dentro do seu quato, me pergunto se isso é uma erro meu, por ser tão dependendo de atenção ou são eles que não sabem mais dá amor e um apoio, sinto falta de falarem coisa boas para mim, ou sobre mim mesmo, já tentei da pistas de que não estou bem, até já falei em alto e bom tom, mas ninguém liga, travo uma guerra dentro do meu ser, todos os dias quando tranco essa porta e quando me encontro com meu maior inimigo que no caso sou eu mesmo, eu queria de alguma conseguir me vencer e que apesar dessa grande solidão eu conseguisse me acalmar e viver bem, pois é disso que eu preciso, tenho que aprender a ficar bem comigo mesmo, pois em algumas momentos é assim que vamos está, “sozinhos”.
—  Cleidison Santos
Sua solidão o perseguia, ela já fazia parte do seu ser. Um dia a mais ou um dia a menos sem ela pra ele não importava, ele só suportava. Era triste por dentro, mas por fora sorria. Queria conquistar o mundo, tinha fé na sua solidão, tinha esperança de encontrar um abraço sincero. Ainda que tudo parecesse vazio, existia um céu sobre sua cabeça dizendo que não há limites, existe um infinito de possibilidades e quando menos se esperar, as coisas poderiam melhorar.
—  Israel Muniz.

@jadextigress

         Menino Sora é um bom menino, de fato. Sim, sim. Um ótimo menino! Ele lhe disse que tinha uma moça muito bacana que deveria conhecer porque ela gosta de tigrões! E como Sora queria fazer uma surpresa, não iria junto no encontro, mas lhe acompanhou até que a moça em questão estivesse em seu campo de visão. O garoto apontou para a mesma e lhe disse: “É ela, pode ir lá!”. Ah, e ele foi! Pulando como nunca já se viu, Tigrão foi ao encontro da moça e lhe derrubou de costas no chão. Que olhos bonitos ela tem!
          —- Olá, eu sou o Tigrão! Tê-Í-Gê-Érre-ÃO!

         —- Me disseram que você gosta de tigrões. Sabia que pular é o que tigrões fazem melhor?

Boa noite, pessoal <3 Estou indo dormir então vou deixar esse capítulo fresquinho aqui duas horinhas adiantado. Espero que vocês gostem, comentem dizendo o que acharam!


CAPÍTULO 7

“Não fomos apresentados. O meu nome é Jefferson Thomas. Sou o diretor da clínica psiquiátrica do 5º andar.” Informou, enquanto abria as persianas e deixava raios de sol iluminarem a sala. "Sente-se.” Com a cabeça, apontou para duas poltronas cinzentas diante de mim.

"Estou bem.” E continuei de pé.

Ele se sentou em uma cadeira negra revestida em couro, do lado oposto da escrivaninha, e me avaliou com os penetrantes olhos azuis.

"Por favor, sente-se.”

Soou como uma ordem então suspirei e fiz o que ele pediu.

Keep reading

lipedoscookies  asked:

....Eu só acho que isso, Não vai ajudar em nada, Eu só não quero...Que se corte. Isso vai ficar pra sua vida essas marcas vão fazer cicatrizes, e elas vão te perseguir pra vida toda, então por favor, não faz nada idiota... Não se corta, nem tenta se matar. Pensa em nós! Apesar de não estarmos do teu lado agora...(Falo isso porque provavelmente a gente vai se encontrar um dia) Estamos atrás da tela do computador, pensando em você. Então por favor, Espera mais um pouco, que a gente vai te abraçar!

Obrigado…. eu sei que vai ficar cicatriz mas acho que vai me fazer lembrar quanto vcs, minha familia e amigos se importam comigo, hoje acordei e não sei porque mais percebi como as pessoas se importaram comigo, mesmo sem eu falar oque eu tinha feito, minha familia(principalmente minha vó) se importam comigo, e meu gato ficou me seguindo sem parar(não e serio ele ta do meu lado) então muito obrigado!!

Você não era nada igual aos outros. Nada. Tinha olhos de uma cor tão linda, que eu nunca vir em nenhum outro olhar. Tinha um sorriso tão lindo, tão convidativo, te ver sorrir era como um convite a sorrir também. O som do seu sorrio, tinha som de inocência, de pureza. Eu sempre amei a criança que existia em seu riso. Seu andar, seu rebolado involuntário, seus passos medidos. Sua preguiça charmosa e irritante. Seu ar sexy. Sua voz. Ah! Sua voz! Ouviria ela todos os dias, do outro lado da linda, no toque do celular, nos auto-falantes da cidade, com sorte ao pé do ouvido. Suas mãos. Sempre gostei de pensar que elas tinha o encaixe perfeito para as minhas. Seu jeito, seus trejeitos. Suas manias, suas covinhas. As cicatrizes da sua alma, da sua pele. Seu coração. Seu amor. Sua companhia. Nada em ti era igual a qualquer outro. E foi isso que amei em você. Isso que sempre amarei em você. E se você fosse igualzinho aos outros? Amaria também. Porque ainda seria você.
—  C.

IT’S HARDER THAN YOU THINK. NO USING GOOGLE.
EVERY ANSWER MUST START WITH THE FIRST LETTER OF YOUR MUSE’S NAME.

PLEASE REPOST; DON’T REBLOG.

NAME. Elene
ANIMAL. Eagle
BOYS NAME. Elton
GIRLS NAME. Eleanor
COLOR.  …. Emerald? (well it’d be a shade of green but… Urgh I have no idea?)
MOVIE. E.T the extra terrestrial
SOMETHING YOU WEAR. Earrings?
DRINK. Espresso
FOOD.  Enchilada
SOMETHING FOUND IN A BATHROOM. Eyeshadow? my sis forgot hers there so… (if it was in portuguese it’d be so much easier… )
PLACE. Espírito Santo
REASON FOR BEING LATE.  Exhaustion?

I WAS TAGGED BY: @dukkemester (eu ainda nao tinha feito essa)

TAGGING: @timidplum || @fearbehindasmile (for Danny) || @thereaperqueen || @thievinggentleman (for Jigen) || @icharibaxchode (for Saburo )|| @modusoperandi (for Lana) and whoever forgot to eat today. (also go get some nutrients)

Não fique se lamentando pelo o que não ficou, tampouco pelo que não foi como queria. Olhe pro céu e agradeça, pois nada é em vão, nada é por acaso, tudo tem um propósito. Se não faz parte da tua vida mais, é porque não tinha que ser desde o começo. Mas é que a vida tende a complicar as coisas pro nosso lado só pra nos ensinar que levantar é o espetáculo de existir.
—  Esgotada.
Aproveite a oportunidade da vida. Não o desperdice o que você gosta de fazer, ou o que você sempre tinha vontade de fazer. Lute, conquiste, vá atrás dos seus objetivos. Lembre-se, oportunidades temos várias, mas a vida só temos uma. Por isso temos que nos levantar, nos colocarmos de pé e seguir em frente. Para conseguirmos o que tanto queremos. E para conseguir, é necessário passar por certos processos. Processos esses, que quase ninguém quer passar. Ah um grande ditado que é rodeados sobre nós: Sem luta, não há vitória. Levanta-te.
—  Alef Santos & João Fontinelly.
Saudades dos seus conselhos. Saudades das suas risadas. Saudades de dormir do lado da senhora. Saudades da sua comida maravilhosa. Saudades do seu carinho, do seu amor. Saudades do cuidado que a senhora tinha pelos seus netos. Saudades de jogar dama com a senhora na cama e rir várias vezes quando você perdia. Saudades quando eu cantava hino da harpa enquanto a senhora dormia. Saudades de acordar e ver a senhora tomando um cafezinho logo cedo. Saudades, saudades e saudades. Deus colocou a senhora em um bom lugar vó, eu te amo!
—  Uma Carta Para Severina.