thiago mantovani

A casa cheia, o coração vazio. Escorre do meu rosto um lamento arredio. O veneno acabou, a festa esvaziou. O tempo da inocência terminou. Os amigos que eu fiz, e quem jamais voltou. Ferida que eu abri, e a jamais fechou. Para passar a luz que vence a escuridão, pra eu tentar aquecer o meu coração. Vão tentar derrubar, que é pra me ver crescer. E às vezes me matar, que é pra eu renascer como uma supernova que atravessa o ar. Eu sou a maré viva, se entrar, vai se afogar. Eu grito pro universo o meu nome e o seu, e ele vai escutar. Eu mandei um sinal rumo ao firmamento. Eu forneci a prova cabal desse meu desalento. A sonda vai voar até não dar mais pra ver, levando o que há de bom em mim, levando pra você. E os que não estão mais aqui, todos os que se foram, eles vão me encontrar em outra dimensão. Onde não existe dor, não se declara guerra quando estamos em paz.
—  Fresno.
A verdade vai incomodar algumas pessoas. É que algumas pessoas preferem o que é de mentira.
A mentira acaricia, a verdade dói.
A mentira adoece, a verdade cura.
A mentira vem de graça, a verdade vai te custar caro.
A mentira está em todo lugar, mas a verdade, só dentro de você.
—  Fresno, Sobreviver e Acreditar. 
Você pode dizer que já ficou para trás, pode até esquecer, dizer que não importa mais. Mas teu passado se lembra, o teu passado não esquece. E nesse inverno cruel vai puxar teus lençóis, não se pode fugir do que faz parte de nós. Mas nossos olhos delatam, quando se cala a voz. Andando no escuro, por quem você vai gritar? Em quem você vai pensar? Eles não estão aqui pra nos proteger. O meu pensamento é à prova de balas, é à prova de fogo, e isso ninguém vai tirar de mim. Sente o veneno que sai da tua televisão, eles vão dar uma festa pra nossa extinção. Quem muito mostra, esconde, e engana quem vê de longe. E que na tua estrada você possa entender que alguns nascem pra amar e outros para vender. No fundo eles tem medo de quem tem muito a dizer. Quantas armas poderão calar as almas dos que estão em guerra? Quantos homens deve ter um exército pra nos tirar das trevas?.
—  Fresno.