theirquote

Avancei como quem nunca soube recuar.
Aquele cheiro evaporava de sua pele para condensar na minha boca. Eu engolia seco. Podia sentir o pulsar da parede em minha direção.
Eu era qualquer coisa naquele momento. Não fazia diferença se aquela substância imóvel, intacta, parada na minha frente, era A ou O: eu queria devorá-la.
Ora via cinza, ora via vermelho, agora, pó.
Agarrei.
Grudei a pele molhada naquele corpo áspero, cítrico e delicioso. Ofegava incessantemente. Não mais respirava.
Segurei o fôlego,
esqueci como soltar o ar.
Passava o nariz por seu corpo, sugava cada ácaro,
tudo parecia cocaína: estava viciado em você.
Não conseguia parar de tentar transcender sua alma. Não conseguia parar de tentar colocar tudo de ti em mim, e tudo de mim em ti.
Suspirei.
Não pude mais conter a saudade.
Vi uma lágrima acompanhar seu sorriso.
Em meio àquela vida toda fodida, essa gota era amor.
—  Sathurve
Ela não é daquelas que você pode mandar ir embora e ter esperanças de que ela ainda seja sua. Um passo na direção errada e você a perde. Mas, caso ela ainda continue lá, é porque ela te ama muito. Ou porque ainda não achou alguém melhor.
—  Sobre Mercy
Se eu sentia falta? Acho que “sentir falta” não seria o termo certo. Para você sentir falta, você tem que se sentir vazio, e não era assim como me sentia. Saudade, talvez? É, saudade se encaixa melhor. Eu sentia saudade de você, era isso. Qual é, você sempre teve aquela risada linda e aquele jeito de “eu me importo o suficiente com você e não vou te deixar ir embora”. E você não me deixou ir embora, mesmo. Sequer passou pela minha cabeça. Quem foi embora foi você, e eu não deveria sentir saudades sua por isso, eu deveria te odiar ou sei lá o quê. Mas acho que quando a gente não odeia, a gente preenche com saudades, e é exatamente isso que sou agora: inteirinho feito de saudades.
—  Escavar-se
Ainda bem que existem as lembranças. Sei que nem sempre achamos um privilégio ter más recordações, mas, se não fosse por elas, seríamos um quebra-cabeça sem metade das peças. Afinal, não somos formados só por coisas boas. As ruins também fazem parte.
—  Escavar-se
Chegou um momento em que olhar nos seus olhos era como encarar um profundo abismo. Eu não tinha medo de dizer que isso me assustava e que, ao mesmo tempo, me fazia querer atravessá-la. Não foram raras as vezes em que rolei meus dedos por sua espinha e pedi para que fizesse de nós um só. Ao que tudo indica, eu continuo sendo apenas eu, essa mediocridade sem limites. O que eu não poderia esperar é que meus dedos sentiriam falta do relevo de suas costas, e, mais inesperado ainda, que eu também sentiria falta disso. Um beijo não selou nossa partida para lados opostos de uma jornada que ainda está por se encontrar. E, já lhe digo, quando seus olhos tiverem a chance de me desafiar, agarrarei com força seu peito e não existe nada no mundo que me fará soltar. Recolhi algumas lágrimas minhas para regar as flores com um pouco de sentimento, quem sabe assim elas cresçam a amando tanto como eu a amo. Então poderei dá-las a você e verá o quanto é sincero o meu amor. Mas, enquanto isso, peço para que não suspire em outros ouvidos, nem ofegue em outros ombros. Estarei disposto a me doar por inteiro, e doar cada membro de meu corpo, para que você me entregue ao seu abismo.
Você não é minha, eu bem o sei.
Mas eu sou seu, meine liebe.
—  Sathurve
Não sou o tipo de pessoa que vale a pena. Às vezes, dou mais importância para encarar o teto por horas a telefonar para um amigo com quem não converso há tempos. Acho que por isso minhas amizades vão se perdendo. Sou uma pessoa difícil de se relacionar. Não tenho paciência para correr atrás e não tenho interesse em conversar sobre minha vida e meus problemas, e é disso que as pessoas gostam. Elas gostam de saber cada detalhe da sua vida e querem poder ter o direito de opinar sobre ela em qualquer situação. Eu não sou como quem se deixa levar, por isso insistir em mim é perda de tempo. Nunca vou deixar as pessoas se infiltrarem o suficiente.
—  Escavar-se
Eu acredito que, de certa forma, nós fazemos nosso próprio destino. Quero dizer, parte do nosso destino está lá, prontinha. A única coisa que você tem que fazer é achar o caminho que te levará até ela.
—  Escavar-se
É quando estamos mais frágeis do que o normal que saem as palavras bonitas e os textos sentidos. As canções são poesias trazidas pelo vento, e sentimos esse vento tocando nossa pele, tocando nossa alma. São nos momentos quebráveis que damos importância para nossa força e admiramos aqueles que ainda não cederam. Afinal, uma hora ou outra nos trompamos com a criança que há em nós, e são nessas ocasiões que passamos a duvidar se realmente não somos mais crianças. E é essa a oportunidade de vermos que, quanto mais conhecemos a vida, mais quebradiços nos tornamos.
—  Escavar-se