thebestdayever

8

Você acredita em sonhos? Você luta por eles? Não luta? Por que não? Medo de ele não se realizar? Medo de cair e não levantar? Vou dizer uma coisa, se for pra acontecer, vai acontecer, pode ser da forma mais louca possível, mas vai acontecer!

Na segunda-feira (10/10/2011) foi o Show do Justin Bieber em Porto Alegre, eu fui. Você pode até pensar que foi fácil, que eu só comprei o ingresso e deu, Zé finit, mas não, porque pra começo eu não comprei o ingresso, eu ganhei em uma promoção: “ah como você e sortuda”, sortuda? Não diria isso, era por votos, e tinha mais de 500 pessoas participando, eu lutei corri atrás fiz campanhas, eu dei meu suor, pra conseguir, e consegui… Antes eu achava que não ia, antes dessa promoção, e quando saiu as datas dos shows dele aqui, eu comecei a ficar doente, com pré depressão, mas minha irmã me falou várias coisas, e eu botei na minha cabeça: “se for pra ser, vai ser, se for pra eu ir, eu vou ir, Deus vai fazer eu ir pra lá, e pode ser da forma mais louca possível!” E assim Ele fez… A promoção que eu ganhei, não era só os ingressos, era hospedagem e passagem também, então no domingo (09/10/2011) ás 00h45 eu e meu pai entramos no ônibus, rumo a Porto Alegre, 7 horas de viagem, e quem disse que eu dormi? Meu coração estava acelerado demais, eu não conseguia nem fechar os olhos, chegando lá fomos comer e depois fomos a procura de um taxi, ficamos perdida na rodoviária, então pegamos o taxi direto pro hotel, só deu tempo de tomar um banho e me arrumar, então chamamos outro taxi, era muito transito, muita gente indo pro Beira Rio, quando cheguei lá, eu liguei para o meu anjo, que se chama Luisa que estava já dentro do Beira Rio, ela tinha acampado lá desde sexta-feira (08/10/2011), tínhamos combinado de nos encontrar,  então eu e meu pai entramos… O fato é que eu ainda estava sem meus ingressos, as 10h e um pouco, a representante da produtora que fez a promoção foi lá levar os ingressos, ela me entregou um envelope, com os ingressos dentro, ela foi embora, desejou bom show e etc… Quando ela foi, eu abri o envelope e olhei os ingressos,vi se estava tudo certinho, e não estava, os ingressos que ela tinha me dado era para as arquibancadas, eu olhei aquilo e comecei a chorar! Como assim arquibancadas? Estava marcado PREMIUM! E eu estava muito perto da entrada, estava na 2° fila, eu não conseguia falar, eu chorava, eu ajoelhei e comecei a chorar, era muito bom pra ser verdade mesmo…  Então a Lu ligou pra ela, e disse tudo, falou tudo certinho, e ela falou que no rio era Premium… Porque pra começo essa promoção era pro Rio de Janeiro, mas com as greves dos correios não deu tempo de chegar os ingressos aqui… Mas a Lu falou, falou e falou… Ela disse que ia dar algum jeito, ia tentar conseguir… Voltamos pro nosso lugar eu ainda chorando, todo mundo perguntando porque eu tava chorando, as beliebers são tão lindas, em todos os sentidos, tanto por dentro quanto por fora… Então a imprensa chegou, e todo mundo começou a gritar, pediram pra gente cantar, então eu me acalmei um pouco subi na grade junto com as meninas e começamos a cantar muito e a gritar… Por volta das 11h o Justin passou de limusine com o teto solar aberto e ele ali em cima! Foi demais ver aquilo! Um pouco depois, umas 11h e pouco, a mulher responsável pelos ingressos me mandou um SMS falando que havia conseguido os ingressos, então eu comecei a chorar, e a falar: “Ela conseguiu! Ela conseguiu os ingressos” e todas as beliebers perguntaram se eu tinha conseguido, e eu falei que sim, e elas me abraçaram… 13h ela foi lá levar os ingressos, eu fiquei muito feliz, agora de verdade… Ficamos lá esperando até as 15h o portão abriu, e foi entrando de pouca e pouca gente, entramos e estávamos muito perto do palco, na 4° 5° fileira, no começo que estávamos lá, peguei meu celular, e vi que a Layla tinha me mandando uma mensagem falando que o Justin estava ouvindo agente gritar! Eu só ficava pensando, ele ta aqui mesmo, ele ta ouvindo eu gritar, ele está nos ouvindo, então eu falei pra todo mundo e tal, entrei no twitter dele pelo celular pra ver se ele tinha postado mesmo, e tinha! Como é de costumo algumas pessoas empurravam, mas era pouco…  Não machucava, muitas pessoas passaram mal, só no comecinho, então depois de um tempo, começou o empurra, empurra, mas era empurra, empurra de verdade, eu quase morri sufocada, botavam cotovelo no meu pescoço, puxavam meu cabelo, me empurravam… Eu não empurrava ninguém (nessa hora), eu fixava meus pés no chão e tentava ficar firme, então como eu ficava parada, me empurravam de um lado e de outro, e me prensavam, eu tava passando mal, porque eu tenho claustrofobia, mas eu olhava pra cima, pedia força para Deus, e dizia pra mim mesma: “eu não vou desistir, eu vou continuar aqui!” e fiquei… E foi assim até os seguranças irem tentar organizar tudo… Então meu pai foi pra trás de mim, e ficou me protegendo e protegendo a Luisa, as 17h50 o Dj, grupo, enfim Fat Duo entrou no palco e começou a animar a galera… Só na primeira música que era basicamente isso: Eles catavam: “Quem é que agita na balada?” e agente gritava: “Fat Duo” daí depois tinha mais umas partes e “1 2 3 JUSTIIIIIIN!” E logo depois disso eu sabia que já tava valendo a pena, passar por todo o esforço… Eles cantaram “ai ai se eu te pego” e nessa hora do lado esquerdo do palco, ali perto do backstage, eu vi o Scooter dançando e sorrindo! Ele é tão lindo! Logo depois, os carinhas do Fat Duo estavam falando com a platéia, daí eu vi o Scooter de novo, e comecei a berrar, daí todo mundo começou junto: “SCOOTER SCOOTER!” E ignoramos total o carinha, daí ele foi lá pra trás… Acabou o show dele, que durou uma 30hora se não me engano, daí arrumaram o palco e o Cobra Starship entrou! O Gabe é muito lindo e sexy (tinha que falar isso k)! A Victoria é muito linda e fofa demais, o Ryland falou português, ok leu em português, mas foi muito fofo, eles são demais! E o show deles é foda demais… Teve uma hora que o Gabe pegou uma bandeira do Brasil da platéia, e levantou cantou uma música toda com ela, e depois de volveu pra fã… Ele também fez uma dancinha cantando: “você, você, você” muito DEMAIS! Na hora do “good girls go bad” minha música preferida, eu cantei com toda a força dos meus pulmões, a música toda! Ali aonde eu estava, parecia que só eu sabia a música toda, até a parte rápida do: “and he gotta way with the girls in the back actin’ like theyre too hot to dance” Cantando a música toda eu lembrei da Thatielly, não tinha como não lembrar, é a nossa música! Então um pouco antes de começar a cantarem Good girls go bad, o Gabe chamou o Kenny no palco, porque todo mundo viu o Kenny lá e começou a chamar/gritar por ele,  eu gritei demais, eu já tava um pouco rouca, eu gritei muito, o Kenny ali na minha frente, eu não tava acreditando… Ele falou umas coisas no microfone e saiu… Daí depois acabou o show, e eles foram arrumar tudo pro show do Justin finalmente, daí o Scrappy subiu no palco, e aonde eu tava só eu a Luisa e outra garota sabia quem era… (E pra quem não sabe o Scrappy é da equipe do Justin… Que arruma tudo e tal) Eu comecei a gritar por ele, só que ele não olhou pra mim, e nem pra platéia, só eu e a garota que gritava… Faltando meia hora pro Justin entrar o Kenny apareceu do ladinho de novo, daí todo mundo gritou, e ele deu tchauzinho com aquele sorrisão, daí logo em seguida o Dj Tay James  entrou, e todo mundo berrava, daí ele começou a animar geral, e falava toda hora: “u have bieber feeeeeever?” se eu não me engano era isso, não me lembro direito… Faltando 20min ou 15min, não me lembro (KKK), o cronometro apareceu nos dois telão, no da direita e esquerda, mas no do meio só apareceu nos 10min, passava um minuto, todo mundo berrava mais alto, quando deu 1min, o DJ ainda tava animando, e só algumas gritaram os “4quacks 4ducks zoom”, nem deu de ouvir direito… Daí o Tay James pediu pra todo mundo levantar o braço e gritar: “Justin Justin Justin” e todo mundo fez isso, quando começou o começo de Love me começou a me da câimbra só que era fraca, daí e ele entrou com a fumaça e etc, eu não sei o que aconteceu comigo, eu comecei a chorar, eu achei que não ia chorar por causa da felicidade, mas foi só ver ele ali, ver que ele era real, veio um rio de lágrimas aos meus olhos… Quando ele foi mais pra frente, eu comecei a empurrar todo mundo, eu precisava ficar perto… Eu sei que é errado fazer isso, e se tem alguém aí que está lendo que eu empurrei desculpas! Haha. Enfim, eu comecei a passar muito mal porque eu chorava e gritava, e não conseguia respirar, mas eu não sai… Eu agüentei lá… Logo depois de cantar Love me e Runaway Love, ele parou pra falar com o povo, ele pegou um bastão do chão e disse batendo com o bastão de luz na cabeça: “Vocês precisam parar de atirar essas coisas. Se elas acertarem minha cabeça, terei de ir ao hospital e não poderei fazer o show. Portanto, não atirem, ok? Obrigado.” Mas ele não fez cara braba não! Como estão dizendo por aí… Na parte do instrumental de “U Smile” ele passou os dedos nos olhos, como se tivesse limpando/secando as lágrimas, ele tava emocionado… Todo mundo tava cantando, e ele ali vendo todo mundo… Um pouco antes de começar One Less Lonely Girl, ele parou na frente, bem na frente da onde eu estava só tinha umas pessoas na minha frente (kk), e ficou ali parado olhando, eu tava com meu celular mostrando uma foto minha de bigode roxo, que foi ele que fez (NÃO ME PERGUNTE COMO OK? EU VOU IGNORAR!). Daí ele olhou pra mim, fixo nos meus olhos, e ficou ali olhando por uns 10 segundos, Daí ele voltou e começou a falar, falou que nós somos as melhores fãs do mundo, que no Brasil tem muitas garotas, enfim como nos outros shows… Quando começou One Less Lonely Girl, eu entrei em desespero total, minha música preferida, ele cantando ali… Eu não conseguia respirar direito, mas continuei, a OLLG era linda, eu não vi ela chorar, mas parecia que ela tava muito emocionada e feliz. Logo depois de ele sair pra trocar de roupa, e começou o vídeo dele pequenininho, a minha perna começou a puxar muito, muito mesmo, e minha amiga Luisa também tava passando mal… Ela tava quase desmaiando, então eu fui mais pra frente, e chamei o segurança, eu não conseguia mais andar, ele tava me puxando da grade e eu berrava de dor, porque tava puxando muito, um lado meu dizia: “fica! você agüentou até aqui olha, ele ta ali, não desiste!” e outro lado dizia: “vai! Se tu ficar aqui, você vai cair e vai morrer pisoteada” daí eu fui, quando ele me pegou no colo, eu comecei a berrar chorando: “NÃO EU NÃO QUERO IR, ME DEIXA AQUI, EU PRECISO VER ELE! JUSTIN JUSSSSSSSSSSSTIIIIIIN! EU NÃO VOU ACHAR MEU PAI! JUSTIN” só que foi em vão… Ele me levou pra pronto socorro ali do lado, me botou na maca, e começaram a puxar minha perna, doía muito, não era uma câimbra fraquinha, era MUITO forte, (minha perna ainda ta doendo, aonde eu senti a câimbra, e eu to chorando escrevendo isso, só de lembrar), eles me deram água, e fizeram massagem, daí a câimbra passou, só que continuava doendo, eu sai pro pátio, pra tentar procurar meu pai, não deu de passar, daí depois eu voltei e meu pai tava lá no pronto socorro, e minha perna voltou a puxar, eu sentei na cadeira e fizeram a mesma coisa… Eu não parava de chorar um só minuto, eu sentei numa cadeira perto do corredor que vai pro palco e tentei falar com o segurança: “Não tem como eu conhecer ele? Você me ajudar?” ele: “não tem como” daí eu:  “vocês não tem acesso com ele?” daí ele: “não” daí eu assim: “por favor, nem o Scooter, o Kenny a Pattie? Me leva no backstage por favor!” daí ele falou: “em são paulo não teve isso, em porto alegre também não vai ter” daí eu chorei muito mais, e ele ficou com pena e disse: “vai lá pra pista, terminar de assistir o show”, daí eu olhei pro lado, eu ia sair correndo, só que eu vi que eles estavam olhando pra mim… E sai pelo outro lado pra pista com meu pai, eu tava encostada vendo ele pelo telão, chorando muito, daí eu sai correndo pra tentar passar pra ir pro corredor do palco, mas meu pai foi atrás de mim e me segurou e falou: “aonde tu vai?” daí eu: “eu vou tentar ir pro corredor do palco” daí ele: “não guria, ta louca? Fica aqui, vamos assistir daqui” e me puxou de volta, e voltamos… Assistimos o resto do show, daí apareceu no telão: “Thank you guys, good night, i Love u Justin” e todo mundo começou a gritar, era a famosa pegadinha antes de “baby” daí apareceu só que em inglês: “vocês querem mais?” daí todo mundo gritou. dai: “really?” daí gritamos mais ainda, daí maior: “REALLY?” e todo mundo gritou mais ainda, daí: “Então faz barulho” e todo mundo fez barulho, daí ele voltou pro palco, e perguntou se queríamos mais e tal, daí ele começou a dançar a música que ele dançou no Rio com o Anderson Silva, sorrindo, com o verdadeiro sorriso dele… Daí todo mundo começou a berrar: “baby! baby! baby!” daí ele falou pro back vocal dele: “Eles querem U Smile” e fez uma capelinha bem rápida de U smile, e gritávamos: “Baby! Baby!” daí ele? “baby?” daí agente: “yeah” daí ele: “oh ok” e começou… Daí o ele veio bem pra perto da onde eu tava, se eu tivesse corrido ia ter encostado nele… Mas daí eu corri mais ainda com a perna doendo, e comecei a pular e a chamar por ele, daí eu acho que ele me viu de novo… Não sei… daí ele saiu dali, meu pai chegou perto de mim, e eu comecei a chorar mais… No final ele falou que ama muito as suas BRAZILIEBERS, e que ama o Brasil, desejou uma boa noite, e começou a cair os papeis vermelho e branco, e a fumaça, foi aí que eu me toquei que era verdade, o que eu sempre via nos vídeos tava caindo sobre mim, eu peguei um monte na mão, enfiei na bolsa pra guardar de recordação! HAHA. Daí fomos embora… Até agora não caiu a fixa que eu vi ele ali de perto, ele é perfeito, a pele dele é perfeita, ele parece um anjo… Meu pai que não gostava dele, passou a gostar, ele chegou a falar que ele é melhor que o Michael Jackson, que ele já é o Rei do POP, eu sei que muita gente não vai aceitar isso, mas foi meu pai que falou, ele viu os documentários do Michael, os DVD’s e achou o Justin melhor, não quero briga flw. Enfim, meu Pai elogiou muito o Dan Kanter (guitarrista), o Dj Tay James, e todos os dançarinos, ficou falando que eles são ótimos! Meu Pai é demais! Enfim, esse foi praticamente um resumo de tudo que eu passei, eu lutei muito pra chegar aonde eu cheguei, MUITO mesmo… E esse foi só o primeiro e mais fácil sonho que eu realizei… Eu ainda preciso conhecê-lo, encostar nele, ser amiga dele, e cantar com ele… Vocês  pode achar que tudo isso é impossível, mas NADA é impossível se você está disposto a lutar por aquilo que você quer… Era impossível ele (Justin) está aonde está… E olha só… O Impossível só existe pra quem acredita, e eu acredito no POSSÍVEL não no IMPOSSÍVEL, então como diria meu adorável Justin Bieber: “NEVER SAY NEVER”.

(LagrimasInúteis) contando como é realizar um sonho.

Well, this is it! I did it! i reached my ultimate goal!

it feels like i have been blogging forever; and i honestly cant believe i reached it. it did it.

I would love to thank all my lovely followers, i honestly am so HAPPY OMG I LOVE YOU ALL

THANKYOU ALL SO MUCH

The best day of my life so far – Helsinki June 27 2015

I tumbled into 1D and it’s fandom in the early 2014. At the time I didn’t know I was asexual. Still I was open minded and knew I was different. Little by little I noticed that this fandom had loads of colour and I wanted to know more. Rainbow Direction helped me to find information and party quietly when new rainbow hearts were spotted in concerts or somewhere else. Then I heard that 1D is coming to Finland. I went crazy because Helsinki Pride would be on the same day! After I got my ticket I put my twitter account on Rainbow Directions concert map. It was wonderful to watch how Finland’s participant number grew. When my concert drew nearer I wanted to do something to help Rainbow Direction and was so happy when one of their members contacted me and welcomed me on board. They needed someone who could speak Finnish and translate some stuff for them. I was part of the Rainbow Direction Helsinki!

I made my own rainbow heart poster and ordered a t-shirt with three rainbow hearts from Rainbow Direction’s website. Could hardly wait!

On June 27 I met the other RD Helsinki participants at Helsinki Olympic Stadium around 11 am. I was just walking to the Stadium when it started to hail. Somewhere ground was white. Luckily rest of the day was sunny and the sky was so beautiful in the evening when the boys were on stage. So after the pouring I met the others and was immediately welcomed on board. The happy feeling!

I didn’t take many pics because I wanted to really enjoy my first 1D concert. Most of the pics were from the Pride(also my first). Which was so wonderful! The whole Senate Square was full of happy and colourful people.

The Pride parade started from the Senate Square and we raised rainbow hearts high. There were so many people inside the parade but also on the sidewalks sheering. This could have made my day but we still had the concert!



The boys were amazing of course. Harry acknowledged the colours!! The Rainbow Bondage Bear was guarding us in his fireman costume. The fan surprise aka Flowersea was so beautiful. But I must say that without Rainbow Direction my perfect day would not have been quite so perfect. We laughed, danced and waved our flags around the whole evening. And because this was my first concert I got great advise about how to act. One of the advises was to take breaks from jumping and waving, but I was so in the happy zone I just forgot. Couple of days after the concert my feet were of course hurting, but it was a happy pain. Would not change a thing. Like feanor-black said in her block, this is also my Patronus memory.




I still felt so much happiness and strength that I came out to my sister the following day. Hugs and sobbing ensued. I’m so looking forward to what Rainbow Direction does next!

While my husband and I eagerly await the official wedding pictures, we’re loving all the moments captured by our guests!! Thank you sis @goldcoastdebuty!!! This picture is absolutely beautiful!!! #thebestdayever #ourweddingday #TheSmiths2016 #LandJ #idoghana #idoweddings & bellanaijaweddings #weloveghanaweddings #amorghana #africansweetheartweddings #mywedding_gh #kissthebrideghana #officialpicturescomingsoon #abenalove (at Events Haven, Trade Fair)

Made with Instagram
"Dream until your dream comes true."

Bem, eu só quero dividir com vocês o momento mais feliz que eu tive até então. E sei que vocês (fãs que lerem) vão me entender como ninguém, pois todos nós somos “unidos” pelo mesmo propósito, temos incomum esse amor por esses quatro meninos muito especiais.

Eu não imaginei que seria tão rápido, eu não pensei que eu logo estaria do jeito que estou agora, contando isso, eu pensei que fosse viver aquele momento para sempre. Que os minutos que passei ao lado daqueles meninos passariam tão devagar que eu seria capaz de ficar até enjoada deles.
Mas, como sempre acontece, as coisas boas passam muito rápido.
Lá estávamos nós na fila do Meet & Greet a espera do grande momento.
Eu estava com a minha prima/melhor amiga e mais as meninas que estavam com a gente. Aquele tempo ali parada esperando foram bem conflitantes, parecia que a qualquer momento eu sairia correndo dali e deixaria aquele monstro louco sair de dentro de mim, mas só parecia, pois eu não sou o tipo de pessoa que se deixa levar assim. Eu não gosto de expor o que eu sinto, sou um pouco reservada com isso.
Enfim, minha prima do meu lado começou a chorar e eu tinha dito antes que não queria ninguém chorando perto de mim, pois eu tenho esse probleminha de ver as pessoas chorando e chorar junto… Então eu fiquei com meu rosto virado pra ela, eu não olhei pra Camila, eu não queria chorar. Eu havia prometido a mim mesma que não choraria, eu não queria assustar os meninos, eu não queria perder o melhor momento da minha vida com a vista embaçada e o rosto vermelho.
Eu estava morrendo de vontade de abraçar a minha prima, aquele era o NOSSO momento juntas, mas eu não fiz, se não a minha promessa iria pro ralo.
Olhei pro céu, meus olhos doíam e minha garganta estava se fechando, algo dentro do meu estômago estava me deixando inquieta por dentro. Eu estava explodindo internamente, meu coração parecia uma bomba relógio. Acho que foi pior não ter chorado, era melhor ter deixado as lágrimas saírem de uma vez, o esforço que eu fiz para ficar calma acho que só me deixou mais nervosa ainda por dentro.
A fila andou. O Tommy apareceu. Eu fiquei “Tommy. Ok. O Tommy. O Tommy que tá sempre com os meninos.” Sabe, aquilo foi muito esquisito.
Eu ia realmente abraçar meus ídolos e ainda parecia mentira.
A fila andou mais um pouco e lá estávamos nós. Paramos na primeira entrada. As seguranças foram muito legais com a gente, algumas brincaram com a minha prima, foram bem simpáticas.
Fomos para a segunda entrada, a antes de entrar na salinha com eles.
Eu apertei os presentes (do Dougie e do Tom) nos meus braços e pensei “Eu vou entregar isso para eles!”. Mais duas mulheres falaram com a gente e passamos para frente, perto da porta da sala. Um homem falou com a gente. As meninas da fila atrás de mim deviam estar chorando, eu não lembro direito na verdade… Uma menina, a Becky (linda!) me pediu para entregar uma paçoca pro Harry, e entregou na minha mão. Eu não lembro o que falei pra ela na hora mas eu guardei no bolso.
Ouvimos o cara falar “Mais dez!” e entramos na salinha.
Eu olhei para frente, formamos a fila de dez dentro da sala para esperar o outro grupo sair.
A primeira pessoa que eu vi foi o Danny. Eu vi ele sorrir de lado. Foi de arrepiar. Eu amassei os presentes nos braços e pensei: “Agora fodeu de vez! Vou chorar!” mas eu não chorei, eu só comecei a me tremer toda. Olhei para o lado do Danny e estava o Dougie, tão lindo que aquilo só parecia cada vez mais surreal. Do lado dele o Harry, quem eu olhei bem rápido porque o Tommy se enfiou na frente para falar com a gente.
Vi o Tom.
Minhas pernas tremeram e eu ouvi o barulho da caixinha do presente do Dougie estalando nos meus braços por eu ter apertado com tanta força de nervoso, pensei que tinha estragado a caixa mas graças a Deus não estraguei.
O Tommy começou a falar alguma coisa, eu olhei para ele e fiz um biquinho do tipo “Tommy! Acho que vou morrer!” e ele fez um biquinho para mim também, bem fofinho. Olhei para o lado e lá estava o Dave com a câmera dele. Eu só me lembro deles. Fiquei com vontade de chamar o Dave mas fiquei com vergonha.
A mulher na hora falou que não podíamos entregar os presentes, minha prima implorou para ela, dizendo que os presentes haviam sido muito caros. Eu fiz uma cara de desespero, porque se ela não deixasse a gente entregar em mãos, não entregaríamos pra mais ninguém. A mulher ficou com pena da gente, eu acho, e “liberou” os presentes.
O grupo saiu.
Minha prima e uma garota foram na minha frente falar com o Tom, eu não lembro de nada direito das outras pessoas, só lembro que eu parei atrás de uma garota que tava chorando muito e o Tom tava abraçando ela, ouvi ele falar “Oh, don’t cry!” e quis morrer na hora, abaixei a cabeça e olhei pro meu tênis sem saber o que fazer a não ser esperar a minha vez. O rosto do Tom tava tão perto enquanto abraçava a garota que eu olhei o cabelo dele, que tava meio caidinho pro lado na testa e lá fui eu de novo me tremer toda. A garota saiu de perto.
Eu olhei pro Tom e ele falou um “Hii!” fofo, eu o abracei na hora, apertando o corpinho magro dele e sentindo ele retribuir o abraço. Depois que me afastei eu falei “Tom, you’re my favorite!!” mas de um jeito que parecia que eu tava com falta de ar, foi muito esquisito, eu queria falar normalmente mas parecia que estavam tapando minha boca com um travesseiro. Ele sorriu todo feliz e disse: “Awww, thank you!” de uma maneira tão fofa e linda que eu só consegui sorrir de volta, não sei se ele realmente entendeu eu falar que ele era meu favorito, mas se ele agradeceu, ele deve ter entendido. Eu espero.
Lembrei dos presentes. Camila e eu havíamos comprado um Vinylmation da Disney Store pra ele. Todo mundo sabe que o Tom é viciado nessas coisas e coleciona essas coisinhas então compramos pela internet isso para ele e foi bem carinho.
Levantei a caixinha mostrando para ele e a Camila tava do meu lado, provavelmente para falar com o Harry, aí eu mostrei a caixa pro Tom e ele olhou tipo “Omg, é isso que eu estou pensando?” Eu falei “It’s for you!” eu tentei dizer “We bought for you!” mas não saiu, só saiu o “We” então eu fiquei apontando de mim para Camila, eu provavelmente parecia uma idiota apontando pra gente daquela forma mas foi o jeito que eu dei na hora. Ele olhou pro presente e fez: “Woooow, THAT’S AMAZING!” de um jeito surpreso, todo feliz! Foi mágico ver o Tom sorrir pra mim, foi mágico vê-lo feliz daquela maneira e saber que de alguma forma aquela felicidade, aquele sorriso havia sido provocado por mim, eu havia feito Tom Fletcher sorrir. O Tom entendeu o que eu quis dizer com o “We”, pegou o presente da minha mão e me puxou para abraçá-lo de novo, e puxou a Camila junto comigo! ESSE FOI O MOMENTO MAIS ÉPICO DO M&G. Nós duas sendo puxadas pelo Tom para um abraço. Foi incrível. A coisa mais incrível de todas. Ele agradeceu o presente com um “Thank you!!” muito fofo, e eu fui “jogada” pro Harry.
Eu olhei ele meio que de cima para baixo, sabe? Porque o Harry é (todos eles são) bem mais alto do que eu (quem não é?) e fiquei “Caramba, é o Harry, puta merda!”
Ele falou “Hi” e eu sorri, falei hi também, ele perguntou se eu tava bem e eu respondi que sim com a cabeça e disse de uma maneira bem idiota “Harry, you’re beautiful!”. Pra me matar de vez, ele sorriu e disse todo tímido um “Thaaaank you” muito fofo, me puxando para um abraço. E caramba, preciso ressaltar esse detalhe, o Harry é bem cheiroso. Muito, por sinal. O Tom também.
E fui eu pro Dougie. Ele falou hi e me deu um abraço bem rápido, tocando nas minhas costas dando batidinhas, foi bem rápido MESMO. Ele perguntou “Are you ok?"  e eu não sabia o que dizer. Fiz um sinal esquisito com a mão (nada obsceno flw) e depois que tava quase indo pro Danny eu disse "I guess so!” mas acho que o Dougie não ouviu, porque eu falei tudo enrolado, meio rindo nervosa. E ainda falei para ele numa tentativa em ser fofa “You’re beautiful!” mas ele me ignorou, o idiota tava fazendo macacada pra câmera e nem me ouviu.
Por pouco eu não esqueço de entregar o presente dele. A Camila estava do meu lado e lembrou, eu virei a caixa (que era meio grandinha, era um boneco de Star Wars, um Chewbacca que mexia a cabeça) pro Dougie e falei “It’s for you!” e a Camila falou lá um treco enrolado em inglês, dei a caixa na mão dele e o Poynter abriu um bocão falando “Woooooooooowwww” surpreso, foi muito fofinho. Ele ficou com a caixa na mão e eu pulei pro Danny, mas não deu tempo de falar com o Jones, porque o cara falou “Foto!” e eu voei para perto do Tom, que falou “FOTO!” também, bem fofinho, passei abaixada na frente de todos e agarrei o Tom pela cintura. Lembro de ter enfiado a cara no peito dele (por isso a minha foto ficou um lixo) e ter sentido o cheiro bom dele, aquelas costelinhas magras sendo apertadas por mim. Sinceramente, eu não lembrava de ninguém ao meu redor, só me liguei ali, naquilo, eu estava abraçando ele para tirar uma foto e aquilo era mágico. Depois ao invés de ir falar com o Danny, como eu deveria ter feito, voltei na fila.
Quero dizer, voltei e falei de novo com o Harry, parei na frente dele toda agitada e sorri falando “Me again!!!!!!” feito uma imbecil. Sério, foi muito estúpido e o Harry riu, falou um “Ooooh, hi!” e eu fui “jogada” pro lado de novo, parando na frente do Dougie e eu repeti a coisa idiota do “Me again!!!!!!!!” para ele. O Dougie também riu e falou um “Hi” todo engraçadinho do tipo “Eu acho que já nos vimos antes!” e eu ri dele. Mas eu estava mesmo querendo falar com o Danny. Só que não falei do jeito que eu queria. Olhei pro lado procurando a Camila e ela já tinha saído, cheguei perto do Danny mas só tive tempo de tocar no peito dele e falei bem rápido “Nice to meet you!”, não lembro de ninguém mandando eu sair, ou me empurrando mas sei que saí andando e escutei ele gritar enquanto eu andava um “NICE TO MEET YOU TOO!” da maneira mais fofa do mundo. Foi muito fofinho da parte dele, ele podia muito bem ter me deixado no vacuo e não deixou. Eu fiquei com um peso na consciência enorme de não ter abraçado ele mas só pelo gritinho dele eu me perdoo. Depois que eu saí da sala, foi que a coisa dentro de mim ficou completamente descontrolada.
Eu comecei a chorar, como se tivessem acionado um botão dentro de mim e um mar de lágrimas lavou meu rosto. Eu vi a Camila parada chorando me esperando e cheguei perto dela, não lembro se nos abraçamos, não lembro mesmo. Sei que saímos andando e nos metemos no meio do pessoal pra ficar na frente, mas aí voltamos correndo à procura de um amigo que tava na grade da pista comum. Mas eu não consegui correr, minhas pernas estavam travadas e eu caminhei me arrastando, quando eu cheguei perto do Yuri, ele nos abraçou e nós duas choramos feito duas loucas.
Lembro de uma garota perguntando o que estava acontecendo, toda preocupada. Depois de me afastar dele, uma mulher que estava lá virou e perguntou se eu tinha conhecido eles e eu disse que sim e chorei mais ainda. Depois me afastei e saí correndo no meio do povo, pulei numa menina, a Carol, e a abracei muito forte. Nós duas choramos. Depois virei pra Camila de novo e lembro de chorarmos juntas, lembro dela falando no meu ouvido que tinha me prometido aquilo, de conhecermos eles e tudo mais e que havia cumprido a promessa dela, isso só me fez chorar mais ainda, meu peito parecia que não ia aguentar, eu sentia tanta dor por dentro que eu só pensava em sentar naquele chão e não levantar mais. Só que ainda tínhamos um show maravilhoso pela frente, eu precisava me manter bem para isso.
Ficamos um tempo ainda chorando, eu não tinha assimilado ainda tudo aquilo, não assimilei ainda, talvez eu nunca tenha noção de que aquilo aconteceu de verdade, pois parecia um sonho.
Pode não ter sido a coisa mais perfeita do mundo, eu deixei de falar muitas coisas que eu precisava, não fiz algumas coisas que queria fazer (abraçar o Danny), mas eu não reclamo disso, ao contrário, depois de tanto tempo de espera eu só tenho a agradecer.
Aqueles meninos fizeram daquele dia 21 o dia mais feliz da minha vida. E eu sei que eles não fazem ideia disso, eles não fazem ideia do quanto são importantes para mim, não fazem ideia do quão grande foi o impacto de vê-los pra mim, eles nunca vão saber disso, é uma coisa de fã.
Eu os admiro mais que antes (e isso é possível!), Tom me deixou mais encantada ainda, ele parecia ter saído de um conto de fadas, um príncipe. Todos foram maravilhosos, todos foram gentis de sua maneira.
No final do show, no final de tudo, depois que saíamos da casa de show eu virei pra alguém, acho que para Carol e falei “Eles pareciam anjos! Anjinhos!” e é assim quem eu os descrevo quando me perguntam como eles são. Anjos.
Pois naquela hora foi realmente o que me veio em mente ao olhar para eles, anjos. Lindos. Anjinhos, meus anjos.
Ainda fomos no hotel depois do show, vimos alguém dando tchau e fazendo coração com a mão da sacada mas não temos certeza se era mesmo algum deles ou só algum idiota de palhaçada com a gente, mas de qualquer forma, foi divertido.
Eu ouvi alguns comentários do tipo “Foi só isso que você recebeu depois de tanto esforço?”
Mas o que as pessoas não entendem foi que esse “só isso” significou o mundo pra mim. O “só isso” valeu todo meu esforço sim, eu faria tudo de novo, eu faria qualquer coisa pra vê-los de novo, hoje, agora! Eu faria o que estivesse ao meu alcance para tê-los aqui para sempre.
Esses meninos têm algo com a gente, algo maior do que amor de ídolo/fã, esse laço acolhedor, essa paixão louca pelas fãs doidas, eles tem suas almas presas à nós e não se dão conta, o McFly sempre deixa um pedaço do coração de cada um deles aqui, assim como nós deixamos um pedaço de nossos corações com eles.
Eu já sinto saudade. Eu já quero tudo de novo. Eu já faço planos.
Nada é fácil, eu sei, eu aprendi isso com eles, mas no final das contas, ao deitar na minha cama e fechar os olhos eu posso sentir aquela energia boa.
Depois de conhecê-los eu me senti mais forte, pois sempre me pareceu impossível, depois desse momento, eu acredito, eu acredito que sou capaz de conseguir o que eu quiser. Basta lutar. E nunca desistir.
E eu nunca desisti desses meninos, eu tenho orgulho deles, eu os admiro como pessoas e estou aqui para sempre.
Dói saber que tudo passou tão rápido, dói saber que eles vão embora e irão nos deixar com essa saudade apertando, mas toda essa saudade tem um gostinho bom. O gostinho de quero mais. Esses caras são surreais, são anjos, anjos de verdade.

instagram

THANK YOU SO MUCH @teddysphotos !!! #edsheeran #warsaw #concert #love #thebestdayever #sheerio #tenerifesea #poland ❤️🙈😻💕😭

Made with Instagram