the life of pi

takethedamncoffee asked:

top 5 books you had to read for school

1: Life of Pi [I like how it questions essence and truth and it was just really good in general]
2: Hamlet by Shakespeare [Boring, I know, but I liked it]
3: City of Glass by Paul Auster [A lot of good ideas about how postmodernism works]
4: Holes [A good book for elementary kids to read]
5: Maniac Mcgee [Probably problematic but it really got me interested in literature]

Books & Cupcakes February Book Photo Challenge

Day 26: Banned book

Looks like I have quite a few books that have been banned, censored or challenged. 

Day 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25

Em algum lugar dois olhos estavam felizes por eu estar lá. Eu tinha certeza que Richard Parker olharia pra mim, que de alguma forma sinalizaria o fim do nosso relacionamento. Mas ele não o fez. Ele desapareceu para sempre da minha vida. Eu chorei como uma criança, não por estar aliviado por ter sobrevivido, embora estivesse. Eu chorei porque Richard Parker me deixou sem nenhuma cerimônia. Partiu meu coração. Todos estavam certos, Richard Parker nunca me viu como amigo. Depois de tudo que passamos juntos ele nem olhou pra trás, mas eu acredito que havia mais nos olhos dele do que apenas o meu reflexo me olhando de volta. Eu sei disso, eu senti, mesmo que não possa provar. Olha, eu deixei tantas coisas pra trás… Suponho que no fim a vida seja um processo de abrir mão, mas o que sempre me doeu mais foi não ter um momento pra dizer adeus. Eu nunca pude agradecer a minha mãe por tudo que eu aprendi com ela, dizer a ela que sem suas lições eu nunca teria sobrevivido. Eu devia ter tido a Richard Parker, acabou! Nós sobrevivemos! Obrigado por salvar a minha vida, eu te amo. Você sempre vai está comigo e Deus com você.
—  As Aventuras de Pi
I’ve never forgotten him. Dare I say I miss him? I do. I miss him. I still see him in my dreams. They are nightmares mostly, but nightmares tinged with love. Such is the strangeness of the human heart. I still cannot understand how he could abandon me so unceremoniously, without any sort of goodbye, without looking back even once. The pain is like an axe that chops my heart.
—  The Life of Pi, Yann Martel