the favored

RETURN THE FAVOUR !

SIGNAL BOOST INFO !!

Canadians have our backs in the fight for American net neutrality. Now it’s time to rally and fight for them in return as they now face the same gruelling battle. Rather you reblog things from me [ voltronxpaladin] or from the Canada Net Neutrality tags - every bit helps.

FIGHT FOR NET NEUTRALITY FOR ALL. NO ONE DESERVES TO BE SILENCED!!

Easily one of the most interesting Faustus interps I’ve seen recently was a local college production where the demons DIDNT just immediately, violently drag Faust to hell in the last scene.

Instead, as the clock was approaching midnight, soft music started playing ((Non Je Ne Regrette Rein by Edith Piaf)), and a spotlight fell on Mephistopheles, who had been standing downstage for most of the scene, hidden in darkness.

He walked across the stage, where the actor playing Faust was. He was kneeling, face in hands, openly weeping, and Mephistopheles helped him to his feet. And then they started to slow dance.

Mephistopheles was clearly leading, and Faust was just kinda slumped over on him, with his face buried in his neck, not really moving as much. And it’s all like, really genuinely tender? You get the impression that Mephistopheles is trying to make Faust’s last moments at least somewhat peaceful.

And then, as the song is getting to the last part, you see this circular red outline appear under them. It starts out really dim, but as the song draws to a close, it gets brighter and brighter. And then, during the last lines of the song, Mephistopheles let’s go of Faustus and steps out of the circle. And THAT is when Faust gets dragged to hell. The red circle starts to lower down into the stage, and you see all these hands begin to reach up and grab at Faust and at the edges of the circle. And Mephistopheles just watches. Calmly.

The stage closed back up. Faust is gone. Mephistopheles just kinda saunters over to Fausts bed and sits down on it. Then after a few seconds, the scholars come in and give their whole shpeal. However, when they go to leave, Mephistopheles gets up and follows them. Just as the Second Scholar is about to exit, Mephistopheles whispers something seductively in his ear. The scholar pauses for a moment, shakes his head, and leaves.

Chorus. End. That’s it.

The entire thing was an odd mix of tender and spooky, and it’s almost hard to get a read on what the director was going for. But I still thought it was incredibly cool.

Entenda uma coisa, toda vez que você se afasta de Deus, seja por um dia, uma semana ou por mais tempo, cria-se automaticamente um abismo entre você e Ele. Quanto mais longe você estiver de Deus, maior e mais profundo esse abismo será, ele cresce juntamente com o seu afastamento. Quanto maior for a largura dele, mais difícil fica de fechá-lo. O abismo não cresce sozinho, dentro dele vem todas as situações, pensamentos, angustias, dificuldades, lutas, provações, declínio, frieza, desânimo, ou seja, tudo aquilo que não provem de Deus, transformado sua vida em um caos. Existem vários abismos abertos por ai, de larguras inimagináveis, onde pessoas que se perderam ao longo do caminho e não conseguem fechá-lo, ou, tem lutado bastante para conseguir. Hoje, se você possui uma pequena abertura, evite o crescimento dela enquanto pode, enquanto é fácil, pois não vale a pena deixar ela crescer. Veja ao seu redor, quantas pessoas estão afastadas de Deus e não conseguem voltar? Vale mesmo a pena abrir a brecha? Elas abrem através de situações em que ao seus olhos carnais “não parece nada demais”, como: “orar amanhã”, porque não hoje?, deixar a preguiça vencer “não estou afim de ir para igreja hoje, no próximo encontro vou”, priorizar seu tempo com coisas chulas e deixar as de Deus para depois, dentre outros. É nas pequenas coisas, onde não vigiamos, que acabamos alimentando o abismo cada vez mais.  Se atualmente você tem se encontrado afastado de Deus e vem tendo dificuldades para voltar a ter um relacionamento com Ele, este é o momento de lutar! Não permita que esse abismo cresça mais, a cada minuto que você passa alimentando-o, vai ficando mais difícil erradicá-lo. Se você não sabe como fazer ou, o que fazer, não se preocupe. Ore, converse com Deus, jejue, medite na palavra e tenha fé. Se você não sentir nenhuma mudança no primeiro momento, apenas continue, lute pelo seu relacionamento com Ele, continue e não pare! Ele é contigo e te ajudará nesse processo, ainda que você não veja, Deus te ama infinitamente e morre de saudades do relacionamento de vocês. Para fechar esse abismo, só depende de você, te peço, insista.
—  Vanessa Maia