textosdalaly

“Não era uma simples amizade. Eram mais que amigas, eram irmãs. Eram daquelas que xingavam umas as outras, ao invés de apelidos melosos. Era daquele tipo que não deixava a outra na mão, sabe? Estavam sempre ali: nos momentos bons e principalmente nos ruins, dando todos apoio, e aquele conselhos que só melhores amigas sabem dar. Elas eram daquelas que se alguém mexesse com algumas delas, era briga com unhas e dentes. Podiam até brigar por motivos bobos: qual o filme assistir, desentendimentos comuns e coisas singelas, mas sempre voltavam a se falar e riam daquilo tudo. Era do tipo que saiam juntas pra todos os lugares. Riam, se divertiam uma com as outras pra todos os lugares que iam. Era daquelas que chegavam na sua casa, e chamava sua mãe de “tia”, e abria a geladeira sem mais, nem menos, já perguntando o que tinha para comer. O mais importante, era que apesar que todos estivessem contra alguma, ou com razão em algo que machucasse alguma, elas nunca se separariam. Uma promessa que elas fizeram a elas mesmo, é nunca deixar alguém, nem nada separar a amizade delas. Principalmente se esse alguém fosse algum ex-amor, ou até um namorado. Pois, namoradinhos, um dia se vão, e sempre lhe magoam de uma maneira e de outra, e as suas melhores amigas não. Ou melhor, podem até magoar de alguma forma, mas sempre querem o seu bem. Elas sempre estão ali junto com você. Mesmo podendo saber que não pode dar certo, elas estão ali do seu lado, dando aquele puxão de orelha, e querendo sempre o seu bem. Amizades assim, são pra sempre, mesmo que tudo em volta tente acabar com isso. Elas prometeram naquele dia, que nunca iam se separar. Mesmo que fossem estudar em escolas diferentes, conhecer novas amizades, nunca deixariam de ser as melhores amigas. Mesmo se o tempo, e a distância tentar separa-las, aquela amizade seria única, e elas sempre iriam  estar ali uma com a outra, unindo forças em uma só causa.— Lays Miranda (o-utonizar)

Ei pequena, até quando vais ficar assim? Andas tão triste, tão solitária. Nunca mais vi aquele seu sorriso deslumbrante que encantava a todos. Cadê aquela menina tão forte e segura? Tira ela daí de dentro, eu sei que ela ainda está ai. Eu quero ver aquele belo jeito que ilumina a rua quando passas. Cadê você, pequena? Algumas pessoas entristecem ao vê-lá assim. Levanta a cabeça e coloca um sorriso no rosto! Você é linda, é maravilhosa. Vai esperar o sapo a vida inteira, enquanto existem vários príncipes aos seus pés? Você sabe como ninguém que ele não te merecia. Ele não te deu valor, pequena. Agora, vais esperar ele dar valor, quando já for tarde demais? Pequena, na vida aprendemos muito com nossos erros, e tentamos não comete-ló mais uma vez. Eu sei o quanto é difícil ter que superar isso tudo com um sorriso no rosto, mas tente. Você consegue, eu sei que consegue. Sai desse quarto, pequena. Levanta dessa cama, deixe seu travesseiro absorver suas lágrimas. Seus quadros, oh, pobre quadros. Vendo uma menina tão linda, se derramando em lágrimas. Levanta a cabeça, se não a coroa vai cair, princesa. Cada decepção, ficamos mais frias, eu sei, mas não deixa de ser aquela menina encantadora, tá? Como dizem, meninos não sabem lidar com mulherões. Ele vai ver o que perdeu daqui a um tempo, pequena. Vai se arrepender de cada palavra que falou a você. Vai se arrepender de ter te deixado. O que você vai fazer quando isso acontecer? Ah pequena, você ignora, bobinha. Ele não fez isso com você? Não a fez sofrer tanto? Agora é a vez dele. Apesar, você já vai estar com seu príncipe. Eu sei o quanto dói, mas você é forte! Você é maior que todos os seus problemas, e eu sei que vais superar isso com um belo sorriso no rosto, para todos poderem ver o seu potencial. Ah, sabe pequena, eu já passei por isso. Eu sei de tudo que você tá passando. Eu sei de todas as misturas de emoções que estão ai dentro. Sei de todas lágrimas que insistem em cair. Eu sei da dor do seu coração ai dentro, pequena. Mas você pode concertar esses pedacinhos do seu coração. Você pode, e você vai. Eu estou com você pequena, todos estamos. Não desanima, seja forte. Lembra, você é superior a ele. Ah pequena, não esquece, você é linda, você é forte, você é especial. É importante, é meiga, é tudo. Você é uma princesa, minha pequena. Nunca se esqueça desta carta, nem que seja pra lê-la 300 vezes.— Lays Miranda (o-utonizar) 

Essas crises de abstinência por vocêestão me matando aos poucos. É uma vontade de te ter de novomisturados com uma vontade de chamar de meu, e uma pitada de medo de te perder mais uma vez. Por que fostes embora? Por que teve que ser assim? Realmente eu não entendo. Porque dói tanto, chega até a me corroer por dentro, de uma maneira que nem o tempo pode cicatrizar. Eu sinto a sua falta. Sinto falta do jeito com que me tratava, e dos apelidos que me dava. Eu sinto falta da sua voz, e do seu cheiro tomando a minha sala de estar. Sinto falta de nós, e da nossa felicidades que foi toda jogada pelos ares como se não valesse nada. Eu queria tanto mudar isso, mas o problema é que não depende só de mim, depende de você também. Por isso, que eu decidi deixar o tempo curar, e apagar de vez você do meu pensamento, pois sei que realmente não vale a pena. É meio que impossível sabe? Por que vivo 30 horas pensando em você sim, 24 horas é muito pouco —. Eu penso em como seria bom se você voltasse pra mim, e te ter em meus braços novamente. Eu ainda tenho esperança nissoe coloco todas as minhas forças e muita fé. Eu aguardo ansiosamente por este dia, e enquanto não chega, eu fico sonhando como sempre fiz. Eu não ia me importar de esperar mais um pouco por você, pois alguns dias, não são nada comparados com o quanto que te esperei. Mas, será que você volta? Será que entendeste minha carta, ou pelo menos leste? Será que o destino irá me fazer essa prazerosa missão de me entregar você de presente? Me pergunto essas e outras perguntas no tempo que passo sozinha, pensando em você. Eu nunca cheguei a esse ponto, de sofrer tanto pela perda de um ex-amor. Podes não acreditar, mas eu sinto falta até das suas manias chatas. Minha cama anda tão vazia sem você. Tá tudo tão arrumado, você realmente bagunçava tudo . Eu gosto das coisas mais incertas, tortas, que não seja sem graça, nem vazio, como é meu amor por você. Eu gosto da confusão de sentimentos que você provoca em mim, e me apaixono cada vez mais lembrando de tudo em você. Agora, eu só queria uma coisa. Eu queria poder olhar no teu olho e dizer tudo que escrevi aqui, e que eu te amo muito. Só lembrando a você, meu número é o mesmoe moro no mesmo endereço, então, quando sentires minha falta, me liga, vem me ver, e volta pra mim. — Lays Miranda (o-utonizar)

Pequena, não chore. Não gasta tuas lágrimas por esse otário. É otário sim. Por deixa essa garota maravilhosa que é você. Me diz aonde que ele vai encontrar outra assim? Em nenhum lugar, pequena. As pessoas só dão valor, depois que perdem. Então, vai se cuidar, vai sair, vai esquecer esse babaca. Ele não te merece. Tu mereces um príncipe que vá na sua casa em um cavalo branco, seja tudo de bom, e te faça muito feliz, isso sim. Então, não resta fazer mais nada, a não ser esperar. Espera que o tempo cura essa ferida ai! Ai dentro, do teu coração tão frágil. Dói muito, não é pequena? É um dor insuportável, eu sei como é. Mas aos poucos essa dor vai cicatrizando, vai passando. E você ainda vai olhar para trás e vai dizer: “nossa, como fui boba por me apaixonar e sofrer tanto por esse idiota”. Pequena, aprende uma coisa: quem te ama, quer sempre teu bem, e nunca vai te fazer sofrer. Vai sempre querer te fazer a menina mais feliz do mundo, a mais especial e a mais importante. Ele vai te dar flores, e dizer o quanto és bonita como elas. Vai te dar chocolate e vai dizer que não se importa se engordares. Vai te levar pra ver as estrelas e dizer que o amor de vocês é infinito. Ele vai te ligar de madrugada pra dizer que sente tua voz. Pare de procurar um homem perfeito. Ele não precisa ser perfeito, ele precisa te amar. Apenas isto basta. Se tiver amor, não importa se ele é feio, bonito, gordo, magro, mora a 185568458 de km de você, mora de lado da sua casa, tem 40 anos, e você 20. Nada disso importa, pequena. E além de tudo isso, ele vai correr atrás de você. Vai dizer: “fica”, quando você disser que vai embora. Ele vai te procurar no fim do mundo, pequena. Mas enquanto isso não acontece, espera. Deus dará tudo a você no tempo certo, quando Ele achar que é bom pra você. Se Ele tirou o outro da sua vida, é porque não era o certo pra você, e nem era bom pra você. Então, esqueça ele, pequena. Você é forte, linda e maravilhosa. Você é mais forte que isso. Você consegue, eu sei que consegue.— Lays Miranda (o-utonizar)

Eu não aguento mais ter que olhar todos os dias suas redes sociais, e chorar ao ver subnicks, ou conversas com suas “amiguinhas”. Eu não consigo mais não. Minhas forças esgotaram de correr atrás de você. De mandar vários e vários sms, e receber algumas palavras sem valor, e ter que me contentar com isso. Minhas lágrimas já secaram, de tanto chorar. Foram tantas noites trancada no quarto, me passando de idiota por você, enquanto você estava se divertindo com outra. De passar horas do dia pensando com quem você poderia estar, ou simplismente estivesse bem. Eu sinto sua falta. Por mais que eu tente negar isso, ou tente não demonstrar, eu sinto. Me dói ter que passar por você, e não poder fazer nada. Eu não sei mais o que fazer pra tentar amenizar essa dor. Eu estou perdida, sem ninguém, ou melhor, sem você. É que de vez em quando vem aquela sensação ruim que vou ser esquecida por você, e como os outros meninos, ser magoada mais ainda. Mas você não é como os outros, não. Você é o homem pra mim, o certo, o que eu amo também, é claro Por mais que você tenha me magoado, eu ainda amo você. E sim, você é o único que eu vou amar sempre. Isso tá me matando por dentro. Esse sentimento incorrespondido, vem me corroendo cada dia mais, e me matando aos poucos. Pensando bem, já morri por dentro. Deve ser por isso que eu tenha me tornado uma pessoa diferente, mais fria até. Eu não mudei, eu amadureci. Eu era uma menina boba, agora sou uma mulher decidida. Antes, eu pensava que não tinha mais saída, e aquela dor era pra sempre. Hoje, mesmo sentindo a mesma coisa, eu tento pensar positivo, e também, que amanhã vai ser um dia melhor, em que essa dor diminua cada vez mais, até que um dia desapareça. Eu estou me livrando de tudo que me faz mal, e tentando seguir em frente, só com as coisas boas. Tentando colocar uma pitada de alegria, aonde tem tristeza na minha vida. Espero um dia, que você se arrependa, que perceba o quanto me fez sofrer, e a mulher que você perdeu, pra sempre. Ah, e depois, não venha com pedidos de desculpas, ou tentar voltar atrás, pois não tem mais volta. Você quis assim. Te fode sem mim agora.— Lays Miranda (o-utonizar)

Não me importaria se você viesse morar na minha rua, ou quem sabe até na minha casa. Que tal a gente se ver todos os dias? Que tal se transformarmos esse eu e você, em nós? Não me importaria nem um pouco. Vem me visitar as vezes, vem. Ou melhor, vem morar comigo. Vem cá pra eu bagunçar o teu cabelo, como bagunças meu pensamento. Bangunça minha vida de novo e minha cama se quiseres. Não me importaria nem um pouco em arrumar tudo outra vez por você. Vem dormir agarradinho comigo e me esquentar sem prescisar de agasalho nenhum. Vem me chamar de pequena de novo. Ou melhor, de minha pequena. Vem preencher esse vazio que o tempo deixou quando fostes embora. Completar a outra metade de mim, que só chama o teu nome. Vem tomar aquele cafezinho, e assistir aquele filme esquecido na estante, que só faço com você. Vem me irritar, e me causar ciúmes bobos. Vem deixar eu usar aquelas suas camisas como pijama. Deixa o orgulho de lado, e vem me ter de novo. Não deixe para depois. Depois pode ser tarde demais, e possa ser que eu me canse. Que eu canse de te chamar, e você não vir. De mandar cartas com belos versos e receber meras palavras. De correr atrás e você se afastar cada vez mais de mim. De pedir desculpas muitas vezes, quando eu até estiver certa. Não deixe o tempo passar assim, porque quando ele se esgotar, pedidos de desculpas não vão fazê-los voltar. — Lays Miranda (d-ilapidar)

Quero meu sorriso de volta. Na verdade, eu me quero de volta. Você roubou de mim, meu sorriso meigo, meu olhar sincero, meu sentimento verdadeiro. Tirou o meu melhor, conquistou-ô. Tirou de mim, meu coração, que levas contigo até hoje. Quero de volta, mesmo sabendo que meu amor, sempre será seu. Mesmo sabendo que tentando te esquecer, nunca vou te dilacerar completamente do meu coração, muito menos do meu pensamento. Por mais que meu cérebro insista em dizer que não vai dar certo, sempre vou em frente, seguindo a voz do meu coração, que sempre diz ,vai. Eu vou, sempre quebro a cara. Com você não foi diferente. Sofri. Até que acho que foi o garoto que eu mais amei, mas o menos que deu certo. Talvez eu te esqueça, e talvez esse sentimento renda mais do que devia. Talvez você lembre de mim algum dia, e irá dizer que valeu a pena. Talvez você lembre que sempre foi feliz, e ao menos deu conta disso. Talvez você se arrependa. Torço pra que isso aconteça. Eu ainda te amo, você sabe. E o meu desejo é que você volte. Volta pra mim, vai. Volta a ser meu, a ser feliz de novo e me fazer também. Quero te amar de novo, quero viver isso. Dessa vez vai valer a pena, eu sei que vai. Eu te amo, meu pequeno. — Lays Miranda (d-ilapidar)

Sabe aquela carência por você? Aquele momento que cai a ficha que você não é mais meu? Ainda dói. Dói saber que você conseguiu ser feliz sem mim, sem ao menos olhar pra trás e pensar duas vezes. Saber que "ela” está ocupando o meu lugar. Pode até parecer egoísmo, mas eu te quero só pra mim. Não aceito dividir, nem te ter por partes, eu te quero por completo. Na verdade, eu te quero de novo. Volta pra mim, vai. Preenche esse vazio que você deixou no meu coração, novamente. Me faz feliz de novo. Liga a luz onde o tempo apagou. Volta a ser meu. Transforma eu e você, em nós.“ Lays Miranda (d-ilapidar)

E o tempo vai passando. A gente nem percebe, não é? Como é bom poder olhar pra atrás e lembrar de tudo que passamos, das dificuldade que conseguimos superar e de todas os momentos que se passaram e talvez nunca aconteça novamente. Dá saudade. Dá vontade de voltar no tempo e mudar algumas coisas, ou voltar a certos momentos e aproveitar mais. Mas sabe, bem que eu queria mudar algumas situações. Eu queria poder fazer diferente, com o que eu aprendi até agora com a vida. Eu aprendi que a vida é uma escola diferente, que dá primeiro a prova, pra depois dar as lições. Eu já quebrei muito a cara. Eu já fiz coisas que eu pensava, “não, isso não vai dar certo”, mas no final sempre deu. Eu não me arrependi de ter vivido, de ter me arriscado. Cada momento que eu vivi, cada loucura, sempre estarão guardadas pra sempre. Alguns erros, que levei experiência pra minha vida, e alguns acertos, que particularmente, fiquei orgulhosa. Eu amadureci. Eu cresci. Algumas coisas, confesso que não faria, mas outras, me arrependo de não ter feito. Arrisque mais, tente. Se você não tentar, nunca vai conseguir. Erre. Somos humanos, erramos e nos concertamos. É a vida. Mas se por acaso, a borracha gastar mais que o lápis, você possivelmente estará exagerando. Seja feliz. Foca apenas na sua felicidade, e foda-se o que estiver atrapalhando. Ah, não esqueça nunca, seja sempre você mesmo. Não tente mudar por ninguém, e muito menos pra ninguém. Se alguém for de gostar de você, gostará pelo o que você é, e não por aquilo que alguém impõe pra você. Sempre te criticarão, então se for pra importa-se com a opinião dos outros, você nunca irá se feliz. Hoje, eu quero viver mais. Quero aproveitar mais, eu quero aprender mais com o que a vida tem para me oferecer. Eu quero provar dos piores venenos e sentir o gosto das melhores bebidas. Eu quero fazer loucuras, viver loucuras. Eu quero ser eu, apenas eu. Não quero viver sendo aquilo que não sou, muito menos passar uma imagem que não é minha. O tempo passa e um dia tudo se acaba, e não adianta lamentar pelo o que perdeu. O presente é hoje, e o passado ficou para trás. Viva o presente, e viva bem vivido. Aproveita enquanto há tempo, porque depois vai ser tarde demais.— Lays Miranda (o-utonizar)

Eu não quero apenas novas pessoas. Quero novos sorrisos, novos olhares, novas paixões, e quem sabe até um novo amor. Quero poder chegar em casa, e me deparar com outras fotos em cima da estante, e não sentir mais aquela saudade em não te encontrar. Quero poder dizer que definitivamente te esqueci, e que outra pessoa ocupou seu lugar. Quero poder fazer loucuras, tomar um belo banho de chuva terminado com um beijo. Quero poder escutar músicas e sentir aromas que me lembrem das pessoas que marcaram minha vida e sentir saudades de momentos que se passaram. Quero poder olhar sua foto, e não chorar mais, e sim, lembrar do quanto eu amei você e do enorme bem que você me fez. Ainda amo. Muito.— Lays Miranda (d-ilapidar)

— Carta para a sua nova namorada

Olá. Pois é, eu não gosto de você, mesmo antes de te conhecer. Enfim, vou logo ao ponto. Eu quero que você faça ele feliz. Só isso que te peço. Eu ainda amo muito ele, e vai ser muito difícil de esquece-lo assim tão rápido. Vai doer te ver junto com ele, eu sei. Eu vou tentar ser forte, para suportar tudo isso com um sorriso no rosto. Espero também encontrar outro alguém, que possa me fazer mudar, sabe? Então, vou logo avisando como ele é , e nem tente fazer ele mudar nisso, que ele vai mandar você se foder, é. Ele odeia se você ficar toda hora no pé dele perguntando aonde está, com quem, e que horas vai voltar. Não fica toda hora chamando ele com apelidos muito melosos. Seja bem irônica com ele, e nem sempre demostre muito ciúmes. Ele adora que mecha no cabelo dele, sério. Ah, deixa a unha grande também, para poder ficar acariciando o braço dele, ele adora isso. Eu me lembro que além de namorados, éramos amigos. Brigávamos e depois dizia “eu te amo” um para o outro. Eu sinto muito a falta dele. Muita mesmo. Eu queria apenas que ele fosse feliz. Já que ele não foi comigo, que seja com você. Ele tem um jeito único, todo torto, todo bagunçado, mas é o seu jeito. É um jeito que conquista qualquer mulher, entende? Faz ele feliz, não canso de dizer isso. Não abandona ele não, eu sei que ele pode ter esse jeitão frio, mas não é assim. Ele vai sofrer, e eu não quero ver isso. Se você fizer isso, você vai se ver comigo. Ah, não fala nada sobre essa carta pra ele. Não quero que ele pense que eu estou me importando com ele, — apesar de eu estar . Eu quero que ele pense, que eu esqueci ele. Por isso, evito falar com ele, para evitar mais mágoas. Não tenho mais nada pra dizer. Mas por favor, não esquece: Faça ele feliz. — Lays Miranda (o-utonizar)

Estou me despedindo de você. Vou embora, e não vou voltar mais. Não quero que sofra pela minha ausência, pelo contrário, quero que sejas feliz sem mim. Segue tua vida, vou seguir a minha também. Não nego, eu te amo muito ainda, mas espero que o tempo apague isso. Se ele não apagar, quero ter lembranças boas disso. Quero olhar pra trás e dizer: "eu o amei muito”. Sabes, aceitaste todos os meus defeitos, por mais insuportáveis que foram. Me acolheste e me desse todo o teu amor. Não digo que algumas coisas não valeram a pena, pois tudo valeu muito a pena. Desde o dia que eu lhe conheci, vi o mundo de outra forma. Pecerbi o quanto a vida tem a nos oferecer, mas do nada, ela pode lhe tirar tudo. Você me mudou. Me fez perceber o verdadeiro sentido do amor. Sonhei, vivi, escrevi. Na verdade, não quero lhe esquecer. Por mais que doa, eu quero viver meu passado a cada dia, lembrando de você e o quanto te amei e te amo ainda. Por favor, eu te peço só uma coisa: nunca se esqueça de mim. Lembre de mim sempre, por favor pequeno. Lembre sempre de mim, e diga: “eu amei muito aquela garota”. Não sei se ainda me amas, como antigamente, mas por favor, lembre do motivo que lhe fez se apaixonar. E mais uma vez, e a última, eu te amo muito meu amor. Deixa o bilhete em sua escrivaninha, e sai correndo…chorando. Lays Miranda (d-ilapidar)

Talvez eu ande precisando de umas doses de desapego. Talvez eu precise tirar você da minha cabeça, pra arrancar essa dor de uma vez por todas. Talvez eu precise despairecer um pouco mais. Sair, dançar, cantar, me divertir. Conhecer novas pessoas, novos sorrisos, novas aventuras. Talvez eu precise, mas não, eu não quero. Sabe o que eu quero? Passar pela aquela porta, te ver no sofá, com aquele seu jeito meio rude, meio sem jeito de ver TV com uma xícara de café do lado. De me chamar de chata, de sem graça e idiota. Da melancolia na sua voz, quando diz que precisa de mim. Do jeito em que você fica vermelho, olhando pra o chão ou para qualquer outro lado, quando diz que me ama. Das tardes e noites jogadas foras, com filmes e pipocas. Talvez eu esqueça, talvez não. Talvez você volte, talvez seja pra sempre. Talvez eu não aguente mais essa dor, e vá aí, te buscar. Mas vem, uma vez. Vem.— Lays Miranda (d-ilapidar)

Quer ir ? Vá. Não vou mais impedir tua partida. Chega um momento, que a gente tem que deixar ir. É. Passei mais de dias pensando… pensando em como seria minha vida sem você. Não, não é fácil, mas eu vou tentar esquecer, apagar. Por mais que eu queira que você fique, vá. Vá viver sua vida bem longe de mim. Não quero mais ilusões. To apagando tudo que me faz mal, e renovando minha vida em coisas boas. Está doendo, você não sabe o quanto. O problema, é quando cair a ficha, que você não é mais meu. Chega de lágrimas e melancolia. Quero ser feliz. Por mais que eu lhe ame, quero te abandonar. Ou melhor, quero que você me abandone, pois eu não teria forças pra te deixar pra trás. Lays Miranda (d-ilapidar)

O tempo foi passando, e eu me apaixonei. Eu me apaixonei pelo o teu jeito, esse teu sorriso. Eu me apaixonei por suas idiotices, e do jeito que me chama. E eu me apaixonei por todas as coisas que me fizeram apaixonar por você. Me pego pesando em você, e sorrio. Por saber que em tão pouco tempo, de uma maneira tão simples, um sentimento que aconteceu tão naturalmente, me fez mudar assim. É, me mudou. Eu vi, que amor, não é um sentimento pra você sofrer, te deixar triste e pra baixo. É pra fazer diferença na sua vida, pra deixar você feliz, e além de tudo, ele não vem pra subtrair nada em sua vida, vem pra somar. E sabe, eu amo sua voz. É, ela é tão cativante, tão perfeita. É tão você. Ela me acalma, me conquista cada vez mais. Eu conheci tantos sorrisos, mas o seu é o mais lindo de todos. Tudo em você me faz te amar cada vez mais. Eu tou com saudade dos teus abraços, sabe. Eu quero muito estar do seu lado, muito, muito, muito. Eu quero ficar com você, aproveitar isso ao máximo. Eu quero ficar com você, para sempre. É sim. Ainda acho pouco. Só quero te dizer que você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, a melhor. Eu te prometo, que vou fazer o possível e o impossível pra te fazer feliz. Não me deixa nunca, tá? Esse texto, não expressa o mínimo que eu sinto por você. Eu tinha que passar dias, e dias, escrevendo para poder demonstrar tudo que eu sinto por você. Só quero te dizer, que eu amo muito, muito, muito, você, meu amor. Ah, e na minha vida, é só você!— Lays Miranda (o-utonizar) 

Já se passaram dias, semanas. Não mudou nada. Talvez seja difícil de compreender, aceitar. Dias sorrindo, noites chorando. Por você. Tentando fingir que esqueci, ou até tentando mandar indiretas que nunca chegarão. Tentando encontrar a saída pra isso tudo. Por que tem que ser tudo tão difícil? Por que tem que doer tanto assim? Talvez não tenha explicação pra isso tudo, eu amo você e isso é fato. Por mais que falem, não há como mudar isso. Eu escolhi você, por mais que a vida coloque tanto obstáculos assim, que eu estou tentando com todas as minhas forças tirá-los do nosso caminho […]. Te ver dói. Dói ver que não é mais meu, por mais que eu lhe deseje. No fundo, meu coração lhe pertence, e temo que isso seja para sempre. Mas sabe, eu queria muito te chamar de meu de novo. Mesmo sabendo que posso me magoar de novo, eu queria enfrentar isso. Não desabafo com ninguém, eu estou guardando isso a semanas, meses. Está doendo muito em ver que não tem mais volta. Escuto tantas músicas que me deixam pra baixo, mas o que mais doi, é te ver mesmo. Eu ainda sinto o gosto do teu beijo, o teu abraço. Eu queria tanto ele, tanto. Já tentei esquecer, mas tá muito difícil. Eu sinto que isso é verdadeiro, que eu te amo de verdade. Podem achar humilhação o que eu faço, mas não é. Eu apenas te amo, e quero demostrar isso. Quero que você veja, e mude de opinião. Eu queria tanto lhe chamar de meu novamente. Dessa vez, ia ser diferente, eu ia realmente mudar. Na verdade, eu vou. Pois os dias se passam e você não está aqui comigo. Tenho que aprender a viver sem ti, pois sei que não vou lhe ter nunca mais. Foi apenas um desabafo, de tudo que eu estava e estou sentido, pois essa dor nunca vai passar. Mas que fique claro, que eu te amo, e amo muito.” — Lays Miranda (d-ilapidar)

A cada dia, esse amor incondicional que eu sinto por você, aumenta. É cada sorriso, cada olhar, cada gesto seu, que me deixa mais apaixonada. Sabe a sua voz? Ela me acalma. Aprendi a amar e aceitar, cada defeito seu. Aprendi a gostar do que você gosta, só pra não me passar de boba. Sabe, posso até estar sonhando demais, ou até criando expectativas em uma coisa que possa não valer a pena. Pode parecer bobo, pode ser inválido e inconcreto, mas eu vou lutar com todas as minhas forças, pra manter esse amor que cuido todos os dias com todo o meu carinho.  D-ilapidar (Lays Miranda)

Será que algum dia esse amor vai ser recíproco? Será que tudo vai valer a pena? Eu não sei. E sabe, eu também ando me perguntando tudo isso. O que será do nosso amor? Ou melhor dizendo, do meu amor. As vezes cansa! É. Tá pesado ter que levar isso tudo sozinha nas minhas costas. Eu só suporto tudo isso, por sua causa. Por poder ouvir tua voz baixinha, por sentir teu cheiro de levinho, por sentir teu calor quase esfriando, tudo isso por não poder chegar tão perto assim. Pois você não é meu. Aliás, acho que nem sonhas que eu te amo tanto assim. Se já entendeu, se faz, ou prefere não dizer nada, pra não magoar. Eu sei. Eu sei que não sentes algo tão forte assim por mim. Pode ser afeto, atração, mas amor não é. E isso me dói muito. Não gosto muito de lembrar desta parte, prefiro viver minha ilusão. Mesmo sabendo que um dia vou cair do penhasco, por sonhar tão alto, e cegamente. Mas deixa eu ser feliz um pouco, deixa? Nem que seja por pensamento! Eu faria de tudo pra acabar de vez com esse amor, e tirar esse peso de mim. Eu queria parar de pensar tanto em você, e de colocar sempre você nos meus planos, mesmo sabendo que isso não é possível. Como eu queria você! Queria poder acordar, e escutar tua voz rouca, dizendo pra eu não me preocupar, pois isso era só um pesadelo, e você sempre estaria do meu lado. Mas ei, deixa isso escondidinho tá? Pois esse amor tenha que ser assim mesmo, platônico. Pra ficar bem guardadinho aqui, aqui dentro do meu peito. Sozinho. E também, por mais que eu tente viver outros amores, tentar viver com outras pessoas, é você sempre que vai fazer meu coração bater mais rápido. É o seu nome que eu sempre vou lembrar quando falarem do amor. É de tudo em você que eu vou lembrar, e lembrar cada dia. É você. Sempre foi e sempre vai ser. Pra sempre. — Lays Miranda (o-utonizar)