textos sobre a vida

Eu queria tanto que a vida real fosse uma comédia romântica e que no fim tudo voltaria a ser como era antes, sem medo, sem dor, sem insegurança, mas não existe final feliz. Mesmo que tudo isso pudesse voltar no agora, não seria a mesma coisa, pois apesar do amor jamais acabar, infelizmente ele diminui.
—  95259 em ‘’Querida Giovana’’
Deixa eu te explicar uma coisinha sobre a vida, meu bem. Ela é sua. Tão sua que lhe dá a liberdade de escolher entre jogar estrelas-do-mar de volta para água ou guarda-las em um recipiente como lembrança daquele dia. Aquele mesmo dia que você entrou no seu velho Ford, com uma mala, um pacote de balas e R$50,00 no bolso do casaco que era do seu pai. Aquele mesmo dia que, por um grande acaso, você conheceu a liberdade. Ela tinha o calor de uma tarde de verão e o cheiro de rosas de uma manhã de primavera. O telefone não tocou e você também não telefonou para ninguém. Estava totalmente só. Livre das preocupações que lhe assombravam. Do cansaço que lhe seguia. Do medo que habitava a sua mente. E até mesmo do sucesso que começava a elevar-se. Você só gostaria de ser livre. Escolher entre beber vinho ou café. Ver o pôr do sol enquanto dirige ou na areia de uma praia deserta. A gente deveria ter essa liberdade, sabe? Poder escolher entre sorrir ou chorar, sem precisar explicar-se. Se apaixonar de olhos vendados. Dançar até cansar. Cantar até a garganta pedir para parar. Despir a alma. Não ficar quando se quer ir. Nem falar quando se quer calar. A gente deveria ter essa liberdade, sabe? De sintonizar nossas estações.
—  Dani Farias
En solo una noche mi mundo se vino a bajo, no había nadie y estaba solo,me di cuenta que a nadie le importaba o importe, esa noche agarre mi cuchilla y simplemente empecé a dibujar en mi piel, la sangre que hace mucho tiempo no veía se hizo presente y mis lágrimas quemaban mis ojos, mis voces me atormentaron hasta que caí rendido ante el sueño…
Quiero creer
que somos galaxias en expansión.
Nuestras lágrimas
son en realidad estrellas
que buscan salir por algún lado.
— 

Son el costo de crecer.

Soy más complicada que un ser humano.

Soy una constelación de supernovas a punto de explotar.               Soy un universo.                                                                                      Por eso es que ni yo me entiendo.

Juego de palabras

Pare, menina! Pare com todo esse drama! Você acha mesmo que ninguém se importa com você? Você acha que está tudo conspirando contra o seu favor? Venha aqui, por um instante, para que eu possa dar-lhe uns tapas no rosto! Acorde, tem tanta coisa lá fora, tantas paisagens a serem apreciadas, tantas pessoas a conhecer, tantos momentos a serem aproveitados… Pense deste jeito! Sempre há alguém que se importa contigo, que quer sempre ver o teu sorriso lindo. Você é maravilhosa, você é uma boa pessoa, e, usualmente, coisas ruins acontecem com pessoas boas, como muitas pessoas dizem. Mas, atrás de todas as nuvens, o sol se esconde. Após todas as tempestades, ele aparece outra vez. Todos os dias, faça chuva, faça vento, neve, ele está sempre lá. E após cada mágoa, cada momento de raiva, irritação ou nervosismo, eu sei que você irá se recuperar cada vez de maneira mais intensa, sempre com um sorriso de orelha à orelha, eu sei disso. Mas não depende da minha confiança em ti. Depende da tua.
—  Como citou Justin Timberlake: you just gotta be strong.
Veja bem, moça… Eu tentei te esquecer, mas não pareceu funcionar quando me peguei te procurando em outros rostos. Não sei o que fazer, quando apenas o que faço é lhe escrever. Veja… a vida parece mais feliz ao teu lado.
—  95259 em ‘’Veja bem, moça…’’
Carta a mí misma.

“No quieres ser tu misma, entonces te cortas el cabello o lo tiñes o te maquillas o sales por las madrugadas a manejar sin destino, sin lugar. Intentas cambiarte por un momento, dar un cambio esperando que parte de ti se vaya tambien. Te sonríes frente al espejo y te dices que todo estará bien y al siguiente minuto estas en la cama abrazando la almhoada pensandote a ti misma "cuando estaré bien?” Al siguiente día despiertas y sientes que ya no puedes pero si, si puedes y te levantas a jugar la funcion de que todo va genial pues todos piensan que eres joven, que tienes “todo” para ser feliz cuando apenas puedes tomar fuerzas para ir al colegio. Pasas el día intentando pensar en la clase de fisica, o de filosofía y de la nada checas tu celular para ver si te ha llamado, pues la costumbre te traiciona. Las noches son dificiles pero tambien aveces son tus partes favoritas de todo el día, cuando puedes ser tu misma, llorar si quieres llorar, bailar si quieres bailar u orar si eres creyente. Gritas al vacio sin tan solo decir una palabra. Sientes un hueco en el estomago, en el pecho y tan solo esperas que el tiempo pase, miras el mundo en camara lenta y tambien piensas que exageras, que no es para tanto cómo dicen tus amigos..pero nadamas se asoma la luna y el frio te cala los huesos y te das cuenta que el antidoto está en el veneno..pero te tengo buenas y malas noticias, no todo esta perdido. Amiga, esta no será la ultima vez que te sientas como un zombie en marte! Sanarás, volverás a reír con ese brillo que ahora se te ha ido. Te levantarás solo para volver a caer, pero tranquila, de todas esas caídas una de ellas tendrá paracaídas y será la mejor sensacion de tu vida. No habrá dolor, por que el amor no duele, las personas lastiman. Amiga, toma un té calientito y leè tu libro favorito que el tiempo pasará y tus heridas se curarán.“


-Amairani Mshell