tente lembrar

O que você DEVE dizer para as pessoas que estão lidando com:

Ansiedade: Isso também vai passar, mesmo que isso pareça fraco e clichê. Sua ansiedade diminuirá, você não está morrendo, você não morrerá disso, tudo vai ficar bem. Continue respirando profundamente, tente manter o foco.


Depressão: você é válido e suas emoções são válidas. Você é uma pessoa boa e forte, mesmo que não se sinta assim no momento. As coisas VÃO melhorar, você sabe que vai conseguir passar por isso.


Orientação Sexual: seu corpo, sua vida, seu quarto. Você escolhe o que você faz com isso, e eu não falo no assunto, porque eu não sou você. Eu vou respeitá-lo, não importa o que.


Bipolar: O sol também nasce. Para todos os seus dias ruins, semanas, ou mais - você também vai ter bons dias além do horizonte. Você sabe disso melhor que qualquer um o que significa finalmente atingir esses “altos” em sua vida, e espero que você continue crescendo e fortalecendo-se através do seu tratamento para prolongar esses momentos felizes.


Auto-dano: Este é o seu corpo e nunca vou julgar você pelas coisas que você escolheu fazer com ele. No entanto, você realmente deve considerar falar com um psicólogo/psiquiatra sobre isso. Não porque você é “ruim”, mas porque eu só quero que você esteja bem.


Transtornos alimentares: é bom comer, você tem permissão. Comer não vai fazer você gordo, feio ou sem valor. Comer irá torná-lo forte, saudável e animado. Você merece comer, você merece a felicidade.


Abuso: o que eles fizeram foi errado, e você não teve nenhuma parte de consentimento nele. Você não precisa se sentir culpado ou envergonhado, embora eu entenda que pode ser exatamente o que você está sentindo agora. Eles são os que estão culpados aqui, e a bola está inteiramente no seu tribunal se você optar por denunciá-los para isso, o que você tem legitimamente o direito de fazer.


Suicídio: o suicídio é uma solução permanente para um problema temporário. Você é valioso e sua existência é valiosa. Há bilhões de pessoas neste planeta, e mesmo se você acha que todo mundo te odeia e ninguém se importa, eles se importam. Você pode encontrar tantos amigos e entes queridos, se você permitir o tempo para procurá-los. O mundo acaba sendo um lugar bonito e você merece estar vivo para ver isso.


Ataque sexual: o que eles fizeram foi vil e nojento. Sim, agora você fica com esse acontecimento horrível e traumático sempre voltando em sua mente, mas sua vida não está completamente perdida. A recuperação é possível e, infelizmente, um grande número de pessoas tem que passar por isso -, mas eles chegam ao outro lado. Então você pode, você pode fazer isso. Você não está sujo, você não é uma “puta” ou uma “prostituta”, você é um ser humano cujos direitos foram violados. Mas você é forte, e eu sei que você pode passar por isso.


Transtorno de personalidade múltipla: Eu sempre vou te amar, não importa quem você é. Eu só espero o melhor absoluto para você durante sua recuperação e tratamento, e talvez um dia eu seja tão privilegiado quanto te amo como um todo.


Transtorno de estresse pós-traumático: a dor de repentinamente reviver eventos horríveis é quase inimaginável para mim. Por favor, tente lembrar que, embora pareça ser real e está acontecendo agora, não é assim. Você está bem, você está bem e está a salvo. Você está no presente aqui e agora, e esse passado não pode se manifestar novamente para vir e feri-lo fisicamente. Tudo está bem, esses sentimentos passarão e você vai ficar bem.


Esquizofrenia: Eu sou real e posso te prometer isso. Eu me importo. Tente encontrar algo de base para você, um objeto para o qual você pode se apegar para ajudá-lo a distinguir se você está alucinando ou não. Você não é uma aberração, você não é um monstro. Você é um ser humano com direitos e emoções.


Fonte: illusoryacid.tumblr.com

Se eu sinto saudade? Não ta vendo que eu nem olho suas redes sociais, nem ao menos vejo suas fotos, não chamo você, não te procuro, não vou atrás e vem me perguntar se eu sinto sua falta??? Sinto, muito, sinto falta de cada momento ao seu lado, de cada conversa, de cada noite que eu fiquei sem dormir por estar com você no outro lado da linha e você me pedia pra ficar “mais 5 minutinhos”, sinto falta do seu “bom dia amor”, de dormir com você e acordar ouvindo aquela respiração gostosa, sinto falta de ler suas declarações, de ouvir o teu “eu te amo”. Você tem coragem de me perguntar se sinto sua falta? Eu te amo, o que eu mais faço é sentir sua falta, é pensar em você, é sonhar com você, é desejar você, passar sei lá quanto tempo olhando sua foto de perfil e desejando ser o motivo desse seu sorriso lindo. Sabe, as vezes quem menos demonstra é quem mais sente, não é porque não corro atras e não fico no seu pé que eu não amo você ou não sinto saudade, as pessoas tendem a achar que somente se ama quando fica falando toda hora que ama, sou diferente, eu provo que te amo, fico contigo quando precisa de mim, fico quietinha ouvindo você descrever seus dias e fico te admirando sem dizer nada, palavras são só palavras, qualquer um fala ou escreve, mas fazer… só faz quem ama. Você tem mania de me fazer umas perguntas bobas, quando elas vierem à sua mente, feche os olhos e tente se lembrar de quando eu e você éramos nós, suas dúvidas acabarão, ninguém vai te amar como eu te amo, do meu jeito, mas amo.


-Itsomgbitch

Há um motivo para tantas piadas de médicos acabarem com “eu tenho boas noticias, e más noticias”. Frequentemente, as más noticias são tão ruins que quando algo bom vem junto, nós tendemos a exagerar um pouco. Toda nuvem tem uma fresta de esperança, mas ainda assim é um nuvem. Uma nuvem pode significar um banho ou uma tempestade. Então, aceite os dias bons onde quer que os encontre. Tente ser positivo. Tente se lembrar que mesmo quando há más notícias, há boas notícias para alguém.
—  Grey’s Anatomy.
Distante, minha mente me abandonou. Preso a mim, o corpo ficou, desapontado. Risos vindos de uma esquina qualquer. Prantos de uma menininha assustada. Eu ouvi tiros, bombardeios e batidas de carros. Tampei os ouvidos e o barulho aumentou, ensurdecendo minha alma. Gritei e percebi que a batalha era interior. Do lado de fora, olhavam torto e silenciosamente me matavam. Eu morri? Devo dizer que ainda respiro.
—  Corpo meu, tente se lembrar da primeira vez que foi um guerreiro.
Acabei de ler essa frase em uma imagem de um texto: “Insistência é sinônimo de teimosia e o amor não precisa disso!” Nem cheguei a ler o texto só essa frase já me inspirou a escrever. Quantas e quantas vezes insistimos em algo que sabemos que não vai dar certo? E por que essa insistência tanto? Já parou pra pensar sobre isso? Um relacionamento que acabou por incompatibilidade de gênios por exemplo, é difícil que se mantenha saudável, quando existem muitas brigas, mas mesmo assim insistimos em manter o pensamento naquela pessoa, insistimos na procura, insistimos será que por desespero? Muitos pacientes quando terminam um relacionamento me falam: tenho medo de não encontrar mais ninguém , e eu o questiono, quantos você encontrou ao longo desses anos? Com quantos vc se apaixonou, quantos vc disse que amava? É normal nossa auto estima diminuir depois de um término pois achamos que aquela pessoa é única e insubstituível, mas vou te contar um segredinho, todo amor é substituível, nós amamos durante nossa vida toda, pode demorar a aparecer novamente, mas tenha certeza que irá aparecer e se você tomar esse tempo sozinha para se conhecer mais, se amar mais, irá aparecer algo bem melhor que o anterior, pois muita coisa que você aceitava por medo de perder a pessoa e ficar só você não vai mais se permitir a isso, você vai perceber que estar só faz parte do seu crescimento e é maravilhoso para você refletir sobre suas atitudes ao longo da vida e principalmente suas atitudes quando está acompanhada. Então, não tenha medo quando aquele “amor” insistir em sair pela porta afora, apenas o olhe com um sorriso, tente se lembrar com carinho do que foi bom e aprenda a lembrar dos momentos ruins como forma de aprendizado e não como martírio! Você não será só, você está só! Não é uma condição eterna, e sim passageira!
—  Psicóloga Niliane Brito.

nós não somos mais quem nós costumávamos ser
feche os olhos e tente se lembrar como era sentir o mundo na ponta dos dedos
sinto falta de quem éramos quando o amor era a única coisa que importava
nós crescemos
a solitude do concreto nos pressiona a evoluir crescer nos encaixar dentro de um cubículo e trabalhar para vivermos cansados e nunca vivermos verdadeiramente

eu largaria tudo e sairia de casa apenas com a escova de dentes se sentisse de novo algo capaz de me dar coragem para mudar de posição num mundo confortavelmente desconfortável.
eu fecho os olhos e rezo.
que um dia eu ame verdadeiramente sem que me doa
[eu achava que pra ser amor tinha que doer, por isso tenho as cicatrizes de todos aqueles que já deixei entrar em meu coração]

Porque voltar a escrever

Eu andei bem desanimada pra escrever, lia várias historias maravilhosas por ai e pensava “Eu nunca vou conseguir ser assim, nunca vou escrever dessa maneira”, é estava bem desanimada mesmo, até que uma amiga minha maravilhosa conversou comigo e também me mandou alguns links de matérias que falam porque as pessoas deveriam escrever, li algumas e aos poucos fui lembrando o porque eu sempre amei escrever, não vou dizer que já estou 100% animada, mas já estou escrevendo de novo o que já é alguma coisa. Estou fazendo este post porque sei que assim como eu sempre tem alguém que desanima um pouco e espero que quando ler essa matéria a pessoa se anime pelo menos um pouco.

  1. Nunca, NUNCA se compare com outros escritores

Como falei no começo eu lias algumas histórias e comparava com a minha escrita, acho que isso foi o que mais me desanimou. Podemos admirar o modo como alguém escreve, mas não devemos comparar, cada pessoa é diferente, cada um tem seu ponto de vista, algo que fica bom na sua história pode não ficar boa na história de outra com o mesmo gênero que o seu. Ame seu modo de escrever, porque ele é único.

     2. Tenha paciência

Não é de uma hora pra outra que você vai escrever como antes, eu ainda estou voltando no meu antigo ritmo aos poucos. Você vai voltar como era antes ou possivelmente até melhor que antes.

   3. Tente lembrar porque você amava escrever

O meu motivo pra amar escrever é o mesmo que o pra ler, amo viajar em histórias, imaginar outro mundo, “conhecer” pessoas diferentes, com personalidades que possivelmente eu nunca veria, me emocionar por pequenas coisas. E o seu qual é?

   4. Emoções

Agora vai uma parte de um artigo que eu li, esse é um bom motivo pra se escrever.

Escrever sobre conflitos pelos quais você está passando pode ajudar a lidar com suas emoções. Isso porque ao desenvolver um pensamento gerado por um sentimento, você consegue analisá-lo com mais clareza, quase como da mesma maneira que acontece quando conversamos com um colega.  [Via: Noticias Universia]

Todos nós temos algum conflito emocional, escrever sobre isso pode ajudar, aos poucos você vai perceber que não está escrevendo só o que você está sentindo, mas uma nova história estará surgindo.

  5. Lembre de você como leitor

Agora você deve estar pensando “como assim lembrar de mim como leitor?”, eu vou explicar e você vai ver como faz sentido.

Lembre de uma história maravilhosa que você leu, tente lembrar ou melhor ainda vá e leia pelo menos um capítulo dessa história e reviva todas as emoções que essa história traz, não é maravilhoso? Agora pense o quão prazeroso vai ser quando alguém sentir várias emoções maravilhosas por ler a sua história, algo que você já sentiu também somente lendo, não seria algo bom?

Essas são algumas coisas que me ajudaram a voltar a escrever, cada pessoa tem um motivo pra escrever, tente lembrar o seu, mas não se puna se demorar um pouco para lembrar, isso é algo que pode acontecer, mas não desista, isso é o mais importante não desistir.

pra não esquecer

1.tudo depende da importância que você dá

2.tá tudo bem não estar tudo bem

3.quando estiver tudo bem,agarre esse momento

4.quando estiver mal,tente lembrar dos motivos que lhe fazem bem

5.a felicidade é uma daquelas coisas que quanto menos souberem,mais você tem

6.lembre daquela sua música preferida

Sim, é um Adeus

Eu tinha um porto seguro, que hoje acabou desmoronando e me levando ao fundo, aprendam uma coisa, nunca façam de algo ou alguém uma pessoa pra você se escorar, ou te fazer se sentir segura.
Pessoas não são as melhores pra se conviver, amar, querer estar perto.
Essa é aquelas típicas cartas de pessoas que estão prestes a morrer, bem clichê mesmo, não tem porque ser algo em especial.
Seriam 8 meses pra se viver, mas porque esperar? Não vejo motivos pra continuar aguentando 8 meses de tristeza imensa.
Quando vocês encontrarem alguém com depressão ou problemas de saúde, se não forem ficar com ela até o fim, não façam nada, sério, sair do nada da vida dela só vai deixa-la pior.
Mas de qualquer modo eu entendo, é um porre mesmo aturar gente problemática, é uma merda ter que ficar elogiando alguém que invés de falar obrigada diz “eu não sou isso” ou “Porque você me acha bonita, eu sou tão estranha” e etc
É uma merda ter que aturar uma garota que não pode te dar aquilo que você precisa, é uma merda ser amiga de alguém que você nunca vai poder pedir ajuda ou perguntar como essa pessoa tá.
Porque ela nunca vai ta bem, sim é uma merda.
Por isso prefiro de vez acabar com isso, obrigada por tudo, não sei se quem eu quero que leia, irá ler, mas você foi a melhor coisa que um aplicativo me proporcionou. Você foi a melhor parte de mim, espero que guarde as coisas que te dei e que se elas te fizerem mal, não as jogue fora, tente lembrar que eu te amei.
Obrigada vocês que tentaram me deixar feliz, me fazer se alguém.
Mas a vida é uma merda e não dá mais.
É definitivamente um adeus.

Eu sei que o trabalho de agente requer esforço, mas acho que Nick Fury poderia ter designado a qualquer um a missão de proteger o cara que quase me matou há anos atrás.

Observei o homem de cabelos compridos se afastar da frutaria e partir rumo a uma pequena e modesta banca de revistas. Quem lê revistas hoje em dia? James Buchanan Barnes.

Após entregar o dinheiro e dizer algo em romeno, Bucky saiu andando pela rua movimentada. Um boné e roupas simples, aparentemente, conseguiam esconder do mundo quem você era e por que estava se escondendo. Já vi alguém fazer isso quando estava sendo perseguido, meu querido amigo Steve Rogers que, por acaso, é um dos motivos de eu estar há dias observando, de longe, esse homem lindo e aparentemente inofensivo.

Algo deveria estar acontecendo. Um comboio aparecer batendo em vários carros causando o caos, e dele saindo vários agentes disfarçados de policiais, partindo para cima do Soldado Invernal. Então, eu heroicamente apareço para ajudá-lo. Após todos os agentes estarem caídos, mortos, o Soldado pergunta quem eu sou, e lhe digo que estou aqui para protegê-lo. Isso me faria sentir uma Vingadora.

Infelizmente, nada estava acontecendo. A coisa mais interessante que o assassino mais perigoso do mundo fez hoje foi rir de uma conversa que ouviu de duas senhoras no supermercado.

Bufei, sentindo todo o tédio do mundo me engolir.

— Que inveja da Romanoff — falei para mim mesma, lembrando que agora, Natasha deveria estar com o Clint, em missão.

E lá estava eu, novamente, seguindo o ex-agente da Hydra até sua casa. Já sabia o caminho de cor e, com sorte, não seria vista por ele, isso estragaria o disfarce.

Ele entrou em um beco mal iluminado por conta do horário. Parecia que há segundos atrás era uma manhã ensolarada e propícia para uma praia e churrasco, mas agora já deveriam passar das 17h da tarde.

Voltei a prestar atenção no homem mais á minha frente, que estranhamente havia sumido. Sutilmente, minha mão encontrou a 9mm presa no cós da minha calça. Porém, antes que eu pudesse fazer alguma coisa, fui surpreendida por um grande e um tanto violento empurrão, e bati contra a parede, sendo cercada por grandes braços. Um deles, de metal.

— Por que está me seguindo? — ele falou alto o suficiente para que apenas nós ouvíssemos. Não respondi, estava perto o bastante para matá-lo ali na hora, mas o discurso de Nick foi claro: proteja-o. Não o mate, em circunstância alguma, mesmo se você se lembrar do seu passado. — Vou perguntar mais uma vez — ele se aproximou, ameaçador. — Você é uma deles? Quer me levar de volta, não é?

Muitas imagens se passavam pela minha cabeça, e uma delas era o Soldado Invernal com suas grandes mãos ao redor do meu pescoço. Um carro em chamas em meio a neve e um par de olhos azuis sobre mim, sem qualquer brilho.

— O quê? — indaguei, finalmente voltando à realidade. — Não, eu não sou da Hydra.

— Não minta pra mim — ele rosnou e apertou meus braços, e seus olhos pareciam… amedrontados?

— Escuta, sei que está traumatizado, eu também estaria — empurrei seu peitoral absurdamente definido para quem estava vivendo apenas de fast food, e me livrei da dor nos braços por conta de seu aperto. — mas vamos deixar uma coisa clara, ok? Nunca mais faça isso de me surpreender. Quase te dei um tiro.

— Quem diabos é você?

Sorri com a expressão confusa em seu rosto.  

— A Romênia é um lugar lindo, e sem duvidas o ultimo lugar que a Hydra te procuraria — ri, voltando a andar e ele começou a me seguir. — Mas você não está mais seguro aqui sozinho. E a pedido do meu chefe, Fury, e do seu melhor amigo, Capitão América, estou aqui para te proteger.

Bucky parou, me fazendo parar também, agarrando minha mão.

— Você conhece o Steve?

— Sim — assenti. — E você também, já que se lembrou muito rápido. Conseguiu suas memórias de volta?

— Não vou te falar, não conheço você — ele disse, cruzando os braços como uma criança mimada.

— Posso assegurar que você me conhece sim — repeti seu ato, cruzando os braços também. Agora éramos duas crianças mimadas. 

— Do que quer que você esteja falando, me desculpe. Não tenho nada a ver com isso — ele se virou de costas, apertando os punhos.

Eu estava voltando a me lembrar do passado, e aquilo não era bom.

— Tente lembrar da missão na Rússia, em 2005. O Soldado Invernal faz um carro perder o controle, sair da estrada e bater contra uma grande rocha. — disse, já sentindo o sangue quente subir por minhas veias. Queria parar, mas eu simplesmente não conseguia. — No carro havia um casal de cientistas e suas duas filhas. Mas o alvo era o que o casal levava na maleta debaixo do banco, não é? Nem que para conseguir aquilo tivessem de matar uma família inteira. Ainda bem que uma das filhas sobreviveu.

O observei se afastar lentamente e me arrependi de tê-lo feito lembrar de tal coisa. Eu me lembrava daquilo todos os dias ao acordar e ao ir dormir. Me sentia culpada por não ter feito nada, mas como uma garota de nove anos poderia salvar sua familia? 

Respirei fundo, contando até dez. Tenho feito muito isso.

Acalme-se, ele é sua missão.

Agora peça desculpas à ele.

— Me desculpe — falei, passando as mãos pelo rosto. — Eu não consigo calar a boca quando estou nervosa.

Ele suspirou, soltando uma leve risada sem graça.

— Eu a fiz sofrer e mereço isso. Sou um monstro, não posso confiar em minha própria mente.

— Sei que não foi sua culpa — falei, e ele me olhou profundamente. — Mas é sua obrigação garantir que aquele monstro nunca mais te domine.

— Eu não quero mais ferir pessoas — ele disse.

— Eu sei — assenti, pondo as mãos na cintura, imaginando o que faria em seguida. Abraçá-lo? Não, contato físico depois de um momento constrangedor como esse não era uma opção.

Mais uma vez senti inveja da Natasha, ela sempre sabe como agir em situações como essa.

— Escuta, o que é aquilo? — o chamei, olhando para o fim do beco, na rua, onde uma van havia parado e dela vários homens vestidos com roupas da força tática desceram, andando armados até os dentes.

Bucky olhou na mesma direção, arregalando os olhos, surpreso. Devo dizer que eu também estava.

— Achei que não fosse da Hydra — ele rosnou, e em um segundo já estava correndo.

— Mas eu não sou! — murmurei, ofendida. — Droga, droga, droga!

Com um impulso, comecei a correr em sua direção, ouvindo tiros muito perto de meus ouvidos. Para o meu azar eu só tinha uma arma. Uma arma e um sonho. Será que é cedo demais para piadas?

Só me restava correr, atirar e tentar não ser baleada. 

Avistei Bucky virando a esquina, agora tudo estava mais escuro e o céu tomava uma coloração entre azul claro e roxo, estava bonito mas eu não tinha tempo para apreciar o melhor momento do dia. Não, não. Meu desejo por ação estava se realizando, mas não era exatamente como eu queria. Eu gostaria de ter uma metralhadora comigo.

Para desviar de um agente, puxei do cinto uma corda com um gancho e a lancei na direção de um prédio, fazendo-a prender-se perfeitamente na grade de uma janela.

Fui puxada para cima, e consegui me apoiar em uma escada de ferro, observando os capangas da Hydra apontarem suas armas para mim lentamente.

Eu aceito a derrota, mas não sem lutar.  

Peguei rapidamente a 9mm e atirei, acertando a perna de um deles. Isso me deu tempo para correr, mas logo ouvi um outro tiro passar muito perto de mim. Me virei e atirei novamente, duas vezes, acertando a lataria de um carro.

— Hail Hydra — fui surpreendida por um homem que me encurralou, deixando-me sem qualquer espaço para fuga. Tentei acertá-lo com um soco, mas ele o bloqueou, desviando também de um chute que o acertaria perfeitamente na cabeça.

Aquilo não estava adiantando e eu não fazia a menor ideia de onde o Bucky poderia estar.

Bloqueei um golpe vindo do agente, desferindo um chute em seu abdômen que o fez perder o equilíbrio. Atirei nele, e o acertei no braço. Enquanto ele se levantava, consegui correr e saltei para uma sacada, me segurando para não cair. Logo consegui avançar, pulando para outra, e outra. 

Fui puxada para dentro de um apartamento e novamente, pela terceira vez no dia, jogada contra a parede, desta vez uma enorme mão pousou sobre minha boca, me fazendo grunhir alto, mas o homem fez um sinal para que eu me calasse.

— Eles estão aqui ao lado — Bucky sussurrou tão baixo que quase não o entendi. 

— Me solta! — sussurrei de volta, empurrando-o com raiva. Eu já estava ficando cheia disso. — Não suma da minha vista desse jeito novamente!

— Por quê? — ele indagou, com um sorriso. — Sou um assassino perigoso, lembra? Não preciso de uma babá. 

— Babá? — murmurei, ofendida. — Eu sou uma agente treinada.

— Não duvido — ele se esticou para observar por uma fresta entre duas paredes. Aquele lugar deveria ser um apartamento abandonado pela quantidade de móveis empoeirados e quebrados.

Ao observar que estava sem munição, me abaixei, tirando das botas duas Sai e as empunhei. Vi Bucky me olhar de soslaio, provavelmente estranhando o fato de eu ter armas ninja escondidas nas botas. Apenas dei de ombros e ele voltou a observar a movimentação dos agentes da Hydra.

— Eles estão muito quietos — ele comentou, virando-se de costas para me olhar. Nisso, percebi um agente aproximando-se por trás dele com alguma arma da qual nunca vi, apontando-a para Bucky.

— Cuidado — saltei, bloqueando o ataque da arma, e Bucky  tratou de nocauteá-lo.

Ele assentiu, agradecendo silenciosamente.

— Esse prédio tem uma escada externa, vamos — ele agarrou a minha mão, puxando-me janela afora, até que encontramos a tal escada, e de brinde, dois agentes nos esperando.

Merda.

Saltei, caindo perfeitamente no chão e derrubei um agente. Me levantei e consegui desviar de uma rasteira, bloqueando também um golpe que vinha em minha direção. Bucky acertou um chute no tórax do outro, que voou com o impacto e, com seu braço de metal como um escudo, parou os tiros que o acertariam.

Corremos dali rapidamente, finalmente encontrando pessoas que não queriam nos matar. Ambos ofegantes, nos permitimos nos esconder  e respirar por um minuto.

— Acho que agora posso confiar um pouco em você — ele riu, abaixando-se e apoiando os braços nos joelhos.

— Você acha? — indaguei com ironia.

— Sim — ele assentiu. — E eu nem ao menos perguntei o seu nome.

Sorri.

— S/N — disse. — Prazer em conhecê-lo.

aconchegarei  asked:

não sou a melhor pessoa pra falar sobre não pensar na ansiedade porq sou um caos, mas tente sempre lembrar que do mesmo jeito que ela chegou, ela vai embora, e qnd vai é um alívio

é meio ruim viver assim, às vezes vem uma sobrecarga imensa na mente por nada, do nada. normalmente quando bate eu passo dias sem querer sair da cama, dormir é meu meio de fugir. é bizarro porque tô tipo bem e depois não, isso em questão de horas ou minutos. escrever me ajuda bastante até, mesmo eu quase sempre escrevendo sobre alguém e não sobre isso, sei lá, é terapêutico pra mim

Frases/Músicas Wesley Safadão
  • Me dê momentos de felicidade, mesmo que depois a alegria se transforme em saudade.
  • Quem vive de orgulho, morre de saudade.
  • Veja só no que deu, você dizia que eu era ruim e arranjou outro pior do que eu.
  • Sou ciumento mesmo, pra mim não é defeito é meu jeito de amar.
  • É melhor chorar por amor do que nunca ter amado, eu não quero sofrer arrependido por não ter tentado.
  • Nos quatro cantos do mundo, escreveria o seu nome pro planeta saber desse amor.
  • Só tente lembrar, enquanto durar, eu vou te amar intensamente.
  • Você não merece um por cento do amor que eu te dei.
  • Diz que me odeia mas teu coração me ama.
  • Eu vou pagar pra ver até onde esse amor vai dar.
  • Sua boca é minha, domina a minha. E o que é que as duas estão fazendo tão sozinhas?
  • Sabe aquele gelo que você me deu? Eu to tomando ele na balada com Whisky e Redbull.
  • Onde tem ódio tem amor, onde tem fumaça tem fogo.
CARTA DE UMA MÃE PARA UMA FILHA ...

Minha querida menina, no dia que você perceber que estou envelhecendo, eu peço a você para ser paciente, mas acima de tudo, tentar entender pelo o que estarei passando.

Se quando conversarmos, eu repetir a mesma coisa dezenas de vezes, não me interrompa dizendo: “Você disse a mesma coisa um minuto atrás”. Apenas ouça, por favor. Tente se lembrar das vezes quando você era uma criança e eu li a mesma história noite após noite até você dormir.

Quando eu não quiser tomar banho, não se zangue e não me encabule. Lembra de quando você era criança eu tinha que correr atrás de você dando desculpas e tentando colocar você no banho?

Quando você perceber que tenho dificuldades com novas tecnologias, me dê tempo para aprender e não me olhe daquele jeito…lembre-se, querida, de como eu pacientemente ensinei a você muitas coisas, como comer direito, vestir-se, arrumar seu cabelo e lhe dar com os problemas da vida todos os dias…o dia que você ver que estou envelhecendo, eu lhe peço para ser paciente, mas acima de tudo, tentar entender pelo o que estarei passando.

Se eu ocasionalmente me perder em uma conversa, dê-me tempo para lembrar e se eu não conseguir, não fique nervosa, impaciente ou arrogante. Apenas lembre-se, em seu coração, que a coisa mais importante para mim é estar com você.

E quando eu envelhecer e minhas pernas não me permitirem andar tão rápido quanto antes, me dê sua mão da mesma maneira que eu lhe ofereci a minha em seus primeiros passos.

Quando este dia chegar, não se sinta triste. Apenas fique comigo e me entenda, enquanto termino minha vida com amor. Eu vou adorar e agradecer pelo tempo e alegria que compartilhamos. Com um sorriso e o imenso amor que sempre tive por você, eu apenas quero dizer, eu te amo minha querida filha.

Fonte: Spring in the Air

Eu já quebrei a cara em nome do amor mais de mil vezes tentando acertar não vai ser dessa vez que eu vou fugir da dor, nem que eu leve um não eu prefiro arriscar. Eu vou pagar pra ver até onde esse amor vai dar, só tente lembrar, enquanto durar eu vou te amar intensamente, se acaso acontecer, amanhã você me deixar, não vá se culpar, já tô preparado, que na vida nem tudo é pra sempre.
—  Wesley Safadão.
WESLEY SAFADÃO ' frases ' ;

Além de não ter coração, não tem juízo, fez o que fez e vem me pedir pra voltar. 😂🎶

Quer saber? Palmas pra você! 👏✔

Agora assista aí de camarote. 😎🔥

O tempo conserta tudo, ninguém perde por esperar. 🌹

Sabe aquele gelo que você me deu? Eu tô tomando ele na balada com whisky e redbull. 😎🍸🎧

Eu tô curtindo com a galera e dando vaia pra tu. 💋

Eu vou pagar pra ver até onde esse amor vai dar, só tente lembrar, enquanto durar eu vou te amar intensamente. ❤❤

Porque não depende só de mim para o nosso amor viver.. 🎼✔

Me ame ou me deixe. 😘

Mas na hora “h”, vish! Tô vendo que você é muito gelo e pouco whisky. 🙅🎶

Cala a minha boca, fala menos e age mais. 😏

Hoje ninguém me acha, o celular descarregou. 🔥💋🍸

Eu vou dar virote. 😎

E por que será essa nossa estranha maneira de amar? Pra que brigar? Se a gente se separa mas nunca se deixa. ❤🎤

Quer meu perdão, meu coração, mas só que náo, já era. 😘

Aquela Bola De Neve Em Que Os Sentimentos Se Transformam

Há um tempo eu descobri a bola de neve em que os sentimentos (quando não estão claros para ambas as partes) se transformam. Hoje, após esse tempo, afirmo que o sentimento de nostalgia é, sem sombra de dúvidas, uma faca de dois gumes. Ele nos faz acreditar que tudo que passou será melhor do que está por vir e que, nada que virá, será melhor e/ou mais engraçado do que já passou. Mentira. A gente nem sabe o que vai acontecer amanhã! Como, então, um sentimento pode nos dar a certeza de que, algo que aconteceu há alguns anos, foi a melhor coisa de nossas vidas até agora?

  Se eu soubesse como termina essa brincadeira (chamada “vida”), talvez eu pudesse, em um momento de devaneio, afirmar que tal passagem em minha existência na Terra foi (e será) melhor do que tudo que está por vir. Mas eu não posso. E nem quero. Eu amo não saber o que vai acontecer amanhã. Amo a hipótese de poder criar novos caminhos sem me importar com os velhos. A tal liberdade que os nossos antepassados lutaram por nós e que, atualmente, quase ninguém goza dessa dádiva. Aproveitemos, amigos!

  Somos livres para qualquer atitude. Desde que ela honre seus princípios e respeite o próximo, é claro. Não estou fazendo apologia para que as pessoas vivam numa anarquia e façam o que der na telha. Estou fazendo apologia à liberdade e ao desapego do passado. Esqueça o passado. Ele já passou.

  Foque no presente. No seu futuro. Até por que, alguns que estão à sua volta, infelizmente, irão morrer. No final, só vai restar você contra você mesma. É melhor se preparar para a maior briga do mundo. E não são países e nem ideologias duelando. É você contra você mesmo. Se você ganhar, você perde. Se você perder, você perde.

  Desapegue do passado. Deixe que ele passe. Apenas tente se lembrar dos maravilhosos momentos que tivemos, das risadas espontâneas, dos sorrisos sinceros, das brigas bobas, das músicas que embalaram a nossa queridíssima (e inigualável) trilha sonora, dos filmes que víamos na sua/minha cama, dos ataques de ciúmes, enfim, de tudo de bom que fizemos. O que houve de errado, deixe lá atrás. Não importa mais. Na verdade, nunca importou. Nessa balança chamada “saudade”, deixe que os momentos bons pesem mais que os ruins. Afinal, a gente aprende errando.

  Desapeguemos do passado, amigos. Não há nada melhor do que estarmos abertos para novas aventuras, novos amores, novos desafios, novas decepções, novos rumores…

  O passado, na minha opinião, é aquela coisa que faz você morrer de vergonha do que já fez mas ao mesmo tempo te faz ter borboletas no estômago só de pensar naqueles bons momentos que você já teve. É como amor e ódio, juntos, numa só relação. Você morre de vergonha por tantas coisas que fez por alguém, mas ainda morre de amor por alguém que você fez tantas coisas. Se você pudesse, voltaria no tempo e faria tudo diferente?

  Eu não. Eu voltaria no tempo e faria tudo outra vez. Sem por e sem tirar. Só para ter aqueles abraços espontâneos, aqueles sorrisos lindos, aqueles ataques de ciúmes e tudo mais. Mas hoje, em plena consciência, tenho a certeza de que deixo todas as vontades, desejos e ideias para o passado remoer e guardar no seu tesouro. Passado. Passou. Não passa mais. Fica na memória um grande amor para quem quiser ver e aprender. Da mesma forma que eu vi, vivenciei, aprendi e amei. Da forma mais intensa.

Mas é passado. E digo que passou. Com o maior orgulho que alguém possa ter. Por ter amado e ter sido amado. Mas, hoje, passou. É passado.

  Por isso, eu digo: desapeguemos do passado, amigos.

  O novo bate em nossa porta todos os dias. Deixemos ele entrar.

Wesley Safadão

Amor só de mãe, paixão só de Cristo, quem quiser me amar, que sofra.

Quem tá apaixonado chora… Quem tá largado bebe!

Olhando no meu rosto só vê sorriso.

De inveja eu não morro, mas mato muita gente!

Só tente lembrar, enquanto durar eu vou te amar intensamente.

Curtindo na balada, só dando virote.

Alguém curou as feridas que você deixou.

Vai ver que hoje eu tô melhor do que você.

Tira esses olhos de cima dos meus desse jeito eu posso me apaixonar.  

Não choro por quem me deixa, nem abandono quem me quer.

Agora assista aí de camarote.

É melhor chorar por amor do que nunca ter amado.

Eu vou pagar pra ver até onde esse amor vai dar.

Tô vendo que você é muito gelo e pouco whisky.

Eu to falando é de beber, bora biritar.

Eu tô de boa vai passando de fininho eu tô amando outra pessoa.

Dez por cento de Red Bull. Dez por cento de água de coco. Oitenta por cento de Whisky. Tô 100 por cento muito louco!

E o que era solidão se transformou em alegria porque esqueço dos meus problemas quando estou em sua companhia.