tenha menos

Vai, segue em frente. Tenha coragem ao menos uma vez nessa sua misera vida. Vamos lá, diga-me tudo aquilo que sempre sonhou, conte-me sobre o quanto eu arruinei e estraguei sua vida, que arranquei o melhor que havia em você. Vamos, eu aguento. O que mais quer dizer? Que eu sou um egocêntrico, um idiota, um babaca um egoísta? Fale, diga que eu nunca te valorizei e que vi você escorrendo por entre os meus dedos e não tentei te salvar. O que mais? Nada disso importa. Não importa o quanto suas palavras me machuquem, o quanto você me odeie, ao final da noite, seremos “nós”, juntos outra vez.
—  O branco e o preto, tudo se completa de algum jeito.
Por favor, tenha pelo menos a dignidade de admitir que você não foi decepcionado, mas sim quem causou a decepção, quem se tornou a decepção pra alguém.
—  Lucas Vidal (1914)
Calma, não tenha pressa, quando você menos esperar irá aparece alguém que vá juntar todos os seus cacos e irá curar toda a dor que um outro alguém deixou.
—  Priscila M.
E mesmo com todos os motivos contrários, eu fico esperando diariamente um “oi” seu para que o meu dia tenha pelo menos um motivo pra se tornar um dia bom. Tudo se resume em você, e isso não me atrai.
—  Danielly Martins. 
Não é que a vida ande sendo fácil, mas venho tentando ao máximo ser feliz com o que eu tenho. Acredito que a chave para a felicidade é só tentar não reclamar de tudo. Tá chovendo? Se molha. Não deu certo? Tenta de novo. Terminou? Bola pra frente. Se atrasou? Aproveite a vista. Chorar sobre o leite derramado não resolve nada. Nossas energias e pensamentos influenciam diretamente o ambiente em nossa volta e as direções que nossas vidas tomam. Por isso, tenha mais gratidão e menos aborrecimentos, experimente dar bom dia à estranhos e evite xingar no trânsito, deixe pra lá, peça desculpas, perdoe, respire fundo e conte até três. A vida é uma só e não há pausas. Não perca tempo com bobagens.
—  Iolanda Valentim.
Ele espera que ela esteja feliz e bem acompanhada, com alguém decente, que tenha ao menos o carinho que ela merece. Ela torce secretamente para que tão cedo ele não encontre uma garota “melhor.
—  Gabito Nunes.
Dessa vez eu quero que dê certo. Dessa vez eu não quero promessas impossíveis, sonhos altos e projetos difíceis de se cumprir. Dessa vez, por incrível que pareça, eu só quero aproveitar o momento e esperar o tempo me ajudar. Nos ajudar. Dessa vez eu só quero que a gente tenha menos sede, menos fome, menos voracidade. Dessa vez eu não quero que a minha intensidade se mostre pra você. Ela sempre gostou de estragar os meus planos, as minhas chances de querer fazer algo certo. Dessa vez eu vou me deixar livre, me livrar das culpas e ser bem mais leve do que sempre fui. Dessa vez eu quero ser melhor, ser mais. Dessa vez eu não vou estragar essa minha grande chance de ser feliz. Não vou.
—  Wesley Trajano.

Me sinto tão vazia. Não consigo raciocinar, pensar. Só fico parada, olhando para o nada. Revendo as situações. Esperando que algo ou alguém me dê um choque para que pelo menos eu tenha alguma reação. É tão ruim isso. E as lágrimas rolam sem parar, sem fazer esforço algum. E vem aquele aperto no coração e você só anseia por colo, colo, colo. Mas que colo? Não há ninguém quando se está assim. Ninguém. Aí lá vamos nós de novo para o quarto, deitar e se esconder embaixo das cobertas. Ufa, ali sim, é um lugar seguro. Dormir e esperar que o outro dia compense. 

Descrevendo um assassinato

Oi, gente! Tenho certeza de que muitos de vocês adoram ler uma história que tenha ao menos um assassinato - ou muitos - e descobrir quem ou o quê está por trás daquilo. Porém, descrevê-lo pode não ser uma tarefa tão simples assim e que, se mal feita, pode acabar com os propósitos do seu livro.

Obs: essas dicas servem para qualquer tipo de homícidio de modo geral, e não apenas de um gênero específico. E, como quaisquer outras dadas aqui, não são regras a serem seguidas. Fica a seu critério tomá-las ou não.

1 - Todo assassinato deve ter uma motivação

Não existe um homicídio sem motivo. Mesmo um serial killer com distúrbios psicológicos graves terá um motivo, nem que seja algo completamente surreal/ilógico. E ele deve ser plausível e coerente com o enredo principal da história.

Geralmente, as motivações por detrás de assassinatos podem chocar tanto quanto o próprio ato em si.

2 - Deve ser relevante

Se você tem que matar um personagem, faça isso de modo a acrescentar algo na história, seja o enredo principal ou um subplot, mas não pode ser algo completamente inútil ou servir apenas para se livrar do “excesso do elenco” da narrativa. Em suma, um assassinato deve ser importante, especialmente se servir como catalisador da história.

3 - Não precisa ser brutal/violento para chocar

Assassinatos brutais chocam pela violência. Contudo, como falei acima, a motivação pode ser o fator de susto, bem como o personagem morto ou o próprio assassino/a. Além disso, o choque dependerá principalmente do modo como tudo for descrito.

E se você estiver fazendo um romance policial, não precisa fazer um banho de sangue, ou seja, não é necessário matar metade dos seus personagens para fazer o enredo ficar instigante e interessante - a menos que isso se mostre algo relevante.

4 - Não se apegue demais ao personagem que será assassinado

Sei que isso é difícil, mas você precisa ter uma… Indiferença quando for assassinar um perso. (minha abreviação de personagem, melhor se acostumarem com ela). Caso contrário, sua cena vai pro brejo.

5 - O mais importante: a descrição

Para que uma cena de assassinato choque, assuste, instigue o leitor, é necessário haver uma descrição à altura. De nada adianta nenhum dos tópicos acima se você não descreve bem a cena. 

É interessante fazer um POV da vítima antes de ser morta e criar um clima de tensão/mistério antes do assassino/a aparecer, pois isso ajuda a dar uma quebra de expectativa na cena e seu assassino tem um “plano de fundo” para aparecer, ao invés de ele surgir do nada - a não ser que esteja fazendo uma história com ninjas…

Algumas cenas já começam com um ambiente de mistério e servem de pano de fundo para quando o personagem é assassinado. Porém, geralmente tudo começa de modo casual e comum, para depois haver uma quebra de clima. 

Outra coisa interessante são as sensações passadas ao leitor. Descrever os sentimentos da vítima enquanto é assassinada é uma ótima maneira de tornar sua cena mais profunda e, dependendo do personagem, isso pode causar também uma tristeza no leitor ao vê-lo morrer daquela forma - o que demonstra que você o cativou.

E é isso, pessoal. Espero que tenha ajudado. Qualquer dúvida ou sugestão não se acanhem e venham comentar na nossa ask ou no nosso submit

- Lou

Manter uma aparência perante a sociedade era papel dos fariseus. Busque um relacionamento pessoal com Deus. E tenha menos obrigações com as aparências.
—  Rodolfo Abrantes
Sempre achei que seria assim, simples, passar por aquela porta e nunca mais citar seu nome, mas quer saber? A única parte simples foi que não tive de olhar para você todos os dias e fingir que não me importava. A mais difícil? Saber que ainda me importo tanto e não há nada que possa fazer para entender finalmente se você entende tudo isso, se realmente é algo que tenha pelo menos um traço de importância, sabe? Eu poderia te mandar várias mensagens, uma por dia para saber como está, mas eu não mando, poderia dar um tempo, te mandar algumas mensagens por semana, mas eu preferi ver se sentia falta, mas que merda eu fiz? Eu te perdi assim tão rápido. Você escorreu por entre os meus dedos como água, eu mal tive tempo para pensar em uma reação. Logo eu, tão certa e segura de mim, me vi perdida quando não te tinha mais ao meu lado. Minha mãe, desde quando eu era criança, me dizia que só se dá valor depois que perde e isso é verdade, nunca consegui enxergar o quão precioso você era, o quão bem você me fazia e agora estou aqui lamentando por não te ter mais. Me perdoe, meu bem. Me perdoe por ter partido dessa maneira, me lamento todas as noites por não te ter mais junto a mim, não sei como pude ser tão tola a ponto de não olhar para trás. Você sempre foi cabeça dura assim como eu e não iria correr atrás de mim, mesmo que a falta te machucasse. Ainda há algum resquício de esperança dentro do meu peito, ainda há esperanças de que você ainda me queira, de que você ainda me quer como sempre quis. Mas eu estraguei tudo, parti sem nem ao menos olhar para trás. Agora a única coisa que consigo sentir é sua falta. Falta do seu cheiro, do seu toque, do seu abraço. Falta do que eramos, e do que não fomos. Falta de sair de casa com um ’‘se cuida, te amo” e chegar com um “chegou né?”. Sinto falta do teu sorriso esquisito, do teus olhos castanhos que para mim sempre foram esverdeados. Sinto falta de mandar um abraço pra sua mãe e você dizer “tá mandado”. Eu sinto falta dos poucos, e dos muitos. Do que foram e dos que nunca serão. Se uma palavra pudesse resumir os últimos meses seria apenas SAUDADES. Não de mim, não de você, mas de tudo. Eu não tenho vergonha de dizer que ainda te vejo aqui, que ainda há de acontecer algo que possa te trazer de volta. Talvez quem sabe, em uma dessas esquinas que eu passo sempre apressada, você não irá me pegar pelo braço, me parar e perguntar: “Tá indo para onde?
—  Escrito por Aline, Kelly, Bianca e Letícia em Julieta-s.
Eu só quero que você fique, só quero que escolha ficar. Mesmo que aja pessoas mais interessantes do que eu, mesmo que tenha pessoas menos confusas do que eu, menos estranhas e menos complicadas, quero que você me escolha. Eu não tenho os mais elaborados e inquestionáveis motivos, não sou a garota mais bonita, nem a mais engraçada ou a mais inteligente e muito menos a que mais se parece com você, na verdade somos bem diferentes e discordamos de quase tudo. Mas o meu motivo para querer que você fique é bem simples para uma pessoa tão complicada como eu. Quero que fique, que me escolha pelo simples motivo de que “ eu te amo”, mas se isso não for suficiente, então pode ir,vá, mas leve tudo que é teu, nisso incluo o meu coração.
—  M. Nascimento
*♡೫̥͙*: ⃛*bios marvel·̩̩⋆̩*°*♡*° .

❀ falsiene igual a steve rogers ❀

homem aranha homem aranha nunca bate só apanha

noa fala de stucky q eo fiko brava

attack groot and ataco vc mizeravi

sai daqui você só conhece os avengers

por um mundo onde tenha mais demolidor e menos x-men

kkkjj la vem a que só conhece os filmes

acho o thanos meio tipo pombo né num gosto muito

fala do loki e eu ja rezo dois pai nosso quatro ave maria amém

GENTE EU QUERO O THOR CADE O THOR

ღ mais esquecida que a mulher hulk ღ

minha preguiça é igual stan lee nunca morre

só to aqui pra ve meu filho ant-man depois que ele aparece vou embora

noa conheço tony stark mas meu primo conhece um cara que vende roupa pra um cara que é amigo do cara que conhece um tony esterco

tão irritante que parece a jean gritando scott

sinto muito mas apostei seu nome no deadpool

ME JOGA NA PAREDE E ME CHAMA DE SPIDERMAN

amém jessica jones amém romanoff 

nois não acha o x mas nois acha cada referencia 

SE ATACA O SPIDERMAN DE TOM HOLLAND EU VO ATACA


nossa q desgrasa fico isso aq meu deus

se pegar deixa o coração ou da créditos no twitter  ©rainbowspank

mallu xx

Suponhamos que eu seja uma criatura forte, o que não é verdade. Suponhamos que ao tomar uma resolução eu a mantenha, o que não é verdade. Suponhamos que as pessoas que eu amo sejam felizes, o que não é verdade. Suponhamos que eu tenha menos defeitos graves do que tenho, o que não é verdade. Suponhamos que baste uma flor bonita para me deixar iluminada, o que não é verdade. Suponhamos que eu nunca minta, o que não é verdade. Suponhamos que um dia eu possa ser outra pessoa e mude de modo de ser, o que não é verdade.
—  Clarice Lispector
Eu espero que você esteja muito feliz

Sem rancor, sem falso moralismo.
Eu espero que ela tenha menos medo que eu e menos expectativas. E espero que os pés no chão dela possam te puxar pras danças que não dançamos nem guardamos pra depois. Você merece um tango entre estrelas e merece todos os chopps que não dividimos.
Antes eu queria ver com meus olhos a tua saúde. Antes eu queria ter certeza do fim da tua insônia. Hoje só torço muito, rezo uma ave maria e te dedico.
É aquela música do tim: eu gostava tanto de você.
E é o que a ana me diz: isso é bonito, sim, mas tem muita beleza ainda pra ser embelezada e é preciso que alguém o faça. Eu ando tentando fazer. Muito sem jeito. Mas tentar já é bonito e quero coninuar até cumprir.
No aniversário do darwin eu bebi pouquinho e lembrei de muita gente. Quando cheguei em casa de madrugada e abri o prato do bolo e engoli um docinho, percebi que a ideia de você não tinha nem passado pela minha cabeça. E olha que eu me desmontei na pista de dança.
Os dias têm sido assim: depois de algumas horas percebo que pensar em você não é mais rotina. E quando penso, não pesa.
Antes eu queria mesmo voltar e te provar que consegui tocar a vida. Hoje só torço muito pra que você tenha realmente conseguido também. Eu tô na merda. Tenho um abismo pelo meu melhor amigo que nem sequer fala comigo há semanas. Eu surtei de ansiedade em provas importantes. Eu briguei com minha mãe o mês inteiro. Me dobrei de cólica essa semana. Mas nada nessa merda tem algo a ver contigo. Já é um começo. Descobri outras lágrimas pra destruírem meu rímel.
Acho bem que a vida é isso: não o não chorar; mas a fé de que há ainda outros leites pra derramar.
Eu gostava tanto de você.
Espero que esteja feliz aí no seu mundinho. Não volto pra visitar por isso: é teu mundo. Vou continuar a andar na corda bamba até construir o meu. A vida tem disso. A gente torce de longe e manda energia positiva.
Sábio é quem consegue abrir mão do que nunca lhe pertenceu.
Juízo, Victor, na hora de perder o juízo

( prev. | @beewzz )

Novidade, não sabia que este era o intuído da minha avó em me dar botas novas.Ironia. Sua avó o ferraria de qualquer jeito, aliás. “Talvez eu compre sapatos novos, obrigado pelo aviso, eu acho.

          “Que maldade,nota-se pelo tom ( quase tanto por de quem a tal frase vem ), que não passa de uma grande mentira adornada de sarcasmo – e completa por umas poucas risadas. “você pisa mesmo nos calos da sua vó ou é o contrário? Ao menos tenha a decência de agradecer a ela, então…”

Gostaria de gritar: “Me deixem em paz, deixem que eu tenha pelo menos uma noite sem chorar até dormir com os olhos ardendo e a cabeça latejando. Deixem que eu vá embora, embora de tudo, embora deste mundo!” Mas não posso fazer isso. Não posso deixar que eles vejam minhas dúvidas, nem feridas que me causaram.
—  O Diário de Anne Frank