tempestad

Leitura diária: As coisas que Deus preparou pra você

“Tu, Senhor, fizeste muitas maravilhas para mim, e o que planeja para nós, ninguém pode se comparar a ti; poderia contar e falar? Elas são demais para relatar.” Salmos 40:5

Sabe quando vê que o exílio já passou? Quando você percebe que a tempestade se acalmou? E quando você vê que suas lágrimas não escorrem mais pelo seu rosto? Deus tem demonstrado o amor Dele para você, Ele quer que você veja que é Ele quem cuida, guia e dirige a sua vida. 

A palavra Dele diz em Salmos 126 que os que semeiam com lágrimas, um dia voltarão com alegria. Isso porque Deus permite tanto o choro como riso, a luta e a vitória. Porque há tempo pra tudo! Mas é no tempo Dele. 

Se nós soubéssemos que essas lutas que passamos nos dias de hoje, resultariam em coisas grandiosas amanhã, com certeza não reclamaríamos. Em 1 Coríntios 2:9 diz que as coisas que Deus preparou para nós, nem olho ouviu, nem ouvido ouviu, nem jamais penetrou no coração do homem. Vale a pena escolher viver o tempo Dele e os planos do Senhor. Você verá os frutos de uma total obediência a Ele, você verá o fruto do teu penoso trabalho (Isaías 53:11). Você verá que tudo que você vive/passa não é em vão. Deus tem um propósito extraordinário em todas as coisas. Porque Ele consegue ver mais alto, Ele pensa com mais sabedoria, pois “os meus pensamentos não são vossos pensamentos, nem vossos caminhos, meus caminhos, diz o Senhor” (Isaías 55:8).

Você é alguém que Deus tem prazer em ver e admirar. Você é filho amado Dele. Que seus olhos hoje resplandeçam alegria, pois agora você sabe que nenhuma das suas vivências foram à tona, mas elas produzirão um peso de glória excelente (2 Cor. 4:17). O Deus que restaurou a sorte de Sião agora com você está. Descortine o seu olhar e deixe o mundo perceber que a sua alegria não é fantasia. É um novo dia, Deus é com você. 

“ Abre as janelas da alma pra ver as coisas que Deus preparou pra você. Ninguém viu, nem ouviu, é inédito. Você precisa crer. Se suas lágrimas molham o chão comece a cantar a canção de Sião: Aleluia, Aleluia! Volte a ficar como quem sonha outra vez.” Gisele Nascimento

Eu acredito que depois da bonança vem a tempestade. Nessa ordem. Vem o corpo cansado pedindo folga, fim de semana e feriado prolongado para somar mais algumas horas de sono. Vem a solidão assombrar suas noites e te dizer que você não é tão querido assim.Vem a ressaca, a falta de coragem para mudar o rumo, dar um passo que seja. Vem uma enxurrada de lágrimas por alguém que não valeu a pena e a vontade de sumir da face da Terra. Vem a substituição automática dos grandes amigos.A vida é mesmo assim. A saudade é cruel. Ela aplica os seus piores golpes e te joga no chão. A sensação é de que o mundo acabou e você não sabe o que ainda está fazendo aqui, de olhos abertos, perambulando sem norte pelas ruas. Tudo perde o sentido e você só quer voltar no tempo, só enxerga a possibilidade de ser feliz se viver novamente aquilo. E ela te consome, te espeta o tempo todo para não te deixar esquecer um milésimo de segundo sequer.Então, você espera. Espera pelos outros e suas atitudes, espera que o universo conspire a seu favor, espera viver outra vez as alegrias passadas e, sem se dar conta, começa esperançar um futuro semelhante e igualmente feliz. Sustenta lá no fundo a possibilidade de que ainda há muito por viver e que, provavelmente, o melhor ainda está por vir.O fato é que só restam duas possibilidades: viver com os pés fincados no velho ou caminhar em direção ao novo. Sabe-se que o passado é um lugar sem surpresas e sobressaltos. Está sempre ali, do mesmo jeito, inalterado, e essa é razão pela qual nos sentimos resguardados e confiantes, seguros por ter a certeza de que nada vai mudar. O futuro, não, é uma janela de novas possibilidades, vários caminhos, escolhas. E escolher requer responsabilidade e acarreta consequências.
—  Chão de folhas.
Muy despacito

A la dulce tempestad nocturna de abrir las heridas más profundas, ver mis olvidos fluir como gotas que torturan un desierto de silencio. Se va llenando el vaso, se va abriendo el raso y la luna de paso le da manija a las tertulias de un monologo que me dice “este sos vos” ¿y dónde esta todo lo que no soy?

Acaso la paciencia es el triunfo del superyó… pero ¿y los sueños? 

Que sean el triunfo de perderse, a caminos equivocados ojos cerrados y vamos a encontrarle el sentido aunque éste sea sufrido. 

Que será del amanecer sin nada que alumbrar, el dulce mantra de las hojas, el cuerpo al viento alguna vez… nuestro lugar, creer, crear, desaparecer y respirar, más calma, más luz; por favor.


- Muy despacito

Sobre el abismo volaré -

Sim,eu tenho plena certeza de que deus te colocou na minha vida por um motivo,e não importa o tamanho da tempestade,eu estarei lá,você caiu? estarei lá,você pode ainda não ter entendido mas deixa eu esclarecer,minha vida perdeu o sentido sem você
—  Pintarmos
…depois de todas as tempestades e naufrágios o que fica de mim e em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro.
—  Caio Fernando Abreu.
Sabes, realmente te ame. Así como se ama de verdad, como esos personajes de literatura que escriben los poetas. No importando el lugar o el tiempo, la situación o la oposición; no importando el sufrimiento o la tempestad que tuviera que cursar para amarte.
Solo quería amarte como nadie lo hizo, o lo hará. Amarte de verdad. Si, así es como te ame.
—  jorgema