tem msm

Pedido: Amor faz um do harry que é mãe deles são amigas e o harry é o queridinho da mãe dela ele e fala que eles são feitos um para o outro, ele ama ela dez dos 12anos(agora tem 23 msm) ele é mais velho e chama ela de neném e ela é cheia de marra e teimosa, e tem medo de se apaixonar, toda vez que ele tenta se aproximar dela ela desvia até que ela ganha uma bolsa pra estudar em Londres e ele oferece o apartamento dele já que ele mora sozinho e se sente só ai eles brigam e ele acaba se declarando pra ela - Anônimo

Obrigada por ter feito o pedido.❤

***

Imagine Harry Styles:

-Neném, vamos almoçar juntos amanhã?
Harry perguntou pela terceira vez naquele dia.

Harry e eu nos conhecemos desde os doze anos, no caso ele tinha doze e eu dez. Nossas mães sempre foram e ainda são muito amigas, por isso eu e Harry acabamos criando uma certa amizade. Mas eu já passei por tanta coisa e já sofri tanto nessa coisa de relacionamentos que não quero me envolver demais com Harry, mas o fato de que minha mãe e Anne já planejaram nosso casamento -no sentido figurado- deixa tudo bem mais difícil, mas eu tento o máximo possível evitar Harry, fazendo de tudo para ele não gostar tanto de mim, mas parece que ele tem um fogo no rabo que nunca me esquece.

-Tudo bem, mas só porquê você vai voltar para Londres daqui dois dias.
Respondi emburrada e revirei os olhos quando suas covinhas ficaram visíveis e um grande sorriso rasgava seu rosto.

Harry tentou colocar seu braço envolta de minha cintura mas eu logo o empurrei.

-Nada de tocar. Apenas um almoço.
Falei séria e ele fez um bico, que eu fiz questão de ignorar antes que fizesse alguma besteira.

-Minha marrentinha.
Harry murmurou com um sorriso estúpido novamente.

-Não sou marrenta.
Murmurei em resposta. Harry sorriu sacana.

-Então é minha?
Perguntou e eu bufei acelerando meu passo andando mais a frente.

Minha mãe pediu para que eu e Harry fôssemos fazer compras, ela e Anne vivem fazendo isso, mandando nós dois fazer as coisas juntos para ver se nos uni mais.

Entramos no mercado e eu peguei dois carrinhos, entregando um a Harry e lhe dando a parte da lista onde continha os produtos de limpeza e algumas outras coisas, ficando com a parte da lista que tinha alimentos com as comidas em geral.
Depois de ficar caçando tudo o que minha mãe escreveu na lista, procurei pelo otário do Harry.

-S/n! Eu não achei o absorvente sem abas!
Harry gritou do outro lado do mercado fazendo todos dirigirem sua atenção para nós.

-Puta que pariu, Harry!
Xinguei baixo andando rapidamente até ele.

-Precisava gritar desse jeito?!
O empurrei e ele colocou a mão em seu braço que eu atingi.

-Eu só te chamei, calma.
Se defendeu.

-Calma nada! Todo mundo ficou olhando pra gente, não precisava berrar no meio do mercado lotado!
Bati novamente em seu braço e ele choramingou.

Tentei procurar pelo papel higiênico que estava na lista mas parei assim que senti um pequeno estalo molhado no meu pescoço e duas mãos grandes na minha cintura.

-Você tá maluco?!
Empurrei Harry para trás, o mesmo me encarava confuso.

-Sua mãe me disse que quando você ficasse muito irritada comigo e começasse a me bater, era para eu te dar alguns beijinhos.
Deu em ombros.

-Minha mãe é maluca! E não faça isso de novo, me entendeu?!
Perguntei apontando o dedo em sua cara. Harry assentiu.

-Vamos, já peguei tudo.
Avisei empurrando o carrinho até o caixa com Harry logo atrás.

(…)

-Como foram as compras?
Anne perguntou sorridente. Minha mãe e ela trocaram olhares e sorriram para nós.

-Eu sei que foram vocês que planejaram o beijo.
Semicerrei os olhos e as duas ficaram boquiabertos começando a comemorar.

-Então teve beijo? Deu certo!
As duas fizeram um hig-five. Harry e eu nos entre olhamos, um olhar do tipo “elas são malucas”.

-Não teve beijo. Harry que me deu um beijo no pescoço, mas eu o empurrei.
Falei o olhando séria.

-Minha filha, já conversamos sobre isso, nada de bater no Harry.
Minha mãe falou afagando os cabelos de Harry enquanto o mesmo continha um sorriso convencido.

-Vocês me dão tédio.
Revirei os olhos e fui para o meu quarto trancando a porta.

(…)

Já é de noite, só estou eu acordada na companhia de meu notebook, até que recebi uma notificação no meu email.

Apenas três palavras fizeram meu coração bater tão forte.

Você. Foi. Aceita.

Minha faculdade dos sonhos. Eu fui aceita!

Peguei meu notebook e fui correndo até o quarto de minha mãe, entrei no mesmo e acendi a luz vendo ela acordar confusa.

-Filha?
Coçou os olhos.

-Eu fui aceita!
Coloquei o notebook em seu colo e ela me olhou confusa.

-Tá tudo bem aqui?
Harry apareceu na porta só de cueca e com o cabelo bagunçado e a cara de sono.

-Harry eu consegui!
Corri e o abracei. Foi coisa do momento.

-Meus Deus é a faculdade! É a sua faculdade!
Minha mãe começou a gritar e se juntou ao nosso abraço.

-Não que eu esteja reclamando…mas eu não estou entendendo nada e muito menos porquê vocês estão me abraçando enquanto eu só uso cueca.
Harry falou rouco e só então acordei pra vida.

-Deixa de ser besta!
Belisquei seu mamilo e ele chiou.

-Acho melhor irem dormir, de preferência juntos!
Minha mãe falou me entregando o notebook em minhas mãos e nos empurrando para fora.

-Nunca!
Gritei em resposta. E Harry parou ao meu lado coçando a nuca.

-Nós vamos…
Apontou para seu quarto e eu fiz uma expressão de nojo.

-Só nos seus sonhos, boa noite Harry.
Falei e fechei a porta de meu quarto.

| Dia seguinte |

-Bom dia!
Sorri assim que encontrei os três na mesa tomando café da manhã.

-Parece que alguém está feliz hoje, o que aconteceu querida?
Anne perguntou carinhosa.

-Consegui uma bolsa para entrar na faculdade dos meus sonhos!
Respondi animada e Anne me abraçou me parabenizando.

-Meu bebê vai para Londres.
Minha mãe comentou fingindo chorar e eu revirei os olhos.

-Mas…você tem onde ficar?
Anne perguntou fazendo todos me olharem curiosos.

-Não. Mas acho que consigo arrumar algo.
Dei em ombros me sentando.

-Quanto tempo tem até as aulas começarem?
Minha mãe perguntou.

-Acho que dois meses.
Respondi simples.

-Dois meses? Não vai conseguir dinheiro o suficiente para alugar um apartamento.
Anne falou séria.

-Eu posso ajudar.
Harry se pronunciou pela primeira vez desde que cheguei.

-Podemos dividir meu apartamento, ele é bem grande e fica perto da faculdade.
Harry falou e Anne e mamãe sorriram.

-Além disso, eu fico muito sozinho quando estou lá, gostaria de ter uma companhia.
Falou e eu o fitei séria. Não deveria aceitar, mas talvez essa seja a minha única opção e única chance de ir para aquela faculdade.

-Tudo bem.
Dei em ombros e todos sorriram.

-Vocês vão estar treinando para quando estiverem real oficial morando juntos, depois do casamento, com filhos!
As duas falaram ao mesmo tempo.

| Um mês e sete semanas depois |

-Babe, pode por favor me dar as minhas chaves?
Harry implorava do outro lado da porta.

-Pra que? Para você me deixar trancada de novo? Mas que porra Harry!

-Não foi culpa minha, não sabia que você estava em casa!
Resmungou e bateu na porta.

Escutei seu telefone tocar e ouvi que ele colocou no viva voz.

-É sogrinha ela me colocou do lado de fora DA MINHA PRÓPRIA CASA.
Harry falou e escutei minha mãe do outro lado do telefone.

-Querida, foi sem querer, deixe ele entrar.
Minha mãe falou e eu revirei os olhos abrindo a porta, não iria ficar tanto tempo nisso.

-Agora beijinho de desculpas.
Ela falou de novo assim que abri a porta e ele entrou.

-Ele que tem que pedir desculpas primeiro!
Falei indignada e ele me olhou sacana. Franzi o cenho mas logo algo macio e molhado se chocou contra meus lábios, é a boca de Harry.

-Querida?…Harry?…Vocês estão se beijando?…OH MEU DEUS VOCÊS ESTÃO SE BEIJANDO! Anne vem cá!
Empurrei Harry de abrupto, mas foi tão forte que ele caiu e jogou seu celular na parede.

-Nunca mais faça isso.
Falei séria. Mas antes que eu pudesse ir embora, Harry pegou em meu braço me fazendo ficar e o olhar.

-Eu sei que gosta de mim, eu sei que sofreu muito com aquele babaca, mas por favor, só, por favor, não me trate desse jeito. Eu faço a porra toda por você e tudo o que você me dá são tapas!
Falou sério e eu bufei.

-E espera que eu te dê o que? Meu coração? Pra você usar de tapete e me descartar quando já estiver muito usado?
Perguntei irritada.

-Não! O seu coração eu só quero que me dê quando se sentir pronta, e eu não preciso dele pra fazer tapetes, eu odeio tapetes. Não me compare com esses cara idiotas que tratam mulheres como objetos, eu sou mais que isso, eu te respeito e entendo que esteja magoada, mas não acho justo que me trate dessa maneira.
Falou cruzando os braços.

-Então você quer respeito? É isso?

-Eu queria muito mais para falar a verdade, queria poder consertar seu coração e poder cuidar de você para curar todas as suas feridas, quero poder te amar todos os dias e acordar sabendo que te faço feliz, não quero mais ser o que te incomoda ou o que você tem que suportar, quero ser quem te faz sorrir e quem te faz se sentir bem, quero poder te amar com todas as minhas forças e se não for pedir demais, que me ame de volta da mesma maneira.
Desabafou e seus olhos se encheram de lágrimas. Meu coração amoleceu, as palavras de Harry me fizeram sentir como se o universo estivesse jogando na minha cara todas as merdas que eu fiz.

-Eu vou te dar uma chance.
Falei baixo e o vi sorrir entre as lágrimas.

-Mas qualquer coisa que fizer para mim, será imperdoável.
Falei séria e ele assentiu.

-Posso…posso te beijar?
Perguntou se aproximando e eu sorri um pouco.

-Parece que voltou a ter doze anos.
Brinquei.

-Você me faz ter doze anos de novo.
Falou sorrindo e se aproximou mais roçando nossos lábios pedindo permissão, e eu cedi, o beijando com vontade.

***

Espero que tenha gostado.😘

Se possível, vá na ask e diga o que achou, é importante para mim e isso me motiva a continuar.❤😊

anonymous asked:

Um certo dia minha mãe chegou em casa falando: ''essas crianças que estão jogando baleia azul precisam de ajuda. Cadê os pais delas que não vêem o que tá acontecendo''. Mal ela sabia que dentro do quarto eu tava trancado, chorando a horas por nunca ter tido uma mãe presente. Por ter os mesmos pensamentos que aqueles que entraram no jogo. Por ter gritado e pedido ajuda várias vezes e escutar 'não' várias vezes. Ñ adianta querer arrumar o que tá fora se dentro tem o msm problema e vc ñ enxerga.

Já ouvi isso… Essa hipocrisia chega doer…

anonymous asked:

kbei de termina c minha namorada to putassssso, mo sensação ruim da porra

Os primeiros dias são fodas msm tem q manter a cabeça firme pra n chapar

mika-rbg  asked:

Como conter a felicidade quando depois que vc mostra uma foto do Jimin e ela diz que vc tem o msm sorriso que ele, que os olhos fecham iguais, eu gritei pq não é todo dia que vc é comparada com a beldade que é Park Jimin <3

Eu gritaria tbm
E gente deixa eu falar uma coisa, minha família fica perguntando porque quando eu sorrio meus olhos ficam iguais aos dos “japoneses” hjkkkkkk eu tenho eye smile ❤

bios banda fly

fiz bio p caralho se pegar e n creditar eu caço vcs ate no inferno ENTENDERAM??!?!?

no momento dedicando meu tempo a arroba flybr e nao to tendo retorno

se vc acha q eu ligo p esse (seu choose, ex: caique gama) ta mt enganada pq eu n tenho o telefone dele

mais de 2 anos de banda e eu continuo jogando banda fly no google e me aparece moscas qdo eh isso vai mudar arroba deus ????

querido diario ser trouxa eh uma palavra mt pequena qd perde seu tempo sendo fa d fly br

banda fly do grego me fodis bonitus

um elefante incomoda muita gente, um caique gama incomoda muito mais

vai por mim bater o dedinho na quina é bem menos sofrido do que ser flyer

devo ter rebolado no colo de jesus pra ser (seu choose) girl

o novinho n me qr n eh pq eu vim da roça eh pq na vdd eu sou flyer e isso me afasta das pessoas

ai fui no meet da fly e disse p (seu choose) q tava c sdd ele disse eu tb mas me explica da sdd p eu flr q vc diz isso p tdas

o senhor eh meu pastor e de fly me afastara

tao linda qto a lua no ceuELES TAVA FLDO DE MIM NESSA MUSICA Q EU SEI N SOU LOUCA

(seu choose) me tira do serio me cansa eh chato d++++ aff mas tao lindo o rosto

eles dedicaram uma musica á suas fãs e isso nao tem preço mas n tem msm pq eh banda flop e ngm paga nd por isso rsrs

olhos lacrimejando sorriso de orelha a orelha parece fanfic mas eh so eu qdo (seu choose) posta foto nova

paulo deve achar q instagram eh diario pq td q ele faz ele posta selfie ((nao to reclamando mas vamo se situar lindo

se tem uma coisa q eu n admito eh caique me da patada sem eu ter feito nada

se pegar alguma, like no post e credite @flyiscrack no twitter

Kaleff, 18, SC, insta:/@kaleffrodrigues
Ps: Ra de admiro muito faz mo tempo e amo teu TUMBLR e deu blogger 💕tu me inspira seriao msm bjao

Já tem nome de artista, adorei!!! 

Eu não sou penetra e também não estou bêbada. Na verdade, nesse exato momento poderia estar com uma taça de vinho na mão, mas não, estou participando de uma simulação de estupro. Ao menos deveria ser mais discretx me colocando para fora.

anonymous asked:

maju, na moralzinha aqui, só acho que você é meio "uhul não quero faculdade quero ser da vida" pq vc é riquinha é tem futuro garantido, msm se não decidir fazer nada, como vc mesmo disse, seus pais vão te apoiar e continuar dando td o que vc quer na mão. a realidade de muitos não é assi, seus conceitos são errados ao falar q faculdade não é importante, passe uma imagem boa pra quem te adimira(: bjao

Deixei bem claro que, a opinião e pensamento era meu, não generalizei em momento algum :) uma pena que a imagem que eu passo é que meus pais me dão o que eu quero. Meus pais trabalham muito pra isso (olha eu dando satisfação pra anonimo) mas não sou riquinha e não tenho tudo o que quero não, e pode ter certeza que passo imagem boa pra quem me admira só falo o que eu penso, expresso minha opinião e respondo a galera aqui… não vou ficar dizendo o que é certo, fingindo que apoio uma coisa pra dar exemplo. Não disse que não quero faculdade, quem sabe eu faça uma? pra MIM, Maria Julia, não é necessario dedicar tanto tempo a isso, exemplo, vc… perdeu seu tempo aqui enquanto eu tava comendo, tipo, entende? Cada um prioriza o que quer.