te amo louis

3

Quiero compartir mi mundo contigo y que tú compartas el tuyo conmigo. De hecho, quiero que como resultado de ese compartir, pueda surgir un nuevo mundo, uno que sea solamente nuestro y en donde la llave para poder accesar la tendremos tú y yo, nadie más.
Quiero saber de ti y conocerte mejor cada día. Quiero que me cuentes sobre tus días en el trabajo, bueno y malo, saber lo que te ilusiona y lo que te aterra. Quiero ser tu confidente y tu diario, el que te escucha mientras recargas tu cabeza en sus piernas mientras juega con tu cabello. Quiero que perdamos la cuenta de todas las noches que pasemos sin dormir por hablar de ti, de mí y de nosotros, quiero saber más de tus miedos y tus inseguridades, tus problemas y tus logros, porque para mi siempre será importante todo lo que tenga que ver contigo. En ese contexto, quiero conocer más de tu círculo social. Que me presentes con aquellos amigos que aun no conozco y poder oír esas anécdotas que solamente pueden ocurrir entre las buenas amistades. Quiero poder hacer que se queden con una buena impresión de mi y que en alguna conversación te digan lo felices que están de verte feliz con alguien como yo; que te den el visto bueno sobre mi y te confirmen lo que tu ya sabias: que elegirme fue lo mejor. Quiero también hacerte un espacio en mi círculo social. Que aquellos que me rodean, puedan reír contigo, con nosotros. Que rían tanto como yo lo hago a tu lado, y que puedan ver también al maravilloso ser que eres, de la misma forma en la que yo te veo cuando miro mi reflejo en tu mirada. Que entre risa y risa me abraces, me tomes de la mano o de la pierna y que entre nosotros sepamos el momento justo para irnos, porque nos urge llegar a casa para poder estar a solas, y platicar de simplezas y un sinfín de sinsentidos que únicamente entenderemos nosotros.
Quiero ser ese mensaje que recibas y al leerlo provoque en ti una inmensa sonrisa, para hacerte caer en cuenta de lo mucho que pienso en ti entre pendiente y pendiente.
Quiero que descubramos nuestro hobbie, que me preguntes acerca de mi día y que me escuches quejarme sobre lo mucho que odio mi trabajo, para que hagas equipo conmigo y también te quejes a mi lado. Quiero que después de ayudarme a desahogar mis frustraciones laborales, me abraces, me des un beso y me hagas sentir que todo va a estar bien porque cosas mejores vendrán. Quiero explorar y recorrer nuevos lugares contigo. Que me lleves a sitios que no conocía y me enseñes cosas que no había visto. Quiero aprender contigo.
Quiero sentir esa ansiedad y emoción que me causa el saber que después de un día pesado, al fin podre verte y olvidarme de todo y de todos. Quiero que me digas que me amas de la nada aunque yo lo sepa y lo sienta, porque a mi me gusta oírlo y decírtelo de vuelta. Que me digas que soy guapo aun cuando estoy recién levantado, despeinado y sin arreglar. Quiero que estés orgulloso de decirle al mundo que estas conmigo, pues sin duda yo lo estoy contigo. Quiero hacerme miles de preguntas y que al final tu seas la única respuesta que me oriente.

Pero sobre todo quiero mantener tu interés en mi a diario como para que todos los días sigas decidiendo regresar a mi y las ganas de coquetear con alguien mas sean algo ajeno a ti. 💖


-MOON

•Pedido

•Faz um do Louis q os amigos dele não gostem da (s/n) e o Lou chama eles pra casa dos dois so q os amigos ficam implicando ela mas depois fica tudo bem.

• Como ontem eu não postei, está ai o imagine! Meu irmão estava doente, então não teve como eu mesma escrever, então a Kah fez pra mim!

• Espero que gostem!


Hoje resolvi chamar alguns amigos para um pequena reunião aqui em casa, fazia alguns meses que não nos encontrávamos, então hoje seria o dia perfeito.

Minha namorada havia saído para comprar algumas coisas enquanto eu avisada todos, (S/N) nunca teve uma boa convivência com meus amigos, o que sempre me deixou chateado, eles não gostam dela por que acham que ela não é boa para mim é sim minha ex mas isso já deve ser águas passadas, afinal, já estamos juntos há três anos.

(S/N) estava se arrumando e eu na sala conversando com meus amigos, até eles tocarem no assunto que não esperava ser comentado. -E a sem sal da sua namorada Louis, está aqui?- Calvin perguntou rindo.

-Se você está falando da (S/N), sim ela está!- respondi seco.

-Qual é Louis, não fica com essa cara vai!

Conversamos bastante sobre nossas vidas, já que éramos todos amigos de infância, assunto era o que não faltava, senti duas mãos deslizarem por minhas costas é minha namorada se sentar ao meu lado.

-Oi gente!- ela sorriu animada.

-Olá…- a única pessoa a responder foi a namorada do Oliver. 

Então sn se abalou fechando um pouco o sorriso. Sky, minha ex, chamou a atenção de todos para um assunto deixando o clima menos tenso. Passou um tempo e como foi deixada de lado, minha namorada pegou o celular e fez disso um escape para a situação. 

-Ela não vai nos dar atenção? - Jennifer sussurrou para Calvin, como resposta ele apenas revirou os olhos e disse que minha namorada não tinha educação

. Sn percebeu que todos a encaravam isso me fez ficar nervoso, porque eles simplesmente não podem aceitar ela? 

-Olha Calvin, você está na minha casa, por favor me respeite. - Sn se mantinha calma, ainda.

 -Sua casa que o Louis comprou, certo? 

-Sim, se ele tem condições para…

-É só isso que você pensa? Nas condições dele? 

 -Claro que não, eu não ligo para isso.

 -Sn antes de conhecer o Louis, você estava noiva…. Sabe, são evidências. 

-Você não me conhece Dave, não sabe do meu passado. 

 -Tem razão, ninguém te conhece.Louis, acho melhor irmos. - Levei meus amigos até a porta, porém evitei contato com todos eles.

 -Hey, Louis, podemos conversar um pouco? - concordei com a cabeça e segui Sky ate a cozinha.

 -Louis, você pensa em mim antes de dormir? - essa pergunta me deixou totalmente sem ação, nós terminamos a muito tempo, o que ela quer?

 -Desculpa, eu acho que não entendi Sky. - Ela pegou minhas mãos e suspirou.

 -Se eu fosse apenas uma garota qualquer eu teria vergonha de perguntar mas…. Eu sei que não sou. - eu revirei meus olhos e retirei minhas mãos dela.

 - Não! Deixa eu continuar, eu ainda gosto de você, Então me ligue quando não estiver muito ocupado pensando nela. - Ela levou o olhar para a Porta, claramente querendo falar sobre sn. Sky chegou mais perto e me deu um beijo, apenas um selinho, Eu a afastei rapidamente. 

-Você não entende Sky? Eu amo a sn, não não temos nada a ver um com o outro para com isso. - Indiquei a porta para ela e bati com toda minha raiva.

 Fui até o quarto e a sn estava colocando algumas peças de roupa dentro de uma bolsa. 

-Sn…

 -Não Louis, não dá! Seus amigos me odeiam, volta para sua ex, vocês pareciam bem felizes enquanto se beijavam. 

-Não. Você entendeu errado. Foi ela quem me beijou, mas eu não deixei

. -Louis, não dá! Por favor, me dá um tempo, você foi o melhor para mim, mas eu sou o melhor para você? Sn saiu e me deixou lá sozinho.

 Algumas semanas se passaram e eu estava destruído. 

-Louis, você tem que sair dessa. 

-Me deixa em paz Calvin. 

-Não Louis, você não percebe que ela não merece que você fique assim? 

-Cala a boca, ela merece, merece tudo… A culpa é de vocês seus idiotas, afastaram ela de mim eu nunca mais quero ver vocês.

-Nós queríamos o seu bem. 

-Vocês querem me ver bem? Ele é quem me faz bem! Agora saia da minha casa. 

Recebi uma mensagem de Oliver me pedindo para ir até uma praça, ele precisava falar comigo me arrumei e fui. Me sentei em um banco esperando aquele idiota.

 -Posso me sentar? - 

-Sn, o que você está fazendo aqui?

 -Seus amigos me chamaram, Louis eu sinto tanto a sua falta. 

-Eu também. - Tomei ela em meus braços - por favor não me deixe, não mais.

 -Eu nunca mais vou fazer isso.

 -Eu te amo.

Pedido: Amor faz um do Louis que ele não dá atenção pra ela pq está ocupado com coisas do trabalho ou ate mesmo com o filho dele, e ela acha que ele não quer mais ela, nao quer mais sexo com ela, então eles estão conversando pelo Whatsapp e ela manda vários nudes do nada é ele vai correndo pra casa, Aceito Parte hot.

           Há duas semanas e meia que não vejo o meu namorado e é sempre a mesma desculpa de sempre, ‘’Estou ocupado com o meu trabalho’’. Louis está em Los Angeles para gravar o seu novo álbum e fazer parcerias com artistas, mas mesmo quando ele tem um dia de folga ele inventa uma desculpa para não poder vir até New York, às vezes tenho a sensação dele está de distanciando cada dia que passa de mim, e tenho medo de algum dia ele quiser acabar com tudo, eu o amo mais do que tudo.

           Passei as mãos por toda a extensão dos meus cabelos e senti o perfume de Louis. Eu usava a sua blusa preta, que normalmente ele dormia com ela e assim sinto que estou perto dele de alguma forma. Sai dos meus pensamentos quando escutei o meu celular vibrando, era ele.

                                              Oi baby, estou com saudades. Te amo.

                                                                                                                     Louis.

           Sorri assim que vi a mensagem na tela. Olhei-me no espelho que estava a minha frente e levantei um pouco da blusa que eu vestia deixando a mostra a minha calcinha de renda preta, vire-me de lado e joguei meus cabelos para o lado deixando minha bunda o mais visível possível e tirei a foto.

                                             Olá meu amor, espero que tenha uma ótima noite de sono.

                                                                                                                 S/N.

           Eu sabia muito bem que ele iria ficar louco com aquela foto, pois sei o fascínio que ele tem pela a minha bunda, sorri e percebi que ele estava digitando outra mensagem, mas eu iria fazer questão de não responde-lo, agora ele iria ver o que é sentir vontade de transar com alguém e não poder. Coloquei o celular em cima do criado mudo. Olhei para o relógio e percebei que ainda eram seis horas da tarde.

HORAS DEPOIS…

 

           Senti alguém passando as mãos por toda a minha coxa até chegar à beira da minha calcinha. Abri os olhos assustada e percebi que os olhos de Louis olhavam-me com desejo, sua boca depositou beijos no meu pescoço e depois no meu lábio deixando ali uma mordida.

- Como? – Passei minhas mãos por seus cabelos e puxei levemente quando ele mordeu meu pescoço levemente, deixando um gemido escapar da minha boca, Louis sorriu vitorioso.

- Apenas relaxe. – Louis puxou a blusa para cima relevando meus seios, ele mordeu os lábios. – Você gosta de me provocar não é mesmo? – Foram suas ultimas palavras antes de cair de boca nos meus seios.

           Louis os chupavam com vontade deixando o bico dos meus seios duros. Com a sua língua ele fazia movimentos circulares enquanto brincava com o outro. Fechei os meus olhos e mordi meus lábios, na tentativa de não deixar nenhum gemido escapar, mas estava quase impossível estava delirando com a sua língua.

           Louis tirou sua blusa e logo depois o cinto da sua calça. Antes que ele pudesse de terminar de tirar sua calça o parei. Levantei da cama e o ajudei a tirar a calça juntamente com a sua Box preta, seu membro já estava ereto e duro. O peguei com as mãos e passei minha língua por toda a cabeça, Louis segurou meus cabelos e o forçou contra o seu pau.

- S/N, você está me deixando louco. – Sua voz estava falha.

           Eu tentava colocar o seu membro inteiro na minha boca, mas era impossível, então fazia o resto do trabalho com as mãos. Passava a minha língua por todo o seu membro e o colocava e tirava da boca varias vezes, eu sabia que se continuasse assim ele iria gozar, antes mesmo que ele gozasse o tirei da boca.

           Peguei uma camisinha e o coloquei com ajuda da minha boca. Louis jogou-me na cama com brutalidade. – Vou ensinar a você a não me provocar mais. – Ele bateu na minha bunda com força.

           Ele penetrou todo seu membro de uma só vez dentro do meu corpo fazendo um gemido alto sair da minha boca. Enquanto ele dava estocadas fortes eu segurava no lençol de seda com toda a força, Louis continuava com os seus movimentos rápidos.

- Lou…

           Louis puxou meus cabelos para trás. – Eu vou-te foder inteira. – Seu corpo batia contra o meu, enquanto meus gemidos saiam altos.

           Eu estava sentindo aquela sensação invadindo meu corpo eu sabia que eu estava chegando ao meu ápice. Louis continuava até que senti meu corpo se explodindo de prazer, um gemido alto saiu dos meus lábios. Louis continuou até que também gozou.

           Nossos corpos cansados caiam na cama. Subi encima do colo de Louis e deixei um selinho em seus lábios. – Eu te amo. – Disse antes de deixar-me em seu peito nu.

- Eu te amo. – Louis beijou minha testa. – Mas nunca mais me provoque dessa maneira ou vou acabar tendo problemas com o meu Cd.

1s - Back to you. Part 1

Hoje acordei e decidi que simplesmente cansei de procurar migalhas de amor no chão, cansei de ficar com o resto que está ferido, cansei de ser aquela que conserta as pessoas mas nunca é consertada. O amor não está aqui para ser implorado, mendigado é algo que acontece de uma forma natural , é olhar alguém e ela te olhar de volta, é beijar e ser beijado na mesma intensidade. Estou falando de admirar e ser admirado afinal eu já nem sei se deixei alguém em estado de êxtase, se fiz alguém sorrir com um simples torpedo, cansei de tentar despertar desejo em quem só tem tesão a me oferecer.

-Então você decidiu que não vai mais ficar com o Louis?

Minha amiga toca no assunto novamente enquanto caminhamos até a feira.

- É, foi o que eu disse!

- Ele gosta de você S/n, como pode pensar em fazer isso?

- É ai que você se engana -digo e pego um cigarro- com ele é só sexo.

- Só sexo? -pergunta ironicamente-

Rolo os olhos e ela sorri satisfeita.

- Só sexo sem sentimentos algum -digo e trago o cigarro.

- Está na cara que não é só sexo, ele segura sua mão S/n, te apresenta para os amigos do time. -ela diz em defesa do Tomlinson e eu observo atentamente antes de dizer.

- O Louis está quebrado, Angela, e não vai ser eu quem vou concertá-lo.

[…]

Jogo o cigarro na grama e amasso antes de soltar fumaça pela boca. Puxo minha saia para baixo e começo a atravessar o gramado indo até a festa.

Empurro algumas pessoas e vou até a sala onde vejo uma cena tanto quanto inusitada, Louis com uma morena no colo, para minha surpresa senti uma raiva absurda e depois da raiva uma tristeza que parecia não ter fim. Angela estava certa, não era nem nunca foi só sexo.

Sinto meu olho arder como o inferno e então caminho lentamente até eles, Louis me olha e sorri torto mas segundos depois vê as lágrimas em meu rosto e então empurra ela do seu colo.

- Seu filho da puta -digo e atiro o copo dele de bebida em seu rosto-

- Você está louca -a puta diz.

- Espero que você queime no inferno com a rola dele dentro de você!

Atiro o copo no chão e saio dando passos pesados até a porta, o ar gelado bate em meu rosto empurrando as lágrimas para minhas bochechas, continuo caminhando rapidamente pela rua escura enquanto procuro um ponto de ônibus.

- ACHEI QUE EU FOSSE SÓ SEXO PARA VOCÊ! -escuto a voz do Louis atrás de mim.

- E é isso mesmo que você é -minto- jamais passará de uma transa para mim.

Digo com raiva e e vejo a surpresa em seu olhar, o mesmo abre a boca para falar alguma coisa mas a fecha e nenhum som sai.

- Você que é uma filha da puta, como pode ser tão cruel? -ele pergunta entredentes.

- Eu sou cruel? -pergunto ironicamente- você me fez prometer que não ficaria com ninguém.

- Porque eu também não estava ficando, e o que você faz? sai espalhando para todos que eu estou quebrado, que sou só sexo, é isso mesmo que pensa de mim?

Louis pergunta e agora já não vejo mais ódio em seu olhar, toda a raiva foi substituída por tristeza.

- Nunca colocou fé na gente não é mesmo? -ele pergunta e eu não consigo dizer nada.

Tomlinson passa as mãos pelos cabelos e então balança a cabeça de forma afirmativa.

- Eu gosto de você -sussurro- mais do que pensa, tu jamais vai gostar assim de alguém!

- Espero nunca gostar assim de alguém, se gostar significa machucar, espero nunca gostar.

- Eu te amo, Louis -digo rapidamente e ele me olha assustado- mas você me fode, me põe pra baixo e está começando a me viciar em drama e não é isso que eu quero pra nós!

- Você me conhece mais do que ninguém -ele diz e se aproxima

- Você diz que eu te conheço mas ultimamente eu nem me conheço mais..

- Quero ficar contigo mas  estou ficando cansado dos seus jogos, S/n!

- Isso tudo é insegurança, não consigo acreditar que alguém mudou por mim.

Digo e me sento no banco com as mãos na cabeça.

- Ultimamente meus amigos tem me dado conselhos “siga em frente” eles dizem, “esqueça ela” mas nenhum sabe o que a gente já passou, ninguém nunca vai saber.

Louis diz e tira a mão do meu rosto.

- Não mereço alguém como você. -digo inconformada-

- Para de arrumar desculpas para cortar nosso amor, eu estou aqui querida e sou seu! E apesar de tudo sempre voltamos um para o outro - ele diz.

-Talvez não dessa vez -digo e me levanto.

Pedido de anna-luisa11: Vc pode fazer um do Louis em que ele namoram desde adolescentes e ele se torna um grande empresário e um monte de mulheres ficam dando em cima dele aí eles brigam mais depois ele perde ela em casamento?


Louis: Amor, pode me ajudar aqui? - disse tentando dar um nó em sua gravata 

S/N: 24 anos nas costas e não sabe dar um nó na própria gravata! - digo enquanto levanto da cama e vou até ele, que está perto do espelho.

Louis: É algo difícil de se fazer ok? - disse eu rio

S/N: Prontinho! - dou os últimos toques em sua gravata e ele se vira para o espelho e se olha. Fico o observando de cima pra baixo e sorriu.

Louis: Que foi? - ele ri, provavelmente pela cara que eu estava.

S/N: Estava te observando! 

Louis: Estou bonito? - ele se vira para mim e sorri

S/N: Como sempre! - envolvo meus braços em seu pescoço e trago ele pra perto de mim, lhe dando um beijo.

Louis: Queria tanto ficar com você.. - falou baixinho, enquato beijava meu pescoço.

S/N: Você tem uma reunião importante!

Louis: Hoje é sábado! - ele revirou os olhos.

S/N: Vamos Louis! Você vai se atrasar! 

Louis: Chata!- E assim ele se despediu de mim e foi para a reunião. Eu fiquei em casa e como não tinha nada para fazer, abri a gaveta da estante e peguei um álbum. Abri o mesmo e lá havia diversas fotos minha e do Louis, ao longo do nosso relacionamento. Enquanto via cada uma das fotos, uma lembrança vinha á cabeça. 

Flashback em: 

Lottie: Mais bordo !! 

Louis: Lottie, tira logo a foto! - Louis passou a mão pela minha cintura e ele começou a fazer cócegas em mim 

S / N: Para Bobao! 

Louis: Te amo sabia? - me deu um selinho 

Lottie: Anww, que fofos! - a irmã de Louis nos mostrou a foto e foi bem no momento que nos beijamos. 

S/N: Ficou ótima! 

Louis: Agora vamos, senão vamos nos atrasar pro baile!

Lottie: Divirtam-se! 

Louis: Nunca pensei que iria ter minha primeira casa com 19 anos! 

S/N: Nem eu.. Ainda mais em ter encontrado o amor da minha vida aos 19 anos! 

Louis: Você é a coisa mais maravilhosa deste mundo sabia? - colou nossos corpos e me deu um selinho demorado 

S/N: Agora tira uma foto minha na nossa casa! - ri e ele sorriu, pegando seu celular e tirando uma foto minha 

Louis: Tira uma minha também! - Louis pulou bem na hora que tirei a foto, ficando muito legal


Fiquei por muito tempo vendo todas as fotos. Nós éramos tão felizes! 

Louis me pediu em namoro quando tinhámos 15 anos. Namoramos escondido por mais ou menos 3 anos, quando finalmente apresentei ele aos meus pais.

Depois de todo esse tempo juntos, eu sonho com nosso casamento! Quase 10 anos de puro amor e idiotices! 

Tenho que admitir que de uns anos pra cá, todas as mulheres do planeta estão em cima do MEU namorado! 

Tá, isso é algo que eu não posso evitar, porque Louis é extremamente lindo e eu tenho muita de sorte de ter ele como noivo, mas depois que ele começou a exercer a profissão de empresário, parece que a beleza dele aumentou e isso vem dificultando a nossa relação. 

Eu não sou tão ciumenta, só um pouquinho e isso irrita um pouco o Lou, mas é meu dever cuidar do que é meu não é? 

Louis havia chego da reunião quase 21h e foi direto para cama.

Quando acordei, no dia seguinte, Louis logo me chamou para passarmos o dia fora. Adorei a ideia e fomos ao parque, almoçamos em um lugar super legal e á tarde fomos ao shopping. Neste período, muitas mulheres ficavam o encarando e ainda por cima, algumas davam em cima dele, como se eu não estivesse do lado dele. E sim, aquilo me chateou bastante, e quando estávamos indo para outro lugar, no carro, a situação veio a piorar.

Louis: Por que está quieta? 

S/N: Não tô queita

Louis: Eu te conheço! Por que está assim?

S/N: Não é nada! 

Louis: S/N! Não me diga que é por causa de..- o interrompi

S/N: É Louis! É por causa de ciúmes sim!! 

Louis: Ridículo da sua parte ficar “bravinha” por causa disso!

S/N: AHHH!! Você acha muito legal eu ficar observando mulheres dando em cima de você na minha frente não é? Você deve gostar disso! Ridículo é você, dando moral pra elas! 

Louis: Quando eu dei moral pra elas?? 

S/N: Eu já estou brava! Não piora a situação!

Louis: O dia estava perfeito, mas você tinha que estragar! 

S / N: Quem estragou foi você! Pra começar, eu nem deveria ter vindo, pra aguentar esse tipo de coisa! 

Louis: ÓTIMO! Então vamos pra casa! Tinha planejado algo pra nós dois, mas parece que você nem queria ter vindo! - ele falou em um tom totalmente agressivo e depois desta pequena discussão, fomos pra casa em completo silêncio. 

Assim que chegamos em casa, fui para o quarto, coloquei meu pijama e me deitei. Odeio ficar brigada com ele mas sempre quando isso acontece, sou eu quem vou pedir desculpas. Mas hoje vai ser diferente!

Dia seguinte..

Eu acordei e como havia imaginado, Louis dormiu na sala. pois ele não estava na cama. 

Quando me levanto, vejo um caminho de pétalas de rosas azuis. Sorri ao ver e sigo o caminho. Desço as esacadas e quando chego até á sala, ele está me esperando, sentando na poltrona. 

Louis: Gostou do caminho? - assenti- Que bom! - no mesmo instante, ele tira de trás dele um lindíssimo buquê de rosas azuis.

S/N: Que lindas!! - digo enquanto aprecioso as flores. 

Louis: São lindas como você! O jeito como aprecia elas, é o jeito de como eu aprecio a mulher mais linda do planeta! Você foi com certeza, um dos melhores presentes que eu já recebi! Lá no terceiro ano do ensino fundamental, já te achava a gorota mais linda do colégio, e quando começamos a namorar, vi que você seria a mulher da minha vida! Por isso..- ele se ajoelha e naqule instante eu já não consigo segurar a emoção - Quer se casar comigo? - Louis abre aquela famosa caixinha e meu sorriso estampado em minha face, juntamente com meus olhos marejados, representam o quanto estou feliz.

S/N: Com toda certeza! - ele se levanta e eu lhe dou um beijo com extrema paixão e logo depois dei um abraço bem apertado - Me perdoa por ontem! 

Louis: Já perdoei meu amor! Tá tudo bem! Eu só tenho olhos pra você, ainda mais agora que você é minha noiva! Não se preocupe, você é e vai ser a única na minha vida! 

S/N: Por essas e outras trilhões de razões que eu te amo! 


Ju

*.

Preference!

Ele está estressado/chateado por alguma razão e você o mima um pouco!


Harry:


Dou leves batidas na porta e escuto um ‘entre’. Abro a porta e Harry me encara com um sorriso nos lábios. 

- Obrigada! - diz quando coloco um copo de suco em cima da sua mesa. 

- E como está indo? - encaro todas as folhas que estão ali em cima, com letras começadas; mais nenhuma acabada. 

- Péssimo. Não consegui finalizar uma música se quer. - ele bufa. - Se eu não fizer essas músicas até a próxima reunião na semana que vem, eles arrancam meu couro. - ele estava irritado e chateado.

- E porque você não descansa um pouco? Ficar aqui não vai te ajudar em nada…

- Eu não posso. Eu tenho que terminar isso. 

Me aproximei dele, ficando atrás da sua cadeira e comecei a fazer uma massagem. Ele estava completamente tenso.

- Eu acho que você deveria tomar um banho relaxante, tomar um pouco de ar puro, comer alguma coisa, sair desse estúdio e, claro, ficar um pouco comigo! - ele ri. - Estou falando sério, amor. Você está aqui faz horas. Você precisa relaxar um pouco; se não, não vai escrever um única música. - ele me puxou para sentar em seu colo.

- O que seria de mim sem você?! - sorri e o beijei. 

Ele foi para o banho enquanto eu pedi alguma coisa para comermos. Ele volta para a sala e nos sentamos no sofá. Ficamos assistindo alguns filmes enquanto comíamos. Depois, ele deitou a cabeça em meu colo e fiquei fazendo um cafuné nele. Lá pelas tantas, quando o olhei, ele já dormia tranquilamente, sua respiração estava suave e sua feição não estava mais cansada. 


***

Liam:


A porta é fechada com certa força e vou até a sala, vendo Liam com um semblante nada bom, estressado e bufando. Ele tira seu paletó e joga sua pasta no sofá. 

- O que houve? - só então ele percebe que estou ali.

- Tudo. Tudo aconteceu hoje. - sela meus lábios. - Eu preciso de um banho. 

Ele sobe as escadas e vai para o banheiro do nosso quarto. Eu não sei o que houve, mas coisa boa não foi. 

Já percebendo que ele não está nada bem, vou até a cozinha e preparo algumas coisas pra comermos. Pego duas taças e um bom vinho. Abro o vinho e coloco tudo em cima de uma bandeja. 

Sinto um beijo ser deixado no meu ombro e uma mão segurar minha cintura. 

- Mal falei com hoje quando cheguei. Me desculpe. - sua voz sai baixa. 

- Não tem problema! - sorrio e selo seus lábios. 

Vamos até a sala e nos sentamos no chão. Nos sirvo se vinho e começamos a conversar. 

Evito ao máximo tocar no assunto do seu stress mais cedo. Quando ele fica assim, é melhor deixá-lo na dele. Numa oportunidade mais conveniente eu pergunto o que aconteceu. Falamos só sobre coisas banais e idiotas, que nos rendeu boas risadas. Já era tarde, seus olhos estavam vermelhos e inchados. 

- Vamos dormir? - ele assente.

- Obrigada. - o encaro. - Por me distrair um pouco e por ser essa mulher incrível que você é! Por ser o meu porto-seguro! - sorrio e o abraço. - Eu te amo!


***

Louis:


- Como pode existir tanta gente incompetente nesse mundo? - escuto Louis resmungar e vou até a sala. 

- O que foi?

- Só tem gente incompetente naquele hospital. Aqueles enfermeiros me tira do sério. - disse nervoso. - Você acredita que hoje eles queriam dar uma medicação para um paciente sabendo que ele não poderia tomá-la, pois tem alergia? Por pouco eu consegui impedir. Se eu demorasse mais 5 segundos pra entrar no quarto, sabe Deus o que poderia ter acontecido. 

- Eles não são incompetentes, são irresponsáveis. Mas pensa no que aconteceu de bom. Você conseguiu impedir que isso acontecesse, e ficou tudo bem. - acariciei seu rosto. 

- Isso não vai ficar assim. Eu estou puto da vida com esse idiotas. Já pensou se o paciente morre? 

- Mas não morreu, amor! - ele respirou fundo. - Olha, por que o Doutor não pendura seu jaleco e esquece Hospital, enfermeiros, pacientes e relaxa um pouco?! Se concentra em mim! Nós podemos fazer algumas coisas que você gosta… - ele me encarou com um sorriso pervertido nos lábios e me abraçou pela cintura. 

- Tipo o quê?

- O que você quiser… Mas, acho que poderíamos começar por um banho bem quente e relaxante. - envolvi meus braços em torno do seu pescoço. 

- Eu acho a ideia ótima! - beijou meus lábios com vontade, me apertando contra seu corpo. - Você realmente é bem mais interessante! 


***

Niall:


Niall entrou em casa vermelho e cuspindo fogo. Ele tinha acabado de chegar de uma partida de golfe, que, pelo visto, não foi muito agradável. 

- Oi, amor! - selei seus lábios. - Como foi o jogo?

- Uma porcaria. Acredita que o Josh estava perdendo e, para não fazer mal na frente da sua namoradinha, começou a roubar no jogo? Toda tacada que eu ia dar, ele dava um jeito de ver algum erro e dizer que não valeu o ponto. Veja se tem cabimento uma coisa dessas. 

Enquanto ele falava, eu fazia uma massagem leve em seus ombros. Quando se trata de golfe, Niall vira uma fera. Ainda mais se tentam roubar ou passá-lo para trás. 

- E, pra fechar com chave de ouro, o dono no clube veio dizer que teremos que pagar uma multa por um estrago no gramado que um outro sócio fez. Sócio esse que é amigo do Josh. E todos os outros pagam o pato. Onde já se viu?! Nunca fui com a cara de Josh, mas o Justin dizia que ele era gente boa… Tão gente boa que ferra com todos os outros. Eu nunca mais jogo com esse cara. - ele fechou os olhos e respirou fundo.

- Amor, eu sei que esse cara foi um idiota. E o dono do clube mais idiota ainda por cobrar de vocês algo que não fizeram. Mas esqueça isso. Eles não valem a pena. - selei seus lábios. - Eu fiz torta! 

- Eu não quero torta, quero acabar com aquele idiota.

- É de maça… - ele me encarou por alguns segundos e levantou, indo correndo até a cozinha, me fazendo gargalhar alto. - Imagine se você quisesse! 


***

Zayn:


Zayn estava uma pilha de nervos nos últimos dias e completamente irritado. Algumas pessoas, ridículas diga-se de passagem, começaram a criticar os desenhos dele. 

Eu realmente não entendo o porquê as pessoas fazem isso. Num primeiro momento ele ficou super nervoso e irritado. Xingou todos de todos os nomes possíveis. Mas depois, a raiva passou e ele ficou mal. 

Não pegava em mais nenhum spray ou qualquer outro material que ele usava para desenhar e fazer suas obras de arte. 

Eu também fiquei mal. E pior ainda por vê-lo dessa forma. Eu odeio vê-lo triste. Pra tentar animar ele um pouco, sai e fui em uma de suas lojas favoritas. Comprei várias e várias coisas que ele gosta de usar para desenhar. Coloquei tudo em uma sacola bonita e voltei para casa.

Ele estava sentado no sofá vendo TV.

- Oi! - me sentei ao seu lado. 

- Oi! - ele selou meus lábios. - Onde estava?

- Eu fui comprar umas coisas… Pra você. - lhe entreguei a sacola.

- O que é isso?

- É um mimo… - esperei ele abrir e ver tudo que tinha ali. - É só pra dizer que eu amo todos os seus desenhos, sem exceção alguma. E que você é o melhor no que faz. Eu não quero que você desista de uma coisa que você gosta por causa de algumas pessoas idiotas. Eles não merecem sua atenção! - ele me encarou e sorriu.

Colocou as coisas no chão e me abraçou apertado. 

- Obrigada! Você é a melhor namorada desse mundo! - o beijei com carinho.

- E você é o meu melhor artista!


[…]


Espero que tenham gostado!

Imagine Louis Tomlinson.

Pedido: Eu queria um c/ o Lou q eles sao casados e ele é mto grosso e rude c/ ela,e ela é um doce e calma,sempre faz td pra agrada-lo,e sempre evita brigas.Ai um dia eles vão em uma festa de empresa dele,e lá ela conhece um rapaz(colega de trabalho do Lou)e ele a trata super bem,a elogia por coisas q o Lou não repara(tipo cabelo e tals)e eles passam a noite toda rindo e cnvs,e o Lou vê e fica enciumado. O final vc pode decidir amor,obrigada ♥


S/N P.O.V

Louis : S/N eu já falei pra não me atrapalhar . Já disse que estou terminando de assinar estes contratos e preciso de paz !
S/N: Mas amor ,eu só achei que estivesse com fome . Você está aí a muito tempo .
Louis: Se eu estivesse com fome eu mesmo ia atrás de algo pra comer . Agora por favor me da licença .

Sai de seu escritório levando a bandeja com um lanche que havia preparado para ele .
Eu e Louis éramos casados a 5 anos . Ele sem duvidas é o homem da minha vida , mas conforme o tempo foi passando , as coisas foram mudando . Louis não era mais aquele cara atencioso e carinhoso que me fazia rir e dizia o quanto me amava a todo instante . Ele estava mais rude , mais sério ,mais duro .

Ele havia passado o dia todo no escritório ( Na nossa própria casa ) resolvendo assuntos da empresa . Achei que ele estivesse com fome e levei algo para ele comer . Mas ele rejeitou meu gesto de preocupação, me tratando mal. Fui deixar a bandeja com as coisas na cozinha e subi para o quarto , um pouco chateada . Fui assistir um pouco de TV até que meu telefone toca . Era a minha mãe . Pediu para que eu fosse fazer compras com ela . No mesmo instante me arrumo , pego as chaves do meu carro e saio . Não aviso a Louis , já que ele estava ocupado demais e talvez nem daria conta de que eu tivesse saído.

[…]
Depois de deixar minha mãe em casa , vou para a minha . Já era um pouco tarde. Mas tinha sido muito divertido sair pra fazer compras com ela . A tempos não fazíamos isso . Tinha até comprado uma torta de limão , a favorita de Louis . Ele sem duvidas ia amar . Estaciono o carro , descendo do mesmo e entrando em casa . Logo avisto Louis, com uma cara nada agradável.

Louis: Onde você estava? - disse quase gritando .
S/N: Amor , eu fui fazer compras com a minha mãe .
Louis : E por que não me avisou ?
S/N: Você estava muito ocupado com aquela papelada toda , não quis te atrapalhar mais uma vez .
Louis: E por que não levou o celular ? - Ele Disse tirando meu celular do bolso e praticamente jogando sobre mim .
Eu não tinha dado conta de que havia esquecido o celular .
S/N : Aí meu Deus . Eu me esqueci completamente.
Louis: Você deveria ter me avisado , eu sou seu marido . O mínimo que poderia fazer é dizer pra onde vai !
S/N: Me Desculpe Louis , eu não quis …
Louis: Olha , eu não estou mais afim de discutir. Não faça isso novamente. - disse me interrompendo .
S/N: Não se preocupa. Isso não vai mais acontecer .
Louis: Vou dormir . Estou muito cansado . - disse ríspido.
S/N: Mas amor , eu trouxe aquela torta de Limão que você adora , come pelo menos um pedacinho .
Louis : Eu não quero droga de torta nenhuma . Agora me da licença - Disse subindo as escadas . - Ah! E não se esqueça que temos um evento na empresa amanhã .
S/N: Ok! - respondi frustrada .
Com isso ouço a porta no quarto bater.

Não pensei que ele fosse ficar tão bravo com o simples fato de eu ter saído por algumas horas .
Pensei que ele iria adorar a torta . Queria tanto agrada-lo, mas ultimamente isso era impossível. A maneira como ele me tratava estava me machucando aos poucos . Mas o amor que sinto por ele meio que cura as minhas feridas .

No dia seguinte.

Louis : Anda amor . Vamos chegar atrasados . - Louis me grita do andar de baixo .
Com isso desço , já pronta . Havia comprado um vestido lindo , especial para a ocasião .

S/N: E aí amor ! O que achou?- falei dando uma voltinha para que Louis me analisasse.
Louis :Achei do que ?
S/N:Poxa Louis . Não gostou do meu vestido ? Comprei especialmente pra esse evento.
Louis : É legal .
S/N: Só isso ? Legal ?
Louis : É por que ? O que quer que eu diga ?
S/N: Quer saber . N precisa dizer nada .
Com isso saio com a cara fechada pegando minha bolsa e indo em direção ao carro.
Louis vem logo atrás .

[…]

Eu estava totalmente desenturmada naquele lugar, estava sozinha em um canto pois Louis havia me deixado sozinha pra dar atenção aos convidados .
De repente alguém se aproxima . Era Alex , um colega de escritório do Louis .

Alex : S/N?
S/N: Oi Alex . - respondi um pouco sem Graça .
Alex : Posso te fazer companhia? Confesso que não estou me enturmando com toda essa gente .
S/N: Mas é Claro - sorri fraco .
Alex : Onde está o Louis ?
S/N : Ele esta dando atenção a alguns convidados .
Alex : Entendi . - então ele começa a me elogiar . - Você está linda Hoje . Esse vestido é realmente incrível. Ficou ótimo em você - confesso que ouvir aquilo foi ótimo já que não tinha ouvido nenhum elogio vindo de Louis aquele dia .
S/N: Muito obrigada Alex .

[…]

Eu e Alex passamos o resto da festa conversando e nos divertindo . Ele era um cara Legal e engraçado . Eu estava adorando . Fazia tempo que não me divertia daquele jeito , mas Louis aparece e acaba com tudo .

Louis : S/N , temos que ir . - disse aparentemente irritado.
Com isso Alex diz:
Alex : Ei , eai Cara.
Louis : Oi Alex .- responde ríspido. - agora S/N por favor , vamos embora.
S/N: Ok Louis .
Então me despeço de Alex .
S/N: Até mais Alex. Foi um prazer .
Alex : o prazer foi todo meu .

[…]

Louis : Você acha que eu não vi o quanto estava animada de conversinha com aquele otário do Alex ? - disse enquanto entrávamos em casa , dando início a uma discussão.
S/N: Louis . Não foi nada demais .
Louis: Nada demais !? Você acha que pra mim não foi nada demais ver você conversando com outro cara enquanto eu não estava por perto ?
S/N: Você me deixou sozinha Louis . Ele apenas estava me fazendo companhia!
Louis : Eu estava ocupado conversando com os convidados . Se você estava se sentindo sozinha não foi minha culpa . Eu não gostei de ver vocês de papinho furado .
S/N: Pelo menos ele me tratava bem Louis . - disse nervosa .
Louis : O que quer dizer com isso ?
S/N: Louis , de uns tempos pra cá você não é mais o mesmo . Eu me esforço, faço de tudo pra te agradar , mas você me trata com indiferença, com ignorância. Isso está me machucando .
Louis : E isso é motivo pra você ficar de gracinha com outro cara ? Se for apenas isso já que pareciam se conhecer a muito tempo . - disse gritando !
S/N: Você está insinuando que eu tenho algo com Alex ? - falei incrédula .
Louis : Sim !!! Gritou cuspindo as palavras .
Aquilo foi o Cúmulo pra mim .
S/N: Você está Louco !?! Quem você pensa que eu sou ?? Me respeita Louis eu sou sua mulher !!!
Louis : Isso mesmo !! Você é MINHA MULHER !! Não tinha nada que ficar de gracinha com outro homem !!! - Ainda dizia com um tom de voz alterado .
S/N: Eu achei que estivesse claro pra você e pro mundo que você é o amor da minha vida Louis ! Eu te amo e te respeito acima de tudo ! Eu não sei como tem coragem de pensar uma coisa dessas de mim ! - Gritei . Não consegui conter o choro . Subi correndo antes que Louis dissesse mais alguma coisa e me tranquei no quarto . Comecei a desabar . Como o homem da minha vida poderia duvidar de mim . Eu o amo mais que tudo . Nunca o dei motivos pra nenhum tipo de desconfiança , cada passo que eu dava em minha vida era pensando nele .

[…]

Louis não parava de bater na porta .
Louis : Amor por favor abre . Precisamos conversar!
S/N: Nós não temos nada o que conversar !
Mas Louis era insistente, e eu acabo cedendo . Enxugo minhas lágrimas e abro a porta , indo logo em seguida em direção a Janela . Não conseguia encarar Louis naquele momento . Ele aos poucos se aproxima .

Louis : S/N, por favor me desculpe .
S/N: Você acha que é simples assim ? Fazer merda e depois pedir Simples desculpas ?
Louis : Eu sei amor , mas é que … - falou suspirando fundo . - é que te ver com outro homem , se divertindo e saber que eu não era o responsável pelo seu sorriso naquele momento me machucou . Eu senti medo . Medo de te perder . Isso me fez parar pra ver que eu não estou te dando o valor que você merece . S/N, eu te amo tanto . Eu acho minha vida não faria mais sentido sem você nela .
Aquelas palavras me emocionaram . Com isso viro de frente pra ele e o encaro no fundo dos olhos .
S/N: Louis , você nunca vai me perder .
Louis : Me Desculpa? Me desculpa por te tratar desta maneira . Eu sou um verdadeiro estupido . Eu não sou digno de todo o carinho e cuidado que você tem comigo.
S/N: Louis . Você realmente me magoou, e muito ,mas o amor que eu sinto por você e maior do que qualquer magoa que eu possa sentir .
Louis : Eu prometo que vou ser o melhor marido daqui pra frente . - disse me abraçado forte .
Sinto uma lágrima escorrer por minhas costas. Deduzi que Louis estava chorando .
S/N: Amor , não chora ok . Já passou . Está tudo bem . Eu confio em você , e sei que vai cumprir essa promessa .
Ele então desfaz o abraço e me beija com carinho .
Depois do beijo acaricia meu rosto e olha no fundo dos meus olhos .

Louis : Eu te amo tanto ! Tanto !
S/N: Eu também te amo meu amor .

  • Part 1

20 de Dezembro.  

- Não quero voltar para o sistema. -sussurro deitada em seus braços.

- Você não vai -ele me garante olhando em meus olhos.

- Daqui a um ano farei dezoito, preciso pensar no que fazer!

- Como assim?

- Não posso ficar aqui para sempre..

- E porque não? Minha família e eu te amamos!

- Eu amo vocês, Louis, jamais serei capaz de recompensa-los por tudo que fizeram por mim.

- O que eles fizeram por você não foi em troca de recompensa, eles te amam S/n!

- E eu os amo também, mas eu tenho planos. -Louis se senta na cama assim que escuta isso.

- Isso quer dizer que não faço parte dos seus planos?

- Louis -sinto um bloqueio em minha garganta, então apenas suspiro-

- Parece que não, né.. -ele sobe o tom de voz-

- Nossos pais vão acordar, fala baixo! -peço.

- E isso importa mesmo? você vai nos deixar, não importa se eles souberem ou não!

- Eu te amo, Louis, mas isso nunca daria certo, nunca! Nós somos irmãos.

- Engraçado você dizer agora, isso nunca pareceu te impedir!

- Não fala assim comigo.

- E porque eu falaria de outro jeito? você está sendo ridícula! Sabe o quanto meus pais lutaram por você? Por longas noites eu escutei minha mãe chorando por você ter que ficar mais um dia naquele orfanato imundo, eu sacrifiquei tudo por você, S/n. Minha liberdade, minha vida, meus pais. E é com isso que você quer recompensa-los? Com dor e sofrimento?

Fiquei dez anos em um orfanato, os meus atuais pais ficaram três longos anos tentando me tirar de lá e quando finalmente conseguiram eu já tinha onze anos, duas passagens na policia, uma cicatriz na barriga e muita muita saudade da minha mãe, aquela que eu só conheço por uma carta velha.  Nada disso foi planejado, Louis e eu nos apaixonamos a cada dia que passava e o sentimento foi ficando cada vez mais forte, eu tentei resistir pois sabia que isso poderia me jogar novamente em uma família qualquer mas ele me tranquilizou. O seu amor puro me fez perder medo dos homens, sua generosidade me fez ver que nem sempre as pessoas querem te usar. Sou eternamente grata a minha família, eles me acolheram, me deram um lindo lar, um lindo irmão e Tobby nosso amado anjo com patas.


- Saber que você e eu estamos apaixonados quebraria nossa mãe, você não entende?

- Ir embora e nos deixar aqui é o que vai quebrar nossa mãe!


Louis se levanta e veste sua camisa do Seattle Sounders, o mesmo se vira para mim e parece querer falar mil coisas mas ao invés disso sai do quarto e fecha a porta.  Assim que ele atravessa o corredor sinto uma dor enorme no peito, me sinto cruel e suja por ter deixado as coisas chegarem a esse ponto.


[…]


A claridade faz com que meus olhos se fechem novamente, me deito de lado e pelo canto do olho vejo minha mãe abrindo as janelas. Seu sorriso é irradiante e hoje ela veste um lindo vestido amarelo com algumas flores na barra, sorrio assim que a mesma vem até a cama com uma xícara de chocolate quente.


- Bom dia mama -digo e beijo sua bochecha.

- Bom dia minha flor! -ela diz e me entrega a xícara.

- Dia especial? -pergunto e ela faz cara de braba-

- Esqueceu? -assinto- seu pai e eu vamos fazer uma pequena viagem esse final de semana.

- Ah sim, a viagem.. como esqueci?!

- Estava me perguntando isso agora. Escuta; sem festas, sem garotos, sem maconha.

- Eu não fumo maconha -digo com os olhos arregalados.

- Mas já fumou!

- Mama -digo chateada- quer me punir pelos atos do passado?

- Jamais, meu anjo -ela segura minha mão- só não quero que cometa o mesmo erro!

- E eu não cometerei.

- Cuida da casa e do seu irmão.

- Tá bom!


Antes de sair do carro mama beija minha testa, tomo um gole do meu chocolate quente e me levanto atrás de uma roupa para passar a manhã.


- Querida? -escuto batidas na porta.

- Pai, pode entrar!

- Estamos saindo -ele vem até mim e me abraça.

- Aproveitem bastante.

- Faremos isso -ele sorri e recebo o segundo beijo na testa da manhã.


O barulho da garagem se abrindo é tão alto quanto o sino da igreja ao lado, assim que ela se fecha sei que eles já não estão em casa. Desço os degraus com minha toalha e condicionador em mãos e entro no banheiro, mesmo estando no quente a água que cai é fria e faz meu corpo se arrepiar durante todo o banho.

Quando estou entrando no quarto vejo Louis saindo do seu, o mesmo me olha e então abaixa a cabeça e continua seu caminho até o banheiro, pego meu chinelo e um casaco e desço novamente encontrando ele na cozinha.


- Então vai ser assim? -pergunto me referindo ao seu silêncio.

- Não importa o que eu falar sei que não vai considerar ficar!

- Aquilo foi só um pensamento que eu transpus para você, Louis. Não vou embora!

- Não precisa falar isso para eu me sentir melhor, eu me viro sozinho é sério.

- Eu estou aqui -pego sua mão- não precisa se virar sozinho.

- S/n

- Vocês são tudo que eu tenho, não vou deixa-los.

- Promete?

- Prometo.


Ele sorri e em seguida me agarra pelas pernas, assim que nossos corpos se tocam sinto a eletricidade que existe em nós aparecer novamente.


- Porque fazemos isso? -ele sussurra com seu polegar em meus lábios.

- Não sei.. -respondo de forma sincera e mordo o lábio inferior.

A boca de Louis toca meu queixo e meus olhos se fecham de imediato, o mesmo beija meu pescoço e deixa uma mordida em minha orelha. Não faço ideia do que podemos ser, mas com certeza nunca seremos apenas, irmãos.  Nossos lábios se tocam e damos inicio a um beijo cheio de sentimento e incerteza, seus lábios se moldam aos meus e minhas mãos passeiam por suas costas. Seus quadris se chocam com os meus e eu gemo baixinho, o mesmo respira fundo enquanto seu lábio contorna centímetro por centímetro do meu.


- Eu sei que você.. é virgem -ele diz e eu sinto um pouco de vergonha- não quero apressar..

- Eu quero!
- Você quer?

- Sim.


Ele acaba com o pequeno espaço entre nós e então me acaricia por cima da calcinha, aperto os lábios e jogo a cabeça para trás, o mesmo vem ao meu encontro e beija meu pescoço novamente me arrancando suspiros. Um pouco mais de pressão é aplicada então eu solto um grunhido e arqueio as costas no balcão do banheiro.


- Não quero que nossa primeira vez seja na cozinha -digo no seu ouvido.

- E não será -ele diz e me pega no colo indo para o quarto.


[…]


Louis beija minha testa e então se deita do meu lado, encaro o teto e uma ponta de culpa parece transparecer em meu rosto.

- Foi ruim?

- Não, eu só estou com vergonha!

- Olha pra mim, babe. -ele pede-

Quando olho para Louis vejo sua vulnerabilidade, sei que ele deu tudo de si para mim desde que cheguei e continua dando, eu o amo, como jamais amarei alguém mas a culpa pouco a pouco me corroí.

- Eu ainda tô bravo com você. E não sei se posso confiar em você. Eu quero, mas eu não sei se confio então eu vou apenas tentar, vou tentar e confiar em você. Porque eu acredito que podemos ser extraordinários juntos, melhor do que ser comuns separados!

Ele coloca suas mãos grandes em meu rosto, suas palavras fazem meu estomago revirar e eu não consigo parar de sorrir, feito uma boba. Louis tem razão, somos extraordinários juntos!

Anterior 


Continuação.. 


Ligação: 

Louis: Alo? 

S/N: Lou? 

Louis: Quem é? 

S/N: S/N.. será que posso ir até aí? - disse com voz de choro. 

Louis: Aonde você ta? Deixa que eu vou te buscar! 

S/N: Não! Tá tudo bem! 

Louis: Pode vir sim! Tô te esperando! - desliguei o telefone e respirei fundo. Não iria atrapalhar meus pais esse horário. Louis foi a primeira pessoa que pensei e sei que ele vai me ajudar.

[…] 

S/N: Obrigada por me deixar ficar aqui.. - falei limpando meus olhos e Louis me abraçou- Não vou esquecer nunca o que aconteceu.. 

Louis: Eu sei que é difícil S/A, mas você é forte, consegue passar por cima disso! E outra, eu estarei sempre ao seu lado! - ele sorriu e novamente me abraçou - Agora vai descansar! - assenti e fui até o quarto de hóspedes, me deitando na cama. Fiquei um bom tempo acordada pensando em diversas coisas até que peguei no sono. 

3 anos depois.. 

S/N: Amor, vou ao mercado ok? 

Louis: Sozinha?- Assenti. 

Stella: Posso ir com você também mãe? 

Drake: Eu também posso? Precisava comprar algumas coisas pra festa do Parker amanhã. 

Louis: Opa, festa? Posso ir Drake? Conhecer pessoas novas é sempre bom né? -eles riem e eu reviro os olhos. 

Drake: Claro Louis! Super convidado! 

S/N: Muito engraçadinhos! 

Louis: Você sabe que é a única na minha vida! - Louis veio em minha direção e me beijou - Já que todo mundo quer ir, eu também vou.

Stella: EBA! Adoro sair com o Lou! - minha filha abraçou o Louis e o mesmo a pegou no colo. 

Louis: Nossa, você não tem mais 5 aninhos né princesa! - ele disse com dificuldades por ela estar grandinha. 

Stella: Eu cresci né Lou! - ela riu. 

Louis: Mais continua sendo uma princesa! - ela sorriu e beijou a bochecha dele. 

S/N: Vamos então! - fomos até o carro e dirigi para o mercado. 

Louis: Stella quer ir ver doces comigo! - ele riu - Vou lá ok? 

S/N: Tá bom! Não exagera amor!

Louis: Pode deixa princesa! - ele piscou pra mim e saiu junto com minha filha. Drake estava em outro corredor e eu fiquei observando qual era o melhor preço dos produtos para levar pra casa. 

Xxx: S/N? Oi! - olhei para a pessoa que me chamou, vendo aquele velho Zayn por quem eu havia me apaixonado e não tive mais contato pela grande merda que ele fez. 

S/N: O que quer? - disse seca. 

Zayn: Faz tempo que não nos vemos.. - ele sorriu. 

S/N: Por mim poderia não te ver nunca mais! 

Zayn: S/A, me perdoa por aquele dia! Eu perdi à cabeça e já te disse isso milhões de vezes!

S/N: Perdoar? - ri cínica- Você tá brincando comigo, só pode! - o encarei - Quer que eu fale os motivos para não te perdoar?? E olha que são muitos!! 

Zayn: Eu sei que errei amor mas.. - o interrompi.

S/N: Não me chama mais assim! Não temos mais nada Zayn! Eu nunca vou esquecer o que vivi aquele dia! Você iria me agredir!! Tem noção disso! E ainda por cima me traiu! Isso pra mim não pode-se perdoar! 

Zayn: Eu sinto sua falta! Estou arrependido e não consigo te esquecer!! Eu estou sofrendo!!

S/N: Ahh, e você acha que eu não sofri?? Sofri mais que você seu idiota!! Quem sabe se você não tivesse feito a merda que fez ainda estivéssemos juntos! - ele suspirou fundo e passou às mãos nos olhos. Deu para sentir seu arrependimento e sim, vi que ele sofria, mas deveria ter pensado antes de fazer o que fez! Pra falar a verdade, não estou com nenhum pingo de pena. 

Zayn: Faria de tudo pra ter nossa família de volta!

Stella: PAPAI!! - a menininha gritou e correu para os braços do pai - Que saudade!!

Zayn: Oii meu anjinho! Como é bom te ver!! Como está?- o mesmo a abraçou forte, pegando Stella no colo.

Stella: Bem! E você?

Zayn: Estou indo filhinha! - ele sorriu fraco.

Drake: Pai! E ai? Que saudade! Faz quase 2 meses que não nos vemos!- Drake abraçou Zayn. Eles realmente amam o pai.

Zayn: E ai garotão! Nem me fala Drake! Sinto tanto sua falta filho! A sua também princesa! - olhou para Stella, fazendo a mesma sorrir - Que tal sairmos hoje?

Drake: Claro!!

Zayn: Vejam com a mãe de vocês Primeiro! - eles olharam pra mim e eu concordei dando um leve sorriso.

Stella: Lou!! Olha, meu pai tá aqui! - Stella desceu do colo de Zayn, indo ao encontro do meu namorado.

Zayn: Perdi alguma coisa?

Drake: Muita coisa meu amigo! - Drake riu fraco e saiu do corredor onde estávamos. 

Stella: Ele é namorado da mamãe pai! 

Louis: Oi Zayn! Quanto tempo! 

Zayn: É - mesmo não gostando do Zayn, o conhecia muito bem e vi nitidamente seu ciúmes transparecer.

Louis: Stella, vamos ver os salgadinhos agora? - ela concordou e deu um beijo em Zayn, nos deixando a sós novamente. 

Zayn: Quer dizer que está com um dos meus melhores amigos?

S/N: Para deixar bem claro, eu fiquei com ele depois do que você aprontou! Não trai você como o senhor fez comigo! Eu amava a pessoa que estava ao meu lado, diferente de você!

Zayn: Eu te amava S/N!!! Ainda amo!!

S/N: E por que me traiu então? - ele permaneceu em silêncio e abaixou a cabeça - Zayn, nossa fase já deu! Sim, eu te amei, mas você não aproveitou, e não é hoje que vai aproveitar! Que você não trate sua próxima namorada como fez comigo! Pense antes de agir, mas pense mesmo, porque acho que você não quer destruir outro relacionamento. A gente tinha tudo pra ser feliz pro resto da vida, mas você deslizou e deu nisso! - pude ver sair um lágrima de seu olho mas ele limpou rapidamente - Até mais. - dei às costas pra ele e vi Louis chegando junto com meus filhos. 

Drake: Nos vemos depois mãe! - assenti e ele beijou meu rosto.

Stella: Tchau mamãe! 

S/N: Tchau filhota! - sorri pra ela - Divirtam-se!

Louis: Vou levar eles até o Zayn, você vem? - neguei - Ok, já volto! - me deu um selinho rápido. Ainda conseguia ouvi-los e fiquei escondida, escutando.

Zayn: Eu fui tão imbecil!

Louis: Foi mesmo!

Zayn: Perdi uma mulher que me amava, que era linda, carinhosa, simpática, todas as qualidades possível! Louis, eu tô tão mal! 

Louis: Cara, eu sinceramente não sei o que dizer..

Zayn: Não precisa dizer nada! Sei que vacilei feio e tenho certeza que você fará ela mais feliz do que eu! Só me promete uma coisinha?

Louis: Claro!

Zayn: Cuida bem dela! Não faz o que eu fiz! Ela é uma mulher preciosa! Esteja ao lado dela sempre! Cuida da S/A por mim cara?

Louis: Com certeza!

Zayn: Obrigado Lou! Vamos crianças?

Stella: Simm! Tchau Lou! Drake: Falou Lou! 

Louis: Tchau!! - voltei ao carrinho de compras e fingi que nada aconteceu - Eu te vi espiando! - ele riu fraco.

S/N: Tava curiosa! 

Louis: Vou fazer tudo o que ele mandou! Pode deixar! - me beijou. 

S/N: Eu te amo!

Louis: Também amo você amor! 


AMORECOSS, espero que tenham gostado da continuação e me digam o que acharam beleza?

beijaoo

Ju

*.

Preference #9

Anônimo disse:

Faz um preference em que os meninos colocam seus filhos pra dormir ?


Harry:

- Mas papai, eu não quero dormir! - Reclamou Darcy. - Deixa eu dormir aqui, com a mamãe e o bebê. - Darcy disse se referindo a gravidez de S/N.

- Você tem que pedir isso pra mamãe. - Ela assentiu e correu um direção ao quarto, onde S/N estava deitada.

- Mamãe? - Chamou Darcy. - Posso dormir aqui? - Sorriu sem mostrar os dentes. 

- Deixa eu pensar… - S/N colocou a mão no queixo, ficando ainda mais fofa. - Pode sim, minha menininha. - Fez cocegas na barriga da pequena. 

- Ebaaaa! - Ela gritou se jogando ao lado da mãe e eu observei. - Vem papai, cabe nós três, ou melhor, nós quatro. - Ri e me deitei ao lado de Darcy. 

Niall:

- Papai, eu só vou dormir se você contar histórinha. - Reclamou Elena. 

- Tudo bem, qual histórinha você quer hoje? - Perguntei. 

- Aquela do João e Maria. - Disse agarrada com o ursinho. 

- Mas Lena, o papai conta essa toda noite. - Ela negou com a cabeça.

- Não, é sempre a mamãe e se não contar eu vou chorar. - Ameaçou. 

- Tá, você venceu. - Sorriu vitoriosa. 

- Era uma vez… - Quando olhei para o lado Elena já dormia. - Boa noite meu anjo. 

Liam:

Eu e Liam somos separados, há algumas semana John não dorme, porque não fala com o pai, mas eu iria resolver isso hoje. 

O pequeno John está deitado ao meu lado chorando na cama, como nas noites anteriores:

- Eu quero o papai, mamãe! - Reclamou. 

- Tudo bem, vamos ligar para o papai e você vai dormir. - Assentiu. 

Disquei o número de meu ex marido no celular e em poucos segundos ele atendeu sonolento. 

- Liam, é a S/N, o John no consegue dormir, ele quer falar com você. Está ocupado? 

- Nunca estou ocupado para meu filho. - Respondeu rindo. - Oi pequeno. - Disse. 

- Papai, eu quero você aqui, comigo. Vem papai. - O menino choramingava.

- Filho, dorme. Amanhã o papai passa ai e a gente conversa. Eu te amo. 

- Eu te amo. - Disse o pequeno.

Zayn + Louis:

- Papai, papai. - O filho de Zayn gritava. - Deixa eu dormir na casa do tio Lou, por favor, com o Luke, deixa, deixa. - Implorava.

Zayn encarou Louis que assentiu. - Tudo bem, mas Ben, se comporte. - O menino sorriu e fez um toque com Luke. 

- Vamos colocar os bebês para dormir então, porque as mulheres não vão voltar tão cedo. - Louis disse e revirou os olhos rindo.

Zayn e Louis arrumaram a cama dos pequenos que após um banho se deitaram e dormiram rapidamente pela agitação anterior do dia. 

- Boa noite futuros nós. - Disse Zayn fazendo Louis rir.

Preference #1

Pedido : Você pode fazer preference em que eles descobrem que a S/N tem câncer ?

• HARRY.

Harry : Amor por que não abre logo isso ? - Harry pergunta se referindo aos exames que estavam em minhas mãos .

Nos últimos meses eu vim emagrecendo demais … eu não liguei muito pois achava que isso era apenas por conta da correria do meu dia a dia . Mas Harry começou a se preocupar e praticamente me obrigou a ir ao médico. Fui despreocupada na minha primeira consulta , mas a preocupação só veio quando o Médico me pediu uma porção de exames e foi um baque quando ele me disse que eu estava com suspeita de câncer . No instante, eu estava com um exame de tomografia nas mãos . Eu estava morrendo de medo .

S/N: Harry, eu estou com medo , eu não quero abrir . - digo tentando segurar o choro .
Com isso ele vem até mim .
Harry: Não precisa ter medo meu amor.
Então ele pega os exames das minhas mãos.
Harry: Deixa que eu abro .
Uma tensão invade o ambiente . Eu estava tremendo de nervosismo .
Então Harry abre os exames e começa a lê-los .
De repente seus olhos se enchem de lágrimas.
S/N: Harry por favor , o que diz aí ? - pergunto enquanto as lágrimas invadiam meu rosto .
Ele então solta os papéis em cima da cama respira fundo e começa a dizer .
Harry: Amor , você sabe o quanto eu te amo não sabe? E que não importa o que aconteça eu sempre vou estar ao seu lado .
S/N: Harry aonde quer chegar com isso ?
Harry: Amor , você … - ele tem dificuldade pra falar . - Amor , você tem um tumor no fígado , você está com câncer .
Aquilo foi como um tiro em meu peito .Eu não acredito , eu estava com câncer , uma das doenças mais malignas e temidas por todos .
No mesmo momento caio de joelhos no chão , aos prantos . Harry se ajoelha junto a mim e me acolhe em seus braços . Ele também chorava .
Harry: S/N, nós vamos passar por juntos ! Por favor fica calma . Eu prometo , te prometo que tudo vai ficar bem …

• LIAM.

Estávamos na sala de estar , sentados um de frente para o outro . Tinha acabado de contar a Liam , meu marido , que eu estava com câncer. Quando recebi aquela notícia um medo enorme me invadiu, não só medo de não conseguir vencer a doença , mas também medo de como Liam iria reagir .

Liam: A quanto tempo descobriu isso ?-perguntou com os olhos marejados .
S/N: A alguns meses Liam.
Liam: É por que só está me contando agora ? - me questionou um pouco alterado .
S/N: Eu precisava de um tempo para criar coragem de te contar Liam !
Liam: Coragem? Que porra de coragem S/N? Como não me contou isso antes ? - gritou.
S/N: Liam, por favor não fala assim.
Liam: Eu falo do jeito que eu quiser ! Eu sou seu Marido S/N, Eu tinha o direito de saber !!!
S/N: Eu sei meu amor … mas …
Liam: Mas Nada S/N!
A reação de Liam realmente havia me surpreendido e me assustado .
S/N: Liam! Por favor ! Para ! Para!!! - gritei aos prantos . O jeito no qual Liam estava me tratando estava acabando comigo .

Ele então respira fundo , leva as mãos à cabeça e me olha ,vendo meu estado .
Liam: S/N, olha … me desculpa . - falou arrependido.
S/N: Já está sendo tudo tão difícil pra mim Liam … não precisa me tratar assim . Era disso que eu estava com medo . Medo que reagisse exatamente dessa forma … - falei entre soluços.
Ele então vem até mim, me envolve em seus braços e também começa a chorar.
Liam: Amor , me desculpa eu … eu … eu só estou com medo .
S/N: Eu também Liam, eu também … - disse compreensível. - Mas eu ainda tenho chances , chances de alcançar a cura . Mas eu só vou conseguir se tiver você do meu lado . - disse tentando ser forte .
Liam: Eu vou estar sempre ao seu lado meu amor . Sempre … Eu prometo que vou ser forte por você .
S/N: Não sabe o quanto é bom ouvir isso amor .
Liam: Eu te amo, muito …
S/N: Eu também te amo muito meu amor .

• LOUIS.

Estávamos no escritório do meu Oncologista o Dr.Alex .Eu e Louis o aguardávamos enquanto ele buscava os resultados dos meus exames . Ao que tudo indica meu câncer tinha voltado.

Dr.Alex : Me desculpem a demora . - diz entrando na sala .
S/N: Sem problemas Dr.

Sua cara não era uma das melhores.

Dr.Alex : Bom, Eu vou ser bem direto com vocês . - Nesse momento meu coração acelera . Louis então segura a minha mão com força .
Dr. Alex: S/N, o tumor voltou … Na verdade , ele nunca se foi . Ele estava bem escondido…

Ao ouvir aquilo, um desespero me invade , mas eu tento me manter forte .
Olho para Louis e percebo que ele estava com os olhos marejados .

Dr. Alex: Mas ele Ainda não se alastrou. As chances de cura são muito grandes .

S/N: Doutor por favor , eu não caio mais nesse papo . Foi assim da primeira vez , vocês me encheram de esperanças , eu finalmente pensei que tinha vencido mas estou aqui , mais uma vez, recebendo essa notícia . - disse me exaltando .
Louis: Amor , por favor , Calma . - Louis tentou me acalmar .
Dr.Alex: Eu estou falando isso por que sou seu médico S/N.Eu sei o que digo.

Respiro fundo então percebo o quão fui grossa com o doutor.

S/N: Me desculpa doutor , eu não queria…
Dr. Alex: Não se preocupe . Eu sei o quanto é difícil passar pelo que está passando. - disse me interrompendo . - Agora eu vou deixá-los um pouco a sós . Acho que precisam conversar não é mesmo ?

Agradecemos o doutor , que nos deixa em seu consultório.
Um silêncio tremendo invade o ambiente , mas começo a falar .

S/N : Eu não sei se vou aguentar passar por tudo isso de novo Louis .

Louis: Ei, amor , mas é claro que vai ! Você é forte , eu acredito em você .

S/N: Por que comigo Louis , por que ? - começo a chorar .
Louis então vem até mim e me da um abraço apertado .
Louis: Amor , por favor Calma . Tudo vai ficar bem. Você vai dar a volta por cima , e eu vou estar sempre ao seu lado , sempre …

• NIALL.

A meses atrás descobri que tinha câncer . Aquela notícia me derrubou completamente , mas eu tirava forçar de meu namorado , Niall , que me fazia a mulher mais feliz do mundo . O problema ? Ele Ainda não sabia sobre a minha doença . Não tive coragem de contar a ele . Fiquei com medo da forma que ele iria reagir , e de que ele acabasse me deixando por isso .
Toda semana eu inventava uma desculpa diferente para frequentar o Hospital, mas eu sabia que não podia esconder isso para sempre …

Estava a caminho do Hospital . Chegando lá estaciono meu carro e sigo até a entrada quando ouço me chamarem . Aí meu Deus ! Era o Niall. Ele tinha me seguido até aqui .

Niall: S/N!!!! - disse enquanto corria e vinha até mim . Meu chão desabou aquele instante.
S/N: N-niall?! O que esta fazendo aqui ? - perguntei gaguejando .
Niall: O que você está fazendo aqui S/N? Um hospital de câncer ?!
S/N: Eu vim apenas visitar um amigo Amor. - menti , nervosa .
Niall: Amor , por favor , não minta pra mim .
S/N: Eu não estou mentindo Niall.

É aí que vejo ele tirar alguns papéis do bolso . Eu não acredito. Ele tinha achado meus exames .

Niall: Amor , eu … eu achei essas exames nas suas coisas . - falou triste .

No mesmo momento sinto as lágrimas quentes escorrerem por meu rosto .

S/N: Niall , eu … por favor me desculpa…

É aí que ele me abraça com todo carinho .

Niall: Por que não me contou S/N ?
S/N: Eu tinha medo Niall. - disse entre soluços.
Niall: Medo de que meu amor ?
S/N: Medo que me deixasse .

Então ele desfaz o abraço e olha no fundo dos meus olhos .

Niall: Amor , como pode pensar uma coisa dessas de mim ? Eu jamais te deixaria por isso,muito pelo contrário.
S/N: Me desculpa Niall, é que , receber essa notícia foi tão difícil pra mim , imagina pra você .
Niall: Amor, não tinha que ter passado por tudo isso até agora , sozinha. Eu sou seu namorado . Eu te amo , não importa o que aconteça eu vou estar ao seu lado, sempre . - aquelas palavras confortaram meu coração angustiado .
S/N: Eu também te amo Niall , você não sabe o quanto.
Niall: Nós vamos vencer essa batalha juntos …

• ZAYN.

S/N: Eu descobri isso a poucas semanas …

Estava dando a notícia a Zayn de que. eu estava doente , estava com câncer.

Zayn: S/N, eu … eu não sei o que dizer … - disse impactado .
S/N: Não precisa dizer nada Zayn . Eu só quero que saiba que você não é obrigado a enfrentar isso comigo . Esse é um problema meu , não quero ser um estorvo pra você . - falei com um aperto no peito .
Zayn: Ei, meu amor , que absurdo está dizendo ?!
S/N: Não é absurdo Zayn, eu só não quero atrapalhar sua vida . A partir de agora as coisas vão ser muito difíceis , não posso deixar que sofra junto comigo .- digo com a voz um pouco trêmula , pois a vontade de chorar era tremenda .
No mesmo instante Zayn leva sua mão direita ao meu rosto e começa a acariciar minhas bochechas .
Zayn: Amor , essa é a maior besteira que já disse em toda sua vida … Eu não vou te deixar quando mais precisa de mim , aliás , eu não vou te deixar nunca .Lembra a promessa que fiz a você no dia do nosso casamento ?
S/N: “Na saúde e na doença , até que a morte nos separe” . - repeti a promessa que fizemos no dia mais feliz da minha vida . Zayn: Isso mesmo . Eu vou passar por isso com você até conquistarmos a vitória. Eu te amo muito e quero que saiba que eu vou estar com você e por você até o fim …