te amo harry

ricordi quando ti dissi che ti amavo,
quando ti dissi che ti amavo tanto, tantissimo, e che non ti avrei mai dimenticato
le nuvole in questo cielo sopra la mia testa, tu eri l'unico a poterle cacciare via, che fosse per un istante soltanto lo sapevo, l'ho sempre saputo,
eppure ogni volta quando mi capitava di intravederle tornare, avrei voluto che potessi farle sparire per sempre
il sollievo nei miei occhi stanchi quando ti dissi che non importava cosa sarebbe successo e con chi sarei stata in futuro,
perché ti amavo e ti amo
non so quando, non so perché, nè come, ma la mia mente stanca è giunta alla straziante e bellissima conclusione che lo farò sempre, e che c'è qualcosa che mi lega a te più profonda di qualsiasi sentimento che potrebbe essere reale
perché
semplicemente non lo è
ho sempre immaginato, pensato, fantasticato sull'amore e con l'amore
eppure
non l'ho mai vissuto, non l'ho vissuto se non con te
ho capito che per me, l'amore, sei tu
sei tu
ad avermelo insegnato, sei tu la più alta definizione, la migliore che io conosca, e forse, l'unica versione dell'amore che porterò con me per tutta la vita

Ti amo quando hai freddo e fuori ci sono 30 gradi. Amo la ruga che ti viene qui quando mi guardi come se fossi pazzo. Mi piace che dopo una giornata passata con te, sento ancora il tuo profumo sui miei golf, e sono felice che tu sia l’ultima persona con cui chiacchiero prima di addormentarmi la sera. E non è perché mi sento solo, e non è perché è la notte di Capodanno. Sono venuto stasera perché quando ti accorgi che vuoi passare il resto della vita con qualcuno, vuoi che il resto della vita cominci il più presto possibile
—  Harry ti presento Sally - Labellezzadellepiccolecose - (via labellezzadellepiccolecose.)

Pedido: Amor queria fazer um pedido c/o Hazz,q eles já foram casados por 2 anos,Mas terminaram de maneira amigável(não se divorciaram),aí rola um casamento no qual os dois foram convidados,aí eles se encontram na hora da festa,e ele fica babando pq ela mto mais linda do q antes,e eles cnvs e riem como se ainda fossem casados(falam do passado e tals)aí eles percebem q não deveriam ter se separado,só q o H já tá ficando c/outra,só q depois do casamento ele termina c/ela e vai atrás da S/N obrigafa amor ♥

           Sempre perguntei para mim mesma com séria um termino de um casamento, mas não de outra pessoa e sim meu. Como eu iria me sentir depois de tanto tempo juntos compartilhando as mesmas historias, os mesmos sentimentos? E agora depois de tanto tempo sei como é, sei como é duro olhar todos os dias para o lado da cama e vê que ele não está ali mais e não poder toca-lo ou ir com ele é a parte que mais dói, dói não ter ele ao meu lado.

           Sentei-me na cama e ri comigo mesma ao lembrar com Harry ficava estressado quando eu demorava horas e horas para me arrumar e ele ficava no andar de baixo esperando-me, mas quando ele me via seus olhos brilhavam, aqueles olhos verdes eram quase tomados pelo o preto da sua pupila dilatada.

           Sorri comigo mesma ao lembrar quando dançávamos a meia noite por todo o quarto enquanto ele cantava musicas clássicas. Olhei-me no espelho e passei as mãos no meu vestido azul claro e longo, meus cabelos soltos com leves ondas. Poderia ser um dia feliz, afinal casamentos sãos felizes, mas quando ele não está aqui do meu lado nada parece feliz, eu sinto a falta dele.

           Todos pareciam felizes naquela multidão de pessoas, mas eu simplesmente não conseguia sorrir e fingir que estava tudo bem. Sem o Harry ao meu lado nada poderia está bem. Lembro-me da noite em que finalmente decidimos que da um tempo no nosso casamento de dois anos seria a melhor solução para ambos. Depois de tanto tempo sem nós vermos, o trabalho sempre à frente de tudo, inclusive de nós dois, já não conseguíamos suportar essa relação, mas isso não quer dizer em por um só segundo que eu não o amo.

           Levei um copo de champagne a minha boca e sorri para Violet a minha amiga que se aproximou com uma cara nada boa.

- Esta tudo bem? – Coloquei minha mão sobre o seu ombro, e ela apenas assentiu com a cabeça fazendo um sinal positivo. – E porque você está com esta cara?

           Violet olhou para frente sem dizer uma só palavra. Acompanhei seu olhar e vi Harry, ele estava ali com o seu terno preto e com a gravata azul da mesma cor do meu vestido, seus cabelos estavam penteados para trás e ele andava sorrindo, mas não foi isso que me tirou o chão e sim o fato dele está com outra mulher ao seu lado, que não é sem sua irmã e nem sua mãe.

- Está tudo bem, ele tem todo o direito de seguir a sua vida. – Respirei fundo e senti como se o meu coração estivesse sendo quebrado em vários pedaços. – Mas ele poderia pelo menos esperar o nosso divorcio sair. – Pisquei várias vezes para minhas lagrimas não cair.

- Se você quiser ir embora eu levo você. – Violet sorriu sem graça.

- Eu já disse que está tudo bem. – Apoiei minha cabeça em seu ombro e sorri timidamente. – Nesse exato momento Harry virou em minha direção e sorriu sem mostrar os dentes para mim, e eu acenei para ele.

           Eu não queria que ele pensasse que eu sou uma louca que vê os exs como um inimigo, não posso ignorar uma pessoa que já me fez tão feliz.

           Eu não aguentava mais vê o Harry com aquela mulher, eu ainda o amo é demais para mim o vê passando a mão dela e dizendo coisas em seu ouvido, dói saber que eu não sou mais a mulher que ele ama. Sentei-me em um balanço, no jardim do local que estava se realizando a festa de casamento. Apoiei minha cabeça na corda do balanço e fiquei olhando para aquela noite incrível que se formava.

- É uma bela noite, não é mesmo?

           A voz rouca e lenta tomou minha mente e o meu corpo como uma droga que acaba de ser inalada. Fechei os meus olhos e senti vontade de correr, de bater nele e gritar vários palavrões, mas continuei calma e respirei fundo. Eu não queria fingir que não estava o ouvido, mas falar com ele depois de tanto tempo, mesmo com um termino calmo e nada conturbado é difícil o vê assim.

- Sim, é uma bela noite. – Continuei com os olhos fechados e deixei as palavras me guiarem, talvez esteja fazendo a coisa certa, ou talvez esteja sendo uma idiota.

- Você está linda. – Senti a voz de Harry ficando cada vez mais grave. – Mas tenho certeza que para isso você ficou horas e horas na frente do espelho se arrumando e trocando de vestidos… Etc. – Harry sorriu consigo mesmo.

           Sorri ao saber que ele estava certo sobre isso. – Harry Styles, você está insinuando que eu só sou bonita quando estou maquiada? – Levantei-me do balanço com o sorriso no rosto.

- Não, você é linda de todos os jeitos. – Harry fez uma pausa. – Quando você acorda, quando você toma banho ou quando você está com ataque de alergia e fica com a ponta do nariz toda vermelha, quando você esquece-se de tirar sua maquiagem para dormir e acorda com os olhos de panda. – Harry olhou nos meus olhos. – Você é linda de todas as formas, até quando você não quer.

           Meus olhos estavam focados no rosto do Harry, em seus lábios rosados e seus olhos verdes. – Eu sinto sua falta. – Foi à única palavra que conseguir dizer, antes de sair de perto dele e correr para o banheiro.

           Eu não queria ficar mais nenhum segundo naquele casamento, foi um erro termina o nosso casamento, mas está tudo acabado. Fui em direção ao estacionamento e comecei a procurar meu carro. – Espera, por favor. – Vire-me para trás e vi Harry olhando para mim, seus olhos estavam vermelhos.

           Fiquei parada olhando para Harry, ele caminhou em minha direção. – Foi um erro, não deveríamos nós separar e eu sinto muito por demorar tanto para descobrir o quanto te amava. – Harry olhava nos fundos dos meus olhos. – Eu te amo.

           Pulei no colo de Harry e o beijei com toda a vontade que senti durante todo esse tempo, eu o amava demais para deixar essa oportunidade escapar das minhas mãos. – Eu te amo. – Disse o abraçando.

4

Faz um dele inspirado nessas fotos

Anônimo disse:Oiii .Você poderia fazer um imagine com o Harry em que ela perde o bebê e se sente culpada e acha que Harry não a ama mais por isso . Mas ele cuida dela e diz o quanto a ama ??? Bem Drama sabe rsrs. Amo seus imagines !!❤️

Fiz algo bonitinho pra reação dele no final, beijinhos.


S/N P.O.V

Eu ainda me sentia mal, extremamente mal. Como contaria a Harry que perdi seu maior sonho, eu filho. Depois de meses tentando, como eu pude fazer isso, como? Por Deus, eu sou uma idiota e sei que não vai me amar mais depois disso, eu tenho certeza. Por que ele iria querer uma mulher que mal consegue manter um filho em seu útero? Eu sou uma verdadeira idiota. 

Ouvi Harry me chamar do andar de baixo, mas não respondi, eu só sabia chorar. Senti seus passos fortes batendo no piso branco que eu limpei na mesma manhã. 

- Amor, olha o que eu comprei para o nosso bebê. - Quando ele disse isso eu me ajoelhei no chão e chorei mais ainda. - Ei, amor, o que está havendo? - Harry me abraçou e logo perguntou. 

- Eu perdi nosso bebê. Me desculpa, por favor. - Eu já soluçava entre as palavras. - Eu sei que é seu maior sonho, mas eu não sei o que aconteceu. Me perdoa, por favor. 

- Calma, está tudo bem. 

- Você não tem aquele jantar hoje? - Perguntei. 

- Você vai comigo? - Harry disse após se levantar. 

- Não, mas você pode ir. - Disse e ele foi em direção ao banheiro. 

- Ok, te vejo a noite então. Até depois, S/N. 

Harry foi em direção ao banheiro e eu voltei a chorar desesperadamente. Recebi uma ligação de Gemma e contei para ela o que está havendo, a mesma ficou extremamente mal, assim como eu. Harry me deu um beijo rápido e saiu Por mais que ele não queira dizer nada, sei que está me culpando por ter perdido nosso bebê, mas a culpa é minha e eu entendo isso perfeitamente. Eu só não sei o porquê. 

NARRADOR P.O.V

Harry saiu de casa com o coração partido de deixar a esposa naquele estado, mas ele também estava a ponto de desabar, então se continuasse com ela não responderia por ele. 

Ao entrar na festa cruzou com a irmã mais velha Gemma, Gemma Styles. Que estava muito brava com ele por ter deixado a esposa sozinha naquele dia. 

- Harry, vem aqui! - Gemma ordenou e o irmão fez. 

- OI, o que foi?

- Como você deixou sua esposa naquele estado em casa, sozinha Harold, sozinha. Você tem ideia do que fez? 

- Calma Gemma, ela mesma disse que eu poderia vir. - Gemma deu um tapa no lado direito da face de Harry. 

- Volta pra sua casa, agora e cuida da sua esposa. - Gemma disse e Harry reivrou os olhos. - Não revira os olhos pra mim, ela deve estar lá. Chorando e se sentindo culpada e você aqui.

- Tá bom, eu vou pra casa senhorita sabe tudo. - Disse Harry. 

S/N ainda chorava desesperadamente pelo acontecimento anterior com seu bebê. Ao ouvir o motor do carro de seu marido estacionar S/N limpou as lágrimas do rosto e desceu para abrir a porta a Harry. 

- Ei, não fica assim. - O marido disse abraçando a esposa após abrir a porta. - Vem, vamos lá pra cima. Eu vou cuidar de você e nós vamos ficar bem. É comum isso que acontecer, conversei com aquela mulher dos doces que você gosta agora de pouco e ela me disse que é comum de acontecer. Logo nós vamos ter outro bebê, você vai ver meu amor. - Harry colocou a esposa delicadamente sobre a cama, ela ainda chorava. - Eu trouxe vários doces, eu não sabia seu prefiro então trouxe todos os sabores que ela tinha. - S/N riu. - Você sorriu! - Disse Harry animado. - Qual vai querer primeiro? - Harry disse derramando os doces sobre a cama. S/N apontou para o pão de mel de doce de leite. - Este aqui. Vamos lá. 

- Harry… - Chamou S/N e o moço a encarou. - Você me culpa por perder o nosso bebê. - O moço franziu o cenho.

- S/N, amor. É claro que não. É algo que pode acontecer com todos e logo menos você vai engravidar de novo, eu tenho certeza. Agora, eu quero que coma esses doces e nunca mais me fale uma barbaridade dessas. - S/N riu. - Eu te amo, você nunca deve duvidar disso, amor. 

- Eu também te amo. 

[…]

Harry passou a noite toda cuidando da esposa, como está fazendo deste dia em diante. Mas, para S/N ele faz isso por obrigação, ela ainda acredita que ele não a ama de verdade e o suficiente para se auto convencer daquilo. 

Já se passaram um mês e meio depois do acontecimento, S/N anda tendo enjoos constantes depois de um grande tempo. Por serem os mesmos sintomas da gravidez de seu último e primeiro bebê ela resolveu ir a farmácia e comprar um teste. - e assim fez. - Ao retornar a casa com o marido ausente resolveu fazer o teste. 

O relógio girava e os minutos não passavam, após o tempo de espera indicado no teste el viu os dois palitinhos presentes no teste que a fez sorrir de modo desesperador. Como haverá um jantar nessa noite S/N contaria a Harry e a todos a novidade. - S/N escolheu um vestido longo e simples para o jantar. 

Harry chegou afobado e atrasado como sempre. Foi direto ao banho sem menos nem conversar com a esposa, apenas um beijo rápido. Ao sair do banho ele usava uma camiseta branca por baixo coberta por uma estampada, um jeans preto e suas botas como de costume - que S/N particularmente odiava. - Ele saiu do banheiro arrumando o cabelo e ficou surpreso ao ver quão linda a esposa estava. 

- Vamos? - S/N perguntou e ele apenas assentiu, fazendo a moça rir. 

O caminho até a festa foi tranquilo, eles falavam sobre assuntos da casa e S/N reclamava que Harry mal a ajudava, mas ele sabia que tudo aquilo era a mais pura e verdadeira verdade. 

Eles entraram na festa, Harry foi beber com os amigos, mas moderadamente. S/N juntou-se com a sogra e cunhada ao lado exterior da casa e contou a novidade, eles teriam um bebê. Todos ficaram realmente surpresos com a rapidez do casal, porém felizes pelos mesmos.

Após o jantar, Anne tocou na taça de vinho com uma pequena colher metalizada dizendo que S/N teria um anúncio a fazer. Harry olhou surpresa, ela não havia o comunicado. S/N se dirigiu até o marido o entregando um papel de presente ao marido - com o teste de gravidez positivo e uma roupinha de recém nascido branca, por não saber o sexo ainda. - Harry com delicadeza abriu o pacote e se chocou com aquilo tendo então uma expressão que não sou capaz de descrever. 

- Eu sabia que nós iríamos conseguir. Eu te amo. Ou melhor, eu amo vocês. - Beijou a barriga da esposa e logo em seguida seus lábios em um selinho rápido.

- Eu amo você e sei que nosso bebê sente o mesmo. Obrigada por estar do meu lado, sempre.

One Shot Harry Styles

  • Pedido por - Lary (@1dpreferences-br) - s\n e Harry estão passando por uma super crise, porque ele não sente tanto desejo por ela depois de uma gravidez recente, e ela pede o divórcio por não estar mais feliz, ai entra para a academia e fica bem gostosa (ela fez isso por ela u.u) O final, se eles ficam juntos ou não fica a seu critério, vou adorar qualquer coisa que você escrever :3


O barulho da chave na fechadura da porta me fez suspirar e saber que Harry havia chegado resultou em um branco na minha mente, todas as palavras que eu havia ensaiado para esse momento fugiram para tão longe que eu nem me lembro a primeira palavra que eu pretendia dizer.

Permaneci sentada na poltrona de costas para a mesa apenas me atentando aos sons produzidos, novamente a chave na fechadura, as botas sendo deixadas de lado e por fim o interruptor que deu luz a todo o local.

— (Seu nome)… — a voz dele foi tão baixa que eu quase não consegui ouvir, só foi possível pelo silêncio absoluto da casa — É… Está sem sono? — Harry perguntou depois de limpar a garganta.

— Resolvi esperar você chegar para deixar você saber sobre uma decisão que eu tomei. — eu ainda não virei para olhá-lo, eu quero saber se ele virá se sentar comigo ou fugirá de mim como o capeta foge da cruz.

— Decisão? — ele pareceu ponderar sobre a informação recebida e pela ausência do som de seus passos, constatei que ele ainda estava no mesmo lugar.

— Você pode se sentar aqui… Eu não vou te morder. — eu já o mordi muito, mas foi quando ele parecia gostar. Passado alguns segundos em silêncio, Harry fez um som de concordância e se sentou no sofá a minha frente — Depois que o Avan nasceu eu tenho tido bastante tempo nas minhas noites… Ele sempre foi um bebê bonzinho e não dá trabalho na hora de dormir, o que me deixava sem pregar os olhos é você demorar para voltar para casa. — fiz uma pausa e ele não se atreveu a dizer nada — Eu tinha muitas perguntas e não podia apenas atirá-las sobre você então eu fui buscando respostas das que mais me atormentavam.

— Buscando respostas? — ele repetiu o que eu disse um pouco surpreso.

— Sim, eu falei com Niall. Ele sempre foi um bom amigo e durante um tempo eu pensei que ele estivesse arrancando o seu coro na gravadora, mas ele então me disse que você tem feito horas extras todos os dias por vontade própria. — meus olhos estão pregados em cada movimento de Harry, nesse minuto ele está encarando o chão sem me olhar de volta — Ele me perguntou se estávamos bem,  se estávamos com algum problema em cada e eu não soube o que responder porque eu também estou completamente por fora. Eu sei que tem um problema, mas não sei qual é, sabe?

— (Seu nome)… — eu ainda não tinha terminado então o interrompi.

— Costumávamos ser honestos um com o outro, éramos amigos e então você foi ficando cada vez mais distante que eu pensei que estivesse me traindo. Eu confio em você, mas a situação que estávamos colocou milhões de coisas na minha cabeça que eu apenas não conseguia lidar com elas.

— Eu não estou te traindo, nunca faria isso. — seus olhos encontram os meus rapidamente.

— Eu sei que não. Niall me garantiu isso e ele nunca me deu motivos para duvidar de sua palavra. — falei com sinceridade — Agora eu vou te perguntar e quero que seja sincero comigo em nome de todos os anos em que estivemos juntos… O que está acontecendo, Harry?

— Eu não sei… — ele suspirou e voltou novamente seus olhos para o chão — Eu sinceramente não sei, mas não me sinto como antes.

— Você não me ama mais. — falei com convicção e ele negou com a cabeça rapidamente e olhou em meus olhos.

— Eu amo, eu te amo, (seu nome). Você é minha melhor amiga e eu te amo muito.

— Como mulher, Harry, eu estou dizendo amar como mulher. — eu fiquei um pouco nervosa, mas respirei fundo me acalmando — Somos casados e temos um filho, é sobre essa relação que eu estou falando.

— Eu não sei, alguma coisa mudou e eu não sei mais de coisa alguma. — Harry passou os dedos entre os fios de seu cabelo.

— Desejo. Você não me deseja mais. — eu só quero que essa conversa acabe logo, mas para isso Harry precisa me ajudar a chegar em um ponto específico — Junto com o Avan veio alguns quilos… Você sempre gostou de mulheres magras e eu não faço mais o seu perfil.

— Claro que não, (seu nome)!

— Então me explica o que está acontecendo, Harry? Por que você está evitando voltar para casa? Por que você deixa um vão tão gelado entre nós dois na cama? Não é possível que só eu sinta que tudo está diferente. Não é possível que eu esteja chorando por nada enquanto te espero chegar toda noite. — mais uma vez o silêncio foi minha resposta — Eu não posso e não quero mais viver assim… Eu tenho os papéis do divórcio prontos a algum tempo e só precisava ter essa conversa com você. Eu queria que tivesse sido honesto comigo e me dito antes, iria me poupar bastante sofrimento.  

— Eu não queria te fazer sofrer…

— Você falhou miseravelmente. Eu sofri em dobro e fui castigada por meus pensamentos de todas as formas, mas vai ficar tudo bem, você só precisa assinar o seu nome em algumas folhas.

— Se isso te fará melhor, eu assino.

— Obrigada!

[…]

Um ano se passou até que eu me sentisse totalmente bem novamente, me divorciar de Harry me rendeu mais alguns quilos porque eu não estava sabendo lidar com tudo e descontava na comida. Cheguei a um ponto de não conseguir me olhar no espelho, me sentia feia e indesejável, mas isso era apenas coisa da minha cabeça, eu deixei que o que resultou a minha separação com Harry me afetasse no meu recomeço.

Eu fiz da academia a minha segunda casa, meu trabalho era meio período e de manhã enquanto Avan estava na creche, eu passava todo o tempo malhando para conseguir voltar para o meu antigo peso. Eu queria me sentir como eu novamente, como a muito não me sentia e fiz disso um objetivo que durou meses até finalmente ser concluído.

— Obrigada por ter vindo. — sorri ao abrir a porta para Harry o dando espaço para entrar — Avan está dormindo no quarto e você pode ficar a vontade.

— Não precisa agradecer, não é sacrifício nenhum e você sabe. — ele sorriu caminhando até o sofá onde se sentou.

— Eu vou sair em alguns minutos e deixei a mamadeira pronta, caso ele acorde é só esquentar um pouco o leite no microondas.

— Vamos ficar bem, não se preocupe. — me sentei no outro sofá para calçar meu sapato — Então… Quem é ele?

— Josh. O conheci na academia. — é um pouco estranho falar quem é o seu encontro para o seu ex marido.

— Se ele conseguir, será um homem de sorte. — fiquei em silêncio sem saber o que dizer e a campainha me salvou do silêncio constrangedor.

— Eu tenho que ir, qualquer coisa pode me ligar. — balancei o celular em minha mão em sua direção e caminhei até a porta — Até mais tarde.

[…]

Sair com Josh foi definitivamente uma boa escolha, ele me levou em um ótimo restaurante vegetariano e foi tão bom que eu não senti nenhum pouco de falta da carne. A conversa também foi ótima, ele soube me entreter e eu não fiquei nenhum segundo entediada, pelo contrário, ele me fez rir como a muito tempo eu não ria e marcamos de sair mais um vez qualquer dia. Tenho que confessar estar muito ansiosa para que isso aconteça.

Durante todo o tempo que passei fora de casa Harry me mandou apenas uma mensagem uma hora depois que sai dizendo que estava tudo bem, isso me deixou mais leve para estender o encontro por mais duas horas. Ao voltar para casa Harry estava com Avan dormindo em seu colo, tirei meu sapato na porta, caminhei sorridente e me atirei sobre o sofá.

— Você está com uma cara ótima, isso me diz que ele te ganhou para um segundo encontro. — Harry disse baixo por Avan estar dormindo e não pude deixar de responder.

— Sim. Foi demais, é uma pena ter passado tão rápido. — minha cabeça estava descansando sobre o encosto do sofá enquanto eu olhava o teto perdida em pensamento.

— O tempo passa rápido mesmo…

— E você? Está se relacionando com alguém? — perguntei apenas por perguntar e me sentei corretamente no sofá para olhá-lo.

— Apenas com o trabalho.

— Você tem que parar um pouco, se divertir, ir atrás de um novo amor… — sugeri enquanto pego Avan de seu colo.

— Não estou pronto para isso… E eu acho que nunca vou me desculpar o suficiente, então mais uma vez me desculpa pelo que te fiz passar quando estávamos juntos.

— Esquece isso, Harry, deixe o passado para trás. — sorri tentando passar um pouco de confiança.

— Não é tão fácil assim. — ouvi ele murmurar e achei melhor fingir que não.

— Bem, você já está liberado, não quero abusar da sua boa vontade. — rindo baixo me coloco de pé — Obrigada por ter ficado com o Avan.

— Imagina, não têm problema nenhum ficar com meu filho por um tempo. — ele sorriu sem mostrar os dentes — Eu já vou indo… Até qualquer dia. — ele beijou meu rosto antes de caminhar para fora de casa.

Me peguei pensando o quanto esse simples beijo no rosto faria diferença para mim há um ano atrás, mas que agora não passa de um gesto carinhoso de um amigo. Deixando de lado tudo o que passa em minha cabeça, apenas me permito sorrir por ter esperança em uma relação com o Josh, ele realmente me fez feliz hoje a noite.



Desculpe qualquer coisa, estou passando por um desanimo gigantesco para escrita 😕

- Tay