tati!!!!

Há dias estou com algumas palavras presas nas pontas dos dedos, na ponta da língua, bem aqui na minha cabeça rodando e rodando, me enlouquecendo. Eu queria que elas fossem as mais bonitas do mundo. Queria ter as palavras quase nunca usadas do Aurélio. Queria ter a ousadia de Shakespeare em arriscar falar de amor e me dar tão bem. Queria ser ácida como Tati Bernardi e realista como Martha Medeiros, eu queria ser como a Lispector, aquela forma que só ela tem de escrever coisas tão dela, queria saber escrever contos para crianças tão bem quanto o Lobato, uma pitada de doçura cairia bem em meu texto. Eu queria ousar a escrever como Chico Buarque e tentar enlouquecer com Nietzsche. Eu queria apenas ter alguma coisa que pudesse descrever o meu amor por você, queria ter as mais belas palavras, quem sabe até criar uma nova, eu só queria que pudesse ler o quanto eu te amo, queria que essas palavras percorressem seu corpo como um veneno que percorre sua veia diretamente para seu coração, mas que não faz ele parar, porque como dizia Mário Quintana: Nada melhor que morrer de amor e continuar vivendo.
—  Bianca Autran

faldin asked:

Top 5 movies that inspire you.

Oh boy this is a very very hard one! It took me some time to think about this.

Rushmore (Wes Andeson)

Ernest & Celestine  ( Stéphane Aubier, Vincent Patar and Benjamin Renner)

The 400 Blows (François Truffaut)

Paprika (Satoshi Kun)

Playtime (Jacques Tati)

Theres still a ton of movies that are on my to-watch list, so this list is  much larger than five and will always be expanding

E é assim que a gente vai vivendo, sabe? Errando pra aprender. Se decepcionando pra se proteger. Se machucando pra crescer. Chorando pra sorrir. A gente cai uma vez, pra aprender a se levantar em outra. No fim, tudo que for bom, verdadeiro, tudo o que realmente nos fizer bem, permanece.
—  Tati Bernardi