tando

Pensieri fugaci su Salvini e il suo viaggio a Napoli

Salvini è uno stronzo. Fin qui non c’è bisogno manco di argomentarlo troppo. Istiga all’odio, istiga alla violenza, ha un concetto d’Europa da anno 1000, è un opportunista di quelli peggiori, ignoranti, di quelli che diventano ricchi e potenti da un giorno all’altro grazie più alla defezione degli altri che per propri meriti e come tale, ha paura di perdere tutto e tornare nell’oblio di chi non ha mai contato un cazzo. E da qui la sua violenza contro tutto e tutti. Inneggi alla violenza, ottieni violenza, un’equazione tristemente vera ancora oggi.

Ovviamente non vale neanche la pena di mettersi a discutere seriamente sulle proposte leghiste e se sia o meno sensato chiudere le frontiere perché l’ho spiegato già tante altre volte. E non si tratta di opportunismo politico (gli immigrati fanno i lavori che non facciamo più, fanno figli, ci mantengono le pensioni ecc), ma per altri due motivi: 1) umanitario. Bisogna accoglierli perché è giusto così. Prendetelo come un Tu Devi kantiano. 2) una società chiusa è destinata ad estinguersi in maniera rapida e dolorosa. Io me lo risparmierei volentieri.

La frase di risposta “allora prenditeli tu a casa” è facilmente ribattibile con una scoreggia e il fatto che paghiamo le tasse per pagare persone esperte nell’accoglienza di rifugiati. Gente che ha bisogno di assistenza qualificata e non di tanto amore e il fatto che nessuno gli spari addosso. Non stiamo più nel 1945. L’accoglienza non è una tenda e un piatto di pasta, ma un’operazione complessa. 

Per quanto riguarda gli scontri a Napoli, invece, ci sono altre cose da dire e tutte discordanti tra di loro. Intanto chiariamo il concetto che i meridionali, in Italia, non sono gli afro-americani negli Stati Uniti o in generale una minoranza minacciata, vessata, maltrattata ecc. Godono degli stessi diritti/doveri/sfighe di ogni altro cittadino italiano. Quindi le rimostranze contro la Lega Nord e il Salvini antimeridionale, per me, rimangono ad un livello da polentoni contro terroni in stile film di quart’ordine con quegli attori di sempre di cui non ricordo manco bene i nomi.

Una roba che comunque coltivate manco troppo segretamente guardando tutti quei video (youtuber per lo più) in stile “La laurea al sud e al nord”, “Il Natale al sud e al nord”, “Il coinquilino del sud e del nord” ecc. I cliché son duri a morire!

Il discorso, invece, della Lega Nord come partito xenofobo è vero, ma io credo sia sempre un problema di causa effetto: la popolazione media italiana è xenofoba quindi esiste la Lega Nord. Per combattere la Lega Nord servono diritti civili e democrazia. Come sempre, ovunque, da sempre. Le bombe non risolvono la questione, non siamo gli afro-americani in Alabama nel 1960. Strillare “fasci merda” mi fa cascare i coglioni e mi fa poi capire che ce n’è ancora tando di lavoro da fare. 

Purtroppo, mi sento di comprendere anche la rabbia sfogata in piazza a Napoli perché la situazione attuale non è delle migliori e in Italia, negli ultimi 25 anni, abbiamo coltivato una ed una sola cosa: la frustrazione. In realtà non solo in Italia, ma insomma, ci siamo capiti. Non c’è una cosa che in Italia non generi frustrazione, poi grazie ad Internet s’è dato voce ad una pletora di stronzi inimmaginabili (dalla Lucarelli a Briatore, dall’hater e al complottista grillino ecc.), tutti personaggi con cui è impossibile confrontarsi e per il famoso processo della co-evoluzione, ha portato alla creazione di nuovi super-eroi tipo Mentana che blasta la gente o Gazebo, la nuova fronitera dell’intrattenimento informato o del giornalismo che prende per il culo. 

In conclusione, Salvini resta segretario della Lega Nord, Napoli è distrutta e il punto centrale della discussione viene sostituito dall’ennesimo inutile dibattito sulla violenza, un po’ come questo post.

Me deixa ir,me deixa.Quero me esquecer de quem eu já fui,quero me entregar a meu novo eu de uma vez por todas, e me perder nessa doce ilusão que estou criando.Me deixa, agora eu quero ir.Ir pra não voltar,seguir sem olhar pra trás, quero que quando eu atravesse a rua já tenha esquecido teu nome, me esquecido de quem você é na sua essência.Me deixa, e não vem atrás, não importa oque me digam estou decidida.Decidir ser feliz, e não quero que a sombra da minha antiga tristeza venha me atormentar.Me deixa, estou indo.Não tô levando nada,não quero que o passado se funda com o presente,por isso minha bagagem ta vazia.Mentira…Nem fiz nenhuma bagagem, não me dei ao trabalho de reviver memórias que me magoaram tanto.Me deixa ir, tô cansada disso tudo aqui,já tinha me cansado há muito tempo.Porém algo me prendia,mas agora nada me impede de ir,nem você e nem ninguém.
Então sai da frente me deixa passar.Porque eu estou partindo, mas o irônico disso tudo que eu anseio partir de um lugar que eu tando quis criar raiz.Me deixa, não fica na porta olhando minha partida pensando que no meio do caminho eu vou desistir e vou voltar correndo, dessa vez não.Desculpa mas dessa vez eu quero ir de verdade, e dessa vez nao haverá motivos para o meu regresso.Tchau!
—  Máila Monique.
⁑ TEXTO: ANIVERSÁRIO, AMIGA DE INFÂNCIA ⁑

Oi meu amor, chegou o dia mais esperado do ano, poxa caraca meu deus como assim (COLOQUE A IDADE DELA AQUI) já? Eu não entendo como os anos se passam tão rápido dessa forma, eu só fiz mesmo piscar o olho, e a cada dia que passa, você se torna uma mulher linda. E hoje completando (COLOQUE A IDADE DELA AQUI NOVAMENTE) eu me impressiono olhando pra trás, éramos tão pequeninas buscando nossas bonecas, e “panelinhas” para brincar no quintal de casa, era ótimo. Nosso sonho era “virar gente grande” e hoje olha só, só queremos ir de volta a nossa “velha infância”, e toda aquela inocência de pequenas. Eu não poderia viver infância melhor, porque a minha eu passei do teu lado, e pra mim, com certeza não tem coisa melhor que isso, não existe amor mais verdadeiro do que uma amizade como a nossa, e como toda relação amorosa, também temos nossos altos e baixos, mas apesar de todas as nossas brigas eu quero dizer à você que você é a melhor amiga de todas, que já tivemos vários desentendimentos e paramos de nos falar, mas também quero agradecer por nunca deixar a nossa amizade acabar, e é por isso que te amo tanto, sério (NOME DELA AQUI), eu tenho a melhor amiga do mundo. Eu sei que sempre, sempre que eu precisar, você vai estar aqui, e preciso que saiba que eu também estarei, perdão pelas vezes que precisou de mim e não tive capacidade de te ouvir e te deixar melhor, mas, olha, não vai se repetir nunca mais, ok? Estou aqui pra tudo que estiver precisando, pra ouvir seus desabafos, pra te dá conselhos, os melhores, porquê você é uma garota extremamente incrível e merece tudo de bom que a vida possa te oferecer… Merece o melhor garoto do mundo que te dê o real valor que tu merece, e eu vou estar sempre aqui torcendo pra a sua felicidade, seja lá qual for ela, eu vou te apoiar e ficar feliz por você, afinal, é pra isso que serve uma amiga, não é? Passamos por muita coisa sim, mas nada definitivo, graças a Deus. E eu sempre vou agradecer por você ter entrado na minha vida e ter se tornado quem é hoje pra mim. Obrigada amiga, de verdade. E fique sabendo que nenhuma nunca me fará tão bem quanto você faz. Eu só quero te desejar tudo de bom, que você continue crescendo tando mentalmente, como fisicamente, e que a cada dia que passe você se torne uma pessoa melhor do que já é. Eu te desejo tudo de bom, porque como eu já disse, você merece. E que venham muitos mais anos por aí, e que em todos eles eu esteja do seu lado, observando todo o seu desenvolvimento. Happy bday my sassy girl.

  • Adapte o texto do seu jeito. O texto é de nossa autoria então por favor, se gostar/pegar like ou reblog.
  • Obrigada pela preferência.
React: Vc querendo terminar por não se achar bonita

Suga/ Min Yoongi

SG: - Por favor amor, você não precisa da opinião dos outros. Se eles te chamam de feia, ignore, se você se acha feia, vou te levar no oculista, por que você é a coisa mais linda que já vi.

Originally posted by yoonseok

Jimin/ Park Jimin

JM: - Ah jagi, tá brincando comigo? Você é perfeita, ouviu? Per-fei-ta. É perfeita sim, e é perfeita pra mim.

Originally posted by sweaterpawsjimin

Jungkook/ Jeon Jungkook

- Eu… acho que deveriamos terminar por isso.
JK: - NUNCA, NUNCA MAIS REPITA ISSO NOVAMENTE, OKAY? VOCÊ É LINDA E EU TE AMO DO JEITO QUE É, NÃO IMPORTA O QUE OS OUTROS DIGAM!

Originally posted by theking-or-thekid

V/ Kim Taehyung

V: Ele ficaria sem palavras, absorveria tudo, mas não conseguia compreender esse seu pensamento tão errado. 

 -Não importa o que pense, eu te amo. Eu não vejo a minha vida sem você, então por favor… Ah, você é a melhor coisa que já me aconteceu.

Originally posted by mvssmedia

J-Hope/Jung Hoseok

JH: - Me senti horrível quando você finalmente me confessou isso, pois sinto a mesma coisa. Nós somos um pouco inseguros sobre nós mesmos, principalmente eu, que tenho que aguentar milhares de pessoas me chamando de feio *ri fraco* Mas, mesmo sendo tão inseguro, eu me sinto seguro com você, então por favor, não se sinta assim.


Originally posted by nnochu

Jin/ Kim Seokjin

JN: - Então você se acha feia? *ele ri* Posso te dizer uma coisa? Você é a garota nais linda que eu já vi na minha vida, tando por dentro quanto por fora. Você é uma princesa amor, a minha princesa.

Originally posted by bwiseoks

Rap Monster/ Kim Namjoon

RM: Ele não saberia o que fazer, ficaria surpreso, muito surpreso quando te visse chorando e propondo o término. Sem nenhuma palavra, ele te coloca em seus braços e beija o topo de sua testa.

- Nunca me deixe… Por favor.

Originally posted by daeguboy

Nos volvimos mas cercanos

Todo empezo cuando una miga que me presento a un chico el cual me parecia extraño no conocerlo ya que yo conozco a cada persona que estudia en mi colegio y ellos a mi ,a mi me parecio totalmente normal pero a medida que fue pasando el tiempo nos volvimos mas cercanos y mas cercanos pero nunca hablabamos por redes sociales por ninguna .Un dia teniamos una izada de bandera y el decidio hacerse con migo y en ese momento yo me sentia muy confundida si me gustaba o solo era un capricho depronto a mitad de la izada el tomo mi mano y las entrelazo con las suyas aaa y tambien me pido mi numero y apunto el suyo en mi celular ,retomando lo anterior mi corazon estuvo a mil ,al dia siguiente en la tarde hablando por wa yo subi uno de esos retos de las historias y tenia que escojer un corazon buno escogio uno y ese decia beso por 10 minutos y a lo que me dijo vale el lunes ,llego el lunes y me robo el beso nunca me habia sentido asi ,empezamos a salir nos dabamod besos enfrente de todo el mundo teniamos formas de pensar parecidas nos gustaba lo mismo era perfecto para mi apesar de que los profesores me decian que el era muy perro ,que tuvo problemas con las drogas ,no se atrevia a hablar de su pasado ni de sus problemas ,sentia que lo amaba pero me costaba mucho ya que para tener relaciones amorosas soy muy fria y a el eso le enojaba .un dia me voltio los ojos me dijo idiota y yo simplemente me rei pense que era un juego ,ese mismo dia 2 horas despues de hablar con mi mejor amigo el cual estaba internado por su leucemia murio y yo estaba demasiado mal ya que lo conocia desde hace 14 años y ademas no lo podra ver ya que el estaba viviendo en alemania ese dia senti que mi mundo se paro y le escribia a el chico con el que salia y no me respondio entraba al chat y me dejaba en azul me dio mucha rabia demasiada ademas el ese mismo dia me estaba con tando que aun amaba a su ex y que una profe le dijo que volviera con su ex desde ese momento empecé a tomar distancia y el se volvio mas amoroso pero yo lo intente varias veces y me canse me aburri el quiere algo serio conmigo pero el ya no me gusta no puedo sentir nada por el pero el me ruega me suplica me dedica muchas cosas pero nose yo quiero pero ya no doy mas .

#CuentameTusHistorias.

anonymous asked:

Acabei me apaixonando por um cara 7 anos mais velho q eu. Só que a gente se gosta tando q esquecemos q temos idades diferentes, ele me mima de mais, me da presente, me da tudo o que eu quero. E meio estranho tudo isso!?

A idade não significa nada. O que importa é o amor verdadeiro que ambos sentem um pelo outro.♡

6

Eu comecei a gosta muito de villanos e criei uma personagem que seria a flilha de Black Hat … O Dr. Flug criou ela com o DNA do Black Hat por tando ela tem todos os poderes dele, o nome dela é Loucura … a Demência meio que é a madrasta/amiga/inimiga da Loucura e talz … A Loucura é a melhor amiga do 505 e é apaixona pelo Dr. Flug

Loucura é uma garota meio demônio, e tímida que não sabe muito sobre o mundo e as coisas que esisten nele fazendo ela ser meio inocente. Ela é romantica e adora ver o Dr. Flug criando novas coisas , apesar do quão doce e fofa ela pareça, ela também tem um lado mal e perigoso que ela não sabe controlar

Bem Isso foi tudo que criei sobre ela ^^; espero que gostem

Eu cresci em um pequeno castelo no sul da França, ou teria sido ao norte dos Estados Unidos? Eu não lembro direito. Eu cresci em tantos lugares.  Eu ajudei a Cinderela a vestir seu sapatinho de cristal, ajudei um coelho apressado a encontrar uma garotinha chamada Alice. Eu fui um dos anões da Branca de Neve, e as vezes, fui a própria Branca de Neve. Eu fui a bela e as vezes, a fera, eu fiz os doces da cesta de uma garotinha com o chapeuzinho vermelho. Eu fui um lobo, um caçador, um espelho falante. Eu tive xícaras que conversavam comigo, e animais também. Eu fui Ariel lutando contra Úrsula no fundo do mar. Eu ajudei Mulan a encarar a neve no meio da guerra. Eu morei nos castelo da rainha má. Eu conheci uma menina chamada Dorothy  e expliquei seu caminho de volta para casa,  enquanto voava sobre o mundo de OZ com Peter Pan. Eu fui todas essas pessoas, e eu passei por todos eles lugares, até o dia em que virei Wendy e  decidi deixar  Neverland. Eu cresci, deixando este mundo e essas memorias presas em meu coração. Eu fui muitas pessoas, eu fui à muitos lugares e eu agradeço a cada um deles. Eu ainda sou Wendy, mesmo que já esteja muito velha para que Peter Pan apareça em minha janela. Eu ainda sou a Cinderela, mesmo que meus pés já não  sirvam no sapatinho de cristal. Eu sou Ariel, Bela adormecida, Mulan, Branca de Neve e as vezes, eu sou Malévola, Úrsula, Cruela, a Rainha de Copas, o capitão Gancho.  Eu sou todos eles, mesmo sendo apenas uma pessoa normal. Eu sou um livro enorme de histórias. Me chame de tola, mas eu agradeço todos os dias por ser uma adulta, que continua acreditando em mágica.
—  Eu sou um livro de histórias.
Viagem de férias deveria ser para algum lugar legal, Disney, Europa, não sei, menos para o sítio da tia. Quando meus pais me falou, eu pensei logo: ‘que saco! Lá não pega internet, tv, sinal de celular muito menos, vou para o fim do mundo mesmo. ’ O caminho todo foi uma chatice que só, sem tirar o calor que me fez chegar toda preguenta, louca por um banho. Quando cheguei tive que aturar todas as falas clichês da minha tia. 'Cade os namoradinho?’, 'Como você cresceu!’, 'Já virou mocinha?’. Sério, acho que ninguém deve passar por isso mas eu passei e ainda descobri que nem privacidade teria, que iria ter que dormir com minha prima, Carol. Minha ultima lembrança dela é que ela era uma pirralha chata, gordinha, que quebrou todas as minhas Barbies. Bom, depois de um belo e longo banho tomado, conseguir relaxar sobre a cama. Minha prima não tinha chegado ainda e meus pais e meus tios estavam no andar de baixo fazendo churrasco, aproveitando o tempo sozinha, fechei os olhos e decidir relaxar mais. Comecei apertando meus seios, mesmo pequenos conseguia segura-los inteiro com as mãos, os apertava com força, puxando para próximo da áurela, apertando mais ali até ficar duras de excitação. Deixei uma das mãos escorregar e passar bem devagar pelo clitóris. Meus dedos remexiam ali me fazendo me contorcer e soltar baixos gemidos. Logo quando ia enfiar um dedo, ouço passos na escadas que me fazem saltar e pegar minha toalha. Com as pernas bambas dou o maior sorriso 'não estava fazendo nada de errado’ e vejo uma beldade entrar no quarto. Nunca tive nada com garotas, só uma vez em uma festa do pijama que tive de dar um selinho em uma colega de classe mas depois disso ou antes, nada mais. Mas o fato de gostar de homens não me impede de dar uma olhada com outros olhos para as garotas, principalmente as mais bonitas que eu e se for muito bonitas, ocupam minha imaginação em pensamentos mais safados. Bom, voltando a minha primeira visão do paraíso, vou definir minha visão como a mais bela daquela viagem. A garota denominada minha prima não era nada parecida com a pirralha chata, gordinha da qual eu lembrava. Ela era mais alta, da minha altura, coxas grossas, seios grandes, bunda grande, pele bronzeada, barriga lisinha e cabelos longos, pretos e lisos. Era como eu disse, uma beldade na minha frente. Sem tirar o sorriso que parecia dizer 'olhe mais, eu gosto.’
- E ai priminha! Que saudade! - O cheiro de protetor solar nunca foi tão excitante.
- Ei Carol, nossa! Como você mudou! - Eu mal conseguia falar. Como tirar o olhar de pedreiro tarado da cara?
- É, o que o tempo e academia não faz né? - Ela tirava o biquíni na minha frente e eu apertava as pernas de tão excitada estava, meu íntimo latejava.
Os dias seguintes foram cheio de belas visões da minha prima nua, semi nua, de biquíni, de shortinho, na piscina, tomando Sol. As escondidas eu me masturbava e muito pensando em como eu lamberia aquele corpo bronzeado, aqueles seios durinhos, aquela bucetinha apertada. Na ultima noite, já estava louca de obsessão, propus a mim mesma um desafio. Tinha que tentar algo com minha priminha Carol ou não me chamo Baby! Quando fomos dormir, todos já tinham ido mais cedo, ficamos conversando umas besteiras até passar da meia noite já que não tínhamos que nos preocupar em dirigir. Já na cama, respirei, tomando coragem e falei em tom baixo:
- Carol?
- Oi Baby
- Já teve algo com mulher? Digo, alguma relação sexual, sei lá…
- Que pergunta é essa, Baby?
- Ah, nada não…
- Você já teve?
- Só um selinho uma vez.
- Ah mas teve algo mais?
- Não…
Ela ficou em silêncio por um longo tempo, já estava quase chorando com a decepção.
- Sabe, eu sempre quis ter… É uma curiosidade boba apenas mas sei lá, queria tira-la algum dia.
Era aquelas as palavras que eu queria ouvir da boquinha da Carol!
- Eu posso tirar essa curiosidade… - Já me levantava, indo na direção da cama dela. Como eu a desejava…
- Baby… - Ela também levantava.
- Shiu… Não vou contar a ninguém, Carol. Será nosso segredo… - Eu a abrecei, a fazendo se deitar na cama. Me deitei junto com ela, a tocando os cabelos, os seios, a cintura.
Ouvia os suspiros dela, sentia como o coração batia rápido. Logo a beijei, aquela boca tinha um gosto doce, um gosto bom da qual eu queria provar mais e mais. Desci minha mão livre, acariciando as coxas dela, apertando a bunda. Fiquei por cima dela, retirando tando a minha como a blusa dela. Me abaixei e a beijei do pescoço aos seios. Ao chegar naqueles montes maravilhosos, os apertei com força, a fazendo gritar baixinho. Eu sorria e não saberia quando ia parar de sorrir. Meus lábios beijavam cada um dos seios bem levemente até escolher um para sugar o mamilo que estava rijo. Comecei pelo direito, suguei com força, mordia levemente por vezes, a fazendo gritar e gemer. Passei para o esquerdo e repeti os atos mas tratei de dar atenção ao direito com a mão. Desci pela barriga torneada, distribuindo beijos por ali. Ao chegar próximo ao vulgo dela, já podia sentir o calor que emanava dali. Retirei a calcinha dela com cuidado e voltei beijando da ponta do pé até a virilha, me pondo entre suas pernas. Comecei pelo clitóris, sugando ali com força, sentindo o mel dela escorrer por minha boca. Me lambuzava com ele. Minha língua então começou a escorregar para baixo, adentrando na intimidade dela, arrancando gemidos altos. As mãos da Carol acariciavam e puxavam meus cabelos com força enquanto a fazia gemer. Usei os dedos juntos com a língua, fazendo ela gozar diversas vezes na minha boca.
- Agora é minha vez, Baby. - Ela dizia baixinho, arfando.
Me deitei na cama e Carol ficou por cima. Nos beijamos por alguns minutos até ela me beijar o pescoço, me fazendo arrepiar. Nos meus seios pequenos, ela pareceu aproveitar, brincava e dava atenção aos dois e assim ficou por um longo tempo, me fazendo gemer e gritar com as mordidas e puxões. Ela me provocou até onde podia, acariciando meu clitóris com a língua, descendo até o cuzinho, chupando ali com força. Adentrava ali com a língua e a intimidade com os dedos, depois trocava, arrancando gemidos altos de mim. Só parou quando eu gozei três vezes. Outra coisa que fez que me fez gozar rapidinho foi roçar aquele vulgo latejante no meu, que estava inchado de tanto prazer. Roçava com força, fazendo-me gemer e a fazendo gemer também. Sentir o mel dela preencher o meu clitóris e vice versa. Por fim fizemos uma gozar na boca da outra com um 69 delicioso. Como era bom lamber aquele cuzinho apertado da Carol. Exaustas, dormimos juntas, nuas e abraçadas. Por sorte acordamos antes dos meu tios nos acordarem e assim pudemos nos arrumar. Entre a arrumação, trocas de beijos e abraços quente. Na hora de despedi, a Carol anotou o número do celular dela em um papel e me beijou escondido até minha tia chama-la. Com as pernas bambas por causa do beijo, guardei o papel com o número da Carol no bolso e fui para o carro, pronta pra chegar em casa e me masturbar com as lembranças daquela maravilhosa noite com minha priminha Carol.
—  Sonhos eróticos da Baby
8tracks.com
i'll be ready | harry james potter
"all of the time you thought you got close, how hard it is to love those old ghosts, you get the least but you give up the most ... "

the funeral band of horses | goner twenty one pilots | clip your own wings tiny moving parts & old gray | letters from the sky civil twilight | you’re all alone john swihart | soldier on the temper trap | welcome to the black parade (insturmental) my chemical romance | if i’m to die keaton henson | i lived (piano) rob tando | the first days of spring noah and the whale | after the storm mumford & sons | nearly morning luke sital-singh & gabrielle aplin


Foram tantas dificuldades, brigas, desafios, barreiras que passamos juntos e hoje continuamos aqui, um para o outro.
A cada dia que passa amo mais você, e tenho a certeza que é do seu lado que quero ficar, viver e quem sabe um dia construirmos algo que fique marcado para sempre em nossa vida.
Quero agradecer os momentos que passamos, as história que construímos,  e a vida que tenho ao seu lado é uma vida muito melhor do que a vida que eu tinha antes.
Muito obrigado por aparecer na minha vida e fazer eu sorrir novamente, obrigado por me fazer uma pessoa melhor, por me entender, me escutar, e brigar comigo quando eu preciso para não fazer a coisa errada.
Quero  dizer só que te amo, mas  isso ainda é pouco, porque quero mostrar pra você que  isso tudo é verdade e a cada dia que passa isso aumenta muito mais.
Você é tudo pra mim, e se eu to com esse sorriso hoje, é  porque você me deu a oportunidade de sorrir novamente.
Te amo e nada nesse mundo vai fazer eu mudar a minha opinião.

Eu preciso tanto, tando do teu sorriso. Preciso dos teus lábios colados nos meus. Preciso do teu cheiro na minha roupa. Da tua voz sussurrada ao pé do meu ouvido. Das tuas mãos me apertando forte. Preciso de você. De nós. Hoje, amanhã, depois, até onde der.
—  Alana Balbino.