tamboring

4

‘Girl, Interrupted’, James Mangold (1999)

Crazy isn’t being broken, or swallowing a dark secret. It’s you, or me, amplified. If you ever told a lie, and enjoyed it. If you ever wished you could be a child, forever.

youtube

THE BOYEGA IS MINE 💕

As brilliant as Jeffrey Tambor is, as brilliant as Jared Leto is, and all these actors who play trans women, when people who don’t know anything about trans folks and trans women see the very sexy Jared Leto and his beard accepting an Oscar for playing a trans woman, the message that it sends is that trans women are really men. So when men find themselves attracted to trans women they have anxiety about that because of their own internalized homophobia and transphobia, and they’ve gotten this message that trans women are really men, and then this leads to violence.
Ah, o jeito dele… O jeito quando ele tenta me pegar no colo e o máximo que consegue é me deixar com raiva. O jeito como ele começa a cantar umas músicas desconhecidas, porém muito bonitas. O jeito como ele olha nos meus olhos. O jeito como ele entrelaça seus dedos nos meus. O jeito como ele puxa minha cintura para não sobrar espaço nenhum entre nossos corpos. O jeito como do nada ele me lambe só para implicar comigo. O jeito como ele ri, jogando a cabeça para trás. O jeito como ele fica fazendo carinho no meu cabelo. O jeito como ele fica batucando a minha perna ou minha barriga como se tivesse tocando uma bateria ou um tambor. O jeito dele de falar, com aquele sotaque. O jeito como ele finge que vai beijar minha boca e beija minha bochecha, só para me provocar. O jeito como as bochechas dele estão sempre vermelhas. O jeito como ele no meio do beijo para, olha pra mim e sorri. O jeito como ele faz brincadeiras bobas só para me ver sorrir. Ah, definitivamente eu amo o jeito dele, que me deixa assim, tão sem jeito…
—  Eu te amo, M.