talves

Talvez um dia você acorde cedo e sinta saudades de mim. Procure e não encontre nada que te faça feliz. E você abra a janela, saia na rua e grite meu nome. E mesmo assim eu não estarei aí. Talvez um dia as nuvens do céu desenhem meu rosto. A lembrança te fará chorar e as lágrimas te impedirão de me ver. E mais uma vez eu não estarei aí. Talvez um dia passeando na praia, você encontre meu nome escrito na areia, e aí, mesmo que você não queira, as águas do mar me levarão para longe. E mais uma vez eu não estarei aí. Talvez um dia você perceba que eu existo, mas o tempo passou tão depressa e me levou com ele, e só você não foi capaz de seguí-lo. E mais uma vez não estarei aí. Talvez um dia você perceba que eu sempre estive ao seu lado, mais esperei tanto e resolvi partir.

       - Aline dos Santos.

(…) E talvez eu tenha que deixar você. Talvez eu tenha que esperar você se tocar que sou a pessoa certa pra você.  Talvez eu precise deixar você pensar em certas coisas. Talvez eu precise mudar as minha atitudes a respeito a você. Na boa, são tantos talvez que já nem sei que palavra usar. Ta difícil hoje confesso, tá muito difícil. Mais mesmo assim eu quero você perto de mim.” Aline dos Santos.