sonho com isso

Eu ainda sonho com isso sabe, em ter alguém para chamar de meu. Para entregar toda a minha intensidade, sem medo de me destruir. Eu ainda acho que eu mereço ser feliz. Pelo menos um pouquinho, será que dá? 
Eu fico imaginando quando será o famoso momento em que a pessoa certa vai chegar ou se já deixei até ela passar, por causa da minha lerdeza. Sabe, pessoa certa, eu sou tímida ao extremo, então por favor quando chegar, apenas segure a minha mão, dê um beijo de leve em minha testa ou mande uma mensagem de “se cuida”. Porque eu te juro que aos pouquinhos eu me solto, juro que aos pouquinhos eu vou percebendo que você finalmente chegou. 
Oh, eu tenho o famoso hábito de olhar as estrelas, a lua, o céu (até em dias nublados, ele é lindo), e você está mais do que convidado para se juntar á mim, é eu abro essa exceção. Te faço café, regado de música calma e muito carinho.
Eu guardo muitos momentos bons e expectativas para você, pessoa certa, espero que entenda. Porque sabe, eu ainda acredito com toda as minhas forças no amor. Ainda acredito que ele é bonito, forte e capaz de preencher cada dúvidazinha que eu ainda tenho sobre as coisas bonitas dessa vida. Então sem pressa ok? Eu vou te esperar o tempo que for.
—  É para você, alguém.
Status: De fã para ídolo. ♥

Ser fã é: Chorar, gritar, pular, se emocionar, acompanhar, votar, vibrar, temer, rezar, amar. E o mais importante, ser fiel ao seu ídolo.💘 💘 💘  

Eu sempre acho a minha felicidade em você. 💝

Você jamais será um cantor qualquer, tampouco uma modinha como todo mundo diz, pra mim você é eterno.👌👌

Todos me dizem para ter paciência, mas ninguém sabe o quanto dói esperar pelo seu abraço. 😞 😞

É amor demais da conta o que sinto por você. 😍 😍

Basta ouvir sua voz e meu dia muda. 💟 💟

Eu sei como é a dor de querer abraçar você e não poder.😵 😵

Não há limites para seu sonho, aprendi isso com você.☝💟

Serei pra sempre sua fã, e você pra sempre minha estrela. 🌟✨

Sua voz é a única coisa capaz de me alegrar até nos meus piores dias.🎧😄

Amor de fã é amor eterno.🌸🌺

O seu sorriso me motiva a continuar por mais difícil que seja.😃 🎀

As vezes sinto uma vontade de te abraçar e falar o quanto eu te amo.😞💟    

E só em falar o teu nome, já sinto o meu coração acelerar, minhas mãos suarem e os meus olhos se encherem de lágrimas.😍😍

Eu peço a Deus que te dê uma longa vida para que eu possa te amar por bastante tempo.🌹💟

Dói saber que alguém pode te abraçar, enquanto eu não posso nem ao menos te ver. 😵😵

As vezes sinto inveja de tudo e todos que podem estar com você, quando eu não posso. 😔😔

Não importam mais as críticas que as pessoas insistem em fazer em relação à esse incondicional amor que sinto por você. 👊👊

Dê Like/reblogue se usar/pegar

Já falei que o seu sorriso é o que eu mais amo? É o mais o lindo, o mais iluminado, o único que eu queria ver todos os dias. Queria acordar com aquela cara de sono terrível e olhar para o lado e ver que você ta bem ali, e que se eu te acordar, bem rapidinho, você vai dar uma mexidinha, sorrir e dormir de novo - mas pelo menos vai sorrir né? Aí depois de um tempo você vai acordar, aí vai sorrir de verdade e falar “bom dia, paixão”. Eu sonho com isso todos os dias em que tô de bom humor, e espero que algum dia isso passe de apenas um sonho.
—  Isabelle Mamede, prefaci0deamor.
Eu sinto tanto a sua falta, mas você nunca vai saber disso. Não por mim. Nunca vai saber o quanto eu já chorei todas as noites, nunca vai saber como meu coração pula e como as borboletas do meu estômago acordam todas as vezes que te vejo, é como se seu sorriso fosse um combustível para que elas acordem novamente, nunca vai saber como me sinto vendo que nossas vidas seguiram rumos completamente diferentes, não vai saber o quanto ainda penso na gente em todos os momentos. Porque até quando durmo sonho com você, e isso é horrível. É indescritível a sensação de saber que não estou mais em seus planos, que nossas vidas seguiram outros caminhos e que infelizmente eu estou sofrendo mais do que você. Você nunca vai saber que a saudade é tanta que as vezes sinto até raiva de mim por te amar tanto e me preocupar tanto quando ninguém mais se importa, inclusive você. Eu te amo e te odeio o tempo todo, mas te odeio só por meio segundo, e volto te amando ainda mais… Caramba ! Como pode? Como pode alguém amar tanto outra pessoa cujo não tem mais nada entre vocês ? Como ainda posso te amar sabendo que terminamos antes mesmo de começar ? Como te amo sabendo que se não estamos juntos é por algum motivo ? Como posso te amar sabendo que sua vida está seguindo sem mim ? Acho que é por isso que dizem que o amor é cego. Mas duvido muito dessa frase. Nós enxergamos tudo, o problema é que nós nos fingimos de cego.
Por mim você nunca saberá a falta que me faz, nunca saberá o quanto ainda oro para que demos certo, e nunca saberá que eu quero te dizer que te amo todas as vezes que falo que te odeio para alguém. Não quero que saiba que sou um fracasso quando o assunto é esquecer alguém, que não sou feito todo de orgulho quanto pareço. Nunca saberá que ainda te amo, na falta que me faz, e no quanto ainda penso na gente, não saberá de nada disso. Não por mim.
—  O amor é bom, mas costuma machucar.

Fã da Semana 16/06/2017

Parabéns Raquel , dona do tumblr (notasdabarra)! Você colaborou com os outros concursos e desse modo ajudou o Cartel, sendo assim a ganhadora do Fã da Semana. Agradecemos seu interesse em participar do projeto e essa é a forma de demonstrar nossa gratidão.

Nome, idade e onde mora.

Meu nome é Raquel Barra, tenho 21 anos e moro em Fortaleza.

O que você acha de si?

Me considero uma pessoa sonhadora. Gosto muito de misturar sonhos com realidade, isso dá mais cores a vida. Sou uma pessoa amistosa, possuo pessoas que gosto muito ao meu redor, amo minha família e meus amigos. Sou um paradoxo interessante, apesar de ser extrovertida e comunicativa, também tenho meus momentos caladas e sou bastante tímida. Não sou perfeita, mas amo aquEle que é.

Qual citação te define?

Quando penso que estou forte, fraco eu estou. Mas, quando reconheço que sem Ti, eu nada sou. Alcanço os lugares impossíveis, me torno um vencedor.

(Sou humano - Bruna Karla)

O que te inspira?

Como falei misturo sonhos com a realidade. O meio em que vivo me inspira. Desde uma atitude simples à mídias que assisto.

O que a literatura significa para você?

A literatura é um mundo. Ela nos dá a liberdade de podermos enxergar além do que podíamos imaginar. Assim, como também nos permite compartilhar um pouco de nosso mundo com os demais. Ao escrevermos, nos tranquilizamos. É incrível o poder da escrita.

Quais são suas áreas de interesse?

Religião, Astronomia, Informática, Educação, Ficção e Literatura.

Você se enxerga em algum personagem fictício ou personalidade histórica?

O rei Davi. Davi foi um homem segundo o coração de Deus. Mas, assim como nós, também foi um homem falho. Mas, era extremamente alegre, amava cantar, amava dançar, amava ao Senhor e tudo o que fazia se entregava de coração.

Quais os filmes e livros que te inspiram?

Poxa, são diversos. Posso falar os tipos, é mais fácil. O que abrange romance, ação, espiritualidade, comédia, astronomia, informática e história, me inspira.

As pessoas ao seu redor sabem que você escreve ou você mantém seu lado poético em segredo?

Por enquanto, poucas pessoas sabem.

Há quanto tempo você acompanha o Cartel? O que mais gosta nele?

Criei o tumblr faz +/- um mês. Conheci o Cartel da Poesia por essa época. O que mais gosto é o fato de impulsionar que as pessoas escrevam e a valorizar sua escrita compartilhando suas obras.

seja lá onde for, é desesperador se sentir perdido, sentir-se como se o mundo não fosse arquitetado para nos receber. é irreal essa sensação de peso nas costas, mesmo quando estamos com o corpo livre. a mente é uma armadilha. o cotidiano é uma armadilha. as pessoas são armadilhas. e somos presas fáceis, somos presos facilmente. com uma jogada de palavras e poucas atitudes, somos convencidos de ficar, seja lá onde for. e nisso somos alocados em posições que não nos são favoráveis, mas nos sentimos inutilmente aliviados de estar, seja-lá-onde-for. porque nada é pior do que não ser, não existir, não estar. é por isso que aceitamos cada migalha como se estivéssemos de boca cheia. como se o pouco fosse o suficiente para nos satisfazer. mas, olha, não é! então cansei de engolir pão seco como se fosse caviar. quero mais. porque não adianta tirar nossas algemas se nos mantêm em selas escuras e fedidas. eu quero mais. seja lá o que for. eu quero é ser livre. viver a liberdade. sentir a liberdade. a-b-u-s-a-r da liberdade. eu quero a liberdade só pra mim! toda ela.
e sonho com isso.
mas não é isso que nos dão.
a sociedade é cruel e manipuladora.
mandam-nos ser livres, mas arrancam nossas asas.
—  Jadson Lemos.

Dexter,

Acordei sentindo a ilusão da sua mão nas minhas costas e a certeza de que eu nunca encontraria a felicidade exultante de quem possui tudo o que sempre quis na vida. E, enquanto seus dedos traçavam um caminho vermelho pela minha pele cicatrizada, uma lágrima caiu no travesseiro. Isso é estranho. É estranho, não acha? Tinha tanta certeza de que te ter em meus braços seria a minha maneira de erguer uma bandeira branca ao universo. E se eu estive errada esse tempo todo? Encontrar seu sonho caminhando pelo meu não traz conforto, mas agonia. Ver teu rosto despreocupado e afiado sorrindo para mim é tortura. Eu sinto teus lábios na minha clavícula, mas o espelho me apresenta a mancha do fogo. Não sei o que está acontecendo, Dexter. Acho que sonhar é tão doloroso quanto viver.

Você consegue me ouvir, Dex? Estou tentando falar com você. Estou sempre tentando falar com você. Mas acho que, onde quer que esteja, não é um lugar no qual você consegue me escutar. Fico imaginando meus gritos saindo pelos meus lábios, encontrando o ar e batendo de frente com uma muralha invisível que os impede de alcançar seu destino. Fico imaginando quantas vezes você escutou um eco da minha voz e se desfez dessa fantasia como se fosse um mosquito voando perto de seu ouvido. Fico imaginando até que ponto minha garganta pode arder e ainda ser capaz de produzir som. Não sei, Dexter. Não sei.

O que acontece se eu alcançar o final dessa estrada e descobrir que existe apenas mais caminho parapercorrer? O que acontece se tudo que há nessa vida é andar e andar sem nunca encontrar um destino permanente? Eu quero colocar meus pés em um lugar que eu possa chamar de casa, Dexter. Quero acordar com um sol que me deseja um bom dia em uma cidade que me pertença. Mas como eu posso desejar qualquer uma dessas coisas, D? Como eu posso querer algo tão complicado quando nem mesmo consigo chegar até você?

Há também outro medo. Tenho esse pesadelo em que a estrada me leva até um lugar bonito e encantado. São árvores e flores e pássaros e luz para todos os lados. Tantas pessoas – todas felizes, todas empolgadas por terem passado pelos mesmos desafios e chegado ao mesmo destino. Todas loucas para compartilharem o paraíso umas com as outras. É o lugar com o qual sempre sonhei, Dex. É o lugar que sempre quis chamar de lar.

E você não está lá.

De que adianta todas essas coisas bonitas se eu for dormir sentindo sua respiração na minha nuca? De que adianta sentir no aroma de uma flor o cheiro do seu perfume? De que adianta querer todas essas coisas celestiais se, no final, eu trocaria tudo pela ardência dos teus dentes provocando a pele do meu pescoço? E eu quero tanto, tanto, Dexter. Eu quero todas essas coisas e muito mais. Eu sonho com tudo isso. Eu sonho com coisas que apenas deuses puderam tocar.

Mas eu não sou uma deusa. Sou apenas humana.

E você, Dexter. Você não é humano. Não acho que pertença a essa planeta. Não acho que pertença a lugar algum – o que, de certa forma, faz com que você seja tão parte do universo quanto todas as coisas elementares. Não consigo tocar em você. Não importa o quanto eu estenda a mão ou quantas vezes sinta vontade de percorrer meus dedos pela maciez de seus cabelos castanhos fogo. Eu não posso. Você é meu pior pesadelo, Dex. Você é aquilo que nasceu para jamais ser alcançado.

Será que os deuses estão rindo de mim, Dexter?

Não ligo. Apenas espero que você não esteja. Não sei mais o que estou falando. Não sei de mais nada. Você está bem, Dex? Você está me ouvindo?

Com amor,
Eu.

—  Ana F.

Pois a pior coisa foi ter visto aquela cena, nunca imaginaria que você beijaria ela na minha frente, só eu sei como doeu, só eu sei a vontade e a dificuldade que me dava para segurar as lagrimas insistindo em cair, respira, eu tinha que me conter pois seria inexplicável minhas lagrimas caindo na sua frente, O que eu poderia dizer? Que estou surtando pois meu melhor amigo esta beijando outra na minha frente? Não, seria extremamente patético, eu queria estar no lugar dela, sou eu que sonho todas as noites com isso, mais a única coisa que tenho que fazer é me calar, me calar e seguir em frente com um sorriso no rosto e dizer que eu estou otima, não quero poder destruir uma amizade grande por algo que não daria certo,ou ao menos poderia dar certo se você soubesse dos meus sentimentos que eu sinto por você. Mas eu nunca dou sorte com amor, as promessas que me dizem “pra sempre” sempre duram muito pouco, estou a preferir o meu “melhores amigos para sempre” esse sim dura um tempo bom.

Amar é a maior complicação que existe, tantas pessoas que existem no mundo e olha só por quem eu fui me apaixonar, pelo meu melhor amigo, aquele que sabe todos os meus segredos, e minhas coisas, aquele que sempre percebe minhas tristezas, minhas angustia sem eu ao menos dizer uma palavra, ele me faz bem, e não quero perde-lo. Não mesmo.

Pois só quem tem medo de perder sabe realmente o valor daquilo que se tem medo de perder.

eu visto meu jeans rasgado e parto em busca de mim, pelas ruas me sirvo e disfarço os medos e anseios, eu tenho um discurso que esfola a conduta da mocinha perfeitinha de fala mansa, eu grito minhas incertezas pintando um colorido nas calçadas e passo por você, te abraço, a gente dança e sente o desejo nos espreitando, subindo pela coluna cervical, eu não quero saber nem te convencer de nada, é um traço firme, são palavras deixadas ao pé do ouvido, repetidas pelos olhos, a gente morre um pro outro e se esquece que o mundo lá fora está desesperado, eu visto meu jeans pra te ver tirando tudo, eu sonho com isso quando eu visto meu jeans rasgado, esse ritmo noturno, a rua nua e seca, o asfalto coberto pela noite, as estrelas caídas no chão, eu me esqueço por alguns segundos num gozo suicida, meu coração é um cardiograma desenfreado, é maldito e bonito, são belas as ilusões, essa doce liberdade que se acaba ao amanhecer, eu acordo e vejo meu jeans jogado no chão, é como se eu não estivesse mais ali.

Elisa Bartlett

Eu não queria futuro, não mesmo. Eu queria zoar, sair, pegar geral e depois voltar pra minha casa e dormir sozinho. Mas daí eu olho pra você, e vejo que tudo oque eu pensava era tão absurdo. Eu sonho em morar com você, ter uma família, não só aqueles sonhos que perguntam “qual seu maior sonho?” realmente quando eu durmo eu sonho com isso. E eu acho incrível!
—  Ainda sobre nós, 2015
Não sei explicar porque, como,
quando ou onde, mas de alguma forma você se tornou importante para mim. Já faz parte do meu dia a dia pensar em nós, já faz parte de mim lembrar de você e querer cuidar para que isso dure. “Isso” que eu digo não seria o “nós” que nunca chegou à realmente existir ou qualquer tipo de nomenclatura que maioria das pessoas insiste em usar pra definir o que sentimos um pelo outro. A gente se gosta, ponto. Talvez não na mesma proporção ou da mesma forma, talvez não exista um futuro cheio de planos que não sabemos se irão ou não se concretizar, mas estamos aqui. Pensar na tua ausência me dói, vê-lo triste e não poder fazer algo ou dizer alguma palavra de conforto me dói, muitas coisas doem, mas ao mesmo tempo uma sensação boa toma conta de mim cada vez que ouço a tua voz. Toda vez que penso no teu toque ou sonho com você. É isso, nós somos isso, algo sem definição pro mundo, mas com uma definição muito óbvia pra gente. Amor, paixão, coisa do destino, não importa. Nós somos nós.
—  Tatiane Nunes.
Meu caro futuro esposo.
Não sei onde você está, não sei quem você é, não sei como se chama, não sei qual a cor dos seus olhos, nem sei qual o tom da sua voz. Mas eu sonho com tudo isso todos os dias.
Sonho com o dia em que nos encontraremos e uniremos nossos propósitos, sonho com o primeiro beijo dado no altar depois do “sim”. Sonho em te dar aquilo que é seu desde o dia em que o Senhor sonhou conosco.
Sonho em dizer que eu te amo, sonho em acordar do seu lado todos os dias. Sonho em fazer a vontade do Senhor ao seu lado, e salvar essa geração que foi posta em nossas mãos. Sonho com esse amor perfeitamente planejado por Deus. E por isso guardo meus beijos e abraços, meus amores e paixões, meus sentimentos mais belos a você, aquele que foi escolhido segundo o coração de Deus para mim!
—  Corte, uma escolha radical!
  • - mãe, cadê aquele negócio que tava aqui?
  • - coloquei no lixo
  • - você jogou fora?
  • - joguei
  • - o amor que eu te dei
  • - o que
  • - o sonho que sonhei
  • - para com isso
  • - isso não se faz, que pena
  • - *criei um retardado*
Capitulo 54

Ele assistia com Max no colo, meu filho estava tão feliz de rever o pai, que me cortava o coração esse tal pai ser um crápula como o Greg. A inocência de Max em amá-lo tanto, chorar com sua falta, estávamos indo bem sem ele, Greg  ligava menos e Max estava  aprendendo a viver com sua falta, sabia que não era saudável a ele, mas quando se tratava de Greg eu tinha meus receios. E faria tudo para que meu filho crescesse o mais longe possível até ele entender a realidade dos fatos.

Aquela conversa tinha que ser dita e seria agora.

- Greg preciso falar com você. – disse a ele.

- Diz – ele ainda assistia não me dando atenção.

- Por favor, é serio. Vanessa pega o Max,  e leva pro quarto. – pedi a ela.

Ela o pegou do sofá, Greg estava assustado com as minhas palavras e sentiu o clima tenso.

- Tem certeza que não quer que eu fique com você? – Vanessa sussurrou em meu ouvido.

- Tenho qualquer coisa te chamo. - sussurrei de volta.

Ela seguiu para o quarto olhando para trás focando em Greg, ela estava possessa de raiva e eu também, eu mantive a calma e iria tentar conversar numa boa.

- O que você quer minha mulherzinha linda. – ele disse se levantando e me abraçando.

Eu o empurrei irritada, me livrando do abraço.

- Qual é? Me solta, sai pra lá Greg. – disse o empurrando.

- Ta bom beleza, o que você quer então. – ele se afastou.

- Você deve ter algum problema mental se acha que um dia eu ficaria com você de novo. Se enxerga, será que não lembra o que fez comigo? – disse irritada.

- Ta bom Clara, eu já pedi perdão. Mas quando eu olho você e imagino você com outra pessoa eu me transformo, passei esses meses tentando recuperar tudo que tinha perdido, tentando mudar a minha vida e recupera-la de volta. E tudo que vinha a minha mente era você e Max. Eu nunca quis deixa-los, mas era preciso eu tinha que ir pra Vegas e dar continuidade no negocio. E você estava muito magoada comigo, eu espero que tenha passado e possamos ser uma família novamente. Eu sonho com isso!  - ele terminou o seu discurso e eu apenas ria de suas palavras.

- Se situa Greg, olha pro passado o que fez comigo não foi tão simples. Você quase me matou me agrediu, me machucou. Tenho marcas físicas e mentais daquele dia, nada que faça muda o que sinto por você. E se eu tenho uma boa vida agora, se eu estou feliz e superei o passado foi porque me apaixonei, ela me ajudou a seguir, me ajudou a superar o passado, superar você e o que fez naquela noite. – falei.

- É essa Vanessa não é? Ela é uma vagabunda, desgraçada. Ela não te merece, olha pra mim meu amor eu te amo, volta pra mim. – ele dizia com um olhar psicopático me agarrando os braços e me fazendo o olhar nos olhos.

- Me solta agora, eu já disse que não vou voltar com você. Aceita que não tem nenhuma possibilidade de volta, e não abre essa boca imunda pra falar da Vanessa, ela é uma pessoa maravilhosa e não merece suas ofensas. –

Ele me soltou e bufou de raiva, andando de um lado pro outro no apartamento. Fiquei aliviada de Max não estar vendo aquela briga, não queria ter meu filho ainda prejudicado com aquele fim de casamento tão trágico. Tive um pouco de medo, Greg era muito violento e eu senti a sua raiva e o seu olhar me fuzilando.

- Agora que você já sabe que não tem nenhuma chance de volta, por favor, sai do apartamento eu não quero mais você aqui, eu não faço mais parte da sua vida e nunca mais farei. A nossa única ligação é o nosso filho, que eu nunca vou proibi-lo de ter um vinculo, mesmo te odiando. Agora por favor, pega suas coisas e me esquece! – disse brava.

- Não Clara, por favor, olha pra mim, eu te amo, me perdoa. Lembre-se de como éramos felizes no inicio de como nos amávamos, de como você ficava quando eu lhe beijava o pescoço, seus lábios. – ele me agarrou e começou a me forçar um beijo. Eu tive nojo e gritei para me soltar.

- Me solta – gritei e Vanessa veio de lá correndo e chegou o empurrando o fazendo me soltar, ela se posicionou na minha frente, e ele a fuzilava com os olhos.

- Cade o Max. – perguntei.

- Ele ta bem, ta no berço brincando. Eu não vou te deixar sozinha. – ela disse

- Sai daqui, eu estou conversando com minha esposa. – Greg gritava nervoso.

- Eu não sou sua esposa, desde o momento que me agrediu. ACABOU ENTENDEU ACABOU  – gritei a ele. Estava tudo muito tenso todos na sala nervosos e com os olhos de fúria.

- Não acabou eu sei. – ele avançou a mim e empurrou Vanessa que estava a minha frente. Ela caiu no chão e ele me agarrava, puxava meus cabelos para trás e me forçava beijos. Eu chorava de nojo e raiva, e gritava para me soltar.

Vanessa se levantou brava. – LARGA ELA – ela gritava. O pegou por trás o puxando e começou a lhe socar as costas, a cada murro que ela dava nele, ele me apertava mais e mais em seus braços me tirando o fôlego, eu tentava puxar o ar, mas não conseguia a minha visão estava turva e tudo ficou escuro, me amoleci em seus braços quase desmaiando.

Ele percebeu e me soltou assustado, cai no chão ainda tonta e Vanessa apenas o socava a cara, ele estava sem reação me olhando no chão, vermelha e tentando recuperar o fôlego. Ela aproveitou e lhe deu um forte soco no rosto, onde ele ficou tonto e se afastou. A sua boca sangrava ele limpou e avançou em Vanessa lhe deu um empurrão que ela caiu no chão ao meu lado.

- Você ainda vai me pagar vagabunda. – ele bufava de raiva.

Se virou e foi até os quartos, eu tentei gritar as palavras, mas ainda não estava totalmente em mim.

- Max, o max Vanessa. – disse com dificuldade e tentando me levantar.

Ela correu e foi até o quarto de Max, ele voltava com sua mala na mão. E eu ainda estava no chão agora sentada tentando me levantar.

- Isso não vai ficar assim, ouviu? – ele me ameaçou. E saiu batendo a porta e com o rosto sangrando.

Vanessa trazia o Max do quarto e ele chorava desesperado não entendendo aquela briga. Me levantei com dificuldade e os abracei, tentando o acalmar. Eu também chorava e me perguntava a que ponto chegou aquele homem com quem me apaixonei, que era tão doce e aparentemente tão inofensivo. Greg tinha se transformado em um monstro e totalmente psicopata sem nenhum auto controle, cheio de fúria e ódio. Ele estava possesso de raiva e me ameaçou quando saiu. O meu medo por ele só aumentava.

- Vanessa eu to com medo. – eu chorava a abraçando. Soluçando desesperada.

Ela me abraçou forte e ficamos juntas, nós três chorando com o que acabava de acontecer. Pensei que nunca passaria por aquilo de novo, era traumatizante.

- Calma meu amor, eu estou com você, calma. – ela passava a mão em meu rosto secando as lágrimas.

Talvez seja por isso, por isso que quando toca a musica que antigamente nos decifrava ainda vem as lagrimas nos meus olhos, talvez seja por isso que quando eu deito a noite, minha mente só consegue pensar em uma coisa, em uma pessoa “você”. Talvez seja isso mesmo, um coração só não é capaz de amar por dois, uma só pessoa não consegue carregar um relacionamento todo sozinho, talvez esse seja o verdadeiro motivo de tanta dor, porque eu me entreguei de verdade, me fiz e refiz de que nunca seria apenas pra te agradar. Talvez seja ai que entra o descontentamento da alma, o do coração, o medo de confiar outra vez em outro alguém, quem sabe não seja esse o motivo de tanta desavença entre minha mente e o coração. Talvez seja o efeito do amor que faz com que eu reviva tudo entre nós em minha cabeça, e mesmo com os olhos cheios de lagrimas conseguir sorrir pro nada, talvez seja daí que tiramos a tão dolorosa saudade que de vez enquanto resolve aparecer e perseguir até mesmos nossos sonhos e talvez seja com isso tudo ou por isso tudo descobrimos que o amor é mais que uma simples palavra.
—  Lucas Andrade.