somos nada

Quiero encontrar otro camino ponerme mi vestido y salir a caminar contigo, quiero decirle al mundo que no somos amigos, decirle a la tristeza que no se cruce en mi camino
—  Manuel Medrano
Olha, eu realmente não sei mais o que somos, se somos amigos, conhecidos, colegas, ficantes, amantes, namorados, casados, ou isso tudo junto, mas talvez não somos mais nada. Eu não sei. A única coisa que eu sei é que eu gosto de você, mas não é um sentimento comum, não é um “eu te amo” ou “eu te adoro”, vai muito além disso. É um “eu gosto de você” com uma intensidade tão grande que eu não consigo escolher uma palavra pra descrever a força desse sentimento. Eu nunca fui de ficar com esse papo de sentimentos, esse estilo romance melodramático nunca foi a minha praia, você sabe disso, mas também eu nunca menti sobre o que eu sentia, sempre fui sincero, não te enganei, pois todas às vezes que eu respondia “eu não sei” é porque eu realmente não sabia, desculpa. Sinto muito. Mas, agora eu sei. Eu sei que gosto de você. E gosto de verdade. Se isso não for amor, eu não sei o que é.
—  Meus dilemas.

Aquellos que estamos en la friendzone nos sucede lo mismo:

1.- Nos enamoramos de alguien.
2.- Ese “alguien” (ya sea chico o chica) no siente lo mismo por nosotros.
3.- Nos ganamos su confianza y nos convertimos en su consejero/a amoroso.
4.- Todas las conversaciones son iguales. Nos cuenta sus problemas y nosotros nos limitamos a darles consejos.
5.- Este es el peor momento de todos. Esa “persona” especial se enamora y comienza a contarnos TODO, en serio, TODO sobre él o ella; la manera en la que se ve cuando camina, sus ojos, su… blah, blah, blah.
6.- Ese súper amor del que hablábamos antes no funcionó. Entonces su corazón está roto y pensamos que es nuestro momento de actuar y decirle TODO lo que sentimos.
7.- Pronuncia las palabras mágicas: Te quiero como amigo/a.

Fin.

—  nothing-would-be-better