sentimento s

Não há dúvidas! O amor é bonito, mas não existe somente a parte do “felizes para sempre”, existe também o lado complicado do amor, no início é tudo incrível, só existe as aceitações de ambos os lados, mas aos poucos, com a convivência diária, ocorre também a fase que o bicho pega! E lá vem as rotineiras crises, onde pensamos e agora? E em alguns momentos a gente começa a se questionar, sobre continuar e tentar consertar o que se tem e se pergunta se não é o momento de pular fora. Mas se existe amor de verdade, não existe coisa melhor que insistir naquilo que já te fez feliz, o amor não é descartável, pode ser um amor que esteja ferido e surrado, mas você sabe a falta que aquela pessoa faria na sua vida. Então você amadurece e começa a ter um olhar diferente sobre aqueles pontos que faziam mal a relação e decide mudar, dar o seu melhor sem esperar nada em troca, respeitando apenas o teu sentir. Quando existe amor de verdade e a vontade de resgastar aquele sentimento bonito que é o da conquista, o amor que existe nos faz crescer juntos com quem amamos, e muitas vezes as crises que chegam com o tempo servem para entender, onde estão os pontos que precisam ser mudados. Não existe relações perfeitas, e sim pessoas dispostas a aceitar as imperfeições do outro, porque no fundo sempre vai estar dentro de nos buscar sempre ser melhor e assim ser dignos de ser merecedores de um sentimento tão procurado hoje, mais poucos dispostos a viver. Felizes são os que buscam dentro de si reacender o sentimento um do outro, eterno vai ser para nos quem tiver a capacidade de amar exatamente como somos, com defeitos e qualidades. O amor não é busca e sim encontro de duas pessoas dispostas a viver um sentimento.
—  Giulia S. & Rodrigo Heros.

A cosa vale dire “avevo ragione io?”

Non mi ha soddisfatto nemmeno un po’.

Avevo ragione io,

Ma non volevo aver ragione.

Io volevo avere sentimento,

Volevo avere te.

101 MANEIRAS DE COMBATER O ESTRESSE (Brett Phillips)

-Acorde 15 minutos antes.
-Comece a se preparar para a manhã seguinte ainda na noite do dia anterior.
-Evite usar roupas apertadas.
-Tente não tomar medicamentos.
-Agende compromissos com tempo hábil.
-Não confie em sua memória… Anote tudo.
-Lembre-se: prevenir é melhor que remediar.
-Faça uma cópia das suas chaves.
-Diga “não” com mais frequência.
-Coloque suas prioridades em primeiro lugar.
-Evite as pessoas negativas.
-Use o tempo a seu favor.
-Não pule os horários das refeições.
-Tenha sempre uma cópia dos documentos importantes.
-Avalie previamente aquilo de que você precisa.
-Conserte tudo que não está funcionando direito.
-Peça ajuda para as tarefas nas quais você tem dificuldade.
-Resolva os problemas grandes com doses pequenas.
-Considere os problemas como dificuldades temporárias.
-Encare estas dificuldades a partir de outro ponto de vista.
-Não leve a vida tão a sério.
-Sorria.
-Prepare-se para a chuva. Tenha sempre um guarda-chuva.
-Brinque com crianças.
-Dê carinho aos seus pets.
-Você não precisa ter as respostas de todas as perguntas.
-Busque sempre algo bom naquilo ruim.
-Diga algo agradável a alguém.
-Ensine uma criança a empinar pipa.
-Passeie durante a chuva.
-Inclua tempo livre em sua programação.
-Tome um banho com espuma.
-Tente ter certeza das decisões que você toma.
-Acredite em si mesmo.
-Pare de falar coisas ruins.
-Imagine-se como um vencedor.
-Desenvolva seu senso de humor.
-Viva o hoje. Não espere pensando que amanhã vai ser melhor.
-Proponha-se objetivos.
-Dance com a alma.
-Diga ’oi’ a um desconhecido.
-Abrace seus amigos com mais frequência.
-Observe as estrelas.
-Aprenda a respirar devagar e tranquilamente.
-Aprenda a assobiar melodias.
-Leia poemas.
-Ouça sinfonias.
-Assista a uma apresentação de balé.
-Leia agasalhado em sua cama.
-Faça coisas novas.
-Deixe os hábitos ruins para trás.
-Compre flores sem motivo.
-Pare um momento para curtir o cheiro das flores.
-Busque apoio.
-Encontre um amigo que seja sua alma gêmea.
-Faça isso hoje mesmo.
-Aprenda a ser mais alegre e otimista.
-Coloque sua segurança em primeiro lugar.
-Seja moderado em tudo.
-Dê atenção ao seu aspecto físico.
-Busque a perfeição, não siga um ideal.
-Todos os dias, amplie os limites das suas possibilidades.
-Prestigie obras de arte.
-Cante.
-Controle seu peso.
-Plante uma árvore.
-Alimente os pássaros.
-Demonstre resignação nas situações difíceis.
-Faça exercícios ao acordar.
-Tenha sempre um plano “B”.
-Aprenda a desenhar algo novo.
-Memorize boas piadas.
-Seja responsável por s-eus sentimentos.
-Aprenda a entender do- que você precisa.
-Vire o melhor ouvinte.
-Conheça suas fraquezas, e não tenha medo de mostrá-las aos outros.
-Dê ’bom dia’ a alguém em latim (die bona).
-Faça aviões de papel.
-Faça exercícios regularmente.
-Aprenda a letra de uma nova música.
-Comece a trabalhar mais cedo.
-Limpe bem seu armário.
-Banque o bobo para um bebê.
-Planeje um dia no campo.
-Faça caminhos diferentes.
-Um dia, saia da escola ou do trabalho mais cedo (se permitirem, claro).
-Compre um ambientador para seu carro.
-Assista a um filme comendo pipoca.
-Mande mensagens aos amigos que estão longe.
-Vá assistir a um jogo no estádio e grite à vontade.
-Prepare uma refeição à luz de velas.
-Aceite: o amor incondicional é muito importante.
-Lembre-se: o estresse é uma atitude.
-Escreva um diário.
-Aprenda a sorrir de coração.
-Não esqueça que você sempre tem escolha.
-Busque o apoio dos seus amigos, inspire-se visitando seus lugares favoritos e esteja rodeado por suas coisas favoritas.
-Pare de tentar corrigir os outros.
-Durma bem.
-Fale menos, escute mais.
-Elogie quem está a sua volta.


BÔNUS: Relaxe, valorize cada dia… você tem a vida toda pela frente.

Tem dias que acordamos sem perspectiva nenhuma, sem vontade de nada, só enxergamos um imenso vazio. Outras vezes, sentimos aquela pequena esperança, mesmo que seja temporária, que tudo de certo…É! a vida deve mesmo ser assim, uma eterna montanha russa de sentimentos contraditórios
—  Giulia S.

Primeira parte.

O despertador vai tocar a qualquer momento e isso não é nada bom, fiquei acordada a noite toda lutando contra minha dor de cabeça e nesse meio tempo de tortura tentei entrar em contato com o Harry mas como já era de se esperar ele me ignorou. Ignorou minha ligação, minha mensagem, visualizou no Facebook e por fim desligou o celular, típico dele.

- Bom dia S/n!

- Oi. Que horas são?

- Cinco da manhã, estou saindo daqui a vinte minutos..

- Ta, eu já vou levantar também.

Minha irmã me olha e então arregala os olhos, Lou acende a luz e então caminha até a cama onde eu estou coberta até a cabeça. Sua mão pequena encosta em minha testa e então ela diz.

- Eu sabia! para acordar cedo só podia estar com febre.

- Ah -faço careta- que engraçada você!

- Vou pegar um remédio para você -ela diz e então beija minha testa-

Assim que Lou sai do quarto, me levanto e tranco a porta. Pego minha calça jeans e uma blusa de frio e corro até o banheiro.

Encaro o grande disco de vinil nas minhas mãos e leio seu titulo pela quinta vez, The Smiths best songs! Respiro fundo e então bato na madeira da porta 345. Depois de alguns minutos esperando encaro meu relógio 5:55 da manhã quem vai visitar alguém as cinco da manhã S/n? meu subconsciente diz e eu até concordaria se não tivesse me sentindo a pior pessoa do mundo.

A porta do apartamento se abre e para minha surpresa é uma menina loira quem abre, seus olhos azuis são tão pequenos quanto uma amora e não posso deixar de reparar que ela veste uma das camisas do Harry, que por acaso ou azar era eu quem usava quando dormíamos juntos.

- Harry é sua irmã! -ela grita-

- Eu não sou irmã do Harry -digo e ela parece surpresa-

- Não?

- Não!

- Harry..

- Caralho Gi, só um minuto estou colocando a cueca.. -ele grita do quarto-

Balanço minha cabeça de forma negativa e então a empurro, passo pela grande sala do apartamento e logo chego no quarto. Minhas mãos tremulas acabam deixando o presente de desculpas cair no chão, assim que levanto a cabeça vejo ele apoiado contra a porta. Seus cabelos castanhos ondulados estão penteados para trás, e sua blusa branca dos Beatles mostram seus braços ressaltando suas tatuagens.

- O que você esta fazendo aqui?  

Ele pergunta e eu encolho os ombros.

- O que você acha?! eu vim pedir desculpas mas quer saber.. espero que você e a Gi sejam felizes nessa sua vida fodida!

- Acha mesmo que tem o direito de estar braba?

Ele esbraveja, prendo a respiração ao ouvir sua voz ecoar pelo grande quarto de paredes brancas, desvio meu olhar do rosto do Harry assim que vejo a tal Gi entrar e abraçar ele pelas costas.

- Porra, da para parar? -peço e ele ri-

- Parar com o que S/n? -ele se faz de desentendido e ela o abraça mais-

Sinto meu rosto arder e a raiva que eu sentia a segundos atrás, começa a escorrer pelos meus olhos.

- Solta ele.. -para minha surpresa minha voz sai como um sussurro-

- PARA DE SE HUMILHAR S/N!

A menina loira a minha frente grita e eu fico sem reação. Eu podia quebrar a cara dela assim como fazia com aquelas que entravam no meu caminho, mas eu estava tão esgotada, nunca pensei que o ver com outra me machucaria assim.

- Não grita com ela! -ele diz-

Fico paralisada quando o rosto de Harry se contorce de raiva, e então começo a me perguntar porque ele esta tão bravo se há minutos a trás era ele quem estava gritando comigo?!  

- Eu vou chamar um táxi para você, arruma suas coisas.

Ele diz e passa a mão pelos cabelos, preciso dizer alguma coisa antes que a coisa toda desande de vez.

- Ela não precisa sair, eu já estou de saída.

- S/n fica ai, nós temos que conversar!

Dez minutos depois Harry volta com duas xícaras nas mãos, ele se senta no sofá ao meu lado e me entrega uma delas.

- Lou me mandou uma mensagem dizendo que você esta febril!

- Não vou pedir desculpas -digo e olho para meus pés-

- Eu sei -ele diz e ri sem humor-

- Você é um canalha.. -digo e bebo o chá-

- E você uma idiota.

O olho e para minha surpresa tem um sorriso em seu rosto, respiro fundo e penso que talvez seja melhor eu não me levar para outra briga, não quero me desculpar e nem quero que ele se desculpe. Eu errei, ele errou e agora eu só gostaria que tudo voltasse ao normal. Nosso normal é brigar, brigar, brigar, transar e eu tenho que admitir que realmente gosto disso, esse idiota é especial.

- Ontem quando você disse aquilo na frente de todos, eu não fiquei bravo, bom não tanto quanto pensava que ficaria..

- Então porque saiu de lá daquele jeito?

- Se eu ficasse eles iriam descobrir.

- Descobrir o que Harry? que você tem coração? -pergunto ironicamente-

- É.. iriam descobrir que dentro dele só tem você!

- Você não acha que eu vou acreditar nessa conversa, né? Vai me dizer que sente algo por mim? -digo e novamente começamos uma discussão-

- Claro que sinto S/n, se não sentisse você não estaria aqui. -ele diz-

- Harry, qualquer uma que piscar para você entra aqui!

- S/n.. é sério -ele diz e se aproxima-

- Você nunca vai gostar de mim como eu gosto de você.

Digo e me surpreendo com minhas própias palavras, ele sorri e então pega minha mão, não sei porque ele parece surpreso não é possível que ele não saiba. Ele pede para eu repetir a frase e então percebo que mal consigo admitir meus sentimentos pelo Harry para mim mesma, quanto mais para ele.

Minhas barreiras de durona são demolidas uma a uma assim que Harry encosta seus lábios aos meus, me deito no sofá e seu corpo fica por cima, o mesmo puxa meu lábio inferior e então diz.

- Vamos tentar?

- O que? -pergunto e acaricio seus cabelos-

- Ta -ele suspira- vou fazer do jeito fodido mesmo!

Não posso deixar de rir do seu jeito estranho de demonstrar seus sentimentos.

- Harry..

- S/n vamos namorar?

- Esta me pedindo em namoro ou me obrigando? -ele ri-

- Namora comigo?

- Sabe que vamos fazer tudo que você mais odeia né?

- Sei. E olha sinceramente, eu não me importo de andar de mãos dadas em lugares públicos, não me importo de perder festas para ir ao cinema com você.. Isso é tão louco porque pela primeira vez eu só quero uma pessoa..

- Cade meu bad boy.. -pergunto com meus lábios semi colado aos dele-

Os dedos do Harry vão subindo pela minha blusa, fazendo minha respiração acelerar. Um sorriso aparece em seu rosto angelical quando ele percebe isso!

Meus dedos enlaçam seus cabelos, e dou um puxão neles, Harry solta uma gargalhada e então diz.

- É primeira vez que vamos fazer amor -ele diz e olha para parede-

- É? então o que fazíamos antes? -pergunto de forma curiosa-

- Sexo -ele diz como se fosse óbvio- mas agora somos namorados, vamos fazer amorzinho!

Abro um sorriso em ao ouvir sua resposta, e ele me puxa para junto do peito.

Fim

Eu sempre atraso sorryy

x Maia

Hoje o dia amanheceu tão diferente
Hoje o tempo parecia desigual
O céu não era mais o mesmo
E o sol pra iluminar também não veio

Foram todos assistir o causador de efeitos dar o seu show no céu
E eu aqui bebendo, cantando e chorando

Seu blackout assistindo, pois você mudou com os anjos,
Mas minha fé restou e é com ela que eu estou

É fato que desse lado ou do outro ninguém vai te esquecer
Cê já falou, tudo acontece quando tem que acontecer

E hoje o céu recebe você

Eu não sei aonde Deus tá te levando

Se é pro sul ou pro norte
Só sei que hoje uma nação está sangrando sem corte
O que temos pra hoje é saudade de você…
—  Hoje o céu recebe você.

Pedido: Faz um do Louis em que o pai da Sn paga para ele (Louis) se casar com ela e depois que eles já são casados passa um tempo e o Louis acaba se apaixonando de verdade só que a Sn descobriu o que o pai fez. Se puder com final feliz - natischmidt-1d

*Aqui nesse link http://hot-1d-imagine.tumblr.com/pedidos  vocês podem ver quais e a ordem que em os imagines vão ser postados, se o seu não estiver na lista é porque infelizmente não chegou, vou estar sempre atualizando a lista*
***

Imagine do Louis:

(POV Louis)
Eu tinha sido pago para me casar com a (S/n) e foi o pai dela que me pagou mais de dois milhões de dólares. Eu comecei planejando a maneira como ela iria me conhecer, que foi em uma festa que o pai dela deu. Começamos a conversar e percebi que ela era uma mulher maravilhosa, mas estava mais afim do dinheiro mesmo, eu PRECISAVA daquele dinheiro e talvez um sexo selvagem com ela, afinal não posso negar que a mulher é extremamente gostosa.

Mas quando finalmente depois de dois anos, nós nos casamos eu devo confessar que meus sentimentos por (S/n) estão cada vez me sufocando. Eu a amo, meu sentimento antes apenas de proteção aumentou e virou um amor, claro que eu já disse que a amo, mas era apenas da boca para fora para poder concluir minha missão que era me casar com ela, mas agora eu realmente me apaixonei por ela.

Agora eu estava terminando de fazer amor com minha mulher, quando eu atinjo o orgasmo eu encaro (S/n) bem fundo nos seus olhos lindos e que me conquistam a cada dia e vejo ela sorrir.

- Eu te amo muito – Digo com a sinceridade exalando da minha voz e ela sorri e me beija apaixonadamente .

- Eu também te amo muito Louis – Ela me responde e meu coração parece que para com suas palavras, mas volta a bater mais rápido ainda. Me deito e puxo seu corpo quente para perto do meu e dormimos juntos.

(POV S/n)
Eu estava bastante feliz com o meu casamento, Louis é o homem que eu amo e fiquei bastante surpresa quando ele me pediu em casamento, acho que aquele dia foi o mais feliz da minha vida, foi para ele que eu me entreguei de corpo e alma, foi com ele que tive minha primeira vez, com quem eu me apaixonei pela primeira vez.

Eu estava descendo as escadas e indo em direção ao escritório de Louis, queria falar com ele, mas acabei parando no meio do caminho quando escutei vozes vindas de lá. Me aproximo da porta e as vozes ficam mais claras de se ouvir.

Percebo que é a voz do meu pai e a de Louis.

- … Eu entendo – Louis diz calmo.
- Eu paguei para você se casar com a minha filha e para te ajudar, agora que já vez isso, eu posso descansar em paz sabendo que vou deixar a empresa em suas mãos – Meu pai diz e eu começo a me treme e meus olhos marejarem, Louis foi pago para se casar comigo, ele não me ama, ele é apenas ambicioso e interesseiro, e o meu pai um machista ridículo que acha que eu não posso ser uma CEO boa por ser mulher, estou com tanta raiva dos dois.

Entro no escritório com tudo, sinto as lágrimas descerem pelo meu rosto.

- SEUS MENTIROSOS, NOJENTOS – Grito e eles me encaram assustados.
- ENTÃO FOI TUDO UM PLANO, PAGAR ELE PARA SE CASAR COMIGO PARA ELE PODER ASSUSMIR AS EMPRESAS , SÉRIO ISSO? QUANTO FOI QUE EU VALI? ANDA ME DIGA, QUANTO FOI QUE MEU PAI PAGOU PARA VOCÊ ME TER? – Pergunto gritando encarando Louis com ódio.

Louis engole em seco e me encara com tristeza, como se estivesse sofrendo.

- Dois milhões – Louis responde e abaixa a cabeça .

Dou uma risada sarcástica e encaro meu pai.

- Você era o homem que eu mais admirei em minha vida, mas agora vejo que é um machista ridículo que acha que eu não sou capaz de comandar as empresas da família, você sabia o quanto eu estava me esforçando para manter elas, mas você nem ligou, me descartou na mesma hora de ser sua herdeira, preferiu me vender para ele para que ele assuma do que me deixar ser a CEO – Falei colocando todo o ódio que eu tinha para fora – EU QUERO O DIVORCIO – Digo e eles me encaram assustados .

- Pode ir, eu me resolvo com a (S/n) – Louis diz sério agora e meu pai o encara e depois me olha e se aproxima de mim .

- Não me toca – Falei me esquivando dele e nem o encarando .

Ele saiu de cabeça baixa do local e fechou a porta me deixando sozinha com o Louis.

O encaro e posso saber exatamente o que ele poder decifrar em meu olhar .

Dor, ódio, tristeza, ressentimento, coração partido, magoa , raiva e desilusão.

Louis se aproxima e eu me afasto.

- Você nunca me amou, todos aqueles “eu te amo” foram todos mentira, você me enganou, eu me entreguei para você, eu te amei, Louis, você me fez de uma completa idiota, eu me sinto tão burra, tão estúpida por acreditar que me amava – Digo e sinto as lágrimas voltarem a descer pelo meu rosto.

- (S/n) … – Ele tenta dizer, mas eu o interrompo.

- Eu quero o divorcio, amanhã – Digo e saio do escritório e vou correndo para o nosso quarto e arrumo uma mala rápida e saio direto para a sala arrastando minhas coisas .

Vejo Louis me encarando e ele entra em desespero .

- Você não pode me deixar, não pode pedir divorcio – Ele diz me segurando pelo braço e eu me viro e encaro ele .

- Me. Solta – Digo pausadamente e ele continua me segurando.

- Vamos conversar por favor – Ele pede e eu não respondo – Por favor, deixa eu falar – Louis pede mais uma vez e eu suspiro .

- Tem 10 minutos – Digo e me viro de frente para ele.

- Quando seu pai me procurou eu tinha apenas 16 anos, eu era apenas um aprendiz dele, ele me via como um filho e eu o via como pai, porque você sabe que eu perdi meu pai muito cedo, então ele viu que eu tinha futuro e pagou minha faculdade, porque eu nasci em uma família pobre, não tinha onde cair morto, então quando eu terminei  eu já estava com uns 22 anos e ele me deu um estagio na empresa e eu fiquei ali, mas acabou que uma de minhas irmãs ficou dependente de drogas e começou a dever muito para alguns traficantes, eu paguei todas as suas dívidas no maior sufoco, estava praticamente sem dinheiro e não tinha como colocar ela em um clinica de reabilitação porque era extremamente caro e isso me matava por dentro, até que eu cheguei á ficar totalmente no nulo e eu comentei por alto com o seu pai e ele me fez a proposta de me casar com você e junto disso me ofereceu dois milhões para eu poder colocar minha irmã na reabilitação e disse que queria que você fosse feliz livre dessa empresa, porque ele não queria ver você presa em reuniões e preocupações constantes que ele passa por ser o CEO, então disse que a empresa ficaria por minha conta, mas se você quisesse poderia assumir, eu não tinha para onde correr, eu precisava do dinheiro, cada dia eu estava com medo de ela ter uma overdose e morrer na minha frente, então eu nem pensei muito  e aceitei a proposta, conheci você, (S/n), você é maravilhosa, confesso que não me apaixonei de imediato por você, mas sentia algo diferente, um sentimento de proteção e carinho por você, mas depois que fomos nos conhecendo melhor e eu fui vendo o quão incrível você é, e a diferença que fez em minha vida, eu adiantei o plano e pedi você em casamento, depois que nos casamos eu senti, que aquele meu sentimento de proteção e carinho que eu tinha evoluiu e eu acabei me apaixonando por você, eu passei a te amar, porra, (S/n) eu te amo demais, eu fiz tudo isso por minha irmã que depois de 2 anos finalmente está bem e fazendo a faculdade de moda que sempre quis, mas eu acabei me apaixonando por você e eu não me vejo longe de você, me perdoa eu não quis que isso terminasse assim, eu fui um idiota por ter feito isso, mas eu não me arrependo porque eu salvei minha irmã e ainda conheci a mulher da minha vida – Louis diz e eu fico um momento sem falar nada, apenas absorvendo tudo o que ele me contou agora, é muita informação, eu sabia que a família do Louis tinha problemas e que ele veio da pobreza, mas eu não sabia que foi desse jeito.

- Eu … eu não sei o que dizer – Falo e me sento no nosso sofá e o encaro.

Louis se agacha na minha frente e me encara .

- Me perdoa, eu te amo, esse sentimento é verdadeiro, se eu não te amasse com certeza teria pedido divorcio assim que recebi os dois milhões, mas olha só, eu ainda continuo com você porque você é a mulher da minha vida – Ele diz e eu o encaro profundamente e vejo em seus olhos a sinceridade pura .

- Eu te perdoo – Digo e Louis sorri lindamente para mim – Mas eu não vou abrir mão da empresa do meu pai, Louis, eu me esforcei tanto para poder no final ser CEO – Digo e Louis assente .

- Eu nunca iria te privar de algo que você deseja, meu amor – Ele diz e beija meus lábios e eu dou um sorriso pequeno . – Espero que esqueça essa historia de divorcio porque não quero deixar minha mulher livre para outro homens, você é só minha – Ele diz subindo em cima de mim e eu vou me deitando no sofá e Louis beija meu pescoço e eu fecho os olhos. – Você é minha, (S/n) ? – Ele pergunta lambendo de leve meu pescoço .

- Sim – Digo arfante e sinto ele sorri lá .

- Ótimo, porque eu também sou seu – Louis diz e me beija .

Espero que tenham gostado, se sim, mandem uma ask me contando