sentidos

Ya es tiempo de que te vayas, sal de esta habitación, ve a algún lado, a cualquier lado, afila ese sentimiento de felicidad y libertad, estira tus extremidades, llena tus ojos, despierta, despierta más, despierta vívidamente cada sentido y cada poro.
—  Stefan Zweig
Não consigo mais acreditar que alguém possa gostar de mim. Passei a ser insegura, paranoica e dramática. Quando dizem algum elogio, dou um sorriso meio sem jeito e falo obrigada, mas no fundo sinto que aquilo não passou de palavras sem significados, mentiras do cotidiano. Comecei a desconfiar de tudo e de todos, escolho bem as palavras que vou usar, penso uma, duas, três vezes se for preciso. Tudo isso por medo de machucar alguém, pois sei como dói. Me tornei essa mulher louca por conta disso. Não souberam cuidar de mim. Me entreguei para pessoas que me machucaram. Me humilhei para depois ser descartada. Fiz de pessoas o meu mundo para ser deixada de lado como um nada. Não consigo me imaginar casando, muito menos alguém me amando. Ou até mesmo eu amando, pois deixei de acreditar nas pessoas.
—  Ilusões de Esther - Não culpo o amor, só as pessoas…
Lo mío no fue amor a primer vista. Fue algo mejor que eso, yo me enamoré de tu personalidad, tus pensamientos, tu sentido del humor, tu mirada, tu sabiduría, tu voz, todo de ti, fue algo lento pero maravilloso.
—  Lo vi por ahí