se: am

Meu coração pertence a você e mesmo que eu tenha consciência de que esse sentimento pode ser a minha ruína, não consigo pensar em um dia sem ter você ao meu lado.
—  Enquanto esperava você.
Queria eu largar você e te mandar embora, porta a fora, agora, tchau. Porém, infelizmente, meu coração sempre foi a maior parte de mim, os conflitos entre a razão e o coração sempre são exaustivos mas meu coração sempre ganha a guerra. Não existe bandeira branca ou uma decisão mútua, meu coração manda em mim, ele é a minha essência, - e também a minha maior fraqueza. Eu queria mandar você embora mas eu não consigo. A incerteza me corrói, eu que nunca chorava agora choro sempre que a dor bate forte no peito. As lágrimas não resolvem meus problemas e muito menos concertam meus problemas mas por enquanto é o melhor que eu consigo fazer. São elas que expulsam minha frustração para fora, são elas que me ajudam a me manter firme todos os dias. Eu ando vivendo no repeat todos os dias, dormir, acordar, contar as horas para estar na minha cama novamente sentindo toda a dor da solidão, uma dor que só será curada com você, mas você não está aqui e não sabemos se um dia estará. Eu queria ser sensata, te mandar embora, viver minha vida e dar chance para a minha felicidade, todavia no momento só tenho o conforto das minhas lágrimas e da minha felicidade distante que vive em você.
—  Nem a distância vai nos separar.
No amargor da minha dor, eu te vi partir. E sabe que eu deixei? Deixei por não aguentar mais carregar esses sentimentos sem alguém para estar comigo e ser minha base de sustentação. Eu decidi te perder para poder me encontrar e me amar. Eu realmente espero ser feliz tanto quanto desejo a tua felicidade.
—  Are you really okay, Charlie?

like everything

love dies too

but this death isn’t any different

than that of a living being

it still slices your heart open

and tortures your brain

maybe even more

because all of the sudden

the person you love

isn’t there for you anymore

as if they are dead

you aren’t allowed to give them love

and all the love you have for them dies

and with that

a little piece of you dies too