sanidad

Sabe, a minha família desafia os limites da minha sanidade. Levam-me a fazer coisas indescritíveis. Enquanto procuram jeitos novos e criativos de me torturar. Mas, ao que parece, minha família é o que me deixa verdadeiramente feliz. Não é um crime amar o que não se pode explicar.
—  The Originals.
Deixe-se corresponder, não se prenda a vazios, nem se sufoque com companhias superficiais, não se faça monocromático se fores extremamente colorido. Se precisar chorar, seja tempestade, mesmo que em copo d'água, nunca se sabe quando estará com sede. Se for pra sorrir seja uma tarde ensolarada no Hawaii, seja a beleza de um lugar cercado por vulcões. Mas agora, se for pra sentir, ah se for sentir! Seja um tsunami, ou um terremoto, seja uma bomba atômica em Hiroshima, sinta, a beleza da flor que é formada da explosão, sinta, todo aquele tremor que desestabiliza cidades inteiras, sinta… Toda aquela água, aquele choro, o desespero e a dor de quem perdeu tudo, de que perdeu o nada que tinha, mas sinta mesmo, perca a razão e a sanidade, porque sentir é isso, destruição, é acabar com tudo que te faz não ser você, agora exploda, trema e evada, não seja alguém do tipo “ontem sofria, hoje sou fria”. Ser frio pra quê? Todo inverno passa, use seus invernos para aprender a sobreviver no verão, entenda que toda estação tem um porquê, e que se não tivesse outono como os animais juntariam alimento pra enfrentar a estiagem de comida do inverno? Deixe-se corresponder, até porque se não há nada ou ninguém, o que, ou quem te prende lá? Aprofunde o seu olhar, seja critico, não julgue um livro pela capa, não seja precipitado, as superfícies enganam. Já parou pra observar um Iceberg? Deixe-se corresponder as experiências ruins, decepções e corações quebrados, pois sempre vão acontecer, afinal “mar calmo nunca fez bons marinheiros”, e outra, quem nunca se maravilhou pelas incríveis histórias de pescadores. E as cores que o mundo tem? Você já viu? O por do sol? O universo? É engraçado quem julga a beleza do preto, e acha o céu estrelado a coisa mais linda, ou até mesmo que julga a bandeira gay, mas aplaude as tonalizações de roxo, verde, amarelo, laranja e vermelho no por do sol. E azul? Azul não conta porque é a cor do céu. Entenda que não julgamos o monocromático, mas o vermelho que se passa por verde sem ser daltônico. Deixe-se corresponder. Enxergue a beleza do mundo, e entenda que tanto o preto quando o branco, no final de tudo, são as misturas de todas as cores.
—  Simone era um iceberg, mas quando sentia, era capaz de derreter até o Alaska. 
10

La realidad de las vacunas por Maki Naro y traducido por gentileza de Pantomaka group.

Pero no se vayan todavía, aquí tienen una bonificación adicional para los amantes de fraudes. Les presentamos el comunicado de la Asamblea Nacional de Homeopatía: 

Como puede leerse con claridad ante los recientes hechos acaecidos en Italia, donde unos padres que decidieron tratar las dolencias de su hijo con homeopatía con el resultado de muerte por infección, se recomienda a los enfermos que usen medicinas de verdad para tratar sus enfermedades además de sus brebajes cargados de azúcar y agua.

E no momento de reflexão do dia antes de dormir, percebi que não importava o que tinha acontecido e o quanto ferida fiquei. No fundo, eu te amava mais. A cada dia. Bem mais. Unia tudo com os band-aid e te perdoava. É difícil. Você me expulsou. Me tirou da sua vida, do seu celular, do cérebro e principalmente daquilo que tu chama de coração. Mas eu continuei ali parada, te olhando quieta e assustada, tentando te compreender de novo e orando para que houvesse algum instante de sanidade e você me impedisse de desistir de nós.
—  Vie.
É engraçado como algumas coisas marcam a nossa infância. Minha mãe me ensinou desde muito cedo a cumprimentar as pessoas, dar beijo, bom dia, boa tarde, boa noite. É por isso que acho que certas coisas são de berço. Educação não vende em prateleira do supermercado. Espero poder ter a clareza, a firmeza, a sanidade e a serenidade para transmitir para os meus filhos a infinidade de coisas boas que recebi.
—  Clarissa Corrêa.

Crava os seus dedos em mim, me puxa pela cintura e me mostra como é bom te beijar, sentir o seu sabor. Me lembra o porquê todos os outros beijos perderam a graça depois que eu te provei, puxa os meus cabelos e morde os meus lábios, me pressiona contra a parede e me faz viajar. Arranha a minha pele, deixa as suas marcas em mim, pra todo mundo ver que eu sou só sua e de mais ninguém, mordisca o meu pescoço falando coisas obscenas e românticas enquanto eu deixo a minha sanidade de lado por um minuto pra me lembrar do quanto é bom me entregar, olha nos meus olhos e me deixa ver o quanto você me deseja, o quanto você me quer. Faz a minha pele queimar, arder, chamuscar, só pra você ter o prazer de apagar com a sua boca úmida. Me diz baixinho o que você quer fazer comigo, desnuda meu corpo e minha alma, me faz gritar o seu nome até as minhas cordas vocais não saberem dizer outra coisa. Me mostra como eu posso me encaixar, no seu corpo, na sua cama, na sua vida. 

coisas que eu gosto

1. gosto do modo como consigo encaixar você na maioria das músicas do the neighbourhood, que a propósito, é minha banda preferida. 

2. gosto de escrever e consequentemente transbordar as coisas puras e sinceras que eu sinto por você. já que demonstra-lás está fora de cogitação.

3. gosto de dormir, e era bom dormir com você. o modo como teus abraços me aninhavam e sua respiração dançava pelo meu pescoço trazia paz pro meu espírito.

4. gosto do seu cheiro, mesmo ele me causando espirros.

5.  gosto quando você me encara e me fazer perder, por um segundo, toda minha sanidade.

6. gosto quando você tenta me irritar com as suas brincadeiras e piadas sem graça. isso me faz rir, e te faz rir também, e eu gosto do som da sua risada.

7. gosto de confiar em você e saber que você confia em mim. você me trás conforto e sempre está disposta a me ajudar, e eu faço o mesmo por você.

8. gosto da sua sobrancelha e isso me faz voltar no item 3, porque eu gostava de ficar passando os dedos sobre ela pra que você dormisse.

9. gosto de saber que mesmo com o passar dos dias, meses, eu ainda sou apaixonada por você. me entristece saber que não é reciproco. mas é gostoso saber que as coisas boas que habitam meu coração são causadas por você.

10. gosto de segurar sua mão e fazer carinho nos teus dedos.

11. gosto de ser paciente com você, mesmo nos dias em que tu me testa até o limite. és dona da parte calma do meu eu.

12. gosto do meu medo de te perder, e eu posso explicar. se temos medo de perder algo, é porque temos algo á perder, e isso me faz pensar três vezes antes de tomar alguma atitude em relação á ti.

13. gosto de te dar carinho espontâneo mesmo ficando receosa em saber como você irá reagir á aquilo.

14. gosto de saber todos os seus detalhes.

15. gosto das suas pintinhas espalhadas pelo teu corpo e do seu piercing.

16. gosto das nossas fotos.

18. gosto de saber que você é o amor da minha vida, mesmo eu não sendo o seu, e posso dizer aos quatro cantos do mundo como não demorou pra que eu me apaixonasse pelos teus olhos.

19. gosto de reler as tuas mensagens que marquei como favoritas no whatsapp só pra sentir a sensação gostosa que tive quando á recebi pela primeira vez.

20. gosto de lembrar do que fomos, do que poderíamos ter sido, do que eu queria que fosse.