rubro-negro

O flamenguista não é um simples torcedor qualquer, na verdade é um eterno apaixonado pelo FLAMENGO!
Dizem que a vida de um torcedor é sofrida, na verdade quem diz isso não conhece um flamenguista fanático, não conhece quem faz declaração de amor-eterno para o FLAMENGO e não sabe que a nossa vitória não é apenas vencer uma partida e outra…, e sim, a vitória de uma flamenguista, a alegria maior é saber que o time de maior torcida do mundo estar dentro do seu coração.
Fica chateado sim por causa de uma simples derrota,, mas nunca deixa que a chama do amor e a grande paixão de ser RUBRO-NEGRO
—  -Minha unica paixão eterna

Eu tinha uns 12 anos quando meu pai me levou no maracanã. Eu já tinha ido muitas vezes em jogos do Flamengo, mas na proporção daquele Flamengo x Atlético Mineiro, nunca. Era um jogo que ia encher, muito, muito, muito mesmo. EU tinha ficado uma hora na fila com meu pai só pra entrar. A torcida estava muito, mas muito unida. Na fila todo mundo conversava, gritava, zoava, aquilo tudo era só por causa de um jogo de futebol. Eu cheguei dentro do Maracanã, e ia assistir o jogo na Raça, como de costume. Eu vi o pessoal carregando um bandeirão, gigante, daqueles que fica por cima da torcida. Eu virei pro cara que carregava e falei ”Ei, moço, vocês são de que torcida?” e ele me respondeu ”Uru.. Flamengo!”. Ali eu vi, que independente de torcida, classe social, lugar onde mora, qualquer coisa do tipo, era inexistente quando se tratava de uma só Paixão. Flamengo. Eu era moleque nessa epoca, me lembro que meu pai e eu chegamos na Raça, e meu pai descançava, sentado como sempre e eu cantava com uns caras do meu lado. O jogo deu 85 mil pessoas, algo assim, e eu fiquei assustado na epoca, eu não ia em jogos, até então, daquela proporção. O Maracanã estava muito muito muito, muito cheio mesmo. Sò via vermelho e preto. A torcida cantava, demais, gritava sem parar, e eu fiquei meio… Fiquei pensando ”caramba, quanta gente num só lugar” e meu pai, já acostumado com isso, cantava, normalmente. E eu parado, a observar a multidão, cantando, gritando, tudo por uma só razão. Era Flamengo, pra qualquer canto. A torcida não parava de gritar. Resultado do jogo. Flamengo 0x3 Atletico Mineiro, em pleno maracanã com 85 mil rubro negros. Pois é, desistimos? Alguém la desistiu? Apesar do resultado, alguém deixou de ser  Rubro-Negro?  Apesar do vexame, alguém sentiu vergonha de estar com a camisa vermelha e preta? Não.  Nós Rubro-Negros somos únicos, diferentes de todos. Nós somos os favelados. Nós somos os bandidos. Nós somos os animais. Mas somos os favelados, os bandidos, os animais, mais invejados por todo o mundo. Invejem mesmo, porque sabe quando você vai ter uma torcida melhor em quaisquer aspectos, maior que a minha? Nunca.

- Pedro Moreira.

Mengo Estou sempre contigo, Somos uma nação.
Não importe onde esteja, Sempre estarei contigo.
Com o meu manto sagrado,
E a bandeira na mão,
O maraca é nosso Vai começar a festa.
Dale, dale, dale ô, dale, dale, daleô, dale, dale, dale ô, Mengão do meu coração! …