rubro negra

Ora, não seja estúpido, seu amor não passa de uma doce miséria e suas poesias são baratas. Suas cantadas são velhas e suas promessas nunca são cumpridas. E quando eu olho em seus olhos, tudo o que eu vejo são apenas mentiras. Não, Você nunca me amou, só gostava da minha atenção quando todas as suas amigas o deixavam. Você nunca esteve presente quando eu precisei, nunca soube das minhas noites em claro pensando em como resolver aquela situação. Você nunca me abraçou enquanto eu estive chorando. Você nunca me disse uma palavra ou um conselho quando, na verdade, tudo que o que eu queria, tudo o que eu precisava ouvir, era um simples “Eu estou aqui.” Enquanto eu, estive com você, o segurando todas vezes que caiu. Sua risada gostosa e as suas migalhas de carinho são humilhantes, seu gosto pelo Projota, seu jeito de jogar futebol e o seu compromisso me fascinam. Mas você não passa de um mero erro, uma mentira. Um erro em meu passado a qual estou ligada por toda a minha vida.
—  Bilhetes a uma alma rubro-negra. Kely Novaes.
Vesti-me de silencio.
como um mantra que toca toda vez
para, respira e pensa.
Não se leva pelo coração e sim pela oportunidade
o pensamento salva, o mantra se repete
para, respira e pensa.
o livro dos mortos já nos ensinava,
que os tolos não serão condenados pela sua tolice
e sim pelo mal que eles causam
o livro dos mortos nos ensinou também
que todo o bem será louvado, mas que o mal ainda assim predominara
para, respira e pensa.
sabemos disto agora, e usaremos isto hoje
o céu ficara rubro
enquanto a negra noite não vem
os gafanhotos destruirão as plantações
e muitas pessoas ficaram pelo caminho
os deuses não perdoam pensamentos ruins.
a vida segue displicente
e eu seguirei sorrindo
como o mantra que segue
para, respira e pensa.
para, respira e pensa.
para, respira e pensa.
é só mais uma manhã de junho
é só mais uma manhã
é só mais uma!
—  Anthony Portes.