roteiro

Mudar é renascer. O processo da vida não se finda com a morte, mas sim com a não continuidade da evolução do espírito. Nós assumimos os mais diversos papéis existenciais, e apenas um deles é nosso. O roteiro de vida que possuímos só consegue se constituir depois de tragédias e romances, tantos eles que acabam por se confundir em uma peça única, abrangente, capaz de soar toda a personalidade humana em cima de um palco e debaixo das cortinas. Mudar implica treino, renascer implica dor. Nenhum ser humano nasce preparado para isso, mas todo ser humano morre enquanto não disciplina sua existência.
—  Jon
Prólogo - Amanhecer
  • As chamas engoliam tudo por onde passavam, todos saíram correndo em meio a gritaria, pelos menos os que tinham força para conseguir correr. Não se sabe o que havia ocorrido no momento pra destabilizar a mãe natureza. O que se ouviu foi um alto estrondo e logo em seguida incêndios, terremoto e enchentes em diferentes áreas de Eldarya.
  • Eu estava desacordada.
  • Ezarel: Sophie! Sophie!
  • Sophie: Ez?
  • Ezarel: Sophie, venha, se apoie em mim.
  • Sophie: Eu... não sinto... minhas pernas...
  • Ezarel: ... eu te carrego.
  • Sophie: O que está... acontecendo, Ez?
  • Ezarel: ... esse é o pior dia para não saber responder uma pergunta, não acha?
  • Dei um sorriso fraco.
  • Sophie: Mesmo assim é bom... ver o sabe-tudo não sabendo.
  • Ezarel: Você e seus jogos com palavras.
  • Anos depois
  • Com o fim da noite o Sol começava a surgir com todo seu esplendor. Distraído um elfo tocava sua flauta, enquanto assistia o fenômeno da natureza na varanda, até notar que alguém se aproximava.
  • Helumia: Por que parou? Eu estava escutando.
  • Ezarel: Eu até continuaria se você me pedisse com educação.
  • Helumia: Isso não vai acontecer.
  • Ezarel: Foi o que pensou.
  • E se debruçou sobre a varanda, vendo a fada se sentar na pequena mureta.
  • Helumia: É tão bonito o céu ao amanhecer...
  • Ezarel: Verdade...
  • Helumia: Mas ainda prefiro ao anoitecer, quando o Sol humildemente se deita para descansar para deixar a Lua ter sua chance de brilhar, e a manta escura da noite nos protege com as lembrança de suas belas estrelas.
  • Ezarel: Protege quem? Os acontecimentos mais perigosos costumam ocorrer a noite. O melhor é o amanhecer, certo, Leiftan?
  • O príncipe do reino de Siamon que olhava a distância a dupla foi pego de surpresa, pois queria passar por despercebido.
  • Leiftan: Concordo. Também prefiro o amanhecer, pois me enche de energia.
  • Helumia: Como assim? Você não pode ficar do lado do Ezarel, sendo que pode ficar do meu! Eu também gosto do amanhecer, mas o ponto aqui é ir contra o elfo que parou de tocar pra mim. Na verdade você deve ficar sempre do meu lado nas discussões.
  • Leiftan: Hahaha! Helumia, eu entendo que como fada da lua prefira a noite as vezes, eu gosto da noite também, mas o amanhecer tem seus encantos, hm? Olhe. Veja como os raios de Sol vão descepando as sombras e ganhando mais força.
  • Ezarel: Anoitecer é a chegada do fim e quem gosta do fim? O amanhecer se torna mais bonito por parecer um recomeço, é a esperança crescendo e cobrindo os medos, as dificuldades, assim...
  • Foi quando se deu conta de tudo que estava falando ao voltar-se e fitar aqueles dois que lhe encaravam com surpresa.
  • Ezarel: É..
  • Helumia: Desde quando é tão poeta?
  • Leiftan: Não sabia que gostava tanto o amanhecer ao ponto de lhe inspirar.
  • Ezarel: Não é isso! Eu só... conheci alguém que costumava a ter esses devaneios...
  • Helumia: É? E quem é?
  • Ezarel se afasta da varanda e resolve voltar para dentro do palácio, dizendo apenas
  • Ezarel: Isso não importa, já faz muito tempo, esqueçam isso.
  • Helumia encarou Leiftan, ambos estavam confusos.
  • Helumia: Agora ele está cheio de segredos?
  • Leiftan: Todos tem seus segredos, Helumia.
Você realmente me ama?

“É amor, meu anjo” você disse. “É o primeiro, é meu, é você e só foi você” você quis dizer, eu vi. Mas desde quando?
A gente se apaixonou muito, foi bem legal e divertido, só que agora… Agora é isso: uma bagunça, a casa de um acumulador. Não vai melhorar, sabemos disso. Dói no meu cérebro saber que daqui uma semana o nosso “nós” vai ser, vai ter que sobreviver de lembranças.
É bem engraçada essa parte. Estou a semanas tentando lembrar uma noite gostosa de conversas, só que não aparece nenhuma, aí eu crio. É engraçado, não? Estaria no roteiro de um filme de comédia com baixo orçamento, certeza. Quem não gosta de ver a desgraça alheia?
Eu amo você, sabe? Sempre vou amar. Porém, não está bastando. Você me ama, aceitei isso, mas seu amor é tão preciso quanto enxergar figuras em nuvens. Você está vendo um dragão e eu uma raposa.
Isso é estar amando? Que legal, dá para chorar com essa situação.

Diante dos caminhos inerentes aos nossos roteiros individuais, inevitavelmente chegará o momento em que perceberemos o seguinte: desvios, às vezes, são necessários; e as curvas, de fato, sempre nos pareceram mais fascinantes - elas segredam os mistérios das estradas.
—  Nietzsche Cywisnki, memórias aleatórias de uma vida incompleta

A vida na hora

A vida na hora.
Cena sem ensaio.
Corpo sem medida.
Cabeça sem reflexão.

Não sei o papel que desempenho.
Só sei que é meu, impermutável.

De que trata a peça
devo adivinhar já em cena.

Despreparada para a honra de viver,
mal posso manter o ritmo que a peça impõe.
Improviso embora me repugne a improvisação.
Tropeço a cada passo no desconhecimento das coisas.
Meu jeito de ser cheira a província.
Meus instintos são amadorismo.
O pavor do palco, me explicando, é tanto mais humilhante.
As circusntâncias atenuantes me parecem cruéis.

Não dá para retirar as palavras e os reflexos,
inacabada a contagem das estrelas,
o caráter como o casaco às pressas abotoado -
eis os efeitos deploráveis desta urgência.
Se eu pudesse aos menos praticar uma quarta-feira antes
ou ao menos repetir uma quinta-feira outra vez!
Mas já se avizinha a sexta com um roteiro que não conheço.
Isso é justo - pergunto
(com a voz rouca
porque nem sequer me foi dado pigarrear nos bastidores).

É ilusório pensar que esta é só uma prova rápida
feita em acomodações provisórias. Não.
De pé em meio à cena vejo como é sólida.
Me impressiona a precisão de cada acessório.
O palco giratório já opera há tempo.
Acenderam-se até as mais longínquas nebulosas.
Ah, não tenho dúvida de que é uma estreia.
E o que quer que eu faça,
vai se transformar para sempre naquilo que fiz.

Wislawa Szymborska (tradução de Regina Przybycien)

La La Land - Cantando Estações / La La Land (2016)
Direção: Damien Chazelle
Roteiro: Damien Chazelle
Assistido em 13.01.2017 no cinema
✔⭐⭐⭐⭐ 

Você me fez dar adeus ao que mais amava fazer: escrever. Não te culpo, nem julgo, apenas aceito. Aceitei, pois finalmente os sentimentos falam por si só. Finalmente, não há mais necessidade de escrever mil textos de amores. Embora o amor seja poesia pura. Você fez das minhas pequenas histórias românticas, o maior conto amoroso que existe. E eu te agradeço tanto por esse novo roteiro. Somos o início de uma grande história com final feliz.
—  8
Processo de escrita: O começo de tudo #01

Olá! Aqui marca o início de uma série do blog, que é o Processo de Escrita, que, como já diz o nome, vai mostrar para vocês o que acontece por trás dos meus livros. Irei compartilhar tudo que faço para montar minhas histórias (dificuldades, realizações, desenvolvimento dos personagens, dicas que funcionaram ou não comigo, e várias outras coisas). 

Esses primeiros posts serão sobre minha experiência do NaNo fora de época (@projeto-nanoblr). Então, me acompanhe nessa curta e maravilhosa jornada - e torçam para eu conseguir alcançar minha meta.

Dia 08 de Janeiro, domingo (Semana 01)

Domingos normalmente são péssimos pra mim, pois não tenho disposição para fazer nada, muito menos escrever. E hoje foi exatamente o que aconteceu: zero palavras. Mesmo que eu ainda não tenha, de fato, começado a escrever a história, eu precisava ao menos terminar meu roteiro, mas acredito que isso poderá ser feito amanhã.

Eu comecei a participar do NaNoBrl no dia cinco e desde então escrevi/planejei mais do que o ano anterior. Consegui terminar todas as fichas dos meus personagens, além de ter elaborado algumas coisas do roteiro - e olha que eu estava enrolando para fechá-lo a mais de seis meses. Estou contente com o ritmo que as coisas estão acontecendo, mesmo que ainda não tenha iniciado a história, mas sei que já andei um bom caminho e espero que continue assim.

Gostaria de agradecer as meninas do chat por estar me ajudando e incentivando bastante com os sprints. Adorei conhecê-las e estou na torcida para que todas consigam atingir - até mesmo passar - suas metas. 

Meta: - | Palavras escritas: - | Total: -

Dia 09 de Janeiro, segunda-feira (Semana 01)

Meu dia começou a dar errado quando eu abri meus olhos. Eu deveria suspeitar, já que o combo - domingo e segunda - são péssimos pra mim. Hoje eu deveria fechar o roteiro e finalmente começar a escrever minha história, mas não foi bem isso o que aconteceu. Bom, primeiro porque fui acordar ás 14h, e não sei vocês, mas quando acordo tarde tenho a sensação que nada dará certo no dia e então procrastino até não poder mais. Por isso, hoje a única coisa que fiz foi o cronograma da história e fechar o roteiro de um capítulo. Estou com receio de não conseguir alcançar minha meta, pois logo mais terei que voltar a minha rotina e não sei como vou encaixar minha história nela. Acredito que vivo tão intensamente esse mundo da internet que acabo esquecendo o mundo fora dele, mas uma hora ou outra ele grita para vivê-lo. 

Meta: - | Palavras escritas: - | Total: -

Dia 10 de Janeiro, terça-feira (Semana 01)

Hoje foi um dia bastante entediante e nada produtivo. Eu já deveria ter começado a escrever minha história, mas o roteiro parece não querer se fechar nunca. Essa com certeza está sendo a parte mais complicada, pois estou a meses enrolando e agora que estou realmente tentando não estou tendo bons resultados. Mas não pretendo desistir, ainda tem muito chão pela frente e sei que é apenas uma fase difícil, todos tem uma hora ou outra.

O NaNo está me ajudando a ter motivação e poder me dedicar um pouquinho, todos os dias, a minha escrita. Lógico que estou tendo minhas recaídas, mas acredito que vou conseguir alcançar a minha meta, e melhor, poder todo mês me desafiar e avançar em minha história. Se você um dia tiver a oportunidade de participar, não perca. Sério, você vai descobrir muito sobre seu eu escritor e ainda vai poder conhecer novas pessoas e compartilhar suas experiências.

Meta: - | Palavras escritas: - | Total: -

Dia 11 de Janeiro, quarta-feira (Semana 01)

Estou muito feliz em dizer: eu escrevi pela primeira vez a minha história. Sim, depois de quase dois anos sem escrever nada, fiz isso hoje e foi maravilhosamente assustador. É estranho, em partes, porque não estava familiarizada com minha escrita, mas foi bom porque finalmente dei meu primeiro e grande passo. Já se passava de meses que estava apenas planejando a história, acertando roteiro, ficha de personagem, e tudo mais, porém hoje tudo isso mudou. O NaNo contribuiu muito pra isso e eu só tenho a agradecer por me dar essa motivação. 

Bom, agora em diante tenho que manter esse ritmo e escrever todos os dias certa quantidade de palavra para que no final do mês minha meta seja alcançada. Mas a questão que está me deixando receosa é que minha rotina vai voltar, pois eu não só escrevo e administro o blog, tenho uma série de coisas pra fazer, entretanto não quero deixar tudo isso de lado, então terei que dar um jeito de conciliar tudo. Só ainda não sei como irei fazer isso.

Meta: 15K (mensal) 750 (diária) | Palavras escritas: 783 | Total: 783

Dia 12 de Janeiro, quinta-feira (Semana 01)

Hoje foi um dia bem decepcionante em relação a qualquer coisa da minha vida. Não tive vontade alguma de escrever, e se escrevi alguma coisa foi graças a um sprint ou outro que participei, mas logo ao chegar ao último da noite, fiquei encarando meu word e posso dizer que ele chegou a falar “você não vai conseguir, desista”. Estou tão desanimada, pois estou escrevendo um dos primeiros capítulos, e eu não sei vocês, mas não consigo me sair bem neles, fora que como fiquei muito tempo sem escrever, eu ainda estou um tanto perdida em algumas questões. Entretanto, com a ajuda das meninas do chat, eu aprendi algumas coisas que podem me ajudar bastante nesse processo. Enfim, não produzi muito e isso vai fazer com que minha meta fique atrasada, mas nada desesperador. Espero conseguir ter melhores resultados amanhã.

Meta: 15K (mensal) 750 (diária) | Palavras escritas: 236 | Total: 1019

Dia 13 de Janeiro, sexta-feira (Semana 01)

Hoje eu achei que realmente não iria conseguir escrever, já que acordei bastante tarde e tinha pouco tempo para escrita, mas na verdade aconteceu o contrário. Escrevi mais palavras do que os dias anteriores, porém ainda não coloquei a meta em dia. Comecei em um sprint e me saí razoavelmente bem, então decidi participar de outro, mas minha internet caiu bem na hora e eu fiquei o resto da noite sem. Escrevi mais um pouco, fiz algumas edições para o blog, pois tenho que deixar tudo organizado para essa semana. Em geral, foi um dia produtivo, além de ter escrito bastante e ter editado, consegui relaxar em relação a escrita, utilizando a dica de não reler sua história nessa primeira parte do processo. Tudo que estou escrevendo ainda vai ser analisado com mais calma e reescrito, o que me tranquiliza um pouco. Entretanto, notei que preciso expandir meu vocabulário e conhecer novas estruturas de textos, então preciso encaixar a leitura na bagunça que é minha vida. Bom, vamos ver como vou me sair. 

Meta: 15K (mensal) 750 (diária) | Palavras escritas: 1000 | Total: 2019

Dia 14 de Janeiro, sábado (Semana 01)

Estava um tanto desanimada no início do dia, já que teria que escrever a mais que a meta diária, pois não podia deixar que acumulasse - já que teve um dia que escrevi abaixo dela -, mas fico feliz em dizer que consegui escrever o que fora planejado para a semana, cerca de 3 mil palavras. Estou muito contente por isso e sinto até um alívio em saber que está indo tudo nos conformes, porém ainda tem 12 mil palavras pela frente e terei que suar bastante para vê-las no word. 

Essa semana foi espetacular, pois finalmente pude ler as primeiras palavras da minha história. Fiquei tanto tempo somente no processo de planejamento que cheguei a pensar que nunca chegaria o dia que poderia ler o meu livro, mas posso finalmente dizer que ele está sendo escrito e que vai sair! Mesmo sabendo que ainda estou na primeira parte do processo e que ainda terei que analisar a história com mais calma, reescrever e ver o que é melhor para trama, sinto uma grande empolgação (muitas vezes não dar nem para conter). Obviamente o NaNo fora de época me ajudou muito neste quesito e está sendo divertido participar e compartilhar minha experiência com as meninas do chat. Aliás, gostaria de agradecer a todas por terem me dado dicas, aconselhado e por contar como está sendo para elas participar. Através dos sprints conseguimos desafiar nós mesmas e dar sempre um passo a mais em nossas histórias. Enfim, está sendo maravilhoso fazer parte disso tudo.

Na próxima semana ainda tenho grandes desafios pela frente e muita coisa nova para contar para vocês. Espero que me acompanhe nessa série e que eu possa te ajudar/motivar você a escrever qualquer que seja a sua história. Um grande beijo e nos vemos no próximo domingo!

Meta: 15K (mensal) 750 (diária) | Palavras escritas: 1084 | Total: 3103