repugnar

Precisamos conversar: Depressão e Suicídio

Eu não ia falar nada sobre isso por aqui, mas aí eu estaria indo contra a minha pessoa.
É preciso falar.
Eu, que sempre tive facilidade na escrita, tô numa corda bamba. Vamos lá.
Você já deve estar sabendo sobre o suicídio do Chester Bennington e isso me afetou de duas formas. A 1° é que esse cara fazia parte da minha família na minha cabeça. Parece que vi o meu sangue morrer junto com ele. Escutar a voz dele no momento é gatilho certo pra gaguejar de tanto choro. A 2° é que de 4 mortes que me impactaram na minha vida, esse é o segundo suicídio.
A depressão é traiçoeira, e é capaz de se fazer de amiga com a única intenção de te levar pro fundo do poço.
O que faz ela ser tão incompreendida é ela ser um monstro invisível. A sua batalha interna só é visível a aqueles que lutam dentro de si também.
Ansiedade não é querer que o final de semana chegue logo. Ansiedade é se sentir perdida, desamparada, pensamento acelerado, vozes na cabeça, tremor, angústia.
Síndrome do pânico não é neurose. SDP é achar que algo ruim está prestes a acontecer num dia lindo, é ter medo de entrar num carro, é querer gritar no vazio, é ter como duas únicas opções a loucura ou a morte.
A depressão é não ter forças pra gritar. A depressão é não se importar de entrar no carro. A depressão é acolher as vozes como velhas amigas. A depressão é não temer a loucura e nem a morte. Depressão não é tristeza. Depressão é vazio.

Vemos um show tão vazio de empatia e amor ao próximo. Parecem mais ossos cinzas fantasiados de almas cor-de-rosa. Não há como você estender a sua mão pra ajudar ao mesmo tempo que julga a dor dele, mesmo que em silêncio. Não há como você se dizer entendedor de todo esse caos e dizer que é um egoísmo. Parece que nós sabemos que vocês tiram a fantasia de alma pra dormir.
Se não há nada de bom a ser dito, não diga.
Se não há nada de bom a ser feito, não faça.
Se não há como ajudar, não atrapalhe.
É uma luta infernal diária em que não precisamos do empurrão de terceiros.
Eu, Jeniffer, não me lembro a última vez que me senti completamente eu.
É como se a minha cabeça tivesse acolhido todo esse caos e aceitado a convivência. Eu estou bem, juro, mas vivo num misto de implorar por rostos e conversas e repugnar contato humano. Eu não sou uma pessoa indecisa, eu não sou bipolar. Eu só sinto tudo, e não sinto nada. Nada.

Voltando ao geral.
Pra uma pessoa cogitar o suicídio ela precisa estar completamente baleada. Eu perdi 2 pessoas que eu amava pro suicídio e já me encontrei em situações em que eu gritei pra semi-conhecidos ajuda pra me livrar de um.
Não é egoísmo. Não é falta de Deus. Não é fraqueza.
É desespero.
É a vontade absurda de querer recomeçar a vida e saber que não pode. Querer dar reset no cérebro, nos atos, nos traumas, nos anseios, nas mágoas, nos erros.

Se você sofre, peça ajuda.
Não se envergonhe. É preciso ser dito. Está tudo bem não estar tudo bem, mas eu prometo que ficará. Comigo ficou. Se eu pude, você também pode!

Se você não sofre, fique atento.
Olhe ao redor e enxergue com os olhos da alma, você pode salvar uma vida. Não seja motivo da derramada de sangue.

Suicídio não é frescura.
É querer respirar… Calando a respiração.

Vai ficar tudo bem.

CENTRO DE VALORIZAÇÃO A VIDA: LIGUE 141

Eu não tenho planos de ir embora, querida. Você pode namorar mil caras legais e sair para jantar com ainda mais, porém, não vai me afastar. Eu sei que no final de todas as noite nossas lembranças aparecem para elucidar sua mente. Você sabe que seu lugar não é na poltrona J12 de um cinema barato com um homem que conheceu em uma festa junina ou muito menos aos beijos no banco de trás de um carro de luxo com o amigo bem sucedido do seu pai. Você não é dessas. E quando eu falo “dessas” não quero dizer dessas que ficam por ai beijando em público ou fazendo sexo em lugares inadequados, você é exatamente assim e inepto é quem não gosta disso, eu adoro essa sua singularidade, é excepcional, mas quando é comigo. Você não é dessas de sair com outros além de mim. Por que tem vergonha de assumir isso? Você não combina com esses sujeitos cheios de gel no cabelo assim não combina com essa blusa apertada e esse colar de perolas que você precisa usar para frequentar os restaurares chiques que eles a levam. Que jogo é esse que está fazendo, meu amor? Saindo da própria realidade na tentativa de me afastar. Acha mesmo que tentando ser outra pessoa seu cérebro vai repugnar ou esquecer o quanto você gosta de fazer sexo comigo no chão frio da sala? Não é assim que funciona, você está fadada a mim. Tenho certeza que os tapetes do seu quarto gritam o quanto estão sentindo minha falta e sua cozinha não é a mesma sem mim ao fogão fritando suas batatas, nem preciso comentar da decoração erótica da sala, não é? Sua casa tem meu cheiro e eu sei que cada detalhe na rua faz você lembrar de mim. Esse é o merecimento que ganhei por aceitar sua exigência de andar a pé para começar a melhorar o meio ambiente dos pequenos detalhes. Já passamos juntos por cada esquina do seu bairro e eu sei que cada uma delas faz você lembrar de mim; sei que no muro daquela casa ao lado do mercado moram as irmãs das flores que roubei para ti e que duas quadras dali vende o chocolate que sempre comprávamos nos domingos. Sei que a vida te assombra com minha presença. Mas eu não vou deixar isso ser mais fácil para você. Vou bater na tua porta todos os dias da semana. Vou te mandar milhões de mensagem de texto lembrando daquela sua blusa de personagem que esqueceu na minha casa. Eu não vou me afastar e te entregar para esses homens-de-negócio. Você não é dessas. Não é dessas que foge do amor porque ele te assusta, que expulsa a felicidade só porque ela depende de outra pessoa, que recusa café doce porque teme diabetes. Você não é medrosa, querida. Esqueceu quando pulamos no mar daquela ponte em pleno inverso? Você teve medo, eu também é claro, mas pulamos ainda assim, com medo. Não nos vestimos e fomos embora, não corremos para um clup aquático de águas rasas. Pulamos ali mesmo, sem pensar muito, só pela adrenalina, pela emoção, pela felicidade que as lembranças desse dia nos causaria, pela história extraordinária para nossos netos. Você tem que fazer a mesma coisa com nosso amor, baby, não tem que pensar muito e questionar se deve desejar se jogar em caras mais calmos e sem graça. Não deixa esse medo tolo te afastar da loucura do nosso amor, do nosso futuro. Sei que é algo novo e desconhecido para você, eu entendo que esteja com medo e não acredite que um sujeito como eu possa ter mudado, mas eu mudei e vou segurar sua mão todos os dias se precisar, até o medo passar, mas não se esconde de mim, se você não se permitir como vai saber que eu sou o homem da sua vida?
—  C.V Rabel
Mas eu quero que você saiba que por mais que todas as pessoas conspirem contra nós, mesmo que todos os momentos não nos favoreçam eu sempre estarei aqui. Por mim, por você, por nós. Estarei aqui até quando a ultima parte da minha esperança morrer. Porque eu sei que atras desse jeito iceberg de ser, você é um cara maravilhoso. E pode ser mais do que isso, muito mais. Não liga quando eu gritar, xingar ou falar besteira, é apenas meu jeito de mostrar que me importo. E me importo muito.
—  repugnar-se