represa

Autossuficiente. É assim que a maior parte de nós deveria ser, ou pelo menos fingir. Entenda, nem toda metade da laranja, do limão ou do coração, que você encontrar vai ser a sua, mas também não a destrua por não ser, pois uma rachadura se quer que fique irá impedi-lá de se encaixar na metade certa. Há muitos sofrendo pela peça errada do quebra-cabeça, se encaixando em aberturas incompatíveis e aceitando qualquer falso amor que lhes é oferecido, qualquer eu te amo cuspido de bocas duvidosas. Não se enxergue como gota d'água quando na verdade és uma represa inteira, se ainda ninguém ficou é porque eram meras caixas d'água de mil litros, não suportaram a vastidão do teu ser e do seu sentir. Sorria, sofria, mas não esqueça, a sua metade compatível do miocárdio pode estar na próxima esquina, no próximo olhar ou até mesmo no seu próximo final.
—  Simone Ribeiro.
O amor e as represas são iguais: se você deixa uma brecha por onde um fio de água possa se meter, aos poucos ele vai arrebentando as paredes, chega um momento em que ninguém consegue mais controlar a força da correnteza.
—  Paulo Coelho.
flickr

Muitas vezes, durante os meus passeios, quando sou levado a deter-me perante uma visão e um sentimento que se me afiguram excepcionais, paro, tento abrir os olhos um pouco mais e, como quem respira fundo, enchendo os pulmões até ao limite da sua capacidade, pergunto-me o que é que será possível fazer para preservar aquilo, aquele momento, aquela coincidência entre uma visão e um sentimento.“

Alexandre Melo in "O viandante esclarecido”.

Uakti - Bachianas Brasileiras nº 5 - Ária www.youtube.com/watch?v=uXyBk211pXI

Havia amor? Ainda há. Mas há também em mim a necessidade de algo que ele não pode me dar. Embora as nossas vidas tenham sido traçadas para que um dia os nossos caminhos se cruzassem, hoje tivemos que mudar de estrada. Seguimos por direções contrárias. O amor não pode mais continuar nos guiando porque os ponteiros das nossas bússolas apontam para lados opostos. O que nos resta é seguirmos para não continuarmos perdidos. Vamos em frente porque a vida segue. E o que foi bonito fica com toda força. Na mala, nada desnecessário. Sem muito peso, sem mágoa, sem raiva, sem ressentimentos. Apenas algumas fotos, a falta que vamos fazer um ao outro, a lembrança de cada abraço, do toque, do cheiro, do gosto do beijo, da maciez dos lábios, da quentura do corpo, dos momentos em que fomos felizes juntos e a certeza de que não cabemos mais na mesma cama, nos mesmos planos, nem nos mesmos sonhos.
—  Ogrodoce. - E não viveram felizes para sempre.

Porque quando você chegar, darei o maior passo que eu puder, e porei fim em qualquer milimetro de distancia que ainda couber entre nós. Vou tocar as suas mãos, e vou sentir meu corpo todo se arrepiar com esse gesto. Vou passar a ponta dos meus dedos no seu rosto, no seus lábios, no seu sorriso de menino levado. Vou ficar na pontinha dos pés, só pra poder tocar seus cabelos, e sentir a maciez que imagino que ele tenha. Vou olhar esses seus olhos cor de mar, e tentar não me afogar neles. Então quando as lagrimas tocarem meu sorriso, eu vou então cair em mim, e ver que você é real. Que nosso encontro é real. E me lançarei em seus braços, e esse abraço será do tamanho da eternidade que passamos separados, do tamanho da eternidade que quero passar ao seu lado. Te farei cosicas. Elogiarei seu sorriso. Sua camisa azul. Rirei de suas orelhinhas de duende da disney, puxarei o seu braço só pra ver seu cotovelo. Juntarei nossas mãos, e me emocionarei com a forma em que elas se encaixaram facilmente. Andaremos pelas ruas, e nossos passos terão o mesmo ritmo, quase como sincronizado. Nossas risadas se misturaram, confundindo-se uma na outra. Minha fala interrompera a sua, no meu anseio de mostrar o quanto estou feliz. Você pedirá para que eu fale primeiro, e eu não vou dizer nada, porque quero te ouvir, quero absorver cada parte de você. Te decorar e redecorar. E depois escrever textos suficientes para formar um livro, sobre cada detalhe seu. E no final do livro escreverei, aguardem o próximo, ainda existe muito dele para conhecer, para amar. Tomaremos um café cheios de guloseimas acompanhando. Assistiremos um filme ou dois. Nos beijaremos. Faria cafuné em seu cabelo, te poria pra dormir, sua cabeça em meu colo, enquanto eu contenho as minhas lagrimas de emoção, que jorram como uma represa aberta. E então a noite cai, e eu me despeço de você. Com o coração cheio de saudades, por aquela despedida. Me perguntando como viverei as próximas horas longe de você. Me perguntando como conseguir viver por tanto tempo. Sorrirei para ti, e dou um passo ou dois. E você me chama, e me pergunta: Amor, não tá esquecendo de nada? Então eu penso comigo: Opa! Vou poder te levar pra casa comigo? E você rira e dirá: Esqueceu de dizer que me ama! E abaixará a cabeça, timidamente, por ter perguntado. Então eu me aproximarei de você, tocarei seu rosto, e direi a você: Eu não disse hoje, porque eu passei esse tempo todo dizendo. Hoje, eu quis demonstrar a você. Até amanhã meu menino, se cuida por mim, eu amo você. “ _ C

WATER VOCABULARY – English – italianoespañol


water – (l’)acqua [f.](el) agua [f.]

lake – (il) lago(el) lago

pond – (lo) stagno, (l’)acquitrino [m.](el) estanque

river – (il) fiume(el) río

stream – (il) ruscello(el) riachuelo, (el) arroyo

waterfall – (la) cascata(la) catarata, (la) cascada, (el) salto de agua

sea – (il) mare(el) mar

wave – (l’)onda [f.](la) ola

tide – (la) marea(la) marea

high tide – (l’)alta marea(la) marea alta, (la) pleamar

low tide – (la) bassa marea(la) marea baja, (la) bajamar

ocean – (l’)oceano [m.](el) océano

cloud – (la) nuvola, (la) nube(la) nube

rain – (la) pioggia (la) lluvia

precipitation – (la) precipitazione (la) precipitación

storm – (il) temporale(la) tormenta

ice – (il) ghiaccio(el) hielo

ice crystal – (il) cristallo di ghiaccio(el) cristal de hielo

glacier – (il) ghiacciaio(el) glaciar

snow – (la) neve(la) nieve

snowflake – (il) fiocco di neve(el) copo de nieve

hail – (la) grandine(el) granizo

frost – (la) brina(la) escarcha

water vapor, water vapour, aqueous vapor – (il) vapore acqueo (el) vapor de agua

dew – (la) rugiada(el) rocío

mist – (la) foschia [«i» is the stressed vowel](la) neblina

fog – (la) nebbia(la) niebla

humidity – (l’)umidi[f.](la) humedad

flood – (l’)inondazione [f.] (la) inundación

seaquake – (il) maremoto (el) maremoto

aridity – (l’)aridità [f.] (la) aridez

drought – (la) siccità(la) sequía

irrigation – (l’)irrigazione [f.] (la) irrigación

water well – (il) pozzo(el) pozo

aqueduct – (l’)acquedotto [m.] (el) acueducto

dam – (la) diga(la) presa, (la) represa, (el) dique

pool – (la) piscina(la) piscina


sources: en.wikipedia, it.wikipedia, es.wikipedia, wordreference.com


[Please, feel free to correct my mistakes and/or add other words. Thank you!]

Os versos estão dançando

As lágrimas finalmente romperam as represas do meu coração, o silêncio já não pode mais ocultar as marcas deixadas pela indiferença, uma nova jornada irá começar.
Não serão dias tranquilos, inúmeras tempestades irão marcar estes momentos de transição, mas estou convicto, não pretendo retornar para os nefastos pesadelos.
Aos poucos, estou transpondo as páginas em branco, pois os versos estão dançando no ritmo das histórias compartilhadas.
Os primeiros sorrisos brotaram, em breve eles irão desabrochar, trazendo de volta a doçura do sonhar.

Jundiba