renda de bilros

Renda de Bilro

A renda de bilro surgiu no século XV, na Itália e anos depois esta arte chegou à França invadindo a Corte do Rei Luís XIV e os centros produtores de Portugal e posteriormente para toda a Europa.

Entrando em decadência a partir do século XVII. Nos Açores, o artesanato se manteve forte onde em seguida foi trazido para o Brasil com a colonização portuguesa.

Evoluindo do bordado, a renda de bilro ou almofada se diferencia por ser executada com os pontos no ar, sem o tecido como apoio. São fios presos por uma extremidade a uma das pontas do bilro e outra presa por alfinetes, num cartão (pique) em cima de uma almofada. Os materiais utilizados em sua confecção são os fios como matéria-prima e os instrumentos de trabalho como os bilros de madeira, a almofada, alfinetes e cartões perfurados com os “moldes”.

É a maior expressão do artesanato local devido à forte presença açoriana em Santa Catarina. E em matéria de trabalhos manuais de tradição popular, as rendas de Florianópolis vêm se mantendo através dos anos despertando o interesse de pessoas das mais diversas culturas.