removedor de maquiagem

Preference #7: Drunk Girl.

Situação: s\n está bêbada ou de ressaca e ele cuida dela.

Espero que gostem <3


Harry:

s\n ria como uma criança, mexendo em meus cabelos enquanto eu olhava para a estrada.

-Amor.-Me chamou com a voz embriagada.

-Hum.

-Eu to com saudade.-Disse descendo sua mão para a minha perna.

-Mas eu estou aqui.-Sorri.

-Eu sei, to com saudade de outra coisa.-Se sentou melhor no banco.

-De quê?-A olhei.

-Não se faça de desentendido, Styles.-Disse cruzando as pernas, fazendo com que sua saia levantasse um pouco.

-Eu não faço ideia do que você tá falando, amor.-Voltei minha atenção para a rua.

-Eu quero sexo Harry, to com saudade de transar com você.-Disse soltando o cinto e se aproximando no banco.

-Transamos ontem, s\n.-Disse tenso ao sentir a mão de s\n entrar em minha calça.

-Eu sei, mas estou com saudade.-Disse baixo e com a voz rouca, ela sabia que isso me exitava.

-Estamos quase em casa.-Engoli seco ao sentir sua mão roçar em meu membro.

-Quer dizer que quando chegarmos você vai me jogar na cama e me foder?-Sussurrou em meu ouvido, suspirei com o pensamento.

-Não.-Estacionei.-Você vai tomar um banho frio.-Tirei a mão de s\n da minha calça e sai do carro.

-O que?-Ela disse quando abri a porta do seu lado e a ajudei a descer.-Harry, eu quero transar e não tomar banho.-s\n riu quando suas pernas falharam e eu a segurei. 

Caminhei com s\n agarrada em meu ombro e abri a porta com dificuldade, fechei-a e peguei s\n no colo para subir as escadas, larguei minha namorada na cama e fui até o banheiro, colocando o banheiro no frio, quando voltei ao quarto s\n havia tirado a saia e agora tirava a camiseta.

-Amor.-Me chamou manhosa.-Por favor.-Largou a camiseta no chão.-Não tá vendo que eu to louca por você?-Perguntou abrindo as pernas, a calcinha púrpura tinha uma pequena mancha molhada.

-s\n, eu quero muito jogar você nessa cama e te foder a noite inteira.-Falei me aproximando e fazendo-a sorrir.-Mas eu ainda sou um bom namorado, então vem tomar um banho.-s\n fechou o sorriso e negou com a cabeça, suspirei e agarrei-a no colo, ela esperneou um pouco e deu um grito quando ficou de baixo da água gelada, me puxando junto.

Depois da água ter curado um pouco do porre peguei uma toalha e sequei seu corpo, levei-a para o quarto no colo novamente e lhe entreguei um pijama confortável, arrumei a cama e me deitei ao seu lado em baixo das cobertas.

-Você está certo.-Ela disse baixo, com a voz sonolenta.-É mesmo um bom namorado.-Sorri e beijei seus cabelos enquanto a puxava mais para mim.

Liam:

Cocei minha cabeça ao ouvir o barulho vindo do banheiro, caminhei até lá e abri a porta lentamente, s\n estava de joelhos em frente a privada, me aproximei dela e agarrei seus cabelos, afastando-os do seu rosto.

-Está tudo bem?-Perguntei depois de vê-la dar mais uma gorfada mas nada sair.

-Você acha?-Perguntou limpando a boca com as costas da mão.

-Vem aqui.-Larguei seus cabelos e a ajudei a levantar, s\n estava toda suja de vômito, não cheirava bem e sua maquiagem estava borrada.-Você precisa de um banho.

-Sei disso.-Suspirou. Fechei a tampa da privada e dei descarga.

-Senta.-s\n desabou em cima do assento branco e me olhou, fui até a banheira e liguei a água, voltei até minha namorada e peguei o removedor de maquiagem no armário ao seu lado, passei um pouco em um algodão e removi os restos espalhados pelo rosto dela. Voltei a banheira e desliguei a água, coloquei alguns sais de banho e voltei para a garota sentada. 

Despi s\n e a levei até a banheira, ajudando-a a entrar, peguei uma esponja e passei em suas costas, coloquei um pouco de shampoo em minha mão e ensaboei os seus cabelos, depois passei o condicionador.

-Você tem jeito para isso.-Ela disse depois de se vestir e sentar na cama.

-Te dar banho?-Perguntei pegando uma aspirina na gaveta ao lado da cama.

-Cuidar de mim.-Disse sorrindo.

-Esse é o meu trabalho.-Falei pegando o copo de água que servira e entreguei a ela junto ao remédio.

Louis:

Caminhei pelo quarto em silêncio, eram quase duas da tarde e ela ainda dormia, fui até a cozinha e fiz um café forte, servi um xícara e coloquei em uma bandeja, junto de um pão e duas aspirinas. 

Voltei ao quarto e ela estava sentada na cama, com as mãos na cabeça e os olhos fechados, sorri com a cena e liguei a luz, s\n fez mais uma careta.

-Como vai a ressaca?-Perguntei me sentando na cama.

-Uma merda.-Resmungou.

-Trouxe isso para você.-Coloquei a bandeja na cama.-Vai ajudar.-s\n fitou a comida e sorriu para mim.

-Obrigado.-Agarrou as aspirinas e as colocou na boca, engolindo-as com um gole grande de café.-Ew, está sem açúcar.-Fez uma careta, sorri.

-É para curar ressaca, o que esperava?-s\n colocou a língua para mim e deu mais um gole no café.

-Acho que vou morrer.-Resmungou se encostando no travesseiro.

-Por que?-Perguntei sorrindo.

-Minha cabeça tá doendo.-Fez beicinho. Ri e peguei a bandeja.

-Dorme mais um pouco, vou arrumar a bagunça de ontem.-Beijei sua testa e sai do quarto.

Niall:

Minha cabeça parecia que estava prestes a explodir, massageei minhas têmporas com a ponta dos dedos mas não aliviou em nada, vi a porta ser aberta e suspirei com o barulho.

-Como está se sentindo?-Niall perguntou sentando na ponta da cama.

-Como se um rinoceronte tivesse dançado em cima de mim.-Resmunguei fazendo-o rir, dei-lhe um tapa no braço e voltei a massagear minha cabeça.

-Não deveria me bater.-Niall disse como se estivesse ofendido.-Por que olha o que eu tenho.-Ergueu uma pequena cartela de analgésicos e a balançou.

-Me dá.-Pedi e Niall negou com a cabeça.-Por favor.

-Um beijo primeiro.-Me ofereceu sua bochecha.

-Estou com dor demais para beijar.-Passei as mãos nos cabelos.

-Sem remédio então.-Niall deu de ombros. Bufei e agarrei seu rosto, dando um beijo em sua bochecha e depois em seus lábios.

-Satisfeito?-Niall sorriu.

-Muito.-Me entregou a cartela e uma garrafinha de água que eu não fazia ideia de onde tinha vindo.

Zayn:

-Não quero ir embora. -Resmunguei enquanto Zayn puxava o meu braço pelo estacionamento.

-Amor, temos que ir para casa,  você está bêbada.

-Não estou nada, estou muito bem!-Parei de andar.-Quer ver?-Zayn suspirou e largou minha mão.-Vou colocar meus saltos novamente e andar em uma linha reta.

-Suicídio.-Disse cruzando os braços.

-Cala a boca.-Me segurei em seu ombro e calcei os sapatos.Tentei caminhar mas minhas pernas falharam e eu quase cai, se não fosse por Zayn que me segurou.

-Eu falei.-Disse rindo baixo.

-Para de rir de mim, seu idiota.-Me ajeitei e dei um tapa em seu braço.

-Tira esse sapato e vamos para casa.

-Eu não vou.-Cruzei meus braços, Zayn ergueu uma sobrancelha e me olhou.

-Ah, mas vai sim.-Se aproximou de mim e me agarrou, me colocando em cima de um dos ombros.

-Zayn, me solta no chão!-Gritei movendo as pernas.

-Cala a boca, s\n.-Disse me dando um tapa leve nas nádegas e seguindo até o seu carro, Zayn me sentou no banco do passageiro e foi para o seu lugar. Não demorou muito para que chegássemos.-Coloca isso.-Me jogou uma camiseta sua.

-Não.-Tirei meus sapatos e me sentei na cama.

-s\n, deixa de ser marrenta.-Disse tirando a calça.

-Não me enche.-Resmunguei, Zayn terminou de tirar suas roupas, ficando apenas de cueca.

-Vou ter que tirar a sua roupa?-Perguntou se aproximando.

-Não.-Bufei e me levantei, tirei minhas roupas e fiquei apenas de calcinha embaixo da camiseta grande de Zayn.

-Vamos deitar?-Perguntou sentando na beira da cama.

-Vou dormir no sofá.-Respondi pegando um travesseiro e indo para a porta.

-Óbvio que não.-Zayn disse parando em minha frente.

-Sai da minha frente.-Disse colocando a mão na cintura, Zayn negou com a cabeça.-Zayn, sai da minha frente.-Repeti com a voz mais grave, Zayn riu e me pegou de novo, deixando o travesseiro cair.-Mas que merda, pretende me pegar no colo toda vez que não fizer algo que você não queira?-Perguntei o ser largada na cama.

-Se fizer algo infantil, sim.-Zayn subiu na cama também.-Agora vamos dormir, por favor.-Se deitou em baixo das cobertas.

-Meu travesseiro caiu.-Disse indo para baixo das cobertas também.

-Você não precisa de um.-Disse me puxando para deitar em seu peito.

-Você é um idiota.-Resmunguei já no escuro. Zayn riu baixo.

-Eu sei, mas eu te amo.