rebeldes~

painful-fantasy  asked:

Los signos como Rikky, Emma y Cloe de la serie H2O??😗

Emma: Tauro,virgo , Capricornio, libra

 Emma es segura y responsable. Desarrolló una necesidad de ser perfeccionista. Ella disfruta de ser la más organizada de las chicas y no puede dejar de animar a otros a hacer lo mismo.

Cleo: Cáncer, Piscis, Escorpio, Acuario

Cleo es, a menudo, insegura y un poco tímida. Es la más “femenina” de los tres y hace todo con buena intención. 

Rikky: Aries, Géminis, Leo,Sagitario.

Rikki es muy rebelde, independiente, sarcástica y despreocupada, dice lo que piensa sin pensar en que sus opiniones podrían herir los sentimientos de otras personas. Ella puede ser muy cabezuda y tiene un es temperamental.

Perdón por tardar mucho con la repuesta, no me acordaba mucho de la serie y tuve que investigar, fue muy divertido y recordé cuanto amaba la serie!! :3

eu tive um professor de português uma vez que fez a turma levar poemas que fossem sobre amor. eu, bem leitora pré adolescente rebelde, levei aquele do Pessoa sobre como as cartas de amor são ridículas e, caso não fossem ridículas, não seriam de amor - ao que a maioria das minhas amigas me julgou abertamente
e agora eu já me habituei a todo mundo me achar um absurdo ambulante porque eu não boto o amor num pedestal e devoto a minha vida a ele, o intocável e perfeito, sem defeitos, sem falhas, sem mentiras ou hesitações, o amor romântico
mas na época eu só queria entender como era tão difícil pra todo mundo entender algo que me era tão óbvio: que o amor não é esse gesto monumental que se vê numa tela de 10m a 25 reais o ingresso. o amor, ele não é isso. isso é o capitalismo fantasiado de romance. o amor é todas as coisas pequenas, banais, ridículas e, como termina pessoa, esdrúxulas. o dia a dia. o idiota. a coincidência casual. o que ninguém eleva, o que ninguém vê.
talvez essas sejam as duas verdades mais certeiras que ouvi sobre o amor em toda a minha vida: que dele provém cartas necessariamente ridículas, e que ele é tudo aquilo que dissemos que não seria
não era uma crítica, sabe, quando eu levei o poema pra sala. era um abraço: tá todo mundo afundando no mesmo barco de amores românticos falidos e ridículos - com suas cartas românticas ridículas
mas o amor não romântico-capitalista vai salvar a gente, é uma promessa