querida aricia

Querida Arícia,
Finalmente aceitamos que precisávamos tentar, se não nunca conseguiríamos seguir em frente. Agora combinamos bem com comédias românticas de sábado no Netflix e canções cafonas sobre amor. Hoje quando deitei minha cabeça no travesseiro para assistir um filme, obviamente romântico, eu nos coloquei no lugar dos protagonistas. Eu acho que você não faz ideia do como isso é importante para mim, mas eu sei que um dia saberá, porque eu permitirei que você me conheça de verdade, dessa vez sem barreiras. Não existe nada mais delicioso e a prova mais clara do mundo que eu estou apaixonada por alguém, do que quando eu me coloco no papel da mocinha apaixonada em um filme. Não sei, sinto que agora posso te amar sem cura, sem causa, sem me preocupar em medir as coisas porque afinal, nós nunca saímos do querer ser para realmente ser algo como estamos fazendo agora. Eu sei que algumas pessoas podem pensar que estamos atrasadas e de fatos estamos. Demorou apenas 3 anos para isso acontecer. Alguns poderiam ver isso como mais de 600 dias a espera de alguém ou dar ênfase nos 3 anos como se fosse uma causa perdida que nós conseguimos recuperar, mas eu acho que foi o tempo certo. O tempo que eu precisava para entender tudo isso e o tempo que você precisava para amadurecer, até o seu gostar ficou mais maduro, mais sensato e menos dolorido e você sabe disso. Não que eu não gostasse do gostar exagerado, claro que não. Mas eu penso em você e como as coisas te afetam e eu sabia que o seu gostar demasiado também era um sofrimento inevitável, porque eu sou complicada e sempre te disse isso abertamente e você aceitou, então a única escolha que tinha era deixar o tempo agir como remédio ou como cura. Mas aqui estamos nós, apaixonadas e o melhor, ligadas por um namoro realizado graças a um fio de barbante colocado em seu dedo na sala de estar da tua casa enquanto assistíamos Nickelodeon. Eu sei que nós vamos brigar muito e terminar se amando na cama do teu quarto, eu sei que vamos ter discórdias por coisas idiotas, eu sei que vai rolar ciúmes, que vai ter o futuro para estremecer as bases, mas calma! Não precisa se preocupar com isso agora. Nós já fomos sobreviventes de nós mesmas. De toda desistência colocada como foco em nossa cabeça, eu não consegui. Eu nunca consegui escrever bem de alguém como eu escrevo de você. Aquele dia, enquanto você me beijava e eu acabei engolindo o choro sem saber porque, é que eu não acreditava que nós havíamos vencido. Caramba! Eu sei de tanta gente que teria desistido da nossa história, que faz ela parecer um milagre. Eu poderia escrever um livro sobre você e como você é diferente de todas as pessoas que eu conheci. Eu estou em uma época bem louca da minha vida, cheia de foco, como se o futuro fosse amanhã e eu não consigo não te imaginar lá. Eu indiretamente te via no futuro, mas eu sou orgulhosa demais para falar que você tem seu espaço lá, você sabe. Se eu não tivesse ficado com você, eu não teria me perdoado o resto da vida. Então vê se não morre praia meu amor e que continue a nadar, lembra? Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Eu te amo.

PS: Você me faz querer te beijar em um dia solorado com Closing Time - Semisonic de fundo, porque agora, nós somos um filme.

—  Do meu amor se fez você - Alexandria J.

Então Pietra, sabe o que é?

Eu me sinto tão feliz quando eu estou perto de você, que ás vezes tenho uma necessidade sem necessidade de me expressar o tão bom que é para o mundo ver seus olhos de diamantes pretos pousados sobre os meus.

Cada sorriso seu é um meu, entende? Sempre peço para você entender as coisas, para as pessoas entenderem as coisas, porque é mais fácil para mim falar, sabendo que você está entendendo, entende novamente?

Sempre penso que existem pessoas que correm por aí em direção ao mundo, buscando pessoas como você e logo depois eu penso em te apresentar para o universo, e dizer que se as pessoas vivessem o que eu vivo contigo, elas achariam a busca desnecessária.

Não existem pessoas como você, existe você.

Se as pessoas me vissem na rua depois que eu te encontrei, elas me perguntariam o que é que está me fazendo tão bem, se talvez fosse algo que eu bebi, ou algo que eu usei ou até mesmo fumei…

Mas vou dizer que é você, que foi você que eu encontrei.
E se elas te conhecessem como eu conheço.

Eles me entenderiam.

Eu não vou embora novamente, porque se eu for, meus sorrisos ficam com você, e sua tristeza entristece a minha,
E eu só quero sorrir, sorri por ter
por ser,
e conhecer
você.

Com sorrisos, muitos.

Alexandria Jane.

—  Sorrisos - Alexandria Jane.

Me pergunto muitas vezes, centenas se me deixarem perdidas em meus devaneios, onde poderíamos chegar. Eu vejo sempre uma estrada longa onde eu pudesse ver seu rosto cansado dormindo no passageiro enquanto eu dirijo nesse afastado caminho para lugar nenhum ao som da rádio do carro que parece ser exatamente algo que se encaixe na trilha sonora do momento, enquanto os meus dedos percorrem seus fios negros com um toque delicado para que você se sentisse confortável com tudo. Seu cabelo fazia um percurso breve entre os vãos da minha mão eu me questionava mais centenas vezes onde eu havia tirado tanta delicadeza para tocar alguém dessa maneira.

Eu odeio querer estragar tudo de vez em quando, odeio mais ainda quando você não pensa em odiar isso e de fato acaba estragando. Nunca tudo, porque eu jamais deixaria. Eu sei que parece incrível, mas a massa pulsante que mantem todos vivos ainda permanece dentro de mim, eu não sou tão especial assim, eu ainda a tenho, assim como ainda tenho capacidade de sentir as coisas, mesmo sem a intensidade que muitos sentiriam. Eu canalizo ela em coisas que onde não vejo necessidade de reciprocidade, ela me assusta, por isso passo a maior parte do tempo não esperando nada de ninguém e ficando cada vez mais só. Eu já não espero mais isso de ninguém e eu preciso que saiba que isso não é pessoal, eu tenho algo, no meu mundo solitário, onde me vejo completamente sozinha e feliz, desculpa, a solidão não é triste para mim, quem dera se fosse, mas eu me sinto completamente acolhida nela. Eu me sinto feliz sozinha mas me sinto ainda mais acompanhada de você e essa cláusula é importante que você saiba, pelo simples fato de ser verdade. Você não conseguirá me tirar do meu paraíso particular e seguro e me manter no mundo real por muito tempo, porque eu não sou essa pessoa, mas você sempre terá tudo de mim enquanto eu estiver, eu faço parte daquelas pessoas que não tem mais um inteiro para oferecer, mas isso você sabe. E sabe também que minha metade é maior de que muita gente inteira. Se isso fosse uma entrevista para entrar na tua vida, a vaga seria minha.

Eu sei que não me parece saudável viver fora do mundo real, mas acredite eu conheço outros mais incríveis que esse, mas infelizmente é um lugar de uma pessoa só. Mas relaxa, meu amor, não importe por quantos eu passe, eu sempre manterei você.

Como sempre.

Com amor ou não,

Alexandria J

—  Centenas & Vezes. / Alexandria J.

Querida Arícia,
Nesse mesmo dia do ano passado, você me deu o melhor final de semana da minha vida. Aquela viagem para Brasília sempre vai ser algo que eu vou lembrar em qualquer estágio da minha vida – quando eu estiver no mercado fazendo compras, caminhando por um parque, lendo um livro… – Foi uma sensação tão forte de felicidade absoluta, daquelas que você fica se perguntando incansavelmente se um dia haverá sensações como aquela novamente. O ar que eu respirava combinava com meus pulmões, a vista, os acontecimentos e até seu pedido inesperado de namoro após sairmos de um show do Fifth Harmony. Sua companhia no meio de tudo aquilo, aquela maldita sala de cinema com aquelas poltrona fantásticas e um filme do David Lynch bem na nossa frente que de acordo que ia se passando o enredo, ia ficando cada vez mais impressionante. Você comprando o livro do filme porque sabe que eu gosto de ler. – e de ganhar presentes. Por mais que eu esteja magoada com você e imaginando você escolhendo com os dedos no Tinder minha próxima substituta para fazer você feliz de uma forma que você acha que eu não fiz – e adorando saber o tanto que você vai sair frustrada nisso, porque pessoas como eu dificilmente estão tão facilmente ao alcance dos dedos dessa forma. – eu ainda me sinto completa apenas por lembrar como aquele quarto de hotel detalhadamente bem decorado, com aquela sacada com uma vista horrível para uma construção e um lago, mas mesmo assim, parecendo que eu via Torre Eiffel, me fez sentir a pessoa mais completa do mundo. E poucas pessoas podem dizer que já se sentiram as pessoas mais completas do mundo. Imagina? Medir a tua felicidade como algo absoluto. Eu realmente não queria ir embora, eu lembro de cada detalhe daquela viajem e se me dessem a oportunidade de voltar no tempo, provavelmente seria para ela que eu voltaria primeiro. Eu acho que nunca me senti tão livre e tão conectada as coisas como me senti naqueles momentos. Sei que não fui depois daquele sonho e daquele aeroporto maravilhoso onde víamos os aviões partirem e chegar pelos vidros transparentes que nos permetia ver as pistas de pouso,  a melhor pessoa que você esperava. Talvez seu erro tenha sido sempre esperar o melhor de mim quando minhas condições emocionais não eram as melhores – e era tão óbvio. Eu não sei como eu entrei nesse fundo poço obscuro digno de uma narrações góticas encontradas em poesias de várias décadas atrás, desculpa te cobrir com as minhas sombras impermeáveis e de não ser seu conto de fadas, na verdade, nem espere isso de alguém o tempo todo, você vai sair frustrada, ninguém vive num mar de rosas – tudo bem que eu exagerava em viver longe de qualquer aproximação exagerada que pudesse abrir um pouco do meu coração de titânio. Mas venho treinado isso, eu realmente tenho. Não vou negar que as vezes não penso que deixar você ir é o pior erro que eu pude cometer. Seu braços sempre pareceram uma casa para mim, você sempre me confortou e um mundo sem você realmente me parece assustador acredite, mas são nesses momentos que eu devo aprender a caminhar sozinha. E mesmo cultivando essa magoa e orgulho por achar que você quer me superar mais rápido do que deveria, vá em frente, faça isso. Talvez você não se arrepende ou talvez

Você passe o resto da vida se lamentando.

Isso não vale só para você, claro.

Mas no momento, talvez pela magoa e pela pontada de raiva que eu oprimo, eu não estou arrependida. Eu nunca vou me arrepender de deixar alguém que quando termina comigo na outra semana um amigo meu vem me informar que sua cara está na porra de um aplicativo de celular de relacionamentos.

Boa sorte na tua jornada.
Eu vou esperar eu me curar de tudo isso, de tudo que eu sinto e que me impede de confiar nas pessoas – que pelo o que eu vejo não é atoa – e talvez, no futuro, me envolver com alguém que não pense em fazer isso na primeira semana de término. Ou  ficar com ex, ou dar selinho nas amigas e etc.

Beijos e saboreie minha última carta para você.

Sem amor, só magoa.

Alexandria fucking Jane.

—  (Até agora não acredito que eu fiz uma personagem perfeito só para falar sobre suas imperfeições.)