q lindo!

jaz001  asked:

Que significa q un chico tauro, me pida q le cuente historias de cuando era chiquita, y q quiera saber muchas cosas de mi?? att: Una leonina PD: Amo su Blog, q tengan un lindo dia...

Que tiene interés en ti y que posiblemente le gustes🌚
-Luis.💚

ONE SHOT - NIALL HORAN  PREGNANT

PEDIDO : “Oii amoree que sdds de vc 😍… queria pedir um do niall que ela quer ter um parto natural (😍) e ele é super fofo com ela na hora do parto… depois da recuperação dela eles conversam sobre o quanto foi lindo… acho q deu pra entender rs tava com sdds”


PS: DEMOROU MAS CHEGOU! ESPERO QUE GOSTEM. DESCULPA OS ERROS ORTOGRÁFICOS 

BOA LEITURA!!!!


 ———————————————————————————————–

“Niall!” Gritei para meu marido. Um líquido transparente começou a descer pelas minhas pernas. “Niall, Amor!” Gritei mais uma vez. Pude ouvir seus passos apressados subirem a escada, segundos depois seu corpo aparece na frente da porta.

“O que aconteceu?” Indagou ofegante. Niall trajava uma bermuda caqui e uma camiseta preta, seu cabelo estava levemente bagunçado. Embaixo de seus belos olhos azuis haviam escuras olheiras por conta do trabalho excessivo nos últimos dias. Niall vem trabalhando muito por conta da nova integrante da nossa família.

“A bolsa estourou” Falei desesperada.

Seus olhos pousaram em minhas pernas. Assim que viu a poça de água em baixo de meus pés um pânico tomou conta de seu rosto. Sua boca abriu-se e suas duas mãos foram colocadas sobre as mesmas.

“O que eu faço?” Indagou puxando os fios do cabelo para trás.

“Vamos para o hospital” Falei indo até ele.

Niall pegou no meu antebraço e ajudou-me sair do banheiro. Suas mãos estavam completamente suadas. Olhei para ele, e seu semblante era de preocupação. Talvez porque nunca presenciou uma cena dessa. Niall levou-me até o carro e voltou para dentro de casa. Ao voltar colocou a bolsa com as coisas necessárias no banco de trás. Sentou no banco do motorista e passou o sinto de segurança sobre seu corpo, colocou as mãos sobre o volante e lá mesmo deixou-as. Ele estava tenso.

“Vai dar tudo certo” Falei tentando passar confiança, ao mesmo tempo tentando convencer a mim mesma de que tudo iria dar certo. Pousei minha mão sobre a dele e sorri genuíno.

 

Niall ligou o carro e deu partida. As contrações começaram a aparecer. As dores eram fortes. Segurei no puxador que havia ao lado da porta com o intuito de fazer a dor diminuir, porém a tentativa foi em vão. Ao chegar, Niall desceu correndo do carro e foi até alguns guardas que estavam à frente da porta do hospital. Fechei meus olhos por alguns instantes tentando afastar a dor forte que sentia dentro do meu útero.

 NIALL POV’S

 

“Licença, a bolsa da minha mulher estourou, preciso de ajuda para tirá-la do carro!” Falei desesperado para um dos guardas que estavam parados na frente da porta.

“Onde ela está?” O guarda indagou “Vá chamar os enfermeiros” dirigiu-se para o outro guarda, que rapidamente entrou na parte interna do hospital.

“Está no meu carro” Falei apontando para o carro estacionado.

O guarda seguiu-me até o carro. Logo depois os enfermeiros chegaram junto a uma maca hospitalar. Tiraram (S/n) do carro e levaram-na para a parte interna do hospital. Segurei uma de suas mãos. Seus olhos mantiveram-se fechados o caminho inteiro, e naquele momento tive um medo horrendo de perde-la.

“O senhor não pode entrar” Uma das enfermeiras tocou no meu ombro alertando-me.

“Mas ela é minha esposa” Falei apontando para a maca onde (S/n) estava deitada.

“Eu sei, Senhor! Mas iremos prepara-la para o parto” A enfermeira respondeu-me cautelosamente. “Peço que por gentileza, o senhor possa esperar ali” Apontou para uma sala onde havia algumas pessoas sentadas. Acenei positivamente e fui para o lugar sugerido. Sentei-me numa das cadeiras vazias. Desbloqueei a tela de meu celular e enviei algumas mensagens de texto para familiares e amigos avisando que (S/n) estava prestes a dar à luz. Assim que enviei todas as mensagens guardei o celular no bolso novamente. Dentro da sala havia algumas pessoas, a maioria das cadeiras estavam vazias. Abaixei-me sobrepondo meus cotovelos sobre a coxa e cruzando as mãos num gesto involuntário pedi para meu Pai onipotente que no céu estava para cuidar da minha amada. Vi uma das enfermeiras que estava junto a (S/n) saindo da porta onde fui barrado. Levantei-me e fui até ela.

“Olá, minha esposa acabou de entrar na sala de parto. Ela está bem?” Perguntei tocando no ombro da enfermeira fazendo-a virar rapidamente.

“Olá Sr…” Ela me olhou tentando adivinhar meu nome

“Niall! Niall Horan” Apressei-me

“Sr. Horan!” Sorriu “Sua esposa está sendo preparada par dar à luz” respondeu olhando em sua prancheta.

“Será que eu posso acompanhar o parto?” Indaguei

 

A mulher com um jaleco verde água olhou surpresa para mim e acenou sorrindo com a cabeça. Ela me levou até uma sala, onde pregou um grande avental e uma toca que estavam num armário.

“Sabe, é difícil encontrar um cara que queira ver um parto” Ela sorriu e me entregou as coisas. Entrei em um banheiro ali perto e coloquei as coisas que a enfermeira me entregou. Após colocar o avental e a touca, a enfermeira me levou até a sala de parto. Ao entrar (S/n) estava deitada em uma maca e ao redor dela estava alguns médicos que iriam fazer o parto. Parei ao seu lado e peguei uma de suas mãos. Ela olhou para mim e sorriu. Beijei sua mão e sussurrei um “Eu te amo. Ela fez o mesmo, fechando os olhos logo após para fazer força.

Passaram-se alguns minutos e (S/n) ainda estava em trabalho de parto. Comecei a ficar preocupado pois estava demorando muito, os médicos pediam para ela fazer força, mas ela estava esgotada.

“Vamos lá! Estamos vendo a cabeça da criança” Um dos médicos falou.

Olhei para (S/n) e ela fechou os olhos como se aquele gesto ajudasse-a ter mais força. Os médicos pediam para ela fazer mais força. Foi ai que ouvi o choro. E ao ouvir o choro da minha filha tudo ficou calmo a minha volta. Olhei para minha esposa e em seu rosto estava estampado um belo sorriso de felicidade e alivio. Uma das enfermeiras que ajudou no parto de (S/n) colocou a bebe sobre os braços de minhas esposa.

“Será que você poderia tirar uma foto para mim?” Perguntei tirando meu celular do bolso. Ela acenou positivo para mim e eu entreguei meu celular a ela.

Abaixei-me para ficar do tamanho de minhas esposa junto a minha filha e sorri para câmera.

 

MESES DEPOIS

“Olha a sua cara de bobo Niall” (S/n) falou olhando para uma das fotos do álbum do nascimento de Olivia. Olhei para a foto e ri de mim mesmo. Olivia estava em meus braços e eu sorria calorosamente para câmera.

“Olha todo mundo junto nessa” (S/n) chamou-me novamente. Era a foto onde estava todos os nossos amigos na frente do hospital logo após (S/n) e Olivia terem alta. “Ficou tão linda” Ela disse sorrindo

Continuamos vendo as fotos.

“Olha a nossa primeira foto” Falei apontando para a foto tirada assim que a enfermeira colocou Olivia nos braços de (S/n). “Essa foto ficou tão linda” Falei olhando para (S/n). Ela pegou a foto da minha mão e sorriu.

“Suas caras são as melhores, Niall” Ela falou rindo

“Qual é, Amor! Eu tinha acabado de ver minha filha” Revirei os olhos e tomei a foto da mão dela.

“Eu sei!” Ela riu nasalado “Estou querendo dizer que você estava fofo nas fotos, não estou zombando de você” Puxou-me para perto de depositou um beijo na minha bochecha. “Eu te amo, obrigada por ter me dado a coisa mais preciosa que eu tenho” Falou segurando meu rosto, fazendo-me olhar para ela.

“Eu que agradeço!” Selei nossos lábios rapidamente. “E eu também te amo” Sorri. “Juro que pensei que você iria morrer no dia que Olivia nasceu” Gargalhei e ela olhou para mi perplexa.

“Por que?” Encarou-me séria

“Por que você não parava de gritar!” Ri alto.

“Seu idiota” Pegou uma almofada e bateu com ela na minha cabeça. “Estava doendo” Ela riu batendo com a almofada em mim

“Eu sei” Coloquei as mãos em seus braços tentado faze-la parar. “Essa é a consequência de deixar entrar, na hora de sair dói” Falei e levantei rápido gargalhando.

“Você é um idiota” Ela lançou a almofada em minha direção gargalhando junto a mim.

“Eu sou o que?” Falei indo até ela

“Idiota” Falou rindo. Sentei-me sobre seu colo e selei nossos lábios. As coisas começaram a esquentar.

E Olivia chorou.


“Filha…” Falamos em uníssono.


——————————– FIM ————————————

CAT :)