projeto

Ah, o jeito dele… O jeito quando ele tenta me pegar no colo e o máximo que consegue é me deixar com raiva. O jeito como ele começa a cantar umas músicas desconhecidas, porém muito bonitas. O jeito como ele olha nos meus olhos. O jeito como ele entrelaça seus dedos nos meus. O jeito como ele puxa minha cintura para não sobrar espaço nenhum entre nossos corpos. O jeito como do nada ele me lambe só para implicar comigo. O jeito como ele ri, jogando a cabeça para trás. O jeito como ele fica fazendo carinho no meu cabelo. O jeito como ele fica batucando a minha perna ou minha barriga como se tivesse tocando uma bateria ou um tambor. O jeito dele de falar, com aquele sotaque. O jeito como ele finge que vai beijar minha boca e beija minha bochecha, só para me provocar. O jeito como as bochechas dele estão sempre vermelhas. O jeito como ele no meio do beijo para, olha pra mim e sorri. O jeito como ele faz brincadeiras bobas só para me ver sorrir. Ah, definitivamente eu amo o jeito dele, que me deixa assim, tão sem jeito…
—  Eu te amo, M.

você me faz passar por certos tipos de situações que eu só consigo sentir raiva de mim por não ter forças o suficiente para desistir de você mas eu tento, juro que tento. mas quando me vem a cabeça a sua imagem sorrindo eu esqueço de tudo. por que não tem nada mais lindo do que você sorrindo e eu realmente amo isso, eu amo como os seus olhos se fecham quando você sorri. e essa é uma das lembranças que eu quero guardar de você para sempre, se é que me entende.

m.