preservada

Para refletir!

Alguns séculos atrás, as crianças viviam em períodos de guerras constantes e então sua infância era baseada em limites. Hoje em dia, os pequeninos já não querem mais apropriar-se de bonecas ou carrinhos, mas sim de maquiagem, de roupas da moda, joias e tudo mais, idealizando uma infância que se solidifica somente no desejo de ser um adulto, de agir como os seus pais. Mas quem é o culpado pelos rumos de extinção que a inocência da infância está seguindo? São os pais, que incentivam os seus filhos dando-lhes essa variedade da sociedade adulta? Ou então é a mídia, que induz a sociedade em geral a adaptar-se a cada estação e seguir um padrão de beleza infantil fundamentado na sociedade adulta ? 

Na verdade, estas serão perguntas que não exigem tantas respostas assim, mais sim atitudes que mude esse novo padrão de infância implantado pelo homem, pois desta forma estará evitando a perca de algo tão precioso ao qual todos deverão passar, pois este é o melhor momento da vida de um ser, e caso este elo entre a infância e o homem seja perdido , talvez os seres humanos de amanhã serão bem piores do que os de hoje.

Não adianta vim só quando a casa está arrumada. Alguns meses, semanas e dias atrás, aqui estava um caos, nem respirar eu conseguia direito. Então como minha mãe sempre fala “Aqui não é a casa da mãe Joana.”, faça me um favor de pegar suas bagagens e sair pela porta dos fundos, pois a casa já está sendo ocupada e muito bem preservada. Passar bem.
—  Pois a minha casa é meu coraçãoDeflagar.
Passeios imperdíveis de João Pessoa

Passeios imperdíveis de João Pessoa

João Pessoa, na Paraíba, é a terceira cidade mais antiga do Brasil, você sabia? Ela é também a capital mais arborizada com uma boa área de Mata Atlântica preservada e abriga belíssimas praias urbanas e um povo danado de hospitaleiro. Deve ser por isso que a cada dia a cidade atrai um número maior de turista em busca de tranquilidade, contato com a natureza e ótimas opções de lazer.

Imperdíveis…

View On WordPress

Passeios imperdíveis de João Pessoa

Passeios imperdíveis de João Pessoa

João Pessoa, na Paraíba, é a terceira cidade mais antiga do Brasil, você sabia? Ela é também a capital mais arborizada com uma boa área de Mata Atlântica preservada e abriga belíssimas praias urbanas e um povo danado de hospitaleiro. Deve ser por isso que a cada dia a cidade atrai um número maior de turista em busca de tranquilidade, contato com a natureza e ótimas opções de lazer.

Imperdíveis…

View On WordPress

Crianças e adolescentes são sujeitos de direitos e devem ser fontes!

Crianças e adolescentes são cidadãos com direitos à liberdade ao bem- estar. Quando se diz respeito a vida destes grupos sociais, além de ouvir familiares, especialistas, professores e gestores, acima de tudo tem que dar voz  as crianças e adolescentes, pois eles tem muito a dizer.

 A identidade e a integridade da criança e do adolescente devém ser preservadas.

 A importância da privacidade e a confidenciabilidade quando fatos são noticiados, é fundamental observar os casos em que elas se encontram em situações constrangedoras ou vexatórias, quando devem ter sua identidade preservada. Deve-se ter bastante cuidado ao publicar algo, principalmente quando se trata da imagem dessas crianças e adolescentes, pois por lei elas tem o direito à privacidade e à confidencialidade. 

Imagens ou relatos que podem colocar crianças ou adolescentes em situações de risco ou expor familiares e amigos, não devem ser publicados. E no jornalismo é bastante importante ressaltar os princípios que servem de guia para atuação, sendo eles:

• Assegurar que a criança ou responsável saiba que eles estão falando com um jornalista. Explicar o propósito da entrevista e como ela será usada;

• Dar atenção especial ao local da entrevista. O número de entrevistadores/as e fotógrafos/as deve ser reduzido. É preciso assegurar-se de que as crianças estejam à vontade e capazes de contar a sua história sem pressão externa. Em entrevistas de vídeo, cinema e rádio, tenha a consciência das implicações para a criança do fundo visual ou de áudio;

• É importante também procurar confirmar a exatidão/veracidade dos fatos com outras fontes.

É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
  Art. 227 da Constituição Federal Brasileira

080 | QUANDO EU CRESCER EU VOU FICAR CRIANÇA.¹

O Rei estabelece como condição para ver e receber ou entrar no Reino: ser como uma criança². Não é ser uma criança ou um infantilóide que vê em Deus uma freudiana “imagem magnificada do Pai”. Também não é sofrer de infantilismo e ser um indivíduo com desenvolvimento intelectual, emocional, relacional ou espiritual inferior a um grau considerado mínimo para sua “idade”.

Para ser como criança certas marcas infantis, não importando minha idade, tamanho ou experiência precisam ser preservadas ou reavivadas. Ser criança é mais fácil que ser como criança. É difícil insignificar-me. Parar de me levar tão a sério, reconhecer que sou ridículo e aprender a rir de mim mesmo. E, principalmente, voltar a encantar-me com a caixa do brinquedo e não apenas com o brinquedo.

©D. Figueiredo | dercinei@email.com

¹
Manoel de Barros (1916-2014), poeta cuiabano, no “Tratado Geral das Grandezas do Ínfimo” (2001).
²Mateus 18.1-5; 19.13-15; Marcos 10.15; Lucas 15.11-32; 18.17; João 3.3-5.

 Crianças e adolescentes são sujeitos de direitos e devem ser fontes!

 Crianças e adolescentes são cidadãos com direitos à liberdade ao bem- estar. Quando se diz respeito a vida destes grupos sociais, além de ouvir familiares, especialistas, professores e gestores, acima de tudo tem que dar voz  as crianças e adolescentes, pois eles tem muito a dizer. 

  A identidade e a integridade da criança e do adolescente devém ser preservadas. 

  A importância da privacidade e a confidenciabilidade quando fatos são noticiados, é fundamental observar os casos em que elas se encontram em situações constrangedoras ou vexatórias, quando devem ter sua identidade preservada. Deve-se ter bastante cuidado ao publicar algo, principalmente quando se trata da imagem dessas crianças e adolescentes, pois por lei elas tem o direito à privacidade e à confidencialidade. 


Imagens ou relatos que podem colocar crianças ou adolescentes em situações de risco ou expor familiares e amigos, não devem ser publicados. E no jornalismo é bastante importante ressaltar os princípios que servem de guia para atuação, sendo eles: 

• Assegurar que a criança ou responsável saiba que eles estão falando com um jornalista. Explicar o propósito da entrevista e como ela será usada; 

• Dar atenção especial ao local da entrevista. O número de entrevistadores/as e fotógrafos/as deve ser reduzido. É preciso assegurar-se de que as crianças estejam à vontade e capazes de contar a sua história sem pressão externa. Em entrevistas de vídeo, cinema e rádio, tenha a consciência das implicações para a criança do fundo visual ou de áudio; 

• É importante também procurar confirmar a exatidão/veracidade dos fatos com outras fontes.

É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
   Art. 227 da Constituição Federal Brasileira

Conheça a(o) Casa Taipus



Anuncie gratuitamente na internet



    Casa ampla toda avarandada com três quartos com ar uma suite sala cosinha ,a 600 metros da praia e das famosas piscinas naturais , pra quem procura um lugar lindo e limpo onde a natureza ainda esta preservada a penisula de marau é uma boa escolha a região com mas de 7 km de extensão nos oferece muitas riquezas naturais tais como coqueiros gigantes ,recifes de corais e areia clara , lagoas , dunas , o morro do farol etc . A grande atração do lugar são as famosas piscinas naturais que se formam quando a maré est&…

Não dá pra simplesmente sair da vida de alguém, assim, do nada. Existe uma história a ser preservada ou esquecida. Existe um bocado de apego, além das fotos e lembranças que também não dá para simplesmente jogar no lixo. Não dá pra simplesmente ir saindo pela porta dizendo adeus. Não dá pra embrulhar e jogar fora todos os sentimentos, mas se desse, acho que seria mais solitário ainda. Porque sairia da vida de muitas pessoas, assim, do nada, sem dizer adeus.
—  Alugue Felicidade
Registro da sentença de usucapião está condicionado ao registro da reserva legal

O registro de imóvel rural sem matrícula adquirido por sentença de usucapião está condicionado à averbação da reserva legal ambiental, que é a área que deve ter sua vegetação nativa preservada. A decisão é da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A questão chegou ao STJ em recurso do estado de São Paulo contra decisão do Tribunal de Justiça local, que não determinou a averbação da reserva legal por falta de exigência em lei no caso de aquisição originária.

O ministro Paulo de Tarso Sanseverino, relator do recurso, destacou que a jurisprudência respaldada em precedentes do STJ considera que a averbação da reserva legal é condição para o registro de qualquer ato de transmissão, desmembramento ou retificação de área de imóvel rural. Contudo, a situação no caso é de aquisição originária por usucapião de imóvel sem matrícula.

Nessa hipótese, o relator aplicou o princípio hermenêutico in dubio pro natura.  Isso significa que, na impossibilidade de aplicação literal de lei, a interpretação do conjunto normativo deve ser a mais favorável ao meio ambiente.

Sanseverino afirmou que esse princípio, já adotado pelo STJ, constitui uma exceção à regra hermenêutica de que as normas limitadoras de direitos, como são as normas ambientais, devem ter interpretação estrita. “A exceção é justificada pela magnitude da importância do direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado”, explicou o ministro, citando o artigo 1º, inciso III, combinado com o artigo 225 da Constituição Federal.

Maior proteção

O ministro ressaltou que no meio rural é muito comum a transmissão apenas do domínio, desacompanhada de transmissão da propriedade. Por isso, ele entende que a interpretação estrita da lei, dispensando prévia averbação da reserva legal no caso de aquisição por usucapião, reduziria demasiadamente a eficácia da norma ambiental e, assim, conduziria a um resultado indesejável, contrário à sua finalidade protetiva.

Para o relator, é possível extrair outro entendimento do texto legal, tomando a palavra “transmissão” em sentido amplo, como ato de passar algo a alguém, de modo a abranger também a usucapião, que pode ser considerada uma transmissão da propriedade por força de sentença.

“Esse sentido mais amplo está em sintonia com o princípio in dubio pro natura, pois, havendo diversos sentidos de um dispositivo legal, deve-se privilegiar aquele que confere maior proteção ao meio ambiente”, concluiu Sanseverino.

Novo Código Florestal

O novo Código Florestal modificou a forma de publicidade da reserva legal ambiental ao instituir o Cadastro Ambiental Rural (CAR), onde passou a ser registrada a reserva legal, dispensada a averbação no cartório de registro de imóveis.

O relator entendeu que a nova legislação florestal é aplicável ao caso, sendo necessário, portanto, condicionar o registro da sentença de usucapião ao prévio registro da reserva legal no CAR.

Essa interpretação foi acompanhada pelos demais ministros da Terceira Turma, que deu provimento ao recurso para condicionar o registro da sentença de usucapião ao prévio registro da reserva legal no Cadastro Ambiental Rural. Leia o voto do relator. http://dlvr.it/9wfJ6j

2

ENCUENTRANAL “GORDO” LAVACARROS DE LA CARRANZA ASESINADO

Con la cabeza reventada a pedradas, fue localizado en una casa de la colonia Carranza el cadáver de un hombre del que se dijo era lavador de autos, al cual le decían “El Gordo” por su complexión, robusta.

La mañana de hoy se recibió el reporte en C4 acerca de la presencia de un cadáver humano en la finca ubicada en la calzada San Pedro Mezquital y la calle J, de la colonia referida de la Delegación González Ortega, hasta donde llegaron agentes de la policía municipal y lo corroboraron.

Una vez de preservada la escena del crimen se esperó el arribo de los agentes de la Policía Ministerial y de Peritos de la Procuraduría de Justicia para hacer los levantamientos del caso.

Nicolas Boukharine La Vie D un Bolchevick
Stephen Cohen

Brochura com pequenos desgastes nas extremidades, nomes na parte interna da capa, página de rosto, grifos a caneta em algumas páginas, página espelho e verso da última página em branco, manchadas, a maior parte do texto, preservada. 501 páginas, 24 x 15, 5 cm. Membre du Bureau politique (1919-1929) et du Comité central du Parti bolchevik (1917-1937) ; chef de l’Internationale communiste (1926-1928) ; rédacteur en chef de la Pravda (1918-1929), de la revue Bolchevik (1924-1929) et des Izvestia (1934-1936) ; auteur de nombreux ouvrages (livres théoriques, rapports politiques, articles de toutes sortes), comme L’ABC du communisme (1919), l’Économique de la période de transition (1920), La Théorie du matérialisme historique (1921), r$30,00+9,00 frete para todo o brasil#sebopaulistano #frances

fckkmaktub asked:

Leão e leão

Esta pode ser uma dupla interessante, já que suas qualidades estão dobradas. Criatividade, capacidade de realização, força e determinação não faltará para essa dupla. No entanto, as vaidades, o orgulho, o egoísmo e a necessidade de ser o centro das atenções também vêm em dose dupla. Aqui o aprendizado está em abrir mão de si e olhar as necessidades do outro. Amor é afeto não vão faltar, já que os dois são regidos pelo sol e pelos seus corações. Por pertencerem a signos fixos a durabilidade e estabilidade da relação estará preservada e os dois lutarão por isso. Brigas devem ser evitadas, já que nem um dos dois gosta de perder. A batalha seria longa e desgastante. O luxo, o conforto e a riqueza serão valorizados pelos dois que farão de tudo para conseguir estabilidade também material. O problema maior é que estamos lidando com dois autoritários. Portanto, o melhor que têm a fazer é deixar bem demarcados os territórios.