pra que

Quero nossa casa logo, sabe pra quê ?! Acho que você sabe muito bem… Imagina nós dois na nossa própria casa, sem ninguém para nos atrapalhar, apenas nós, eu e você, isso seria tão maravilhoso, é tão bom ficar pensando, sentindo este gostinho de “quero logo que isso aconteça”, sei que agora está difícil, mas lá frente será só nós!
—  Júlio, seu idiota.
Eu não sei me despedir!

Eu não sei dizer adeus pra nunca mais, não sei simplesmente seguir à passos largos e não olhar para trás. Não consigo falar apenas uma frase, deixar um último texto, uma carta, um tchau. Eu não sei falar só isso ou aquilo. Eu sempre tenho muito pra falar, por mais que o silêncio me devore, eu sempre tenho uma última coisa a dizer.

— B.C (amor-eco)

eu realmente queria lhe dizer, dizer que do meu lado só havia um nevoeiro sombrio, que eu posso ser inteiramente letal e que as pessoas geralmente se prejudicavam com isso, e você poderia prejudicar-se também e isso era a última coisa que eu queria. mas não disse, não disse porque no fundo queria que desse certo, sei que preciso de você e, por causa disso, fez-me esconder meu lado mais profundo. de fato eu sei que você é bom demais pra mim, outras pessoas também sabem, mas como dizem, quem são elas pra julgar o amor de outros? a questão é que, por mais que eu pensasse que eu não sou boa o suficiente pra você, você me fez ser. me fez sentir como se eu fosse seu mundo. única. despertou o melhor que há mim, um lado meu que nem mesmo eu sabia que existia. depois disso, “nós” passou a ser suficiente pra mim, descobri que havia encontrado meu lugar de repouso. a hora mais aguardada do dia é a que nos abraçamos, você faz com que o pouco tempo que passamos juntos seja minha alegria do dia. se você soubesse o bem que me faz, entenderia o medo que tenho de te perder, a angústia que sinto quando não está perto, e a sensação desconfortante de ver você indo embora. eu soube que você me tinha na primeira vez que saímos, quando você ainda meio tímido segurou minha mão e ficamos andando pelas ruas da cidade, conversando sobre diversos assuntos nos quais eu não dava a mínima pois tudo que importava era estar ali com você, e no fim do passeio, paramos um em frente ao outro, muito próximos, e nos olhamos, eu sorri e você sorriu de volta, nesse momento sabíamos que estávamos extremamente felizes ali, era visível a felicidade nos olhos um do outro, aquilo era tudo. você é tudo.

existiram temas sobre os quais você não queria falar
eu queria ser quem te ofereceria coragem pra revirar a gaveta e encarar o passado como se encara um vulto no escuro
eu quis ser a sua revolução

eu sabia o quanto você era triste quando você desviava o olhar e encurtava conversas sérias com algum comentário sobre algo que acontecia ao nosso redor ou com alguma novidade sobre a sua família que, na verdade, e você sabia, já havia me dito
naqueles momentos eu fingia não perceber você fugindo
mas eu sempre soube onde começava o seu sorriso nos lábios e onde terminava a sua felicidade (ela ficava na primeira ruga que seus lábios fazem do lado esquerdo para o direito)

você reclamava de insônia
mas você estava sempre de olhos fechados e cansado, não, exausto! pra tudo o que te fizesse ter que sentir
seu corpo não dormia
mas seus sentimentos,
seus sentimentos sim

você não me percebeu tentando te salvar
foi nesse momento que eu entendi que, na verdade, você nem pedia socorro
eu projetei em você uma dor que existia em mim por te ver tão passivo e superficial em relação a vida
mas você gostava de viver assim
eu não
e isso não significa que você precisa de ajuda
eram só duas perspectivas diferentes

eu projetei em você a dor que eu sentia ao ter ver escolhendo um caminho pra longe de mim

você não precisava ser salvo
eu precisava

Eu tenho a mania de sabotar todos os meus relacionamentos. Dos menores aos maiores, quando eu era pequena eu tinha tanto medo de não gostarem de mim na escola que eu virei a menina que as pessoas só eram amigas por um ou dois meses, nos meus relacionamentos românticos eu sempre entrava em pânico e acabava tudo antes mesmo de chegar a ser alguma coisa, o medo de ser abandonada e sofrer me fechou pro mundo e pras diversas sensações que ele traz, eu me tornei uma pessoa apática, que estava sempre por perto mas nunca estava realmente ali. Por medo de deixar de ser amada eu deixava de amar primeiro. 

bocavinho  asked:

É verdade que fazemos planos que não iremos cumprir apenas para ter a ilusão de que algo será infinito? Boa noite, coisa linda!

Acho que é.
Não faço planos, mas vivo inventando histórias pra sentir que algo pode ainda acontecer.
Acho que é meio isso mesmo. Boa noite, linda.

Ainda não estou preparado para perder-te
Não estou preparado para que me deixes só.
Ainda não estou preparado pra crescer
e aceitar que é natural,
para reconhecer que tudo
tem um princípio e tem um final.
Ainda não estou preparado para não te ter
e apenas te recordar
Ainda não estou preparado para não poder te olhar
ou não poder te falar.
Não estou preparado para que não me abraces
e para não poder te abraçar.
Ainda te necessito.
E ainda não estou preparado para caminhar
por este mundo perguntando-me: Por quê?
Não estou preparado hoje nem nunca o estarei.
Ainda te Necessito.