pra mim * *

Nossa, e ele é incrível. Já te contei dele? Não acredito Bê, não acredito que não contei! Ele tem o sorriso maravilhoso, e quando ele me abraça, pela primeira vez eu sinto como é esquecer de todo o resto do mundo. Ele me faz rir, me faz chorar de rir e me deixa com a barriga doendo de tantas gargalhadas, e por falar nisso, eu comecei a sentir o frio na barriga de novo, aquilo que eu jurava só sentir com você. Eu sinto aquele um milhão de borboletas e tudo vira uma bagunça, mas mesmo com tudo isso, eu ainda fico calma ao lado dele. Ele me fez querer ser melhor. Eu jurava pra mim mesma que jamais conseguiria achar alguém que te substituísse, mas achei. E nossa, juro, ele é incrível. Acho que agora posso de dar adeus, acho que agora os rumos das minhas poesias vão mudar Bê, acho que não vão ser mais redirecionadas pra você. Eu finalmente achei alguém tão incrível assim. E agradeço a você por isso. Obrigada. Obrigada mesmo. Se você não tivesse ido embora, eu jamais teria a chance de viver algo tão único quanto to vivendo hoje. Então pela primeira vez, dou o adeus que nunca consegui dar, a parte de mim que se perdeu quando você se foi, está prestes a voltar.
—  PS: Bê. (Flávia Oliveira)

“Foi ontem que você leu aquela poesia para mim sobre
eu ser a melhor bagunça que você conhece, e aquilo
mexeu tanto comigo, de um jeito que talvez nem tenha
sido sua intenção. Mas eu estou encantado por você.
Você surgiu pra mim como uma poesia que eu sempre
procurei e nunca encontrei. Eu sei que eu falo isso
o tempo todo, e tenho até medo de você enjoar de mim
e das coisas que eu falo, mas eu tô tão bobo por você.
Tão maravilhado. De alguma forma, você ligou alguma
coisa dentro de mim que finalmente me fez sentir vivo,
me fez sentir no universo. Às vezes eu tenho até que
me controlar porque eu sei que eu estou sendo muito
intenso e que é coisa demais pra você, e que eu devo
estar te sufocando, mas é, eu gosto de você e eu quero
que você saiba disso com todas as letras porque é a
primeira vez que eu falo isso pra alguém dessa forma,
que eu consigo me expressar tão bem sobre um sentimento
por alguém,
que eu sinto tanta empatia e que eu estou tão apaixonado”

Gustavo Abbehusen, ‘de gustavo para kris' 

Pessoa certa pra mim é aquela que sabe rir mesmo nos momentos difíceis da vida. É aquela que tira lições práticas dos erros que comete ou que vê os outros fazerem. Que vive de bom humor mesmo em meio às tempestades e aflições. Pessoa certa pra mim também tem a ver com beleza sim, com charme, com o valorizar a si própria, porque isso, ao menos em sua maioria, é uma virtude. Virtude não por estética, não pela aparência em si, mas por mostrar que se preocupa em se cuidar e que sabe se valorizar também. Até mesmo porque aquele tipo de gente que se auto-deprecia, que se coloca pra baixo, não apenas o faz para si mesma, mas parece que puxa os outros consigo. E sinceramente? Quem gostaria de viver com alguém assim? E eu sei, bem lá no fundo algo me faz crer, que um dia essa pessoa vai aparecer inclusive pra mim também. Não sei quando, também não sei aonde, mas me alegro em poder dizer que espero em Deus. Porque quando o assunto se trata Dele, ah, Ele não demora e muito menos erra. Mas Ele capricha - e capricha pra valer.
—  Por: Jhonatan Campos da Rocha.
Os dias prolongaram-se ao me avisar do que estava por vir e eu, por minha vez, fiz o favor de tratar com ignorância tais avisos prévios assim como tudo ao meu redor era ignorado para que não pudesse perceber. “É preciso se perceber para sentir” aprendi na aula de Processos Psicológicos Básicos e talvez fosse por isso automaticamente que tudo que mais quis lá no fundo era não perceber por completo o que se passara por não querer sentir de uma vez. O mundo não estava satisfeito de não me ver nas aulas de como a vida é difícil, mas pode ser boa a partir de outros olhares e perspectivas. É válido lembrar que não existem apenas as ruins e a base da frustração dos acontecimentos ruins não me permitiam ir lá fora e conhecer momentos, almas e sorrisos bons fora os poucos que havia instalado na minha zona de conforto. A armadilha dos meses fez com que me conformasse e fechasse o pensamento mais importante da minha vida: “todas as possibilidades são válidas”. Pra mim, não eram mais. Deixaram de ser mediante a tantas grandes perdas do que achei que não fosse ocorrer da forma que ocorreu.
Lugares, almas, ideias e promessas do que poderia ser melhor apenas restringiram-se a um coração do qual conseguia enxergar por ser a única a ficar. Mas o mundo nunca estipulou me limitar. Fui arrancada de volta por anular, por adiar, por simplesmente não querer outras mãos pra me machucar. Dentro daqueles dias não sei onde foi substituída a cabeça e renovadas as ideias de tanto serem massacradas. Naqueles dias, foram grandes as enxurradas tristeza/saudade… Como queira. Nenhuma ferida se cura sem sangrar e era o que acontecia: os sarcasmos me protegiam enquanto não conseguia dar passos maiores por desmaiar ao ver tanto sangue esvaindo. O universo gritou “acorda” enquanto por meses, tudo que precisava era levantar da cama.
O coração que me foi cedido é um dos mais lindos que conheço. Naqueles dias, lembrei também o quão lindo se faz o meu diante de tantas coisas. Que minhas capacidades apesar de fracas, permaneciam de pé e tudo que precisavam era de um empurrão pra andar novamente. O coração que me foi cedido me ensinou que também pode ir quando quiser e ninguém custeia a obrigação de ficar. O coração que me foi cedido se cansou tanto quanto eu das minhas próprias guerras e precisou me mostrar que tudo que eu precisava era ir também.
O mundo me pegou de volta. O mundo me apresentou outros mundos, cheiros, almas, sorrisos e sensações que desconhecia depois de muito tempo. O mundo me fez ser mundo de outros mundos e me disse que tava tudo bem não restringir-se a apenas um, sabendo que entre mil mundos o risco de se machucar permanece mil. O mundo me lembrou que sou grande demais pra abrigar um só cheiro, um só sorriso, um só abraço, uma só alma. Que posso até preferir e abrigar como favorito apenas um só mundo, mas que outros mundos também precisam ser reconhecidos e abrigados em lugares diferentes de acordo com suas particularidades.
As partidas são muitas e por via das certezas, fui partindo também.
A alma e coração que me foram cedidos permanecem como favoritos (e cada vez mais lindos), como as particularidades desse mesmo mundo. Tal como as oportunidades de reconhecer e perceber o quão lindos são outros mundos de outras formas. São muitas as constelações pra visitar a partir de agora.

Queria ser capaz de transpor em palavras o que sinto por você, fazer você sentir o que sinto só pra você notar o quanto é imenso o meu querer, o meu sentimento. Talvez você não tenha percebido isso, esse gostar desenfreado, essa vontade absurda de te ter ao meu lado, esse meu jeito sem jeito de demonstrar. Eu quero você comigo, porque com você eu sou melhor, você me faz sentir coisas que antes eu não podia sentir, você é o único. Único, é isso que você é pra mim. Qual a explicação pra eu não parar de pensar em você um segundo? Querer saber se você está bem, como foi seu dia, se dormiu bem, se está se alimentando direitinho… Minha forma de dizer que me importo, que você é especial pra mim de uma forma que nenhuma outra pessoa é. Queria eu que tu pudesse ver o que passa nos meus pensamentos quando te vejo, quando estou contigo. Com você sou mais feliz, com você sou mais eu, com você sou mais nós, com você me sinto bem, você me faz ver o mundo de diferentes formas e todas elas com muito amor. Gosto de ficar quieta te observando, gosto quando você me observa de volta, quando sua mão toca a minha. Nesse mundo onde tudo é passageiro, eu quero que você fique e faça do meu coração a sua casa, a sua moradia, o seu lar, pra onde você sempre corre quando as coisas não estão tão bem. Quero ser seu porto seguro, quero te dar a mão quando todos ao seu redor virarem as costas, pois não adianta estar junto apenas nas fases boas, quem te ama, ama tudo por completo, ama as partes boas e ruins, e vai estar contigo nas fases boas e principalmente nas ruins. Ninguém disse que seria fácil, mas eu digo que com você as coisas melhoram bem mais. Quero você, quero nós, eu e você, não importa onde, como e quando, só quero você ao meu lado.
- Para J.

Carta ao meu futuro amor.
Oi seja lá quem você for, mas de antemão gostaria de pedir desculpas. Eu nasci pra ser só, assim, bem direto. E eu sei, vou me questionar muito sobre isso. E você também. Bom, eu espero que sim, afinal, o dever do amor é justamente esse: ser insistente. Porém não demente, paciência tem limite. Sabemos também que você irá sentir raiva de mim muitas vezes, mas eu vou entender e até torcer por isso, pois assim as coisas se tornam mais fáceis pra você. E pra mim também, é claro, não sou de ferro. O importante é que vamos passar momentos incríveis juntos e é isso que vai valer a pena. Não vamos viver juntos para sempre, talvez nem mesmo por muito tempo, porém viveremos mais que muitos casais que respiram juntos no decorrer de uma vida toda, e bem, você sabe, não gostaria de passar uma vida toda só respirando. Quem me conhece sabe, não sou uma pessoa fácil e acessível, mas quem me toca a alma me tem mais do que tenho a mim mesmo. Talvez seja muito sofrido quando nosso fim chegar, pois eu tenho o costume chato de dar fim às coisas no seu auge, contudo peço que me entenda porque isso é uma tática de sobrevivência, do contrário o final seria tedioso e um tanto quanto triste.  Futuro amor me desculpa. Eu nasci com o sonho de ser livre. De ligar o carro na madrugada e não ter destino até que eu chegue a qualquer lugar. Nem pra quem ligar. Aliás, você já ligou a TV hoje? Eu nem recomendaria são as mesmas notícias de ontem e da semana passada… E da semana que vem… As mesmas tragédias de sempre. Talvez você me ache egoísta por isso e eu digo: sou mesmo, não nego. Contudo não quero ter que me preocupar com você por você estar preocupada comigo. Não quero estragar sua vida lhe dando uma rotina, mesmo que uma rotina contigo não seja uma má ideia. Então, futuro amor. Quando você me conhecer, deixe-me ir. Deixe-me ir, futuro amor, pois pedindo o contrário é muito provável que eu fique e, infelizmente, futuro amor, eu nasci com o desejo de ser eterno. Nem que seja apenas na sua memória.
—  Marcos Filipe.

“Eu juro que eu deixei a nossa conversa aberta e fiquei olhando, aparecer um "escrevendo”, um sinal de que você sentia minha falta. Mas isso não aconteceu. Passou um, dois, três, sete dias e nada. Eu queria correr e dizer que sinto sua falta, que não queria mais ficar sem ouvir sua voz, mas eu não podia. Eu precisava de um sinal, precisava saber se você gosta ao menos um pouquinho de mim. Esperei sms, carta, sinal de fumaça, apostei todas as minhas esperanças, apostei todo o meu amor e perdi.“