poupes

Les Illusions perdues // Illusioni perdute

« On creva ma première bulle de savon
Y'a plus de cinquante ans, depuis je me morfonds

[…]

J'ai couru pour quitter ce monde saugrenu
Me noyer dans le premier océan venu

Juste voguait par là, le bateau des copains ;
Je me suis accroché bien fort à ce grappin

Et par enchantement, tout fut régénéré,
L'espérance cessa d'être désespérée

… Et par enchantement, tout fut régénéré,
L'espérance cessa d'être désespérée. »

(Georges Brassens, “Les Illusions perdues”)

Guarde estas lágrimas, menina. Você ainda vai precisar delas. Estes olhos tão intensos não merecem viver marejados assim. Olha, para ser bem sincero, muita coisa ainda está por vir. Guarde as lágrimas para as dores inevitáveis. Aquelas intensas e definitivas. Guarde-as para as pessoas e os momentos que as merecem. Para o seu parto, onde elas cairão em um misto de dor e emoção. Para o velório dos seus pais, onde terá que se despedir de uma parte de você. Para quando seu melhor amigo tiver que ir morar longe ou para abraçar aquele parente quando ele adoecer. Para dizer adeus ao seu animal de estimação. Poupe-as também para os momentos de felicidade. Para o aniversário de quinze anos da sua filha ou para quando o seu filho caçula terminar a faculdade. Quando receber o seu anel de noivado. Quando o seu marido te surpreender com flores no final daquele dia difícil. Quando seu netinho conseguir dizer vovó pela primeira vez. Para dizer bem a verdade, você ainda vai chorar bastante. Tomara que a maioria seja por emoção e não por dor. Não se entregue a coisas tão pequenas assim. Determinadas situações não merecem nem mesmo a sua tristeza. Existe muita vida ainda pela frente e talvez você não tenha chegado nem a metade do caminho. Tomara que não. Desejo que você tenha sempre mais saudade do que arrependimento, mais lembranças do que frustrações, mais sede de viver do que medo das consequências, mais água salgada molhando os seus pés do que escorrendo pelos olhos. As lágrimas vão cair, inevitavelmente. Mas a roda da vida vai te ensinar a escolher quem as merece. Seria um pecado deixar um sorriso como o seu viver trancafiado assim. Solte os cabelos, feche os olhos, respire fundo. Não é um vendaval, é só uma brisa.
—  Autor: @rafamagallhaes