poetizadas

Só que dói tanto perceber que aquela garota animada e feliz sumiu. Dói descobrir que cada parte de você está sumindo aos poucos. Eu nunca me imaginei nesse estado e olha que ponto eu cheguei. Me sinto uma fracassada que não sabe como se reerguer. Escrever para mim não é mais que um refúgio. É na escrita que eu me encontro. É em cada livro que eu leio sozinha nas noites de sábado que me faz descobrir novos mundos, que me faz acreditar que eu posso sim ser feliz de novo. Não adianta eu ficar me iludindo achando que aquela garota que um dia sorria de verdade irá voltar, porque não vai. Nada volta a ser como era antes. Mas a vontade de recomeçar é que faz toda a diferença. E vai ser essa vontade que vai me levar até um outro caminho. Sei que nada vai adiantar se eu não me mexer. Por isso estou deixando o meu passado trancado, o tranquei para não me prender novamente. Deixei nele as lembranças, as noites mal dormidas, as decepções e principalmente você. Você é o pior de todos, você me fez ser assim, eu desisti de tudo para ficar contigo, e quando menos esperei estava sozinha, chorando implorando pela tua volta. Mas nada adiantou. Por isso agora vou começar a ser uma nova garota, uma garota bem mais forte. Vou ser uma garota que vocês e nem eu imaginaram que seria. Vou cortar o meu cabelo, mudar o meu visual, fazer uma nova maquiagem. Vou me abrir minhas portas para novas oportunidades, novas experiências. Vou inovar e deixar tudo isso só no passado, mesmo sabendo que não serei a menina que era antes, mas não vale mais apena ficar aqui sozinha debaixo das cobertas chorando e esperando que alguma coisa no mundo se mova por mim. Quem tem que se mover e fazer a diferença sou eu mesma. Tudo depende de mim. Chorar pelo o que passou? Não mais. Vou viver o presente pra ser feliz, vou me sentir bem e conhecer gente nova, vou me desapegar desse sentimento que tenho por você, e ai aprenderei a ser feliz.

Às vezes paro pra pensar e vejo como o mundo está hoje em dia… Muito casal fingindo se amar, muitos solteiros amando de verdade, e eu aqui, apenas vendo o tempo passar, e percebendo as mudanças que estão acontecendo diante dos meus olhos… Tornei-me uma pessoa pensativa, calculista, enigmática e fria, de acordo com que o tempo passa eu percebo o quanto as pessoas mudaram. Não sei se mudaram por escolha própria, por acharem que foi o melhor para si mesmo, ou se foi por terem sofrido alguma decepção onde foram obrigadas a ser diferente do que eram antes[..] Mas eu sei que a maioria das pessoas, mudam por causa do amor, por causa das decepções que ele causa na vida. Eu por exemplo mudei muito, depois de perceber que era o meu jeito que me fez sofrer, eu era muito boba, caia em tudo, em todos os truques farrapados de amor, mas hoje eu não caio mais, hoje eu estou muito bem acordada para a vida, pois sei que hoje em dia, quem se apaixona só sofre. Eu resolvi em primeiro lugar, me amar mais, em segundo lugar, me amar mais ainda, e dos outros eu só pretendo gostar, pois sei que é assim que todos fazem, ninguém mais hoje em dia põe outra pessoa em primeiro lugar a não ela mesma, eu não sei como era antigamente, mas sei que esses tipos de pensamentos sempre existiram, não da forma que está hoje em dia, mas que existia, isso sim. Hoje em dia, o valor está sumindo, é muita pouca pessoa dando valor para a outra, são amando de verdade, poucos querendo dar o seu melhor para quem está do lado. Sabe isso é muito ruim, olha só como as pessoas estão se tornando? Cada vez mais insignificantes e más com as outras. Tratam os outros como se não tivessem coração, ainda querendo ser tratados diferentemente. Indiferença por todos os lados. Corações partidos aqui, acolá. E dentre eles, encontra-se o meu. Machucado, desgastado, mas assumo, culpa minha, por não valoriza-lo e entrega-lo a qualquer um, que eu acreditara que me amava e queria meu bem. É, engano meu, hoje não é mais assim, assim como todos, não fiquei para trás, também mudei, e bastante. Aprendi muito com meus erros, e o maior deles foi o amor. E sou tola, não conseguindo viver sem ele, assim, procuro-o com cautela, pois sei que quando se brinca com o coração, prejuízos são tamanhos. Amar com cuidado não faz mal a ninguém, mas sim a sua falta faz. Devemos tratar todos igualmente, esperando que nos tratem do mesmo modo. E uma lição valiosa é que temos de cuidar onde mexemos, pessoa são algo muito delicado, magoam-se facilmente geralmente, e dentro delas, pode não parecer, mas ainda há um coração. Da mesma forma comigo. Por trás dessa tal casca que formou-se para camuflar-me das decepções, ainda há uma pessoa à procura do amor verdadeiro, com sentimentos vivos e intensos, apenas esperando a pessoa certa para que se libertem.

My and Mari  (poetizadas)

E talvez eu seja realmente uma dessas escritoras de boteco, daquelas capazes de sentar no meio na calçada em plena madrugada e com um pedaço de guardanapo escrever algo. Mas dessas que escrevem por necessidade entende? Que não escreve não bem e claro que não podem se comparada com uma Clarice Lispector da vida. Sua escrita é simples, muitas vezes nem se quer conte algum conto, alguma história. Na maioria das vezes são apenas fragmentos de sentimentos, é desses sentimentos clichês cheios de suspiros, que fazem-nos morrer por dentro. E talvez seja também por causa da solidão, a falta de um ombro amigo para que todas essas palavras rabiscadas sejam ditas. Escreve apenas para expressar seus sentimentos, para desabafar, ou apenas para tentar aliviar a dor que sente. Todo escritor escreve para sintetizar suas idéias, é algo inevitável, todos somos escritores, só que uns escrevem e outros não… Outros escrevem por ser uma maneira de falar sem que nos interrompam, mas o melhor é quando escrevem pelo prazer de escrever. Todas as inspirações vem do nada, não adianta sentar-tes com uma folha de papel e tentar fazer algum texto porque não vai sair, as inspirações aparecem de repente, quando menos esperamos. Para muitas pessoas, escrever nos alivia, eu concordo plenamente, pois quando estou triste, pra baixo, estressada, escrever é meu refugio, é escrevendo que eu me sinto bem, mais leve, confortável, e de bem com a vida. Quando eu me sentia triste, eu pegava meu caderno, e escrevia algumas coisas lá, não era textos lindos e perfeitos, mas era minhas meras palavras, era tudo feito com bastante sentimentos, vou confessar agora que a maioria dos textos que eu fazia era de amor, cartas e frases clichês, é que eu não podia ver a pessoa que eu mais amava, então eu escrevia alguns versos, tentando me expressar o máximo possível, não saia aquelas coisas lindas e maravilhosas não, mas saia o meu melhor. Eu consigo me aliviar escrevendo, pois chorando não adianta muita coisa mais não, e contudo isso, eu aprendi que escrever deixa a alma mais leve, te deixa com uma sensação boa, e te deixa de bem com a vida, por mais que ela seja dolorida[..] — IanaMy and  (poetizadas)

E quando estivermos tristes, vamos falar de amor. Quando a esperança acabar, vamos falar de amor. Quando tudo der errado, vamos falar de amor. Não me chame de tola apaixonada, mas é que o amor parece ter sido a única solução ultimamente. Em meio a tanto medo, tanta dor, tanto sofrimento, quando amo, me acalmo. Você sabe, não sou perfeita. Choro, sofro, erro, fico confusa, entristeço-me […] mas quando o amor surge, esqueço meus problemas. Tudo fica sereno, tranquilo novamente. A esperança volta, o sorriso surge, o dia amanhece e as trevas… ah, ficam para trás. Quando falo de amor, meus problemas se vão, quando falo de ti, um sorriso surge em minha face. Um sorriso sincero, um olhar esperançoso. Em meio a tanta tristeza, o amor é meu único remédio. É minha única esperança. Uma pequena chama que impede meu coração de congelar, que me impede de desistir de tudo. Às vezes acho que se não fosse o amor nada seria certo, se não fosse ele minha esperança acabaria. Amor, amor […] soa tão bem não é? Acho que sem ele eu não conseguiria ser feliz. Sem ele meus problemas pareceriam maiores, meus obstáculos não teriam solução, minha vida não seria a mesma. Mas sabe Zé, no dia em que eu me decepcionar com o amor, sei muito bem que vai acabar tudo. Sei que o mundo vai desabar sobre meus pés e a infelicidade reinará em meu coração. Esperança, fé, coragem, perseverança, felicidade. Tudo. A chama vai se apagar e meu coração vai congelar. Mas enquanto isso não acontece. Vamos falar de amor. Vamos falar de nós. Tudo de bom que me acontece só me faz pensar em ti, ou melhor em nós. Você surgiu quando já não acreditava nesse sentimentos amor, depois de você eu dei um novo significado a essa palavra. Basta um sorriso seu que tudo fica bem, basta olhar para seus olhos que eu começo a acreditar que coisas melhores estão por vir. Não sei o que em você me fez despertar essa vontade de amor, de amar. E no final se isso tudo acabar mesmo eu vou ter o que falar, de quem falar. Se nada valer a pena eu posso dizer - Um tal de zé me fez acreditar no amor. Pois foi isso que aconteceu, um tal de zé me fez florescer por dentro e esquecer de tudo que me abalava. Eu quero lhe agradecer por tudo que então você vem me proporcionando, toda a felicidade, todo brilho no olhar, todos os sorrisos bobos, as risadas idiotas. Com você ao meu lado tudo fica tão mais nítido, alegre e colorido. Ao seu lado, tardes chuvosas se tornam as melhores. Pequenas coisas como ficar debaixo do cobertor, vendo comédia romântica vem se tornando cada vez mais parte de mim. Ouvir a sua risada soando pelos meus ouvidos, sentir seu toque na minha pele, tudo isso me faz tão bem. Me faz sentir viva. Você nunca sai do meu pensamento, meu amor a cada dia cresce, e eu me torno mais dependente de ti. Você me faz muito bem, me faz muito feliz, pode ter certeza que contigo vivi os melhores momentos da minha vida. Quando tudo parece errado, quando não há mais saída, você me tira do fim do túnel. é bom te amar, é bom te ter, te chamar de meu. Hoje estou completa, pois tenho você comigo, ao meu lado, e nesse exato momento tenha certeza, estou esperando você bater em minha porta, estou esperando você me ligar, para que eu possa matar está saudade que me consome a cada vez mais. Amor? Obrigada por existir, obrigada por me fazer sorrir! Saiba que apesar de tudo eu te amarei, e apesar de tudo também eu sempre estarei aqui.

Gabriela, Nayra, Iana e Amanda (poetizadas)

Havia em mim um tal sentimento chamado esperança, esperança de algo novo, esperança de sonhos que um dia poderiam se tornar reais, e simplesmente com esperança eu me entreguei. Me entreguei nos seus braços, pensando que todas as promessas juradas por ti se cumpririam, me entreguei totalmente a ti, acreditando em seu amor, acreditando em suas palavras. Sem duvida a vida já foi mais bela para mim, já acreditei mais nos sentimentos das pessoas, e nos sorrisos que elas pareciam dar. Hoje me sinto desamparada , não por ter te perdido, mas por ter perdido a mim mesma na escuridão de meus sentimentos. Estou fria, desprezível, mas me sinto incrivelmente forte. Estou de pé e irei encarar o seu desprezo e as suas piadas sobre meus sentimentos, estou mais viva do que antes, e pretendo vagar por ai, até me sentir leve, e totalmente desapegada de ti. Irei fazer você se arrepender por ter me feito sofrer. Sim, eu sofri por você, mas você não deu a minímia, continuou a me ignorar, a me desprezar. Hoje tu me desprezas e amanhã irais ver que a garotinha em que você não deu valor, não é mais a mesma, irais ver que ela cresceu e quando você se tocar, e quiser voltar atrás ela já não irá mais te querer. Na boa, obrigada mesmo por tudo isso que você me fez passar, porque a cada ignorância, a cada desprezo você me ensina algo novo. E isso é bom, porque foi assim que eu conseguir erguer a cabeça e poder enxergar com mais clareza o que realmente estava acontecendo. E o que estava acontecendo? Eu estava sendo usada. Simples. Eu era para você um brinquedo daqueles de plásticos que quando quebram não tem mais volta, que aí só o que resta então é o cesto de lixo. E eu fui lá, né? Acabei no saco de lixo. Eu fui ao fim do mundo por sua causa, mas voltei. Eu conseguir erguer a cabeça e subir novamente na vida. Frágil? Sim eu era, até demais pelo visto. Mas coisas mudaram meu querido, agora sou que humilha e você quem sofre. Pode apostar que você ainda vai muitos nãos vindo de mim e vai chegar a implorar de joelhos pelo meu amor. Mas ele se foi e para ele não há volta, sim tudo que vai volta, mas eu não, nem eu e nem o meu amor. Eu te avisei.  MandMy and Iana (poetizadas)

Ás vezes tenho vontade de desistir de tudo, não chego a pensar em me matar… Isso seria uma loucura, completamente um absurdo. Mas eu tenho vontade desistir do mundo, ficar deitada na minha cama, até tudo se acalmar, até eu me sentir preparada para encarar o mundo novamente. Estou me sentindo fraca, como se qualquer palavra pudesse me destruir. Enjoada, como se a qualquer hora eu pudesse me auto-derrubar. Sensível, como se qualquer atitude pudesse me atingir. Sozinha, como se nenhuma companhia fosse o suficiente. Não infeliz, não magoada, não deprimida. Mas perdida, entende? Sem rumo, sem direção. Só me deixando consumir pelo medo que irradiava minhas veias ao acordar até conseguir dormir novamente. Sem decisão, sem vida. Meio que inconsequente de qualquer ação ou reação. A um tempo atrás imaginei que nada fosse me debilitar tanto assim, decepcionante é saber que eu estava errada, queria mais era me divertir e ser feliz, porém agora não sei que rumo tomar em minha vida, é como uma escuridão imensa em que tenho que andar sem tropeçar, sem cair, mas eu não sei como fazê-lo. Queria que essa sensação horrível fosse apenas uma fase, mas não… Quando menos se espera ela volta pra esfriar a alma e me botar de uma vez pra baixo, me sinto sem rumo, sem ninguém. Igual aqueles dias onde por mais que pessoas estejam ao seu redor você ainda se sente só, aqueles dias onde nada está sendo suficiente, onde nada nos satisfaz. Desistir, essa é uma palavra que tenta-me todos os dias, mas, por mais motivos que eu tenha para desistir, tento ser forte e superar todas as dificuldades de cabeça erguida como se nada estivesse acontecendo, é… Fingir é uma das minhas melhores habilidades, mas, não é porque eu fingo, que eu não sinta, pois é. Estou triste, mas estou de pé, e espero que as coisas passem a melhorar e que tudo comece a dar certo. Sinto que algo impede-me de buscar a felicidade. A dona não bate a minha porta faz tempos e tempos. Já não tenho mais forças, desde que decidi render-me, parece que meus gritos de socorro não são o suficientes, pois ninguém os escuta. Não basta só desistir desse medíocre mundo, temos de ser fortes e aguenta-lo até o final. E por mais doloroso que seja, ergo a cabeça e sem receio digo: Eu desisto! Cansei de ser frágil e facilmente magoada. Assim tornando-me uma pessoa fria, para tentar diminuir tamanha dor. Mas sem resultado algum. O jeito mesmo é não ligar, por mais que dizemos vamos mudar, tomar iniciativas e coisa e tal, não fazemos isso, nos falta atitude. Esperamos sempre do próximo, sem pensar que nós mesmo podemos ser o exemplo e causador das mudanças. Mas é tudo tão difícil, fácil é criar expectativa e se iludir, não estou certa? Mas agora já chega. Não vou desistir tão facilmente, de tanto que coloquei na minha cabeça, consegui analisar. E é sim, apenas uma fase, afinal, viver na tristeza para sempre não tem como. Vou agir, vou mudar, não vou deixar tudo desabar. Meu erro é só olhar para os pontos tristes da vida, e não lembrar dos momentos. As vezes esqueço que isso é a vida, feita de altos e baixos. Caso queira uma total vida feliz e te-la amigo, me ensine, mas por enquanto, contento-me com uma imperfeita.

GabiStéfanny, Mylena and Marina (poetizadas)

Você nunca me amou, nunca me deu valor.

Mas isso não vai ficar assim, não vou mais sofrer por ti. Não vou mais ficar aqui me lamentando por algo que não sou culpada. Eu fiz de tudo pra te ver bem, pra te ver com um sorriso no rosto, fiz de tudo pra te ver feliz, mas tu, como me retribuiu? Apenas me esnobou, não me me deu um pingo de valor. Tu me fez passar noites em claro, me fez encharca meu travesseiro, por lágrimas estúpidas. Por que tu, menino, nunca mereceu uma lágrima minha, nunca mereceu nenhum pensamento ruim meu. Mas isso não vai ficar assim, mas não vai mesmo. Você me usou e depois abusou de mim, mais agora quem esta por cima sou eu. Você foi o grande amor de minha vida, eu dediquei tudo o que tinha a ti e você não se deu conta do que estava jogando para o alto. Eu confiei em ti mais do que confio em mim mesma, mais você não se importou com o tesouro que segurava. Desde o inicio você nunca se ligou mais mesmo assim comigo continuou. Não irei mais acreditar em ti, sofrer por ti. Estou cansada de juntar os cacos de meu coração sempre que você brinca com meus sentimentos. Estou cansada de estar sempre isolada chorando por ti e sua atenção. Você tinha na mão o maior tesouro que alguém pode ter, o amor do próximo e não deu a devida importância a este amor. Mais isso não vai ficar assim, não mesmo. Alguém vai brincar com ti como brincou comigo, vai trair a sua confiança e lê fazer sofrer e quando você me pedir uma mão eu lê darei, mais somente para ter o prazer de solta-la depois. Eu me tornei fria sim, mais o culpado foi você. Eu chorei sim, mais valeu a pena, cada lágrima fez me acordar para vida e perceber que você não confia, não valoriza, simplesmente porque não tem a capacidade de valorizar a ti mesmo. Nem a ti amas, porque amaria outra pessoa? Idiota fui eu que acreditei em cada palavra ridícula que você me dizia, mas como dizem “a que se faz a que se paga” você ainda vai pagar por cada lagrima que você fez eu derramar por ti, você ainda vai se lamentar muito por ter me feito de capacho. Eu quero que a justiça seja feita, que você pague por tudo que você fez. Mas o que eu mais tenho fúria, é de mim mesma. Pelo simples fato de ter sido tão tola e acreditado em todas as suas mentiras, pensando que nós dois seriamos para sempre. Ah, mas que droga, pra sempre não existe, amor verdadeiro não existe. Agora só preciso colocar em minha cabeça que você não existe. Canalha, só me fez sofrer, ninguém sabe tamanho arrependimento que tenho. E agora estuo aqui, na pior, culpando a mim por erro seu, mas e você? Não quase certeza, que deve estar bebendo pra esquecer dos problemas, de mim, afinal, passei a ser um problema em sua vida. Ou por outro lado, nem deve mais lembrar de mim. Como eu queria ser assim, mas me lamentar pro ti não vou. Podem me chamar de orgulhosa, sou mesmo, assumo. Mas não vejam apenas meus erros, analisem minha situação, e vejam como estou. Quem errou não fui apenas eu. Você não vale, nem nunca valeu e muito menos valerá. Mas me conformo, se não foi, não era pra ser. Melhor agora, do que depois. Tenho mais tempo para reconstruir minha vida, devo restituir-me. Mas só espero que não sejam todos assim como você. Por baixo dessa pessoa forte que finge que já superou, que agora te odeia, estou cansada de ser usada. E pode ser que ainda resta chamas de amor por ti, o que mais tenho raiva.

—  Tá pensando que eu sou o que? Pra me tratar dessa forma, feita algo descartável? — Thays, Nayra, Gabi and Marina (poetizadas)

“Amar está cada vez mais complicado. Não falo desse amor que todos dizem sentir, talvez pelo ídolo, talvez pelos pais ou até pelo melhor amigo. Falo daquele amor água com açúcar, estilo Romeu e Julieta com um toque de Nicholas Sparks. Falo daquela sensação única de sentir o coração bater mais forte e as maçãs do rosto avermelharem gradativamente. Aquela sensação mágica ao sentir o coração de outra pessoa bater no mesmo ritmo e compasso que o nosso. A sensação de ser aquecido pelo mais apaixonante calor humano em uma tarde de inverno. Esse calor que somente dois corpos apaixonados conseguem criar. Falo desse tipo de amor. Um amor infinito, incessante e maravilhoso. Aquele amor cheio de carinhos, palavras doces e sorrisos. Esse tipo de amor, esse amor puro e sincero é que está fazendo falta ultimamente. É o amor sem segundas intenções, desejos ocultos ou aproveitamentos. Está faltando nessas pessoas a vontade de amar sinceramente. Falta essa habilidade nas pessoas. A habilidade de ver a beleza e somente a beleza das coisas. Não, não estou falando que as pessoas não são superficiais, pois elas são. Estou falando que a sociedade, de uns tempos para cá, tem se aproveitado das pessoas. Afinal, diga-me: Quantas vezes amaste verdadeiramente? […] Admita que você já disse amar olhando a aparência sem ver a personalidade. Admita que você já mentiu para ganhar algo em troca. E não falo somente de você. Vamos concordar que toda a raça humana é desprezível e por isso gostam de aproveitar-se uns dos outros. Agora, se já amou e foi amado verdadeiramente, tudo em uma mesma relação, parabenizo-te, pois, como já disse, um amor de verdade está raro. As pessoas estão sentindo uma coisa totalmente diferente que insistem em chamar de amor. Sentem desejo, vontade ou uma paixão passageira, mas amor… ah, poucos realmente sabem o que é amor. Poucos realmente conhecem o seu poder. Pode parecer meio clichê, mas, afinal, acho que o amor tem de tudo um pouco. Pode parecer meio bobo isso, mas as pessoas têm se preocupado mais em dizer que amam do que amar mesmo o parceiro. Amar virou modinha, dessas que para alguns não duram mais que uma estação. Amar virou algo superficial, algo fora do normal. Ás vezes eu tenho vontade de ser dá época antiga, sabe? Quando antes tudo era preciso da permissão dos pais, e então vocês tomariam chá gelado na varanda, andariam com as mãos entrelaçadas pelas praças, e em um desses dias de verão quando ele fosse te deixar na porta de casa, lhe roubaria um beijo. Invejo minha avó por ter vivido tudo isso. Ela sim soube amar e ser amada, ela e todas as pessoas daquela época. Era tudo tão lindo, tão calmo. Não havia pressa, nem segundas intenções, era tudo um mar de rosas. Mas o mundo se globalizou, as pessoas mudaram. E hoje o amor é clichê. Algo estranho, não existe mais aquele calor, aquela emoção de ver a pessoa amada. As pernas já não ficam mais trêmulas, nem a sua capacidade de dizer qualquer coisa que preste some. O mundo girou, tudo mudou, e ninguém mais é como era antigamente, as coisas mudaram demais, e por sinal, se mudaram pelo mal, mas é assim mesmo sabia? Nada muda á seu favor, nada muda pra te ajudar, nada muda pra te deixar um pouco melhor, nada.. E isso está virando uma farra, estou farta demais dessas coisas, e dessas pessoas, que não sabem ao certo, como é o amor.. Eu também não sei por completo, de fato ninguém sabe como é o amor de verdade, pois ninguém está afim hoje em dia de amar, parece que todo mundo só quer ter uma noite de prazer, uma noite de farra, folia, e loucuras, parece que todo mundo só quer uma noite de sexo e mais nada, e isso não está sendo legal, pelo menos não pra, e pra quem quer uma coisa séria, uma coisa civilizada, e respeitosa[…] Ninguém sabe de verdade, como o amor verdadeiro é, mas algumas pessoas procuram saber, procuram ficar informadas ao respeito desse tal aí, esse é o meu caso, eu sempre procuro me manter informada, e ligada nessas coisas, pois eu sempre quis ser amada, só que ninguém via tempo pra isso, só via tempo pra noitadas e etc. Mas no final das contas, a noitada não dá pra nada, sabe porque? Por que quando você ficar velho, ficar todo acabado, e despedaçado, você não vai poder ir mais dar os seus roles, dar as suas farras, e virar a noite nas baladas, e aí sim, você vai se dar conta do erro que fez, em não procurar uma companheira, um alguém pra te fazer uma comidinha, um alguém pra t e dar carinho nas noites mais frias, e um alguém pra dormir de conchinha. Ai quando você se dar conta, o tempo já vai ter passado, e você vai ficar sozinho, sem ninguém do seu lado.

GabrielaIana {poetizadas}

“Você pode passar toda a tua vida a procurar alguém que te ame como eu, porém você irá procurar sabendo que nunca vai encontrar, falo isso com toda a certeza que tenho, sei que nenhuma outra garota dormirá ouvindo a música que você mais gosta centenas de vezes, sei que nenhuma outra desejará ter teus braços como refúgio assim como eu desejo, sei que ninguém te escreverá cartas confusas de amor. Só eu te busco em sonhos e me perco em pensamentos e fantasias irreais com você, só eu posso suportar essa distância e ainda assim continuar aqui, de pé te esperando, desabando apenas por dentro, só eu para me satisfazer com um “eu te amo”, querendo secretamente umas mil juras de amor. Eu sei como aguentar o teu Adeus e ainda correr atrás, consigo ser magoada e mesmo assim dizer que não foi nada, eu sou aquela que se apaixonou e se entregou, você não percebeu a intensidade do meu sentimento, me deixou como segunda opção e mesmo depois disso eu soube erguer a cabeça e continuar sendo sua. Se eu sou boba? Eu não sei, só sei que meu amor é de verdade e não há quem negue essa afirmação. Ainda crio-te nas minhas utopias no intuito que elas se tornem realidade. Ainda faço tudo o que costumava fazer, porém, agoranão me amas mais, e por mais que isso doa, tenho que encarar a realidade. Parar de lamentar-me pelo passado. No fundo nunca foi bom pra mim, afinal, se fosse não estaria me fazendo sofrer agora. Um sofrimento resultado em lágrimas e em meu coração despedaçado. Ainda coro em ouvir seu nome e surge aquele sorriso sem graça em meu rosto quando me lembro de ti. Mas ao lembrar de tudo o que me fez passar, de como me deixou, mesmo com nossas juras de amor eternos, amontoa-se sentimentos em meu peito deixando-me confusa. Hora sinto raiva, outrora amor. Fui sempre um enigma, algo um tanto difícil para se desvendar, mas foi o que fizestes, descobriu a verdadeira pessoa que sou. Já eu me iludi, apenas vendos suas qualidades, enganando-me em relação a sua pessoa. Esforços foram em vão, palavras foram jogadas ao vento e promessas ainda esperam ser compridas. Me senti completamente boba, de me entregar desta forma a um amor que não valia a pena, de falar sobre meus sentimentos para alguém que nunca me deu a devida importância, para ti, o muito nunca foi o suficiente, não importava como, nunca consegui satisfazer você. A dor que hoje sinto após sua perda me faz querer voltar ao passado e mudar as coisas, e me faz querer ao mesmo tempo de ir lhe pedir uma nova chance.Tento não sofrer mais, tento não ir atrás mas há algo em mim que me leva a você. Sentimentos confusos, sentimentos amargurados, mais todos resultados de um amor que talvez nunca veio a ser correspondido’’. 

Stéfanny, Marina e Amanda(poetizadas)

Talvez eu esteja mesmo precisando da tal dose do amor próprio, portando “Garçom traga-me uma dose, por favor!” Mas daqueles bem fortes, que me levem a loucura de tanto amor a mim mesma. Que me fazem ficar horas no espelho me admirando. Ok, talvez isso seja demais. Só que eu preciso amar a mim mesma, fazer com que todo esse amor carregado em meu peito - que normalmente eu diria que é destinado a pessoas que não merecem - seja transformado em um amor próprio. Eu preciso de mais auto estima, me valorizar mais. Afinal, quantas mulheres como eu existem? Sim, daquelas que são fortes e aguentam o mundo estourando em suas costas, com a cabeça erguida? Que seguram as lagrimas para não fazer feio? Que cospem palavras em cima de quem realmente merece, por lhe tratar mal? Aquelas que ignoram quem ama, por saber que ele não é capaz de faze-la feliz… Aquelas que eu diria que se encontra presente em poucos lugares, que muitas vezes está na frente de um papel rabiscando palavras. São poucas, poucas mulheres assim. A maioria, tão se importam com seus sentimentos, só servem de capacho para quem lhe maltrata. Pois bem, não nasci para correr atrás de quem não vale a pena, se estou aqui hoje depois de tantas magoas é porque eu sou forte e não deixo as pessoas tirarem o que resta de melhor em mim. Amadureci muito nesses anos, talvez seja por tantas pancadas que a vida me deu, cresci, mudei e estou tentando viver a vida como se nenhuma magoa tivesse existido, hoje estou tentando viver mais por mim, pensar mais por mim, pois depender das pessoas é a pior coisa que há de existir, eu gosto de me sentir livre e feliz. Já amei demais e também já sofri muito mas hoje quero começar a me dedicar a quem realmente me importa. A vida sempre será assim, louca, confusa, as vezes sem graça, mas eu ainda devo ir atrás do que realmente me faz feliz, tenho que me amar mais sabe? cansei de demonstrar sentimentos a quem não se importa, a quem não está nem ai para mim. Só eu sei por tudo que já passei. Quantas vezes eu sorri com vontade de chorar. Quantas vezes disse que estava bem, quando na verdade estava morrendo por dentro. Ninguém mais do que eu sabe a dor que trago no peito,o vazio que tenho na alma. Sinto uma imensa vontade de fugir,esquecer todas as minhas dores e os meus fracassos. Sinto tanta vontade de ser feliz correr atrás dos meus sonhos,mas não tenho coragem o medo de corroi e o sofrimento me destrói. 

IanaAmanda e Gabi     (poetizadas)

E então eu te pergunto, onde está agora aquela paixão que você dizia sentir? Eu cheguei a acreditar em cada palavra que saiu de sua boca, até o “eu te amo” que foi meio disfarçado, para mim ele teve algum significado. Foi ele quem colocou um sorriso em meu rosto, mas também que me trouxe as lágrimas. Lágrimas. Até quando eu e ela seremos melhores amigas? Afinal, é ela que me conforta todos os dias. Eu já havia me feito uma promessa, de nunca então cair em uma emboscada do amor, como essa. Mas do que adiantou se tudo se repetiu novamente? Meu coração se tornou um poço de decepções, de amarguras. Queria mudar, parar de ser tão ingênua, de acreditar em tudo. Mas quando se trata de você, pareço uma bobinha iludida, qualquer palavra sua me tira um sorriso, mas depois esse sorriso se transforma em horas banhando o meu travesseiro com todas as minhas lágrimas. Agora eles são meus dois melhores amigos; lágrimas e travesseiro. Nunca me abandonam. Diferente de você, que prometeu ficar ao meu lado até seu último suspiro, e cadê você agora? Eu, como sempre, acreditei nessa sua promessa, e em outras quinhentas. Caí como um patinho nas sua ilusões, mas é mais forte que eu. A vontade que eu tenho de que tudo o que saia da sua boca seja verdade é tão grande que eu acabo acreditando nas suas mentiras tolas. Eu olho pro céu, mas é impossível sair do chão. Eu pensei que eu poderia voar, mas agora, já não passo mais do chão. Acreditei nas tuas palavras, e agora todas essas mentiras estão se pesando em cima de mim. Tudo aquilo está desabando diante de mim, e a única coisa que eu faço agora é chorar. Eu pensei que se eu tentasse mais uma vez, dar chance ao meu coração, eu poderia ser feliz. Mas agora, a única coisa que eu vejo são lágrimas. Mais e mais lágrimas. Estou secando por dentro, e tenha essa certeza, quando eu terminar de me secar totalmente de todas essas lágrimas, você irá se arrepender do que fez comigo. Isso irá passar, e daqui um tempo talvez eu estarei forte, feliz e sem culpa, não me pegarei chorando por ti, nem me lamentando por sua ausência, aprendi que nada dura, e que o “para sempre” pode não existir. Muito obrigada por ter me feito crescer e aceitar que o melhor para mim é viver sem você ao meu lado, pode ter certeza não arrependo de nada, pois tudo o que eu passei me fez amadurecer e me transformar em alguém melhor, as coisas mudam, as pessoas se vão, as dores passam. Prometi a mim mesma que serei feliz e que nunca mais vou sofrer por coisas tão pequenas como você. - Iana, Bárbara, Carol e Amanda (poetizadas)

Eu só queria um colo, um mimo, um aconchego, um abraço confortável, um amigo do meu lado [..] Estou me sentindo muito sozinha, e isso é péssimo pra mim, acho que pra todos que sentem isso também é, e não são poucos os que a solidão abala. Eu peço mais amor e menas carência, só que tudo acontece ao contrário, o amor fica, e a carência vem, me tornando sozinha. O mais triste é que quando eu olho para o lado, não vejo ninguém ali, nem mesmo para me ajudar, confiar, e contar todas as coisas que ficam aqui me engasgando.Simplesmente não há, e a realidade é dura de encarar. Sabe aquelas pessoas que um dia garantiram nunca sair de perto de ti? Pois é, elas nem aqui estão mais, elas foram sumindo de pouco em pouco com o tempo, e agora eu estou aqui, toda sozinha, iludida e precisando extremamente de um abraço quente. Um peito amigo, em que posso afundar-me em minhas mágoas, simplesmente desabafar, em troca, não receber críticas de como sou fraca e dramática e sim um aconchego, que conforte-me, e eu acabei vendo que não é a pior situação em que me encontro. Fraca […] Se tem uma coisa que não sou é isso, suportando toda a dor existente em mim por porção de tempos solenemente sozinha, sem demonstrar absolutamente nada, sem derramar uma lágrima se quer, e ainda julgam-me. Sou forte, consigo ultrapassar todas as barreiras que a vida me proporciona, aguento calada a sociedade me julgar, escuto críticas, humilhações, e ainda dizem que sou fraca, não eu não sou… Sinto-me sozinha, com várias pessoas ao meu redor mais mesmo assim ainda me sinto só, não, não é drama é que as pessoas se tornam invisíveis a ponto de estarem perto de mim e não transmitirem que realmente estão, elas fingem que se importam, e fingem muito bem por sinal… Algumas nem se quer fingem, mas sabe o que quero? Um amor que resista o tempo, alguém que me apresente o verdadeiro significado da felicidade, e que possa dar adeus a solidão, mas sei lá, estou achando que ela veio pra ficar […]

, Mari and My (poetizadas)

É um daqueles momentos em que tudo aquilo que você acreditou não passam de grandes mentiras, as pessoas em que você mais confiou são as que te mais traíram, as máscaras caem e toda aquela sujeira que você jogou para de baixo do tapete se revolta transformando sua sala em uma grande bagunça. E todas as pessoas que fizerem a bagunça na sua vida vão embora como se nada tivesse acontecido, elas vão como se nunca tivesse te conhecido, como se você fosse um estranho. Nunca me acostumarei com idas e vindas. Tento não depender tanto das pessoas, não correr atrás de quem me feriu, ou tentar ser legal com quem não merece. A vida é injusta, e por isso temos que ter cuidado, com quem andamos e com quem achamos que conhecemos. Essa sensação de ser esquecida, ou deixada de lado é horrível, é como se nós fossemos um simples boneco que depois de velho não tem mais graça e deve ser guardado no fundo do baú. Sim, a vida se complica a cada manhã, e nos derruba assim que pode, mas nós temos que ser forte e nos levantar. As pessoas? ah! as pessoas, sempre irão nos magoar, com palavras ou atitudes, irão querer nos fazer sentir fracos e para baixo, mas nos devemos ser mais fortes e encarar cada situação de frente. As pessoas não merece nossas lágrimas de dor, pelo contrário, merecem nosso sorriso de vitoria. Meus amigos? A maioria quando eu mais precisei viraram de costas para mim e partiram sem ao menos dizer tchau. Na verdade, não sou muito boa em dar sermões, e nunca fui. Mas sabe? Depois do que tenho vivido nesses últimos anos, a mínima coisa que tirei disso tudo foi o aprendizado. O qual irei levar pra minha vida toda, e se puder, passarei para os próximos. Não sei mais o que ando vivendo, mas sei que esse não era o meu objetivo. Eu não queria mesmo estar aqui, onde estou. Muito menos estar nesse estado de “esquecida por todos”, até porque, olha só pra mim, essa não sou eu… Desculpa, mas eu não estou determinada a sofrer. Não estou aberta para opiniões ou sugestões, até porque se eu estivesse, eu te pediria ajuda. Mas eu só peço um tempo, um espaço… É só disso que eu preciso no momento. Por favor, deixe-me respirar. Depois de muitos tombos eu preciso me reerguer e parece que as pessoas me sufocam cada vez mais e mais. “A vida é um jogo menina”, quantas vezes repito isso para mim mesma, quantas vezes faço dessas palavras inspiração. Eu estou sozinha nesta jornada, eu acreditava que estaria repleta de “amigos” mais eu percebi que quando mais precisei eles foram os primeiros a me dar as costas. Eu não cobro muito de mim, talvez esse seja o erro, as vezes parece que estou carregando uma carga muito pesada e é como se eu não fosse mais aguentar. Ninguém merece uma lágrima que escorre em meu rosto, ou talvez o meu simples desprezo, mais como sou frágil eu volto a depositar a minha confiança nas mãos erradas. Eu nunca disse que a vida era fácil, mais ao longo dos tempos eu percebi que ela é tão difícil quanto qualquer um pode imaginar, em uma hora sua vida é flores, em outra ela é um mar de decepções. Eu só quero me erguer, voltar a sorrir como sorria antes, voltar a acreditar em pessoas verdadeiras, mais ninguém me da o espaço que preciso, ninguém deixa com que eu respire. Não são as minhas quedas que estão me desgastando, e sim as pessoas, a falsidade e a maneira como elas me sufocam. Cada dia que se passa as pessoas ao meu redor forçam sentimentos e fingem sentir o que não sentem, mas creio que um dia isso tudo passará e espero que as pessoas se tornem melhores, pois de falsidade e hipocrisia o mundo já está cheio o bastante…

Gabi , Amanda , Carol, Nayra and My   (poetizadas)

E a solidão bate a porta, entra sem pedir licença e toma conta da minha vida… Cada dia que se passa os dias se tornam mais frios, mais nostálgicos e mais angustiantes. São nesses momentos em que as lembranças tomam conta de mim de uma forma em que já não dá mais pra conviver com isso. É nesse frio em que a realidade chega a tona, senta-se ao meu lado e começa a dialogar comigo. Ela faz questão de dizer-me que estou solitária, afastada das pessoas e carente, sim, carente de atenção, de carinho, sentindo a necessidade de pessoas novas e verdadeiras em minha vida, realmente, não consigo confiar mais em ninguém, pois sinto muito medo do que pode-se acontecer depois de tanta confiança colocada em uma pessoa só, depois de muitos tombos a vida nos ensina a levantar-nos e a seguir em frente por mais que doa… Quero colo, quero carinho, necessito de alguém que esteja ao meu lado e que não abandone-me nos momentos difíceis, não, não procuro alguém perfeito e sim, alguém que faça-me feliz, que consiga decifrar-me e que esteja disposto a entender-me pois, sou uma pessoa indecifrável e muito complicada. Varias palavras poderiam me definir, dentre elas, confusa, nem eu mesma consigo me entender, já fui tão feliz e forte, hoje estou aqui precisando de “um certo alguém” que talvez nunca virá. A vida anda muito difícil para mim, complicada, sinto que estou caindo a cada dia de um precipício e ele não tem um fim, é como seu eu não pudesse chegar até o chão. Foram muitas magoas até hoje em meu coração, e por mais que eu tente não consigo tirar essa raiva que eu sinto por ti, de dentro do meu coração. Você já teve a sensação de perder uma pessoa que jamais voltará? Pois eu já, e te garanto, essa é uma sensação terrível. Precisar de algo ou alguém não é bom, nem nunca será. Sentir falta de algo que não é seu, é ainda mais pior, e precisar de um carinho, de um afeto de quem não liga para ti é extremamente doloroso. Digamos até que um tanto sufocante. Bom.. por muito tempo imaginei como descrever uma coisa que não pode ser descrita, uma dor é apenas sentida, com palavras ela não pode ser expressada. Não é a mesma coisa, o sentimento é mais forte, mas tentar descrever uma dor, seria como levar um tiro. É inesperado, às vezes uma simples palavra pode disparar uma bala em direção ao seu coração. A bala penetra na pele, abrindo um buraco e queimando tudo até chegar ao ponto alvo, o coração. Ela o perfura como fez com a pele, mas no caso é diferente, o coração é um órgão vital, com uma bala o perfurando nós morremos, mas essa bala é pequena demais pra matar, mas consegue fazer um estrago enorme. O estrago não pode ser visto no coração, apenas sentido. O que você vê é o quão mal a pessoa fica depois disso. A bala queima quando perfura, impedindo o buraco de cicatrizar totalmente, e nem que o tempo passe e passe é possível essa ferida sarar. O sangue perdido não é recuperado, a bala se aloja ali e a dor sempre permanece.

MyAmanda e Gabi     (poetizadas)

Seria o amor feito para machucar quem o sente? Para amargurar o coração de inocentes que não conseguem compreender o que está fazendo seu coração bater mais forte, seus pensamentos ficarem confusos? E uma grande e enorme dor, aquela dor que inunda a alma e nos faz chorar para livrar-nos desse nó na garganta desse enorme buraco que permanece aberto no peito sem conseguir ser cicatrizado. Seria o amor feito para agraciar a vida, dar sentido a ela, ou somente para torná-la menos cansativa? Seria o amor realmente tão intenso e verdadeiro? Nem mesmo quem o sente sabe como explicá-lo, porém todos querem alguém para chamar de seu. E agora que te encontrei, tudo se tornou entendido, tudo agora faz sentido. Somos jovens demais, e erramos algumas - várias, muitas - vezes. Somos somente eu e você, e somos tolos também. Outrora eu estava entristecida pelos seus atos, mas me lembrei que foram eles que uma dia me fizeram sorrir. Me encanto com o teu jeito bobo de ser, e nada mais importa quando estamos juntos. É tudo tão simples, e somos nós mesmos. Alguém comete a maldade enquanto outro faz o bem. Não sei explicar essa vida, e talvez eu tente filosofar só pra, pelo menos por uma vez na vida, te conquistar. Eu acredito em nós, e por mais que erremos, um dia, nós ainda iremos saber nos consertar. É isso aí, a garotinha que se revoltara contigo, se tornou a mais linda flor do seu jardim. Eu nunca imaginaria que isso pudera acontecer, somos novos demais pra tudo isso, e ao mesmo tempo, sei que esperamos demais. Que tal ser pra sempre? Sei que ainda encontrarás muitas no meio do seu caminho, e terei também muitos passando pela minha trajetória. Mas devemos reconhecer que nos escolhemos um pro outro, e ninguém irá conseguir nos completar assim como nós mesmo conseguimos. Porque, sabemos, frente à frente, nossos erros se amenizam, e nada mais importa a não ser o beijo perfeito.Estamos juntos agora e nada mais importa. Eu só quero passar o tempo que nos foi dado ao seu lado. Tudo mudou agora, tudo se encaixou. Eu não me importo mais com nada, só quero ficar ao seu lado sem me importar com os outros. “Eu e você”, quer coisa mais linda?. Nossos olhares se cruzaram em meio a multidão, não sei se foi o destino ou se não existe essa coisa. É uma das primeiras vezes que sorrio de verdade, nada forçado e isso é tudo por ti. Você é minha paixão, meu dengo, meu príncipe, meu amor, você é meu. Stéfanny, Carol e Nayra (poetizadas)

Amor eu sinto sua falta. Não é como se eu ainda te amasse. É que eu sinto saudades. Só saudades. Você me ensinou muita coisa, mesmo não sabendo. Saiba que eu não tive a intenção de me apaixonar por você, mas aconteceu e eu não pude fazer nada. Mas não é assim que o ser humano aprende algo na vida? Por dor ou por amor. No meu caso, foi os dois. O amor chegou de mansinho, sem avisar e me enlouqueceu. Logo, logo veio a dor. Dor de ter que desistir de algo que você mais quer por não ter condições nenhuma de lutar. A dor de sentir que perdeu a luta antes de tê-la começado. A dor que eu tenho de sentir, ao ter a sensação de que poderia ter sido diferente alojada dentro do meu coração. Meu amor, eu sei quanto é horrível se sentir assim. Também sei que não foi minha culpa, nem sua. É que às vezes a vida nem sempre é como a gente planeja e tudo dá errado assim, sem mais nem menos. Só o que nos resta fazer é arrumar a bagunça e seguir em frente, e não, não existe isso de “você precisa amar alguém de novo” porque amor, quando é verdadeiro, não acontece duas vezes, é uma experiência única, nunca se ama duas pessoa do mesmo jeito e é por isso que digo e repito, não vou amar mais ninguém do mesmo mesmo que amei você. Só peço que lembre-se de mim, quando nossa música casualmente tocar no rádio, sorria, pois, eu estaria sorrindo também;quando você contava uma daquelas duas piadas sem graças e ninguém rir, lembre-se que eu riria, mesmo se fosse a piada mais sem graça que alguém poderia ouvir, eu riria dela, só pra te fazer feliz; quando ler algum romance, me imagine como a personagem principal e tenha certeza que eu estarei imaginando você como o mocinho, faça-me personagem de um de seus livros, ou melhor, faça-nos personagens, conte nossa história, escreva sobre nós, qualquer coisa, mas, por favor, não esquece de mim.
—  Como dizia Leandro Léo na música João de Barro “O meu desafio é andar sozinho”.  Laryssa + Isabelle (p-oetizadas)

Imagino como será quando nos casarmos, quando finalmente meus pais aceitarem a gente. Somos como os casais de antigamente, namorando sem que os pais aceitem, a diferença é que você está tão incrivelmente longe de mim que eles nem devem se importar, mas eu sei que um dia ficaremos juntos, sei que será eterno e que iremos mostrar a todos que um verdadeiro amor é maior que a distancia, supera as brigas e desentendimentos. Um verdadeiro amor supera tudo e sei que o destino nos unirá, que teremos nossa casa, nossos filhos, duas alianças e dois corações apaixonados unindo-se finalmente em uma só vida. A nossa vida. É esse nosso amor que faz com que eu me sinta viva. Faz com que os meus sorrisos se encham de felicidade. E é por isso que não vou desistir de ter você nos meus braços. Algum dia vou poder colar o meu sorriso no teu e dizer “finalmente”. Pode demorar o tempo que for, se no final as nossas mãos terminarem encaixadas, se nossos lábios terminarem selados, vai valer a pena toda a dor que eu sinto de acordar e não te ver, de andar e não ter você ao meu lado. Os obstáculos vêem aumentando a cada dia, mais o seu sorriso, a maneira como me olha me faz ter forças para acreditar. Essa minha vontade de te ter também alimenta a esperança de que um dia vamos ficar juntos sem ter ninguém para nos falar que é uma bobagem. Eu vou lutar até não ter mais forças, até não aguentar mas, não importa o quanto seja difícil. Não importa o que aconteça, acredite, meu amor por você é maior do que qualquer obstáculo. Stéfanny, Bárbara e Nayra (poetizadas)