pmeus

Era excitante um caso novo, mas também dava um trabalhão. O primeiro beijo e a primeira trepada tinham uma certa dramaticidade. As pessoas são interessantes no início. Aos poucos, porém, todos os defeitos e loucurafas botam as manguinhas de fora, é inevitável. Começo a significar cada vez menos para as pessoas, e elas pra mim.
—  Mulheres.
Tudo que eu preciso é de uma pessoa que possa cuidar de mim. Que me fale, calma tudo vai ficar bem, porque estou aqui. Além de tudo, me fazer sentir bem comigo mesma. Uma pessoa que me ame, apesar dos meus defeitos. Ate que ignore a minha imperfeição. Uma pessoa que sempre fique do meu lado, segurando a minha mão. Que me faça sorrir. E que não me faça chorar.
O vício também tem sua beleza e sua atração, como virtude; a diferença é que no âmago do fruto, os lábios encontram terra em cinzas em vez de polpa deliciosa.
—  Lucíola
Estou casado à trinta e cinco anos, e não porque eu sou esse cara maravilhoso, que sabe como satisfazer uma mulher. Estou casado à trinta e cinco anos porque amo a minha esposa. E respeito a minha esposa. E seja em Amsterdã ou em East Great Falls, tudo se resume a isso:  se você é honesto e trata uma garota com respeito, então tudo que tiver que acontecer, acontece. Porque é tudo  perfeitamente natural.
—  The book’s of love- Noah
Sem saber no que ia dar, eu me aproximei de você. Sem medo, sem planos, sem nada. E olha no que deu,só me magoei e na boa melhor tivesse deixado como estava.
—  Floatles.
Quando a saudade chega junto com desejo, vem a vontade de querer te abraçar, sinto na boca o gosto doce do teu beijo, tanta saudade do teu jeito de me amar.
—  Mas se pudesse corria pra tu ligeiro, e nunca mais eu deixava tu me deixar.
Quando a saudade invade o coração da gente,  pega a veia onde corria uma grande amor.  Não tem conversa, nem cachaça que dê jeito, nem um amigo do peito que segure o chororô.
—  Saudade já tem nome de mulher, só pra fazer do homem o que bem quer..
Sabe quem é o autor de todos os seus problemas? -Não? Ok, vou te contar. Tudo é culpa da puta da “carência” é ela que faz você se tornar sensível e fragil. É ela que te faz se sentir sozinha, as vezes incompleta. É ela que faz você necessitar de um mero abraço, ou de um simples beijo. É ela que faz você migalhar o amor das pessoas, mesmo daquelas que te apunhalam pelas costas. É ela que te deixa mal consigo mesma. É ela que faz você pensar que não é nada. É ela que te convence que precisas de alguém para se sentir bem. Mais não é bem assim. A única coisa que você precisa para ser feliz, é amar a Deus, pois é ele que te completa, que te entende, que te ama, é ele que te ajuda na hora que você mais precisa. Ele nunca te fará sofrer. Pense nisso.
Muitas vezes acabamos sozinhos por vergonha de admitir que erramos. Além de perder coisas que antes não eram importantes, mas que agora você sente falta. Isso por causa de meras besteiras, coisas fúteis. Coisas que não iram completar o vazio dentro de você. Até deixamos de lutar por quem estava sempre ao nosso lado, só para não dar o braço a torcer. Então você percebe o quão idiota estava sendo e tenta concertar palavras e atitudes que jamais serão esquecidas.