perfeito isso

Não há o que fazer, o que precisa acontecer simplesmente irá acontecer. Não brigue com o destino, ele é inevitável. Mas, calma. Só irá ocorrer quando você estiver preparado. Por isso, não reclame, apenas faça. É exatamente nesse momento que você está pronto para superar o que está havendo em sua vida. Exatamente agora. Nem um segundo a mais ou a menos. Levanta a cabeça, estufa o peito e enfrente. Aconteça o que acontecer, esse é o momento perfeito para isso. O seu momento perfeito.
—  Pedro Peixoto.
As pessoas acham que a alma gêmea é o encaixe perfeito, e é isso que todo mundo quer. Mas a verdadeira alma gêmea é um espelho: a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama a sua atenção para você mesmo, para que você possa mudar a sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, porque elas derrubam as suas paredes e te acordam com um tapa.
—  Comer, rezar, amar.
Ele simplesmente estava ali, me fitando, com aqueles olhos que por coincidência fora os mais belos que eu já havia visto. Não morava nenhuma cor em especial neles, era apenas o tradicional e quente castanho. Mas o que os tornavam tão encantadores era que através deles eu podia ver sua alma, sua mais pura personalidade. Através daqueles olhos eu podia ver aquele garoto disfarçado de homem, um garoto sonhador, um garoto que pensava saber de tudo da vida quando era tão jovem para descobrir os segredos que essa vida esconde de nós. E ele era lindo, tão lindo, com aquelas olheiras que permaneciam em baixo de seus olhos, aquelas olheiras de um filósofo, as mesmas que talvez carregassem as maiores preocupações do mundo, mas meu bem, somos tão jovens para nos focarmos no pior que existe nessa vida. E ele tinha tanto para olhar, e eu só tinha olhos para ele, porque ele era diferente de tudo o que eu estava acostumada a ver. E quando finalmente seu olhar se encontrou ao meu, o tempo parou, e não existia mais hora, não existia mais pessoas ao redor, só existia eu e ele. Ele era tudo e mais um pouco. Ele era a melhor parte do meu dia. Ele era a paisagem que eu mais gostava de observar. Ele era ele, com seu jeito encantador de ser, com sua mente tão intensa, e era isso que o deixava tão lindo, que o deixava tão perfeito. Ele era tudo isso por simplesmente ser quem ele era.
—  Gabrielly Rods (via prolifica)
Eu quis tentar. Mostrei interesse, escondi minhas ironias e aquele gênio que só eu entendo. Não contei metade de mim, do porquê ser assim. Eu não te disse palavras bonitas, porque eu não queria que você pensasse em mim. E eu achasse isso tudo uma bobagem. Não te toquei com todo carinho e cuidado. Não contei as piadas que eu sentia vontade de dizer, talvez, esse fosse o motivo pelo qual você me via rindo sem saber. Não tem disfarce, nem outras histórias. Eu gosto de brincar, mas você é tão sério que me faz perder toda a graça do que sou. Você só entendia minhas risadas, quando algo de fato tinha graça. Mas, eu não sou só isso. Eu rio de ironias, de gente burra que anda com o nariz empinado achando ser dona do mundo. Eu rio quando você me elogia, se expressa, vem chegando mais perto. Eu rio de mim mesma. Eu não costumo levar nada a sério e te levei. Só basta rir comigo, basta me entender, basta saber que preciso ser amada, basta você ficar. Pra mim basta. Eu fico nervosa quando você fala pouco ou quando fico sem notícias suas. Você chegou em silêncio e tudo o que eu queria, era que você me visse sem esses medos. E sem esses ecos na minha cabeça, pedindo pra você se afastar. Porque você sabendo que, dizer as três famosas palavras não me comove, não me prende e nem nos dá garantia de um amor eterno. Talvez, você não me entenda. Mas, não gosto de despedidas, de gente saindo da minha vida, nem de gente entrando nela. Mas, você e as outras pessoas, fazem parecer que sou uma “rodoviária”. Eu não sei manter as pessoas na minha vida, apesar de se importar, eu as deixo ir embora com facilidade. E perco todo o interesse quando aparece alguém novo. Você sabe, não quero amizades perfeitas, pessoas perfeitas, palavras perfeitas, finais felizes, tudo perfeito, porque isso cansa e a rotina me enjoa. Eu penso, mas não falo. Está na ponta da língua, mas a garganta trava. Tenho uma caneta e um papel, mas não sei o que escrever. E toda essa agonia acaba voltando pra dentro de mim. Eu quero alguém que entenda minhas paranoias, que se me chamar de louca, vai soar como elogio. Que tenha paciência pra entender que, embaixo dessa armadura de mulher super resolvida e decidida, existe uma que precisa de amor sincero e um coração daqueles que sabem sentir. Você chegou muito perto de me conhecer e me conhecendo, saberia que eu jamais negaria o amor que você não soube me dar.
—  Máh Soares.
Quando pequeno eu sempre sonhei com aquilo que me diziam sobre o amor eterno. Aprendi na igreja que devemos nos guardar para aquela pessoa especial e passar a vida de felicidade com ela. Que perfeito seria se isso tudo fosse verdade… Mas a verdade é que você tem que sair por ai e tentar aproveitar da maneira “errada” mesmo fazendo sexo com quem tu achar gostosa, pegar várias e aproveitar porque a vida é uma só e se você for esperar pela pessoa certa vai morrer sozinho e virgem.
—  THIAGO POLYCARPO CONVERSANDO SOBRE A VIDA COM ORQUESTRANDO.
Eu passaria um milhão de vidas ao seu lado, vida após vida, fragmento após fragmento. Você é a minha escolha, meu felizes para sempre e essa espera é esmagadora, revira tudo dentro de mim todos os dias. Cada dia que passa eu te amo mais e fico mais aterrorizada sabendo que posso te perder, você tem seu jeito torto e eu meu jeito do avesso e tudo isso é perfeito se não fosse o problema de não te abraçar para adormecer. Cada segundo eu sufoco mais com essa espera e nós não podemos fazer nada. Só posso esperar que essa tempestade vá embora e que meu raio de sol chegue até mim. Todos os dias eu fico acordada o máximo que consigo só para dormir e não ter que chorar por você não estar do meu lado, e eu fico pensando em cada momento perdido por estarmos longe um do outro eu não quero esperar mais nenhum segundo para te ter em meus braços e realizar cada promessa que te fiz. Promessas são vagas se não realizadas, e eu vou continuar te prometendo o universo inteiro, te lembrando a cada dia o porquê você é o amor da minha vida e que sempre será a minha escolha, e cumprirei cada promessa por mais pequena que seja. Eu posso ser toda errada, ter um milhão de defeitos, mas eu jamais te deixaria partir porque sem você nada funciona, nada parece certo. Eu continuarei aqui todos os dias te amando e rezando para que o dia que estaremos juntos pois cada segundo longe vale a pena enquanto eu estiver esperando por você.
—  Enquanto esperava você.
Cabine 101 indica: Character Story Planner

Para quem gosta de apps, hoje apresento a vocês o Character Story Planner, cujo principal intuito é ajudar escritores a planejarem seus personagens, locais, cenas, histórias e mundos. 

Em cada campo, é possível adicionar uma gama de detalhes, alguns muito minuciosos e aos quais, muitas vezes, não nos atentamos muito. Esses detalhes estão divididos em tópicos, e vão desde o básico até a parte mais específica. 

Inclusive, é possível estabelecer links entre suas criações: no campo Story, você pode “linkar” cenas planejadas anteriormente e formar sua história. De modo similar funciona a aba “Relation”, onde é possível adicionar personagens com os quais o seu tem alguma relação.

A interface do aplicativo é bem fácil e intuitiva, o único porém é que não tem versão em português…

Não tem como eu descrever todo o app para vocês - até porque, é mais divertido descobrir por si mesmo, hehe. Se quiserem ficar encantados como eu, basta ir até a Play Store e baixar. Ele é totalmente grátis!

Até mais, buddies!

- Ells. 

Primeiro tira da sua cabeça essa ideia vazia de achar que estou infeliz. Depois se despeça desse discurso de que quem muito escolhe acaba sendo escolhido. Quer saber porque estou solteira? Bom… Não quero embarcar em uma viagem com alguém carregando as bagagens do passado, não quero conhecer outro mundo se ainda não consegui conhecer o meu.
Não quero machucar o coração de ninguém com as minhas incertezas, não quero falar do passado, nem lembrar dele. Não estou machucada, não estou magoada, só que de tanta coisa que acontece na vida da gente, chega uma hora que cansa entende? Não estou numa fase de sair “tentando” dar certo, quero que dê certo sem ficar perdendo tempo com alguém que não perde um segundo para me ligar e saber como estou.
Não quero investir meu tempo com alguém que não investe o seu em mim, que não se importa e que só machuca. Entende? Eu tô feliz assim, para que me decepcionar mais uma vez? E se eu quiser terminar de ver a minha lista de series? E se eu quiser viajar conhecer o mundo, aprender um novo idioma, conhecer novas pessoas, outros lugares…
Na verdade é isso que eu quero. Na verdade eu estou solteira porque eu quero mais… Eu quero alguém que não me prive de viver, que divida suas dores, que me veja como abrigo e que me acolha com um abraço quando eu não estiver bem. Na verdade quero alguém que aumente minha lista de séries com suas dicas e que fique comigo em um sábado à noite, final de mês, quando a grana está curta e eu não to afim de sair. Eu quero alguém que não tenha vergonha de me assumir para os amigos e que não tenha medo de compromisso.
Não estou esperando o príncipe encantado – eu sei que é isso que você pensa- e daí se ele não abrir a porta do carro para mim e não vir em um cavalo branco? (risos)
E daí se ele não pagar a conta do jantar sempre que sairmos e querer ver um filme em casa porque está sem dinheiro para sair? Eu sinceramente não estou esperando por isso. Não estou esperando alguém para pagar a conta, não estou procurando alguém para me levar para sair todo dia, me levar de carro para todo lugar e que sempre me dê presentes.
Não quero jóias, roupas caras, perfumes caros, jantares caros, carro luxuoso. Não é isso que procuro em alguém, até porque se para você essa é a concepção de homem perfeito (rico) se isso é o que caracteriza um príncipe, eu definitivamente prefiro sapos.
Quero alguém que eu diga: Vamos? – vamos!
Quero mais… Muito mais. Quero alguém que me inclua nos seus planos, que me irrite na mesma proporção que desperta o meu amor. Que seja inteiro, intenso não precisa ser perfeito. Quero alguém para tomar um sorvete em um domingo a tarde e depois ver um filme para não deixar o dia tão tedioso. Alguém que me respeite e respeite os outros. Alias respeito é algo fundamental. Pode me buscar de bicicleta eu não ligo, pode rachar a conta comigo eu não me importo. Pode escolher o filme e eu vou adorar.
Eu tô solteira porque relacionamento não é tentativa, não é oportunidade é investimento. Investimento de tempo. Eu tô solteira porque talvez eu queira curtir essa fase sem ninguém, quero organizar a minha vida refazer meus planos. Eu tô solteira porque estou bem assim, porque não quero alguém pra diminuir, quero alguém que venha para somar.
Então para com esse discurso chato de que preciso de alguém, para de me perguntar “Nossa, mas você é tão bonita e tá sem ninguém?” para de querer me empurrar pra alguém, ficar passando meu telefone e querer dar uma de cupido, isso é extremamente chato, acredite. Quando eu tiver interesse eu vou atrás fique tranqüilo, pouco me importa se você acha isso inadequado para uma garota. Pode deixar que quando acontecer eu vou saber o que fazer, não precisa ficar me perguntando quando vou assumir ou trocar o status do facebook. Isso não lhe diz respeito. Eu tô solteira porque sim, porque quero, porque estou bem assim.
Eu tô solteira porque chega uma hora que você cansa de acreditar, cansa de criar feridas e de se recompor. Estou solteira porque as vezes a gente precisa de um tempo só nosso e de não ter ninguém ocupando o nosso pensamento, travando o nosso tempo.
Se for para namorar e só brigar, viver chorando, se magoando, se for para namorar para trair, para sofrer, para não ter respeito eu prefiro estar solteira. Se for para namorar para escrever textão no facebook mas na verdade viver uma mentira, eu prefiro estar solteira. Se for para namorar para ter alguém pela metade eu prefiro estar solteira. Se for para namorar para deixar de ser quem sou, ter que mudar meu jeito, meus gostos e não ter meus defeitos aceites eu prefiro ficar solteira.
Eu estou solteira porque mereço muito e quero muito. Estou solteira porque não quero alguém que faça do meu passado um presente e dos meus erros um açoite. Não, eu não quero qualquer coisa, qualquer pessoa, qualquer sentimento, qualquer história, qualquer frio na barriga… Eu estou solteira porque não quero ninguém do meu lado pela metade, sou inteira demais para isso. E para finalizar, eu não estou escolhendo eu estou esperando. Esperando o tempo de Deus para mim.

Não procure alguém perfeito, porque isso se chama perda de tempo; não procure alguém que não te machucará já que todos nós somos humanos e mesmo sem querer alguém nos machucará e do mesmo modo o machucaremos outrem e não faça das pessoas seu mundo, não deixe que sua felicidade dependa de algo que você possa vim a perder – porque muitas pessoas irão te abandonar e sendo assim seu mundo cairá e a sua felicidade, não será nada mais que um riso fingindo pela dor.
—  Jô Costa.

Pedido: Faz um do Zayn em que eles sao separados mais ainda se amam. Um dia o filhinho foi acompanhar um ensaio da mae (modelo) e escuta os caras fld quao gostosa ela é. E irritado (apesar de ser pequeno) conta pro Zayn que vai ate a casa dela e se resolvem com um hot (eles ainda nao assinaram os papeis para o divórcio)

 

Zayn Vision                              

           Depois do meu divorcio com a minha esposa, parece que tudo na minha vida perdeu a graça até o simples fato de arrumar minhas roupas para sair, já que na maioria das vezes ela sempre me ajudava a fazer isso, escolhendo e dando opinião de qual ficar melhor no meu corpo. E a culpa disso tudo é somente minha, eu não dei a atenção que ela mereceu e não dizia para s/n o quanto ela estava linda ou levava flores. Eu sou um otário, e em um futuro não tão distante sei que ela vai encontrar um homem que faça tudo isso para ela, e eu não me sinto triste por isso porque eu sei o quanto ela merece.

           Assim que coloquei a minha jaqueta meu filho fruto do meu relacionamento com s/n pareceu no quarto carregando um pente nas mãos. Ele se parecia com estranhamente em praticamente tudo até mesmo o jeitinho de agir. Sorri para ele e fiz um gesto para ele se sentar na cama. Peguei o pente e fiz o mesmo penteado que o meu.

- Mamãe vai gostar de nós vê-la. – Adam disse sorrindo para mim.

- Claro que vai.

S/N Vision

           Depois que passei por toda aquela passarela pela a décima vez fiquei com vontade xingar a todos, minhas penas estavam doendo e esses saltos não ajudavam em nada. Victoria’s Secret estava a um passo de acontecer e tudo estava corrido demais, todo mundo que estava participando, seja modelo ou estilista estava uma pilha de nervosos e isso me incluía mesma.

           Assim que terminei de andar na passarela vi meu filho Adam correndo em minha direção. Sorri e abri os braços para recebe ele. – Mamãe você esta linda. – Ele beijou meu rosto.

- Você está tão parecido com o seu pai. – Disse admirando o seus cabelos bem penteados com um topete perfeito isso só poderia ser coisa do Zayn.

           Olhei em direção a porta e vi Zayn entrando sorrindo, não pude deixar de sorri quando o vi, mesmo depois do nosso divorcio é impossível não achar ele maravilhoso, ele tem uma beleza surreal e nosso filho puxou isso dele, fico honrada por isso ele é um ótimo pai. Levantei-me do chão e acenei para Zayn que fez o mesmo, nós dois não tínhamos um bom relacionamento, mas na frente do nosso filho fingíamos isso já que ele é muito pequeno para entender qualquer coisa no universo adulto.

- Vai se sentar com o papai, tenho que terminar isso. – Adam saiu correndo em direção ao Zayn e se sentou no colo dele. Olhando assim para os dois tinha certeza que eu ainda o amava, mas não tinha coragem de assumir isso.

 

Zayn Vision

           Fiquei olhando minha ex-mulher desfilando, ela parecia tão leve fazendo isso que eu mal podia tirar os olhos dela.

- Eu vou beber água. – Disse Adam.

- Tudo bem, você quer que eu vá com você?

- Pai já sou grande para fazer isso.

           Apenas sorri para ele, independente como a sua mãe. Fiquei olhando ela desfilar e eu percebi quando ela sorriu para mim e eu fiz o mesmo. Assim que Adam voltou ele parou na minha frente. – Pai quando alguém chama uma mulher de gostosa significa o que?

           Quando Adam disse essas palavras quase engasguei com a minha própria saliva. – Na onde você escutou isso?

- Eu ouvi dois caras falando isso enquanto a mamãe desfilava.

- Isso significa que eles não dois babacas que não sabem respeitar uma mulher.

ALGUMAS HORAS DEPOIS…

        Assim que deixei Adam na casa da S/n ele praticamente saiu correndo para a casa do seu amigo que ficava ao lado da sua casa. S/n ficou me olhando com desconfiança, mas eu realmente não queria ir embora queria ficar mais um pouco ao seu lado, mas eu sabia que não podia.

- Acho que você já pode ir embora. – Ela se virou e pegou algumas roupas que estavam espalhadas sobre o sofá.

           Quando ela abaixou para pegar uma peça de roupa que caiu no chão não conseguia desviar o meu olhar que estava sobre a sua bunda seu vestido subiu. Mordi os lábios e cheguei mais perto dela e passei minhas mãos na sua cintura, eu precisava disso precisava dela e a fazer gemer e disse aos gritos que ela é toda minha.

- Zayn…

- Você gosta de me provocar eu sei disso. – Beijei seu pescoço e ouvi seu gemido abafado. – Eu quero ouvir você gemer para mim. – Apertei sua bunda e suas mãos foram até minha nuca e seus lábios quentes me beijaram com vontade.

           Peguei-a no colo e subi ate nosso antigo quarto e a joguei na cama. Tirei minha jaqueta de corro é joguei em qualquer canto do quarto e voltei a beija-la enquanto puxava seu vestido para cima.

           Passei minha mão em cima da sua intimidade que ainda estava coberta pelo o fino pano da calcinha, seu corpo se contorceu na cama e ela mordeu meu ombro.

- Você sabe como me provocar, não é mesmo?

           Tirei o seu sutiã e comecei a chupar seus seios, fui descendo até sua virilha e puxei o pano da calcinha para o lado e coloquei dois dedos dentro dela.

- Oh, Zayn. – Ela puxou meus cabelos para trás.

           Coloquei minha boca e comecei a estimular com a língua enquanto fazia movimentos de vai e vem. Ela se contorcia na cama e praticamente gritava por mais, mas eu não iria a faze gozar agora. Assim que parei ela olhou para mim confusa, mas entendeu o recado. S/n amarrou os cabelos no alto da cabeça e jogou-me na cama e tirou minha calça junto com a minha Box. Quando meu membro pulou para fora da calça já duro ela lambeu os lábios e passo as suas pequenas mãos delicadas e colocou a boca e começou a fazer movimentos circulares. Forcei sua cabeça contra o meu pênis, mas ela parou e sorriu para mim.

- Eu quero senti você dentro de mim. – S/n mordeu meu pescoço e sentou em cima de mim.

           Soltei um gemido abafado juntamente com ela. Segurei a sua cintura e a ajudei com os movimentos rápidos. – Você estava louca para dá mim. – Dei um tapa na sua bunda e ela aumentou a velocidade.

           Quando estava chegando perto do meu orgasmo aumentei os movimentos ainda mais, enquanto ela praticamente gritava. Senti um liquido escorrendo e tive certeza que ela tinha gozado e logo depois eu também gozei dentro dela.

           S/n se deitou ao meu lado nua com a respiração acelerada. – Depois de todo esse tempo você já deve saber que eu sou louca por você.

- Por isso acho que nós dois merecemos uma nova chance.

Não chora pequena, eu sei que está doendo e muito. Eu o coloquei na sua vida, pois eu sabia que só você era capaz de mudar ele e transforma-lo em uma pessoa boa. Eu sei que você o ama de verdade, e agora está sofrendo por isso, mas está era a sua missão e você a executou muito bem. Fica calma, entregue seu coração a mim que eu vou cuidar das feridas e em breve colocarei o meu escolhido pra você em sua vida, aquele que saberá retribuir todo o amor que você dê, aquele que te fará feliz e vice versa. Eu te dei essa missão pois eu sempre soube da sua força, não temas, eu sempre estarei contigo.
—  Deus. 
Tá, ok. Ninguém é perfeito, mas isso já é sacanagem. O que essa mina faz não tem explicação. Ela é louca. Como pode me deixar puto da vida e minutos depois vir com aquele jeitinho de saber falar as coisas certas nos momentos certos e me deixar todo bestão por ela de novo? Porra, essa mina fode comigo.
—  Mas, cara…
Os traços do teu rosto já estão gravados em minha mente, o timbre da da sua voz eu já sei de cór. O tom exato dos seus olhos eu já não esqueço e o encaixe das nossas mãos já é perfeito. Não querer que isso acabe já um pedido que sempre faço crendo ser atendido. Só peço que não desista de mim por qualquer besteira, porque te quero hoje, amanhã e talvez a vida inteira.
—  Denise Costa
Perfeição.

As pessoas nos dizem o tempo todo que devemos ser perfeitos. Mas, o que é perfeição? O dicionário diz que é algo sem defeitos, algo belo, majestoso. Como nós sabemos o que é perfeição se nenhum de nós é perfeito? Sim, exatamente isso que você pensou, nós não sabemos. Então, como buscamos algo, quando na verdade, nem sabemos o que é? Então… nós não buscamos. O que nós realmente buscamos é uma ideia fantasiosa de perfeição, seja ela em nosso físico ou em nosso mental. Tentar melhorar, é uma coisa, tentar ser alguém que lhe foi imposto é outra.

❝As pessoas acham que a alma gêmea é o encaixe perfeito, e é isso que todo mundo quer. Mas a verdadeira alma gêmea é um espelho: a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama a sua atenção para você mesmo, para que você possa mudar a sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, porque elas derrubam as suas paredes e te acordam com um tapa.❞

O meu coração não era o bastante. Ele queria mais. Queria beleza. Um corpo perfeito, cabelo perfeito, pele perfeita. E isso, eu não tinha. Tinha apenas uma bagunça intensa no peito e um brilho nos olhos. Tudo bem. Eu aceitava que ele não me aceitava como eu era. Isso machucava. Sim, machucava. Contudo, não podia fazer com que ele gostasse de mim, não podia forçar a barra e arromambar a porta do seu coração. Esse sentimento só podia vir dele. E não veio. Nunca veio. E não vai vir. Tudo bem. Eu aceito que nem tudo acontece do jeito que esperamos. A vida tem disso, soca a nossa cara sem dó. Eu errei. Errei ao esperar algo realmente transbordante dele. Esperei que fosse diferente e que todas as coisas que me falava fossem de coração. E não foi. Eu errei e errei feio. Tudo bem. Ele não foi o primeiro que agiu assim nem vai ser o último. Ainda vou quebrar a cara bastante, me decepcionar bastante, me machucar bastante e vai doer bastante. É preciso tudo isso para que eu aprenda que a vida se resume em chegadas e partidas. Mais uma vez não foi dessa vez. Tudo bem. Tudo bem.
—  moonomania

AMORECOS! eu ando com uma vontade enoorme de fazer um plot de grupo pspirado em Gossip Girl, e como eu achei um bunnie perfeito pra isso, finalmente vim aqui atrás de partners! o plot ta todo bonitinho e traduzido embaixo do read more, junto com os personagens e FC’s já ocupados. pra participar é só me mandar o nome do personagem, o FC escolhido e o label dele. (podem mandar por ask, chat, comentar nesse post, ou até sinal de fumaça. SÓ VEM!)

Keep reading

Se você está lendo isso, quer dizer que eu cometi suicídio e obviamente não consegui apagar esse post da minha fila de publicações.
Por favor não fique triste, é para o bem. A vida que eu teria vivido não valia a pena ser vivida… porque eu sou transgênero. Eu poderia entrar nos detalhes para explicar por que eu sinto isso, mas essa mensagem provavelmente já vai ser bem comprida sem isso. Para dizer de forma simples, eu sinto que sou uma garota aprisionada no corpo de um garoto, e eu sinto isso desde que tinha 4 anos. Eu nunca soube que havia um nome para essa sensação, nem que era possível para um garoto se tornar uma garota, então nunca contei isso para ninguém e continuei a simplesmente fazer coisas tradicionalmente “de moleque” para tentar me encaixar.
Quando eu tinha 14 anos, eu aprendi o que queria dizer transgênero e chorei de alegria. Depois de 10 anos de confusão, eu finalmente compreendi quem eu era. Eu imediatamente contei par a minha mãe, e ela reagiu de forma extremamente negativa, me dizendo que isso era uma fase, que eu nunca seria realmente uma garota, que Deus não comete erros, que eu estava errada. Se vocês estiverem lendo isso, pais, por favor não digam isso para seus filhos. Mesmo se você for cristão ou contra pessoas transgênero não diga isso jamais para alguém, especialmente seu filho. Isso não vai realizar nada além de fazê-lo odiar a si mesmo. Foi exatamente isso que aconteceu comigo.
Minha mãe começou a me levar para um terapeuta, mas só me levava para terapeutas cristãos (todos eles muito preconceituosos), então eu nunca tive a terapia que eu realmente precisava para me curar de minha depressão. Eu só tive mais cristãos me dizendo que eu era egoísta e estava enganada e deveria buscar ajuda em Deus.
Quando eu fiz 16 anos eu percebi que meus pais nunca mudariam de ideia, e que eu teria que esperar até fazer 18 anos para começar qualquer tipo de tratamento de transição, o que partiu completamente meu coração. Quanto mais você espera, mais difícil é fazer a transição. Eu me sentia sem esperança, sentia que eu ia passar o resto da vida parecendo ser um homem fantasiado de mulher. No meu aniversário de 16 anos, quando eu não recebi a permissão de meus pais para começar a fazer transição, eu chorei até dormir.
Eu passei a ter uma atitude de “foda-se” com relação aos meus pais e me declarei gay na escola, achando que talvez se eu fizesse uma passagem gradual até me declarar trans o choque seria menor. Apesar da reação dos meus amigos ter sido positiva, meus pais ficaram putos. Eles resolveram que eu estava atacando sua imagem, e que eu era um constrangimento para eles. Eles queriam que eu fosse seu garotinho cristão perfeito, e obviamente isso não era o que eu queria.
Então eles me tiraram da escola pública, esconderam meu laptop e meu celular, e me proibiram de entrar em qualquer tipo de mídia social, me isolando completamente dos meus amigos. Provavelmente essa foi a fase da minha vida em que eu fiquei mais deprimida, e estou surpresa que eu não me matei. Eu fiquei completamente sozinha por 5 meses. Nada de amigos, nada de apoio, nada de amor. Apenas a frustração dos meus pais e a crueldade da solidão.
No final do ano escolar, meus pais finalmente mudaram de ideia e devolveram meu celular e permitiram que eu retornasse às mídias sociais. Eu fiquei feliz, finalmente eu tinha meus amigos de volta. Eles ficaram extremamente felizes de me ver e conversar comigo, mas só no começo. Depois de um tempo eles perceberam que estavam cagando e andando para mim, e eu me senti ainda mais sozinha que antes. Os únicos amigos que eu pensava que tinha só gostavam de mim porque me encontravam cinco vezes por semana.
Depois de um verão quase sem amigos além do peso de ter que pensar sobre a faculdade, economizar dinheiro para sair de casa, manter minhas notas altas, ir para a igreja toda semana e me sentir uma merda porque todos lá são contra tudo pelo que eu vivo, eu decidi que já deu. Eu nunca vou conseguir fazer uma transição bem-sucedida, mesmo quando eu sair da casa dos meus pais. Eu nunca serei feliz com a minha aparência ou a maneira como eu vou soar. Eu nunca vou ter amigos o suficiente para ficar satisfeita. Eu nunca vou ter amor o suficiente para ficar satisfeita. Eu nunca vou encontrar um homem que me ame. Eu nunca vou ser feliz. Ou eu vivo o resto da minha vida como um homem solitário que gostaria de ser uma mulher, ou eu vivo minha vida como uma mulher ainda mais solitária que odeia a si mesma. Não há como ganhar. Não há saída. Eu já estou triste o bastante, eu não preciso que minha vida fique ainda pior. As pessoas dizem que “a vida melhora” mas isso não é verdade no meu caso. A vida piora. A cada dia ela piora.
Essencialmente, é isso, essa é a razão porque eu quero me matar. Desculpe se essa não for uma razão boa o suficiente para você, é boa o suficiente para mim. Quanto ao meu testamento, eu quero que 100% das coisas que eu possuo legalmente sejam vendidas e que o dinheiro (mais o dinheiro que eu tenho no banco) seja doado para movimentos e grupos de apoio aos direitos civis trans, caguei para qual. A única maneira de eu descansar em paz é se um dia pessoas transgênero não forem tratadas como eu fui, sejam tratadas como humanos, com sentimentos válidos e direitos humanos. Gênero precisa ser ensinado nas escolas, quanto mais cedo, melhor. Minha morte precisa ter algum significado. Minha morte precisa ser contabilizada nas estatísticas de pessoas transgênero que cometem suicídio nesse ano. Eu quero que alguém veja essa estatística e pense “isso é uma merda” e dê um jeito nisso. Dê um jeito na sociedade. Por favor.
Adeus;
Leelah Alcorn.
—  Leelah, chamada pela família pelo nome de batismo, Josh Alcorn, morreu na madrugada do dia 28 de Dezembro de 2014, atropelada por um trator no condado de Warren County, em Ohio, EUA. Leelah havia programado uma carta aberta para ser publicada pouco após a sua morte. E revelava que não se tratou de um acidente, mas de suicídio.
Sexta-feira, finalmente! Me chamaram para uma festa, diziam que seria “a festa do ano” não pude recusar. Então lá pelas 19h eu comecei a me arrumar, já que Karina viria me buscar 21h. Tomei um belo banho de 20 minutos, como sempre faço e fui direto para meu quarto. Não sei se eu estava com frio por sair do banho naquela hora ou se tinha esfriado mesmo. Pois bem, abri meu guarda roupa e comecei a olhar cada peça com cuidado. Tantas roupas, tantas cores, tantas combinações e só uma festa, aliás, depois de anos. Talvez aquele vestido verde? Sempre caiu bem em mim, mas era a sua cor favorita e a cor de seus olhos, então melhor não. Que tal, a blusinha azul com a saia preta? Ficaria perfeito, mas eu usei isso no nosso primeiro encontro, então melhor não. Então o vestido vermelho? Não tem coisa mais linda, mas eu iria usar no nosso, aniversário de namoro, então deixa pra lá. E agora? Que roupa eu vou? Vou acabar chegando atrasada, que raiva, culpa dele! Okey, vou com essa saia prata e uma blusinha nova da minha mãe. Não está muito bonito, mas dá pro gasto. Karina já está me esperando, então vamos lá! Chegando lá olho aquela casa, um tom bem leve de laranja, igual a casa dele. Fiquei olhando uns 5 minutos até Fernando, meu amigo, chegar e me cumprimentar, me abraçou e disse que estava surpreso em me ver fora de casa, é, eu não saia muito depois dele me deixar. Quando entrei naquela casa, tinha mais gente do que eu esperava, mas nenhum sinal dele, um alívio. Fui para a sala, onde estava a maior parte das pessoas, quando olhei para o lado, Karina se jogando no colo do Fernando, isso já era de se esperar, pelo menos ela estava se divertindo. E era isso que eu vim fazer, então fui para a cozinha, aproveitar e pegar uma bebida. Me dirigi para o balcão, onde estava a vodka, e era a preferida dele. Quando fui pegar um copo, alguém colocou a mão na frente, e eu conhecia aquela mão. Era dele, certeza disso! Respirei fundo e olhei para cima, e era ele mesmo, aqueles olhos verdes, me fazendo perder os sentidos como sempre. Sem jeito eu disse “Oi”, bem seco fingindo não se importar com a presença dele. Mas no fundo eu estava morrendo de vontade de abraça-lo. Ele sorriu e disse “Oi amor”. Fiquei olhando para o rosto dele, amor? Amor? Como assim? Eu? Mas fiquei quieta e praticamente virei as costas pra ele. Tentei sair na verdade, pois ele segurou minha mão e me disse para esperar. Meu coração já estava gritando para eu ficar, para eu pular nos braços dele, dizer que estou com saudade mas fiquei repetindo na minha cabeça “eu não vou, não vou me virar, não vou olhar naqueles olhos verdes de novo, de novo não, não e não”. Mas não pude segurar meu coração, quando percebi já estava olhando para ele novamente. Tomei coragem pra falar “eu não posso Leo…” nem me deixou terminar a frase e me beijou. E o que eu poderia fazer? Mesmo eu negando, eu queria isso, queria ele de novo.
—  Bia Maria, adesejar.