pensamentos

O que transforma um hábito em algo especial? Os rituais que o envolvem. Foi assim que me apaixonei pelos vinhos. Pois não foram eles - os vinhos, em si - os maiores culpados dessa ligação que hoje me faz parar em frente às prateleiras, procurando a melhor opção. Mas sim os momentos deliciosos que eles acompanharam. Posso fechar os olhos e lembrarei de cada minuto. Em todos eles havia uma ou mais garrafas brilhando sobre a mesa. E, o grande detalhe está justamente aí, elas nunca foram a causa. Elas faziam parte do ritual, das noites animadas, das conversas interessantes, das risadas contagiantes, das músicas cantadas alto, das danças no meio da sala, dos beijos deliciosos e das palavras doces sussurradas baixinho ao pé do ouvido. E então, de repente, você está pego.
—  Monica March