paterno'

Vago por espaços em viadutos
Me declaro ao calcanhar que me borra
Glorificando a terra que me absolve dos insultos
Direcionados da corte que jamais sorri


Esguia enguia
Assobiando cânticos românticos
O platônico me pertences,
O realismo me destaca como enfeites…


Torre de Babel nos ouvidos,
Entretanto, tantos segredos soavam como ruído
Fora par do erudito rascunho,
Preferi beber com poetas malditos


Digo a vós já de antemão
Nenhum fidalgo faminto me terias
Pois o papiro de batismo dizias sim
Enquanto a batina de família enxergava um novo encanto…


Aconchego-me em verdadeiros braços amorosos
Orbito no teu imaginário, meu caro?
Leito frio de conjugues nada diz, se não meu asco
Aprofundo-me em filosofias, a fidúcia que me imaginas não corresponde ao que quero…


O casamento branco fora sorteado, vendido e sepultado
Que culminara no casamento vermelho de nós
Sem culpa dos dois cantos da trincheira com um pitada de mágoa
Preparar e explanações líricas e simpatias para espantar visitas…


O veneno soturno me rendeu
Amaldiçoando-me a traças e rendas
Quis sempre a língua igualitária
Mas diante de meus olhos vi o sangue paterno me diluir…


Versei-me ao meu próprio bem
Não lhe amaldiçoei por mim também
O luto fez-me livre, em vez de dor virastes verbo
Em minhas verborragias noturnas, pude estacar personas melancólicas que nasciam-se aos montes…

—  Lucrécia, Pierrot Ruivo
Epica da quartiere

La scena che sto per descrivere ha dell’epico.
Un cane che sta nella casa di fianco prende ad abbaiare senza motivo.
Essendo le sue dimensioni importanti, si sente anche troppo bene.
Soprattutto, dà l’impressione di non voler smettere tanto presto.
Mio padre, allora esce sul balcone.
E ne dice un sacco e tre sporte - con tono di voce sostenuto - ai padroni che non stavano facendo nulla per farlo smettere.
I cretini erano in casa e l’avevano lasciato sul balcone.
Dopo l’intervento paterno, il cane non si è più sentito.
Chissà come mai.

Paterno read the classics and often quoted Plato. Plato once wrote “Good people do not need laws to tell them to act responsibly, while bad people will find a way around the law”. Make no mistake, Joe Paterno was not good people.
—  Patrick Perion, a child abuse investigator working in the Mid West