para boots

Digo para mim mesma que não preciso de ninguém, que vivo bem sozinha. Mas eu preciso, B. Preciso de carinho, de amigos, de amor. E eu nem sei mais se ainda sinto a falta dele, dos momentos que tivemos ou se é apenas carência. Porque não sei encontrar amor em qualquer lugar, B. Não sou como ele, não sou como as outras pessoas. Se não for verdadeiro, eu não quero. Se for unilateral, eu não aceito. Quero algo real, algo que aqueça a alma, que me cuide e me proteja. B, eu escuto as pessoas falarem de amor como se fosse algo qualquer, escuto as pessoas zombando do amor que lhes é dado, porque não querem uma pessoa só, enquanto é exatamente isso que quero.