talvez crescer fosse isso
esse mero aceitar
esse simples dar de ombros
para tudo que doí por dentro
esse fingir não ver e nem sentir
que o caminho que você segue
é o único que você não quer seguir.

(penejar)

Vá embora e não olhe pra trás. Todos nós fazemos escolhas na vida. O difícil é conviver com elas. E não há quem possa ajudá-lo com isso. Vá.
—  As Palavras.

era estranho
toda vez que eu parava para pensar
para sentir quem de fato eu era
me deparava com coisas nada concretas:
de um lado existia o vazio esperando o grande momento da virada
e do outro existia a saudade, de tudo o que já fui e do nada.

Despencando dentro de mim mesma
quebrando tudo o que já existiu
revendo coisas que nunca
pensei que seriam revistas
isolando o que eu sinto por você
só para saber
se sem isso
ainda dá 
pra continuar.